São Paulo sai em defesa de Sidão após polêmica por “premiação”

A polêmica envolvendo a “premiação” de melhor jogador da partida, entregue pela TV Globo, ao goleiro Sidão, que não teve uma boa atuação no revés do Vasco da Gama para o Santos neste domingo, no Pacaembu, rendeu uma defesa pública do São Paulo, ex-clube do arqueiro. Por meio das redes sociais, o clube do Morumbi exaltou a passagem, o profissionalismo e o caráter do atleta.

“Conhecemos muito bem seu profissionalismo e, principalmente, seu caráter. Por aqui, deixou amigos e gente que torce muito por você. Não tira o sorriso do rosto, porque amanhã é um novo dia”, escreveu o São Paulo em sua conta oficial no twitter.

São Paulo FC

@SaoPauloFC

Conhecemos muito bem seu profissionalismo e, principalmente, seu caráter. Por aqui, deixou amigos e gente que torce muito por você. Não tira o sorriso do rosto, porque amanhã é um novo dia.

9.711 pessoas estão falando sobre isso

Em tom de brincadeira, os internautas não hesitaram e votaram em Sidão, que falhou no primeiro gol marcado pelo Peixe, como melhor jogador da partida contra o Santos. Assim que o jogo foi encerrado, o “prêmio”, eleitores unânimes, foi entregue ao goleiro Cruz-Maltino, em uma situação constrangedora tanto para a repórter Julia Guimarães quanto para o próprio atleta.

Em meio as reações negativas pela escolha de manter a entrega, o comentarista Walter Casagrande saiu em defesa do atleta, pedindo desculpas e detonando a premiação. O Santos, com uma mensagem lembrando versos de uma canção do grupo Revelação, e os jogadores do Palmeiras, por meio de um comunicado, também se manifestaram em repúdio ao acontecido

Ainda neste domingo, a TV Globo anunciou uma mudança no formato. A partir de quarta-feira, data do início das oitavas de final da Copa do Brasil, a escolha do Craque do Jogo será feita de maneira diferente. Além do público, que antes contava com o voto soberano, os comentaristas também participarão da eleição.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Torcida do São Paulo não esquece Sidão e ironiza falha do goleiro no Goiás

Depois de uma passagem de duas temporadas conturbadas e rodeadas por críticas, Sidão deixou o São Paulo no fim de 2018 a fim de buscar novos ares vestindo a camisa do Goiás. E nem mesmo a distância fez com que a torcida do Tricolor se esquecesse do goleiro. Após a primeira falha no novo clube, o camisa 12 voltou a ser lembrado pelos são-paulinos nas redes sociais.

No twitter, muitos torcedores aproveitaram o erro do arqueiro na eliminação do Goiás para o CRB, pela Copa do Brasil, para relembrar alguns dos erros na época de Morumbi e ironizar o bom momento que Sidão até então estava vivendo no novo clube, tendo sofrido apenas dois gols nos primeiros oito jogos da temporada.

Vídeo incorporado

SPFC DAS LAMENTAÇÕES🇾🇪@Spfc_Lamentacao

SIDÃO OFICIALMENTE APRESENTADO NO GOÍAS

16 pessoas estão falando sobre isso

 

Vídeo incorporado

Sanatório Tricolor@sanatorio_spfc

Sidão acaba de tomar o primeiro gol no goias!

Não teve culpa

74 pessoas estão falando sobre isso

Com 35 anos, Sidão ganhou destaque em 2016 com a camisa do Audax, sob o comando de Fernando Diniz, atualmente no Fluminense. Pelo time paulista, o goleiro chegou até a decisão do Campeonato Paulista daquele ano, mas acabou derrotado pelo Santos. No mesmo ano, acertou com o Botafogo, fazendo um grande Brasileirão a ponto de despertar o interesse do São Paulo e de Rogério Ceni.

Em 2017, a pedido do ídolo, o arqueiro foi contratado pelo Tricolor sob grandes expectativas. No entanto, não teve o desempenho esperado nos dois anos atuando no São Paulo, e acabou sendo liberado para acertar com o Goiás. As críticas e a ironia, inclusive, marcaram a passagem de Sidão pelo Morumbi.

