Confira como o São Paulo vai utilizar o dinheiro da venda de Antony

A venda de Antony ao Ajax, da Holanda, acontece em um dos momentos financeiros mais delicados da história do São Paulo. No final do ano passado, o clube registrou um déficit de R$ 180 milhões. A situação agravou a pressão sobre o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

A negociação de Antony ajuda a amenizar a situação, mas não resolve por completo os problemas enfrentados pelo São Paulo. O atacante foi vendido em uma composição financeira que pode render até R$ 134 milhões ao Tricolor, divididos da seguinte forma:

16 milhões de euros (cerca de R$ 74 milhões) por Antony;

6 milhões de euros (cerca de R$ 28 milhões) em caso de metas cumpridas pelo jogador no novo clube;
7 milhões de euros (cerca de R$ 32 milhões) por 20% de revenda futura que o São Paulo tinha de David Neres.

O São Paulo ainda fica com 20% de mais valia, ou seja, uma porcentagem do que exceder 16 milhões de euros de uma possível venda futura de Antony pelo Ajax.

Destes valores, o São Paulo irá receber R$ 32 milhões à vista e R$ 74 milhões até o final do ano. Antony abriu mão de parte 10% dos direitos econômicos a que tinha direito. Os outros R$ 28 milhões dependem do desempenho do jogador no novo clube. Devem ficar para 2021.

Os R$ 32 milhões, por sua vez, serão utilizados inicialmente para quitar direitos de imagem e algumas luvas de jogadores que têm isso no contrato, como, por exemplo, Daniel Alves. Os salários também serão pagos com esse valor.

A fatia inicial também será importante para o São Paulo ter fluxo de caixa. Um dos grandes problemas do clube no ano passado foi exatamente a falta desses recurso devido às eliminações precoces na Libertadores e na Copa do Brasil.

Já os R$ 74 milhões, que serão pagos até o final do ano, devem ser utilizados para diminuir a dívida bancária do clube. Na previsão orçamentária aprovada no ano passado, um dos principais focos para os próximos três anos é a redução desta dívida em 50% ao ano.

Contratações

Por enquanto, o São Paulo não prevê nenhum tipo de contratação para reforçar o elenco. Durante a pré-temporada, o Tricolor chegou a sondar alguns centroavantes, mas nenhuma negociação avançou.

Para a vaga que será deixada por Antony, o São Paulo apostou neste começo de temporada em Helinho. Com a lesão do atacante, Fernando Diniz passou a utilizar Pablo pelo lado direito do campo e centralizou Alexandre Pato. Neste momento, a comissão acredita que há peças dentro do elenco para suprir essas necessidades.

Jogadores das categorias de base também podem ganhar espaço com essa vaga que ficará aberta. No elenco principal atualmente, o São Paulo tem 18 jogadores revelados em Cotia.

Globo Esporte

SPFC fecha venda de Antony para o Ajax; jogador faz exame nos próximos dias

O São Paulo definiu a venda de Antony para o Ajax. O jogador vai realizar exame médico nos próximos dias e assinar o contrato para sacramentar o negócio com os holandeses. Como a janela de transferências está fechada, o atacante só deve atuar no futebol europeu no segundo semestre. Hoje, a partir das 19h, no Morumbi, ele deve defender o Tricolor paulista no clássico com o Corinthians, pelo Campeonato Paulista.

Como publicou o UOL Esporte, o negócio foi encaminhado ontem, quando o gerente executivo de futebol do clube, Alexandre Pássaro, esteve com os dirigentes holandeses. O brasileiro estava na Europa para realizar o curso de gestão da UEFA e aproveitou a ocasião para dar prosseguimento à transação. No total, o São Paulo pode receber até 29 milhões de euros (R$ 134,8 milhões) – endo 22 milhões de euros do Antony (incluindo metas atingidas pelo atacante no novo clube) e 7 de euros por 20% dos direitos de David Neres.

