Tricolor finaliza instalação dos telões no Morumbi

O São Paulo concluiu nesta semana a instalação dos telões que ficarão nas arquibancadas leste e oeste no estádio do Morumbi. As estruturas foram concluídas e testadas no fim de semana e o resultado foi o melhor possível: resolução altíssima, imagem de qualidade e uma modernização importante para a casa são-paulina, que recentemente já havia ampliado e melhorado os vestiários e o túnel de acesso ao campo.

As dimensões mostram a imponência das novas estruturas. São dois painéis de 20,16m de largura por 7,68m de altura, o que dá uma área total de 154,82m2 distribuídos em 24 toneladas. Para se ter um parâmetro de comparação, os telões do Maracanã e Mineirão possuem 98m2. A resolução é a P10 (pixels de 10mm), que é o dobro da resolução aconselhada – a resolução total é de 2016 x 768 pixels. Tudo para garantir ao torcedor uma imagem de alta qualidade e que melhore ainda mais a experiência do torcedor no Morumbi.

“A instalação dos telões é mais um passo importante no processo de modernização do nosso estádio, que se mantém confortável e moderno mesmo quase 60 anos após sua construção. Nosso esforço foi em trazer um equipamento que realmente tivesse um impacto para o torcedor e fizesse diferença para quem vem ao estádio. Os primeiros testes nos dão a certeza de que alcançamos o objetivo e conseguimos trazer uma melhoria importante para nosso estádio”, avaliou o diretor executivo de infraestrutura, Eduardo Rebouças.

A estreia dos telões acontecerá na próxima sexta-feira (14 de junho), na abertura da Copa América entre Brasil e Bolívia, às 21h30. O Morumbi ainda receberá mais dois confrontos pela primeira fase da competição: Japão x Chile (dia 17, às 20h) e Colômbia x Qatar (dia 19, às 18h30). O primeiro jogo do Tricolor com os novos telões acontece dia 14 de julho, no clássico contra o Palmeiras, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira as especificações técnicas dos telões:

Estruturas 20,16m de largura por 7,68m de altura cada

Área total: 154,82 metros quadrados
Resolução total: 2016 x 768 pixels
Peso: 24 toneladas cada
Pixel Pitch: 10mm
Densidade: 10.000 pixels por metro quadrado

 

Fonte: saopaulofc.net

Anúncios

E os telões? Saiba quando o tricolor estreará os telões do Morumbi

O São Paulo não fará uso dos telões do Morumbi antes da pausa para a disputa da Copa América. Prestes a entrega-lo à Conmebol, o time de Cuca jogará mais duas vezes em seu estádio, no próximo domingo e na próxima quarta-feira, ambos os duelos contra o Bahia, mas os modernos adereços da casa tricolor ainda não terão condições de funcionar.

A ideia do diretor de infraestrutura do São Paulo, Eduardo Rebouças, era de que a instalação dos telões do Morumbi fosse concluída no dia 25 de maio, entretanto, os inesperados duelos com o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, forçaram o departamento a adiar o prazo para início de junho, quando os painéis devem ser testados pela primeira vez.

nicialmente, o Morumbi já estaria entregue à Conmebol para a disputa da Copa América nas datas dos confrontos citados. Mas, após diálogo entre as partes, os jogos entre São Paulo e Bahia, pelo Brasileirão e Copa do Brasil, acontecerão no estádio tricolor.Na próxima quarta-feira, apesar de não estar funcionando, o telão instalado acima da arquibancada vermelha já poderá ser visto pela torcida são-paulina no duelo com o Bahia, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O painel acima da arquibancada azul, por sua vez, está mais atrasado, já que o setor costuma ser um dos mais lotados em dias de jogo e justamente por isso não pode ser fechado.

A expectativa é de que os dois telões estejam instalados e prontos para serem testados no dia 1 de junho. A estreia do Brasil na Copa América, inclusive, acontecerá no Morumbi, no dia 14 de junho, às 21h30 (de Brasília), contra a Bolívia.

Confira detalhes sobre os telões que serão instalados no Morumbi:

Sede da abertura da Copa América 2019, a casa do São Paulo Futebol Clube contará com dois Painéis Full Color de 154,82 metros quadrados cada, com 20,16 metros de largura por 7,68 metros de altura. O projeto é assinado pela Imply e os telões na capital paulista serão os maiores já produzidos pela empresa na categoria.

Os painéis serão colocados sobre as arquibancadas azul e vermelha, localizadas no meio do campo. Vale lembrar que, até então, o maior painel já produzido está instalado no Estádio La Nueva Olla, do Cerro Porteño, no Paraguai, com aproximadamente 138 metros quadrados.

A recomendação da FIFA é de que os painéis instalados em arenas e estádios possuam resolução P20 (pixels de 20mm). Os do Morumbi terão números ainda superiores, com resolução P10 (pixels de 10mm), uma das soluções tecnológicas mais modernas da atualidade. O peso dos painéis são de 24 toneladas cada.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Estádio do Morumbi terá telões de 154 metros quadrados Full Color

O processo de modernização do Estádio do Morumbi receberá mais uma novidade nas próximas semanas. Sede da abertura da Copa América 2019, a casa do São Paulo Futebol Clube contará com dois Painéis Full Color de 154,82 metros quadrados cada, com 20,16 metros de largura por 7,68 metros de altura. O projeto é assinado pela Imply e os telões na capital paulista serão os maiores já produzidos pela empresa na categoria.