Vídeo incorporado

Cuca Da Depressão@SpfcTreinador

Sidão sendo Sidão

78 pessoas estão falando sobre isso
Fonte: Gazeta Esportiva

Sidão nega mágoa e explica birra da torcida do São Paulo: “Questão de gosto”

Após duas temporadas defendendo a meta do São Paulo, Sidão foi anunciado nesta quinta-feira como reforço do Goiás para 2019. O goleiro se despede do Tricolor sem deixar saudades na torcida, mas nega sair com mágoa do clube.

“Como vou ter mágoa de um clube como o São Paulo?”, indagou o jogador, antes de participar de jogo solidário em Taboão da Serra (SP), nesta quinta. “Jamais vou ter mágoa, só gratidão mesmo por tudo o que aconteceu. É vida que segue e bola para frente”, acrescentou.

Contratado a pedido de Rogério Ceni em janeiro do ano passado, Sidão nunca foi unanimidade entre a torcida. Em 2018, alternando boas e más atuações, terminou como reserva de Jean e teve de ouvir vaias constantemente no fim do Campeonato Brasileiro.

“Não é perseguição, mas faz parte. É questão de gosto. Gosto não se discute. Quem não gosta, não tem muito o que a gente fazer. É mostrar os números que tenho com a camisa do São Paulo, prova o trabalho que fiz. Infelizmente, não posso agradar a todos”, explicou.

Em 71 jogos oficiais pelo São Paulo, Sidão contabilizou 33 vitórias, 23 empates, 15 derrotas e 72 gols sofridos. Números que o deixam orgulhoso de sua passagem pelo clube, no qual chegou a ser ameaçado de rebaixamento no Brasileirão, além de não ter conquistado títulos.

“Os números comprovam que fiz uma boa campanha nesses dois anos. Creio que evoluí bastante no São Paulo e espero ter representado bem essa camisa. Fico eternamente grato por tudo o que o São Paulo proporcionou a mim”, avaliou o arqueiro, que prosseguiu.

“Tudo é aprendizado. Tenho ciência de que entreguei o meu melhor sempre. É o que me deixa tranquilo e que me deixa sair de cabeça erguida, de que em momento algum fiz corpo mole ou não valorizei o lugar onde estava. Em cada momento que entrava no CT, eu valorizei e me dediquei ao máximo para poder fazer o meu melhor”, enfatizou.

Aos 35 anos, Sidão foi emprestado ao Goiás até o fim de 2019, quando se encerra seu contrato com o São Paulo. Caso agrade no time dirigido por Maurício Barbiere, recém-promovido à Série A, o goleiro poderá ter o vínculo renovado por mais uma temporada.

“Espero que a gente possa fazer um grande trabalho lá. Conversei com o Barbieri, que está muito afim de fazer um grande trabalho, é um grande treinador, fez um grande trabalho no Flamengo. Espero que a gente possa unir como grupo e colocar o Goiás num ótimo lugar em 2019”, concluiu.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Com saída de Sidão; Lucas Perri deve subir mais um degrau no São Paulo

Sidão acertou com o Goiás e vai deixar o São Paulo. A saída do goleiro, no entanto, não muda os planos da diretoria do Tricolor para a posição. E um novo jogador não deve ser contratado.

A intenção da diretoria e da comissão técnica do São Paulo, com a transferência de Sidão para o Goiás, é dar mais espaço para Lucas Perri brigar por posição.

Jean terminou a temporada como titular, com Sidão na reserva imediata, e Perri de terceiro goleiro. Se o veterano deixar mesmo o clube, o goleiro formado na base do Tricolor subirá um degrau.

Lucas Perri tem 21 anos e nesta temporada, além de ter começado a ser relacionado com maior frequência para se ambientar ao profissional, foi campeão brasileiro de aspirantes.

A diretoria do São Paulo só vai contratar um novo goleiro se for uma oportunidade boa de mercado e de um profissional que não gere a mínima dúvida. Ou seja, um goleiro já consagrado.

Desde a aposentadoria de Rogério Ceni, em dezembro de 2015, o Tricolor ainda não conseguiu firmar um goleiro. Denis e Renan Ribeiro passaram pelo gol são-paulino e já saíram.

Sidão foi contratado por ser experiente, mas sofreu com a irregularidade e as críticas da torcida. Jean, contratado por R$ 10 milhões do Bahia, terminou o ano como titular, mas não é unanimidade.

Recentemente, o nome de Vanderlei, do Santos, surgiu como opção. Mas as conversas não evoluíram, e a diretoria decidiu apostar na ascensão de Lucas Perri.