O São Paulo tinha a necessidade de negociar um jogador para reforçar o seu caixa. No ano passado, o clube fechou com um déficit de R$ 180 milhões. O clube também havia atrasado os salários em carteira de janeiro dos jogadores (o que foi quitado ontem, independentemente da negociação de Antony) e o próprio executivo de futebol tricolor, Raí, havia dito em reunião do Conselho Deliberativo que era o momento de vender e não contratar atletas.

O Ajax, por sua vez, já havia demonstrado interesse em Antony. Neste início de ano, a oferta do Ajax chegou a 25 milhões de euros, mas em um formato que não agradou aos tricolores.

UOL

SPFC e Ajax podem incluir percentual de David Neres em venda de Antony

Restando dois dias para o fechamento da janela de transferências nos principais mercados europeus, São Paulo e Ajax trabalham em uma negociação complexa por Antony. O atacante pode ser vendido por um valor acima do que era previsto, em uma operação na qual o Tricolor também venderia alguns direitos que ainda tem sobre David Neres.

É esse cenário cheio de detalhes que coloca os holandeses na frente do Borussia Dortmund neste momento, mesmo que o clube alemão possa estar com os cofres turbinados pela possível saída do inglês Jadon Sancho. O UOL Esporte explica as tratativas entre São Paulo e Ajax abaixo:

Valores
O São Paulo já recusou propostas de 18 milhões de euros no mês passado. A ideia do clube era começar a negociar a partir de 20 milhões, valor de uma oferta feita no ano passado pelo Manchester City em parceria com o Sporting. Isso tirou outros clubes da briga, como o Nice, da França. O Dortmund deve ter condições pela venda de Sancho e o Ajax colocou na mesa uma composição diferente que foi considerada positiva.

Percentual e bônus por David Neres
Quando vendeu David Neres ao Ajax no início de 2017, o São Paulo assegurou o direito de receber 20% de negociações futuras envolvendo o atacante. Inclusive, ao ver os holandeses não vendê-lo na temporada passada, o Tricolor se frustrou e passou apuros financeiros. Agora, para não ficar à mercê de uma grande venda de Neres, o time paulista tem a opção de negociar esse percentual junto com a transação por Antony.

O que o Ajax sugeriu é dar uma quantia maior pela compra de Antony, mas que na verdade representaria a cessão desses 20% pelo São Paulo. Neres é avaliado em 40 milhões de euros. Ou seja, se ele fosse negociado por esse valor e descontando possíveis comissões, o São Paulo ficaria com cerca de 7,5 milhões de euros. A ideia dos holandeses é oferecer, de pronto, sem a dependência de uma venda de Neres, um valor abaixo do que seriam esses 20%.

Por sua vez, o Tricolor tenta subir essa fatia que seria referente a Neres lembrando que o jogador está prestes a bater mais metas estipuladas no contrato de 2017 e que renderiam imediatamente 1 milhão de euros. Esse bônus — outros já foram alcançados — é referente à quantidade de jogos que Neres deveria cumprir no Ajax.

O São Paulo só vai aceitar incluir esse percentual e esse bônus ligados a Neres se considerar a proposta por Antony abaixo do esperado. Se a oferta direta já for suficiente para os planos do Tricolor, esses possíveis gatilhos serão deixados de lado. Se aceitar, o São Paulo ainda continuaria com direito a 3,5% de qualquer transferência internacional de Neres por ser o clube formador.

Segurar Antony até junho ou manter percentual de venda futura

Outros dois fatores podem interferir no valor da proposta do Ajax — ou até mesmo do Borussia Dortmund. O São Paulo tenta negociar a permanência de Antony pelo menos até junho, quando reabre o mercado europeu. O objetivo seria manter o time mais forte na busca pelo título do Campeonato Paulista. Uma cláusula desse tipo pode diminuir o valor da oferta dos interessados no atacante.

A diretoria do São Paulo também tenta colocar na negociação a manutenção de um percentual dos direitos econômicos de Antony ou uma cláusula de venda futura, como foi feito com Neres há três anos. Caso consiga, isso também pode fazer com que os europeus baixem as cifras no ato da compra.