A previsão é que as obras para instalação dos painéis sejam finalizadas até meados de maio, e a inauguração está prevista para a primeira semana de junho. Os painéis serão colocados sobre as arquibancadas azul e vermelha, localizadas no meio do campo. Vale lembrar que, até então, o maior painel já produzido está instalado no Estádio La Nueva Olla, do Cerro Porteño, no Paraguai, com aproximadamente 138 metros quadrados.

A recomendação da FIFA é de que os painéis instalados em arenas e estádios possuam resolução P20 (pixels de 20mm). Os do Morumbi terão números ainda superiores, com resolução P10 (pixels de 10mm), uma das soluções tecnológicas mais modernas da atualidade. O peso dos painéis são de 24 toneladas cada.

“O projeto visa atender as expectativas dos nossos torcedores, de impressionar a todos positivamente. O mais importante é a modernização do estádio por meio de uma tecnologia visível para todos. O que nos levou a escolher a tecnologia da Imply foi o preço competitivo, aliado à experiência, capacitação técnica e tecnologia de ponta. Outro ponto que nos surpreendeu foi a organização dos processos fabris”, disse Eduardo Rebouças Monteiro, Diretor de Infraestrutura do São Paulo.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Telões, iluminação, vestiários… Saiba mais sobre o ‘Morumbi 2019’ Veja fotos

O São Paulo está realizando uma série de reformas no Morumbi e promete novidades bem visíveis para a torcida em 2019, com destaque para a instalação de dois telões, para a troca da iluminação e para a modernização dos vestiários. O clube calcula que poderá jogar em seu estádio a partir do terceiro jogo como mandante no Paulistão, dia 3 de fevereiro, contra o São Bento.

O Morumbi receberá três partidas da Copa América de 2019: a abertura, no dia 14 de junho, e mais duas da fase de grupos. Algumas reformas serão feitas a pedido da Conmebol, como a ampliação provisória da atual área de imprensa, mas a maioria das obras já estava prevista pelo São Paulo.

– A gente está considerando uns R$ 10 milhões de investimento total para modernizar o Morumbi, com legado para os próximos 30 anos. E tem os vestiários, que são pagos pela Ambev – disse Eduardo Rebouças, diretor de infraestrutura do clube, ao LANCE!.

A modernização dos vestiários, que será 100% bancada pela Ambev, é a obra mais severa que está sendo feita no Morumbi. A partir de 2019, as duas equipes e a arbitragem entrarão em campo por um único túnel, que ficará atrás do gol do portão principal – atualmente, cada equipe tem o seu túnel individual. Haverá uma enorme área de convivência na saída dos vestiários, que o São Paulo chama de “zona mista”, bem semelhante ao que se vê em jogos na Europa e em competições da Fifa.

As torres em que ficam os atuais refletores serão preservadas, mas as lâmpadas atuais serão substituídas por novas e serão instalados telões, um de cada lado, nessa estrutura. A Philips será responsável pela instalação.

– Os refletores a gente depende de importação. Compramos em setembro e estamos esperando chegar. Espero ter a iluminação nova já no primeiro jogo do Paulista que realizarmos no Morumbi. Teremos mais lâmpadas agora. Hoje são 288 e aumentaremos para 400, somando os dois lados, então teremos que ajustar. Eles vão tirar as lâmpadas que estão lá hoje e colocar as novas. A energia elétrica ficará entre 30% e 40% mais barata. Como a gente financiou isso, você paga parte desse custo com a economia. A tendência é dividir em quatro anos o pagamento disso aí. Quando comecei a negociar, estava em R$ 6 milhões. Saiu por menos da metade – explicou Rebouças.

– Os telões nós compramos e pretendemos pagar com propagandas. É um custo muito elevado. Será um dos maiores, acho que só perde para aquele que tem no Corinthians. O nosso vai ter 21×7. Vai ficar um de cada lado, montados nas torres de iluminação, um de frente para o outro no meio do campo. Ficou R$ 2 milhões e pouco. Quando comecei a negociar eram R$ 5 milhões – emendou.

O São Paulo também está construindo uma sala de geradores, um espaço específico para o VAR e algumas outras novidades menos visíveis. Segundo o diretor de infraestrutura, está nos planos deixar a fachada mais bonita.

– Quero mudar a fachada do Morumbi. Hoje é iluminada com neon, quebra toda hora. Quero fazer com LED. A gente tiraria as letras, limparia e trocaria de neon para LED, que tem qualidade muito melhor. Estamos vendo com a Philips.

Eduardo Rebouças acredita que, depois dessas reformas, o São Paulo não precisará fazer grandes modificações em sua casa por 30 anos, a não ser que consiga dinheiro para fazer a cobertura do estádio. Excluir o setor inferior e “esticar” as numeradas para perto do campo, deixando o Morumbi com mais cara de arena, não será possível porque o estádio foi tombado.

No entanto, todo o setor inferior deverá ser coberto em 2019, o que ampliará bastante a área do estádio protegida da chuva.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Lance