Tanto que depois do Campeonato Brasileiro, o São Paulo recusou uma oferta de empréstimo feita pelo São Bento ao goleiro formado nas categorias de base do Tricolor.

Com a saída de Sidão do São Paulo, além de Jean e Lucas Perri, o técnico André Jardine terá Lucas Paes como terceiro goleiro. O jogador renovou o contrato recentemente.

 

Fonte: Globo Esporte

Sidão é anunciado pelo Goiás e dá adeus ao São Paulo: ‘Eterno respeito’

O goleiro Sidão, anunciado na tarde desta quinta como reforço do Goiás para 2019, despediu-se do São Paulo com uma mensagem nas redes sociais. Ele agradeceu à diretoria e disse ter “eterno respeito” pela torcida do clube.

“Hoje encerro um ciclo muito importante na minha vida, ter vestido a camisa do São Paulo é motivo de uma felicidade enorme, agradeço ao São Paulo e toda a diretoria do clube por esta oportunidade. Agradeço, também, aos amigos que fiz no clube, tive o privilégio de conviver com cada um de vocês e aprender para meu crescimento pessoal e profissional. Para a torcida fica meu carinho e eterno respeito, saibam que sempre que entrei em campo busquei defender o sentimento da arquibancada por este clube multicampeão”, publicou o jogador de 35 anos.

Sidão ainda tinha contrato com o São Paulo até dezembro de 2019, mas o vínculo foi rescindido de forma amigável. Ele vinha sofrendo com críticas da arquibancada e havia perdido a posição de titular para Jean, além de ver Lucas Perri, revelado em Cotia, crescendo no clube. No Goiás, o contrato dele terá duração de duas temporadas.

Visualizar esta foto no Instagram.

Hoje encerro um ciclo muito importante na minha vida, ter vestido a camisa do São Paulo é motivo de uma felicidade enorme, agradeço ao @saopaulofc e toda a diretoria do clube por esta oportunidade. Agradeço, também, aos amigos que fiz no clube, tive o privilégio de conviver com cada um de vocês e aprender para meu crescimento pessoal e profissional. Para torcida fica meu carinho e eterno respeito, saibam que sempre que entrei em campo busquei defender o sentimento da arquibancada por este clube multicampeão. Agora sigo um novo desafio profissional, e a torcida esmeraldina pode ter certeza que irei dar meu máximo dentro de campo, vestir esse manto com toda dedicação que ele merece. É um orgulho imenso fazer parte deste grandioso projeto do @goiasoficial! #MaiorDoCentroOeste #HistóriaÉPraQuemTem #ÉoCorre #S12 #FéEmDeus

Uma publicação compartilhada por Sidão (@sidao_12) em 

“Agora sigo um novo desafio profissional, e a torcida esmeraldina pode ter certeza que irei dar meu máximo dentro de campo, vestir esse manto com toda dedicação que ele merece. É um orgulho imenso fazer parte deste grandioso projeto do Goiás”, escreveu.

Sidão fez 71 jogos com a camisa do São Paulo, com 33 vitórias, 23 empates e 15 derrota. Sofreu 72 gols, com uma média de 1,01 por jogo, e acumulou 33 vitórias, 23 empates e 15 derrotas. Seu único título foi o da Florida Cup de 2017, logo que chegou. Ele brilhou na decisão por pênaltis.

Fonte: Lance

Na mira do São Paulo, goleiros que são alvos terminam o ano em baixa

Apesar de não ser uma das prioridades da diretoria, o São Paulo trabalha nos bastidores para contratar um goleiro para 2019. Vanderlei, favorito de Raí, e Martín Silva, tido como o plano B do Tricolor, são os principais alvos. Apesar do interesse, ambos não vivem grande momento e terminaram a temporada em baixa. O segundo, inclusive, perdeu o posto de titular no Vasco.

Com 63 partidas neste ano, Vanderlei igualou a temporada de 2016, que foi a que ele mais tinha entrado em campo pelo Santos. Apesar da titularidade absoluta e do prestígio que possui no clube, o goleiro do Peixe acabou ficando marcado neste fim de ano por uma falha notável no clássico contra o Palmeiras, no Allianz Parque, onde acabou espalmando para dentro do gol a cobrança de falta de Victor Luis depois de um leve desvio.