Tempo é curto para a janela fechar

Com os dois dias que faltam para a janela fechar, o São Paulo se vê em situação mais confortável do que os clubes interessados em Antony. O Dortmund, por exemplo, precisaria fazer uma reposição rápida a Sancho. No caso do Ajax, que monitora Antony há tempos, o desejo é não perder a chance de fechar um negócio ou pelo menos garantir a prioridade de compra do atacante. Assim, o São Paulo entende que conseguirá fazer mais exigências e barganhar mais diante da vontade dos holandeses e da concorrência que eles encaram na negociação.

UOL

São Paulo crê que Antony poderá se valorizar ainda mais com participação na seleção olímpica e tenta adiar venda

O São Paulo sabe que precisa trabalhar no mercado da bola para buscar cerca de R$ 80 milhões e reduzir o seu déficit anual, que está na casa dos R$ 180 milhões. O jogador mais cotado para ser negociado e contribuir com o caixa tricolor é Antony. No entanto, segundo apurou o UOL Esporte, o departamento de futebol não está disposto a fechar uma transferência agora, com os valores que foram sinalizados. Os dirigentes acreditam que o atleta poderá se valorizar ainda mais com a sua participação na seleção olímpica, no início de 2020.

Até o momento, o RB Leipzig se mostrou disposto a desembolsar 18 milhões de euros (R$ 81,54 milhões) para contratá-lo. Já o Borussia Dortmund enviou representantes para acompanhar a partida entre o Tricolor paulista e o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o atacante, de 19 anos, foi o autor do gol da vitória dos donos da casa por 1 a 0.

LEIA TAMBÉM: Bragantino faz sondagem milionária por Walce, mas SP quer condições melhores

Além de levar em conta a parte esportiva, os integrantes do departamento de futebol acreditam que o jogador, que foi titular da seleção de André Jardine em outras oportunidades, poderá ficar ainda mais valorizado após defender o país no torneio internacional. Ou seja, uma transferência agora, com tais valores, não seria considerada satisfatória.

Ainda dentro deste plano de valorização do jogador, o São Paulo sempre deu preferência para negociá-lo na janela de transferência do meio de ano, considerada mais nobre para o mercado europeu. Uma possibilidade estudada pelo clube seria a de acertar a saída do garoto e ele só deixar o clube na metade de 2020.

Para tentar reduzir o déficit, o clube pode também negociar outros atletas que não são tão utilizados. Hudson e Jucilei, por exemplo, têm contratos longos e não são considerados titulares absolutos. Nas últimas semanas, o clube também recebeu sondagens por Helinho e Walce, do Red Bull Bragantino. Vale destacar que o zagueiro Walce e Igor Gomes também estão convocados para defender a seleção no Pré-Olímpico de 2020.

O trio deverá se apresentar em 3 de janeiro e a preparação seguirá até o dia 15. No dia 16, a seleção embarca para a Colômbia. Como o torneio internacional será disputado até 9 de fevereiro, caso a seleção participe de toda a competição, os jogadores vão desfalcar o Tricolor paulista nas primeiras cinco rodadas do Campeonato Paulista.

UOL

São Paulo recusa mais de R$ 67 milhões por Antony, e futuro poderá ser definido em 2020

São Paulo recusou vender Antony por 15 milhões de euros (cerca de R$ 67,6 milhões). O clube recebeu sinalizações de propostas do Borussia Dortmund e do RB Leipzig, ambos da Alemanha, mas acredita que o atacante vale mais. Um terceiro clube de nome não revelado também tem interesse no atleta.

No meio do ano, o São Paulo disse ter recusado 20 milhões de euros do Manchester City por Antony, em uma parceria com o Sporting.

A janela para transferências na Europa se abre em janeiro, quando o mercado deverá estar mais movimentado.

Portanto, apesar da necessidade de vender jogadores até dia 31 (terça-feira) para amenizar o déficit de R$ 180 milhões no orçamento, o São Paulo não vê sentido em negociar Antony por um valor abaixo do que acredita que pode ter em janeiro.

O São Paulo projetou receber R$ 80 milhões até dia 31 e acredita que os europeus estão usando esse “desespero” nas vendas para tentar diminuir o valor da compra por Antony.

São Paulo recusa R$ 67,6 milhões por Antony — Foto: Marcos RiboliSão Paulo recusa R$ 67,6 milhões por Antony — Foto: Marcos Riboli

São Paulo recusa R$ 67,6 milhões por Antony — Foto: Marcos Riboli

 

Diante desse panorama, o futuro do atacante provavelmente terá uma definição apenas em 2020. Mesmo que não tenha propostas acima dos valores sinalizados agora, o São Paulo acredita que terá clubes dispostos a pagar ao menos 15 milhões de euros pelo jogador.

Antony foi convocado pela seleção brasileira sub-23 para a disputa do pré-olímpico na Colômbia, de 18 de janeiro a 10 de fevereiro (a preparação começa no dia 3, na Granja Comary). Neste momento ele é o jogador do São Paulo mais valorizado no mercado.

Caso haja uma negociação, não está descartada a possibilidade de fechar uma venda de Antony em janeiro e liberar a saída do jogador apenas no meio de 2020– início da temporada europeia.

Antony tem contrato com o São Paulo até 2024. Na renovação, ficou acertado que o Tricolor cederá uma fatia dos direitos econômicos ao jogador a partir de 2020.

Globo Esporte

Venda de Rodrigo Caio pode reforçar os cofres do Morumbi

O São Paulo não vive um bom momento em termos de finanças. O clube acumulou, até agosto de 2019, um déficit orçamentário de R$ 77 milhões na temporada. Além do mais, até o momento, o Tricolor paulista está muito longe de alcançar sua meta prevista com a transferência de atletas: são esperados R$ 121 milhões até o final do ano, e, até agora, foram atingidos apenas R$ 71 milhões. Por isso, os dirigentes sabem que vão ter de negociar mais jogadores até o fim do ano. É aí que volta à tona o nome de Rodrigo Caio, mesmo no Flamengo. O zagueiro ainda pode reforçar os cofres do Morumbi. E o melhor: sem que o elenco paulista sofra baixas.

Quando assinou com o Rubro-Negro, o zagueiro ficou com 10% dos seus direitos, passou 45% para o time carioca, e 45% continuaram com o São Paulo. Os cariocas desembolsaram na época por 5 milhões de euros (R$ 22,2 milhões então). Vale destacar que a multa rescisória no Tricolor paulista era de 18 milhões de euros, mas o jogador já tinha demonstrado o desejo de deixar o clube que o revelou.

Segundo o contrato firmado entre as partes, o clube carioca teria de pagar mais 1 milhão de euros por mais 15% caso o defensor jogasse mais de 4 mil minutos neste ano. Tal meta já foi atingida. Portanto, é certo que o Tricolor paulista vai embolsar mais R$ 4,4 milhões. Assim, o clube carioca passará a ter 60% dos direitos, enquanto o o São Paulo fica com 30%.

Em 2020 o Flamengo pode adquirir mais 15% caso a meta estipulada em contrato seja novamente atingida. Deste modo, passaria a ter 75% dos direitos sobre o zagueiro – o Tricolor paulista ficaria com 15%.

Diante desses cálculos, a diretoria tricolor espere que o jogador continue a ter um bom desempenho, volte a chamar a atenção do mercado europeu e seja negociado ainda neste ano para o exterior.Afinal , hoje os paulistas teriam ainda direito a receber 30% de uma transferência. Recentemente, o jogador chegou a ter o seu nome especulado no Barcelona, mas nenhuma proposta chegou a ser oficializada.

UOL

SPFC abre venda geral de ingressos para jogo contra o Goiás

Visando embalar no Campeonato Brasileiro, o São Paulo recebe o Goiás no Morumbi na próxima quarta-feira (25). A venda de ingressos para público geral foi aberta na manhã deste domingo.

A expectativa do Tricolor é voltar a receber um bom público em sua casa. Afinal, o São Paulo tem a segunda melhor média de público do Brasileirão, atrás apenas do líder Flamengo.