Perfil de Vanderlei agrada a diretoria do São Paulo (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
Mesmo ciente da oscilação incomum de Vanderlei, o São Paulo entende que o perfil do atleta se encaixa com as necessidades da equipe. Aos 34 anos, ele contrapõe Jean e Lucas Perri, dois jovens promissores, e traria mais confiança à torcida, bastante crítica com os atletas que defenderam a meta tricolor neste ano.

Martín Silva vive situação ainda pior no Vasco. O goleiro, que já chegou a viver grandes momentos em São Januário e até mesmo ser considerado ídolo por alguns torcedores, sequer terminou a temporada como titular. Justamente pela perda de prestígio, o uruguaio pretende se despedir do clube e respirar novos ares em 2019.

Uruguaio Martín Silva é outra opção de reforço para o gol tricolor (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
Assim como Vanderlei, Martín Silva também ficou marcado por uma falha na reta final de temporada. No caso do goleiro uruguaio, o erro cometido no chute de Matheus Henrique custou caro. O Vasco ia empatando com o Grêmio, fora de casa, até os acréscimos do segundo tempo, quando o arqueiro cruzmaltino tentou encaixar o arremate de longa distância e viu a bola morrer no fundo do gol depois de escapar de suas mãos.

Fato é que o São Paulo espera um veredicto de Vanderlei para saber quais atitudes tomar nesta janela de transferências. A intenção da diretoria é definir o elenco de 2019 o quanto antes, uma vez que haverá compromissos extremamente importantes já no início do ano que vem, como a fase preliminar da Libertadores.

 

Fonte: Globo Esporte

Sidão negocia com o Goiás e deve deixar o São Paulo

O goleiro Sidão, do São Paulo, está negociando sua transferência para o Goiás. Ele disse no último domingo que se apresentaria com o elenco do Tricolor para iniciar a pré-temporada em janeiro, mas a tendência é de que isso não aconteça.

Sidão perdeu a posição para Jean na reta final de 2018 e ainda viu o garoto Lucas Perri ganhar moral no clube. A diretoria recusou uma oferta de empréstimo feita pelo São Bento e prometeu que o jovem terá chances no próximo ano.

– O mercado entende que o Sidão não é o titular do São Paulo e que, por isso, a saída dele pode ser facilitada. A resposta do mercado foi boa. Recebemos consultas de clubes grandes, todos de Série A. O Goiás é uma dessas possibilidades – disse o empresário Fábio Mello, antes de confirmar que as conversas com o Goiás são as mais avançadas no momento.

Sidão, 35 anos, tem contrato com o São Paulo até dezembro de 2019. Se deixar o clube agora, mesmo que seja por empréstimo, dificilmente voltará a vestir a camisa tricolor. Ele disputou 46 partidas nesta temporada.

 

Fonte: Lance

São Paulo espera propostas e não irá segurar Sidão, Rodrigo Caio e Edimar

Trabalhando na montagem do elenco para a temporada de 2019, o São Paulo não deve impor empecilhos para as eventuais saídas de Sidão, Rodrigo Caio e Edimar. A diretoria entende que não haverá prejuízos à equipe, caso um deles seja negociado durante a janela de transferências.

A saída mais óbvia é a de Rodrigo Caio. Com a relação desgastada, o zagueiro tem sido vaiado pela torcida até durante o trabalho de aquecimento antes dos jogos. Em entrevistas, ele já manifestou o desejo de deixar o clube, que precisa vender ao menos um jogador para fazer caixa.

Apesar das críticas, na análise da direção, o camisa 3 é um dos atletas do elenco são-paulino com maior potencial de ser negociado. Recentemente, inclusive, Rodrigo Caio passou a ser agenciado pelo empresário Nick Arcuri, que viajou à Europa atrás de propostas.

Sondado por Milan e Roma, o jogador de 25 anos também não descarta ser emprestado ou defender outra equipe do País – o Flamengo apareceu como um dos interessados. Em busca de “novos ares”, Rodrigo Caio sonha em voltar a ser convocado para a Seleção Brasileira. Seu contrato com o Tricolor vai até o fim de 2021.

Sidão tem situação semelhante. Igualmente criticado pela torcida, o goleiro perdeu a titularidade para Jean na reta final do Campeonato Brasileiro e poderia começar 2019 atrás até mesmo do jovem Lucas Perri na briga por posição.