São Paulo FC

@SaoPauloFC

São Paulo x Goiás: venda de ingressos aberta para toda a torcida! torcer pelo São Paulo em mais um jogo do Campeonato Brasileiro 🇾🇪

Compre online: http://spfc.vc/2NoN87L 

View image on Twitter
112 people are talking about this

O preço das inteiras varia entre R$ 30, para as arquibancadas Laranja e Amarela, e R$ 180, referente ao camarote Morumbi Premium. Os ingressos para arquibancadas e cadeiras térreas só podem ser adquiridos por meio da Internet.

Após chegar aos 35 pontos e encostar no G4, a equipe de Cuca busca construir uma sequência de resultados positivos no segundo turno, enquanto o Goiás joga visando se distanciar da zona de rebaixamento.

Gazeta Esportiva

São Paulo encaminha a venda de Morato ao Benfica por R$ 27 milhões

O São Paulo encaminho a venda de Morato ao Benfica por 6 milhões de euros. (R$ 27,3 milhões na cotação atual). O valor é referente a 85% dos direitos do jogador de 18 anos, que ainda está em transição para o profissional e atua em competições da base do clube. A negociação deve ser fechada em breve, quando as partes acertarem como ficará os 15% restantes do contrato.

A insistência do time português pelo jovem zagueiro tricolor já existe há algumas semanas, mas nas últimas horas o acerto ficou próximo e a batida do martelo não deve demorar a acontecer, embora não haja pressa, pois a janela portuguesa fecha apenas depois do dia 20 de setembro.

Enquanto o São Paulo quer ficar com 15% dos direitos de Morato, o Benfica quer dar 15% de uma venda futura. No momento, é o único entrave antes de o negócio seja fechado. Mesmo assim, há otimismo de ambas as partes para que o desfecho seja positivo, por acreditarem que será algo simples de equalizar.

Para o Tricolor, a transferência de Morato será um alívio nas finanças do clube, que nunca escondeu que precisaria negociar algum jogador para equilibrar as contas. Embora treine muitas vezes com a equipe principal, o zagueiro não foi usado por Cuca, que não se opõe à venda. Para a posição, o técnico ainda conta com Arboleda, Anderson Martins, Bruno Alves e Walce.

Recentemente, o São Paulo recusou uma proposta do Al Ahli, da Arábia Saudita, por Reinaldo. Seria uma outra boa oportunidade para fazer caixa, mas o lateral-esquerdo é considerado uma peça fundamental no time e o clube decidiu segurá-lo, além de negociar uma renovação contratual.

Lance!

Após problemas com sócios, São Paulo abre venda de ingressos para público geral

Na manhã desta terça-feira, o São Paulo divulgou a abertura da venda de ingressos para o jogo contra o Grêmio, que ocorre no próximo sábado, no Morumbi. Além disso, o Tricolor aproveitou para se manifestar novamente em relação aos problemas que os sócios torcedores tiveram para adquirir suas entradas de modo antecipado.

O programa Sócio Torcedor, oferecido pelo São Paulo, prevê benefícios como descontos e datas exclusivas para a aquisição de ingressos. No entanto, diversos associados não conseguiram efetuar a compra.

São Paulo FC

@SaoPauloFC

Vendas abertas para o público geral! Anota aí na agenda e convoca a galera: sábado (31/08), às 11h, no Morumbi, tem São Paulo x Grêmio. Garanta já o seu ingresso: https://spfc.vc/30OEp1y  🇾🇪

View image on Twitter

São Paulo FC

@SaoPauloFC

Para garantir o benefício dos nossos Sócios Torcedores, que enfrentaram problemas nos últimos dias, estão reservadas cotas de ingressos de todos os setores do Morumbi, até as 18h de sexta-feira, com os devidos descontos referentes a cada plano. Compre já: https://spfc.vc/30OEp1y 

43 people are talking about this

Para o público geral, os preços das entradas variam de R$ 60 (inteira), referente às arquibancadas Amarela e Laranja, e R$ 220, para as cadeiras especiais Vermelha e Azul.

O confronto entre São Paulo e Grêmio é válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após ser derrotado pelo Vasco no último domingo, o Tricolor Paulista busca se reaproximar da ponta da tabela.

Gazeta Esportiva

São Paulo divulga preços e datas de venda de ingressos para clássico

O São Paulo divulgou nesta terça-feira as informações referentes à venda de ingressos para o clássico contra o Palmeiras, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, no próximo dia 13 de julho, às 19h (horário de Brasília). A partida marca a volta do Tricolor aos gramados depois da pausa para a Copa América.

Os bilhetes (valores inteiros) variam de R$ 30 a R$ 160. O valor mais barato são para as arquibancadas Laranja-Sul e Amarela-Norte, atrás das metas. As arquibancadas centrais, Azul-Leste e Vermelha-Oeste, saem por R$ 40.

As cadeiras numeradas do anel intermediário do Morumbi variam entre R$ 70 e R$ 160 e a cadeira térrea sai por R$ 70. Como o clássico conta com torcida única, não há venda de ingressos para a torcida palmeirense.

Os bilhetes estarão disponíveis para sócios-torcedores a partir das 22h (horário de Brasília) da próxima quinta-feira pelo site http://www.totalacesso.com. A venda geral começará na segunda-feira, a partir das 10h, no mesmo endereço.

O comércio físico ocorre entre o dia 10 e a data da partida, no Estádio do Morumbi. Os bilhetes também poderão ser encontrados, sujeito a disponibilidade, no Anacleto Campanella em São Caetano, além do estádio do Juventus na Rua Javari e o Ginásio do Ibirapuera.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Lyon contrata Thiago Mendes por R$ 108 milhões; São Paulo levará R$ 540 mil

O Lyon acertou a contratação do brasileiro Thiago Mendes por 25 milhões de euros (R$ 108 milhões). O jogador, que estava no Lille, também da França, viaja ainda hoje (1º) para passar por exames médicos e assinar contrato com a nova equipe. O empresário de Thiago Mendes, Paulo Pitombeira, está em Lyon e costurou o acordo que culminou na venda do meia.

Antigo jogador do São Paulo, Thiago Mendes renderá R$ 540 mil aos cofres paulistas. O valor é referente ao mecanismo de solidariedade da Fifa. Como o meia atuou no time do Morumbi na temporada em que completou 23 anos – idade máxima do mecanismo -, o clube tem direito a 0,5% do valor de futuras vendas.

O São Paulo vendeu Thiago Mendes em junho de 2017. Na ocasião, o Lille desembolsou 9 milhões de euros (R$ 34 milhões, na cotação da época) para fechar a contratação.

Thiago Mendes foi revelado nas categorias de base do Goiás e atuou por lá até 2014. No cálculo do mecanismo de solidariedade da Fifa, o clube terá direito a R$ 4,86 milhões do negócio entre Lille e Lyon, equivalente a 4,5%.

Fonte: UOL

Venda de Thiago Mendes ao Lyon renderá um dinheiro ao São Paulo

O volante Thiago Mendes está próximo de trocar o Lille pelo Lyon, segundo o Globoesporte.com e o Fox Sports. A negociação está praticamente fechada e envolve o valor de 25 milhões de euros (cerca de R$ 108,9 milhões). O jogador chegará ao clube com as bênçãos do técnico Sylvinho e do executivo Juninho Pernambucano, brasileiros recém-chegados ao Lyon e responsáveis pela montagem do elenco.

Com venda quase fechada para o Lyon, Thiago Mendes deve render 0,5% aos cofres do São Paulo e 4,5% ao Goiás.

Estimada em 25 milhões de euros, chegando a aproximadamente R$ 110 milhões, o Tricolor que está com problemas financeiros, receberá de braços abertos este dinheiro.

Fonte: Blog do São Paulo

Ajax ‘segura’ venda de David Neres

David Neres é um dos grandes nomes da janela de transferência da Europa. Porém, o Ajax resolveu esperar a sequência da Copa América para abrir conversas com outros clubes.

Para os holandeses, um título com a camisa da Seleção valorizará ainda mais o atleta. Quem também aguarda a situação é o São Paulo, que tem direito sobre o jogador.

Confira o vídeo abaixo:

Fonte: Blog do Jorge Nicola