Diante desse cenário, o camisa 12 iria preferir ser emprestado para um clube com maiores chances de ser titular na próxima temporada, apesar do discurso de seguir no Morumbi. Aos 35 anos, Sidão tem vínculo com o São Paulo até o dia 31 de dezembro de 2019.

Edimar, por sua vez, também deve perder espaço no ano que vem. Com a chegada de Léo Pelé, a lateral esquerda passou a ter três opções. A tendência é que 2019 comece com o recém-contratado na condição de reserva imediato de Reinaldo. Assim, caso receba propostas, o Tricolor não deve barrar a saída do camisa 16, com quem tem contrato até o final de 2019.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Vaiado em jogo festivo, Sidão fala em melhorar e seguir no São Paulo

Sidão não se livra das críticas nem em suas férias. Após terminar a temporada questionado por boa parte da torcida do São Paulo, o goleiro foi massivamente vaiado neste domingo ao ter o nome anunciado para entrar na quadra do Ginásio do Ibirapuera, onde participou de um jogo de futsal promovido por Ronaldinho Gaúcho e Denílson.

Integrando o time do ex-jogador de Barcelona, Milan e Seleção Brasileira, o camisa 12 do Tricolor disputou apenas o primeiro tempo. Ele enfrentou a equipe do meia Nenê, seu companheiro no São Paulo, de quem sofreu três gols – o armador, aliás, não parou para falar com a imprensa.

Sem se importar com as vaias, Sidão fez boas defesas e, numa tentativa de descontrair com a torcida, ainda se arriscou a deixar o gol vazio com a bola no pé. No entanto, após driblar vários adversários, errou o alvo.

Antes do evento, em rápida conversa com os jornalistas, Sidão fez uma análise da temporada 2018, em que terminou como reserva de Jean e desprestigiado com a torcida, que pegou no seu pé em razão de algumas falhas cometidas ao longo do ano.

“Um ano de muito aprendizado, de evolução. Vamos ver, 2019 começa da estaca zero. Vamos ver o que a gente consegue melhorar”, projetou o goleiro, que falou sobre seu futuro no São Paulo.

“Tenho contrato até o final de 2019 e, por enquanto, não há novidade nenhuma. Vou cumprir o contrato. Vou me reapresentar com todo o grupo [em 3 de janeiro] e seguir a programação. O normal é seguir o contrato”, concluiu.

Além de Sidão, o time de Ronaldinho Gaúcho contou com Edu Gaspar, Léo Moura, Aloísio Chulapa e Zé Roberto. Nenê, Edmílson, Roger Flores e Lúcio integraram a equipe de Denílson.

Acompanhado por cerca de 9.500 torcedores, o evento terá a renda de bilheteria convertida para a Fundação Edmílson, ex-jogador de São Paulo, Barcelona e Palmeiras.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

São Paulo: Sidão despista sobre permanência no Tricolor em 2019

Em entrevista ao “Yahoo Esportes“, o arqueiro do São Paulo foi questionado se continuaria no clube na próxima temporada e se limitou a responder que pode ajudar o Tricolor caso permaneça.

“Meu contrato vai até o final de 2019, tenho um carinho e respeito muito grande pelo São Paulo, e como falei anteriormente, sei do meu potencial e dos meus números nessa temporada e posso ajudar muito o clube“, resumiu Sidão.

O jogador de 35 anos, contratado em 2017 pelo Tricolor por indicação de Rogério Ceni, avalia sua temporada como boa em 2018.

“Todo final de temporada, eu pego vídeos e analiso números da minha temporada. Acredito que tudo é aprendizado e que temos que evoluir ano a ano. Analisando meus números individuais, eu acredito que tive uma temporada positiva, com aspectos a evoluir, mas positiva. Mas claro que futebol é o coletivo e ficamos devendo para nossa torcida. A gente sabe que o peso da camisa do São Paulo pede que a gente ganhe títulos“, disse.

Disputa pela titularidade do São Paulo

Depois de passar boa parte de 2018 como titular sob os comandos de Dorival Júnior e de Diego Aguirre, Sidão perdeu a posição para Jean nos últimos jogos do Brasileirão, pois André Jardine queria observar o outro arqueiro.

“Essa escolha é do treinador, não cabe a mim julgar se foi certa ou errada, mas óbvio que ninguém gosta de ser reserva. Eu sei da minha qualidade e vou brigar sempre pelo meu espaço e poder dar o melhor para minha equipe. É muito angustiante estar de fora, a gente se sente impotente, pois quer estar no campo, ajudando os companheiros. Mas o São Paulo sempre teve tradição de goleiros com muita qualidade e não é diferente hoje”, finalizou o jogador.

No geral, Sidão disputou 46 jogos em 2018, com 21 vitórias, 15 empates e dez derrotas, com 33 gols sofridos, média de 0,71 gol por jogo.

 

Fonte: Torcedores.com

Sidão tem futuro incerto no São Paulo após perder vaga em meio ao melhor ano da carreira

Sidão tem futuro incerto no São Paulo para 2019. O goleiro teve seu melhor ano pessoal em média de gols sofridos (veja mais abaixo), mas terminou a temporada como reserva de Jean.

Neste momento, o São Paulo não considera uma prioridade contratar um novo goleiro e aposta em Jean como titular para o próximo ano.

Escalado na reta final por Diego Aguirre e André Jardine, Jean tem sido elogiado nos bastidores por sua postura no vestiário diante da falta de resultados.

Além disso, o jovem Lucas Perri também poderá ganhar mais espaço. O São Paulo recusou uma proposta de empréstimo do São Bento pelo goleiro.

Diante desse panorama, Sidão não tem permanência garantida no Morumbi até o fim da próxima temporada. O goleiro possui contrato até dezembro de 2019 e deverá ser reserva. Caso haja propostas, tanto o São Paulo quanto o jogador de 35 anos vão analisar.

O São Paulo topa liberar Sidão para eventuais clubes interessados e avisou o empresário do jogador, Fábio Mello. Na semana passada, o agente teve reuniões com o próprio goleiro e a diretoria no CT da Barra Funda.

A princípio, no entanto, Sidão se reapresentará normalmente para a pré-temporada. O goleiro vai passar uma parte das férias nos Estados Unidos e encontrará o elenco do São Paulo direto no país, onde o time disputará o Torneio da Flórida. A delegação se reapresenta no CT da Barra Funda no dia 3 de janeiro e viaja no dia 4.

Recentemente, o nome de Vanderlei, do Santos, esteve na mira do São Paulo. Houve conversa entre os presidentes Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o mandatário do rival, José Carlos Peres. O dirigente do Peixe, inclusive, confirmou o interesse do Tricolor, assim como do Flamengo.

Fonte: Globo Esporte

Reservas, Sidão e Rodrigo Caio podem se despedir do São Paulo em Chapecó

A partida contra a Chapecoense, às 17h deste domingo, na Arena Condá, pode marcar a despedida de ao menos dois jogadores do São Paulo: o goleiro Sidão e o zagueiro Rodrigo Caio, ambos reservas neste momento.

Titular durante boa parte do ano, Sidão perdeu a posição para Jean na reta final do Brasileirão. Além disso, o clube planeja dar mais espaço para o jovem Lucas Perri em 2019 e já avisou aos interessados – o São Bento foi quem fez a sondagem mais forte – que não vai liberá-lo. Há ainda a possibilidade de um novo goleiro, mais experiente, ser contratado. O santista Vanderlei agrada.

Fábio Mello, empresário de Sidão, esteve no CT da Barra Funda na última sexta-feira e está aberto a ouvir propostas por seu cliente, que tem mais um ano de contrato com o São Paulo.

Nick Arcuri, empresário que passou a cuidar da carreira de Rodrigo Caio recentemente, também está em busca de propostas, mas na Europa. Nos últimos dias, a imprensa italiana ligou o nome do zagueiro de 25 anos a Milan e Roma. Arcuri morou em Milão até pouco tempo – mudou-se para a Espanha para acompanhar Rodrygo, outro de seus clientes, na chegada ao Real Madrid – e tem relação próxima com os clubes do país.

Tanto São Paulo quanto Rodrigo Caio acreditam que chegou o momento de sair, mesmo que o contrato termine só no fim de 2021. Em fevereiro, o Real Sociedad (ESP) se dispôs a pagar a multa rescisória do jogador (18 milhões de euros), mas ele tinha o sonho de disputar a Copa do Mundo da Rússia e preferiu ficar. Uma grave lesão no pé o tirou de boa parte da temporada e acabou frustrando o sonho.

Arboleda e Bruno Alves se firmaram como titulares, enquanto Anderson Martins era o reserva imediato com Diego Aguirre. Com Jardine, Rodrigo Caio passou a ser a primeira opção para substituir a dupla principal.

 

Fonte: Lance