FPF reúne clubes da Série A1 para decidir o que fazer com o Paulistão

A Federação Paulista de Futebol vai reunir todos os clubes da Série A1 numa videoconferência na tarde desta quarta-feira para discutir o que fazer com o Paulistão, interrompido pela pandemia do coronavírus quando faltavam duas rodadas para o fim da fase de grupos – e mais quatro da fase mata-mata.

O presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, defende que o campeonato estadual “precisa terminar”, porque faltam poucas datas para sua conclusão e porque não seria necessários deslocamentos de avião. Mas o cenário é muito nebuloso.

O governo do Estado de São Paulo decretou isolamento social até o dia 22 de abril – quarta-feira da semana que vem – e é provável que o prazo seja renovado. Em entrevista ao “Fantástico” no último domingo, o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, declarou que os meses de maio e junho serão os mais críticos.

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF — Foto: Carlos Velardi / EPTVReinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF — Foto: Carlos Velardi / EPTV

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF — Foto: Carlos Velardi / EPTV

 

São Paulo é o estado brasileiro que reúne o maior número de infectados e mortos pelo coronavírus. Até a noite desta terça-feira, dia 14 de abril, o número era de 9.371 casos confirmados e 695 mortos.

Com a reunião, a FPF pretende incluir os clubes no planejamento para, quando for possível, retomar a competição. O GloboEsporte.com ouviu dirigentes da capital e do interior sobre a possibilidade de reinício do Campeonato Paulista, e as divergências são grandes.

A Federação Paulista recebeu uma sugestão de fazer as rodadas que faltam da fase de grupos nos dias 9 e 13 de maio; com as quatro datas de mata-mata nos dias 16, 20, 24 e 31 de maio. Para isso, seria necessária uma autorização das autoridades de saúde e a elaboração de protocolo específico.

Os clubes também pedem que representantes da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo ou do Ministério da Saúde também participem da reunião. Não houve resposta da FPF a esse pedido.

Federação Paulista de Futebol — Foto: Emilio BottaFederação Paulista de Futebol — Foto: Emilio Botta

Federação Paulista de Futebol — Foto: Emilio Botta

Globo Esporte

São Paulo x Santos: prováveis times, desfalques e onde acompanhar

Nesta sábado, às 19h, no Morumbi, São Paulo e Santos se enfrentam pela 10ª rodada do Paulistão-2020 e terão pela frente um cenário raro na história do confronto: atuar sem torcida. Isso porque todos os jogos deste final de semana serão com portões fechados como modo de prevenção ao avanço do coronavírus. Dentro de campo, as equipes terão desfalques para o duelo.

O Tricolor tem um desfalque certo no time titular que é o goleiro Tiago Volpi, que sofreu uma pequena fratura na mão direita contra a LDU e está fora por tempo indeterminado. Lucas Perri será o seu substituto. Já Vitor Bueno, ainda preocupa por conta do tornozelo, mesmo tendo jogado na última quarta-feira e é dúvida para o clássico. Se não jogar, Pablo entra em seu lugar.

Pelos lados do Peixe, sete jogadores serão desfalques para o técnico Jesualdo Ferreira, todos entregues ao departamento médico do clube. Em relação ao time que venceu o Delfín, no meio de semana, serão duas baixas: Eduardo Sasha, com dores na lombar, e Kaio Jorge, com dores no tornozelo. Eles devem ser substituídos por Arthur Gomes e Yuri Alberto, respectivamente.

Veja todas as informações da partida:

SÃO PAULO X SANTOS

Data/Horário: 14/3/2020, às 19h
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Onde acompanhar: Premiere e em tempo real no site do LANCE!

SÃO PAULO: Lucas Perri; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Vitor Bueno (Pablo), Antony e Pato. Técnico: Fernando Diniz.

Desfalques: Tiago Volpi, Walce, Helinho e Joao Rojas (machucados).
Pendurados: Daniel Alves, Vitor Bueno e Bruno Alves.
Dúvidas: Vitor Bueno, Gabriel Sara e Léo.

SANTOS: Éverson; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson, Carlos Sánchez e Diego Pituca; Arthur Gomes, Soteldo e Yuri Alberto. Técnico: Jesualdo Ferreira.

Desfalques: Alison (ruptura parcial de ligamentos do joelho), Renyer (ruptura total de ligamentos do joelho), Raniel (dores no joelho), Eduardo Sasha (dor na região lombar), Kaio Jorge (dor no tornozelo), Marinho (em fase final de recuperação de fratura no pé) e Vladimir (dor nas costas).
Pendurados: Carlos Sánchez e Soteldo.

Lance

São Paulo sofre com ‘surto’ de indisposição e câimbras em Ribeirão

O São Paulo teve problemas físicos na derrota por 1 a 0 para o Botafogo-SP, neste domingo, em Ribeirão Preto. Antes do jogo, alguns jogadores relataram indisposição ao médico José Sanches, sendo que Hernanes acabou cortado da partida e nem foi ao estádio. Durante a partida, seis deles reclamaram de câimbras: Fabinho, Everton, Diego, Shaylon, Brenner e Liziero.

– Nós tivemos seis jogadores com câimbra, três que saíram e três que ficaram dentro do campo. Além dos jogadores que a gente poupou, outros que poderiam estar aqui hoje estão se recuperando, caso do Helinho, caso do Sara, do próprio Hernanes, que teve um problema de virose. Não sei se virose, mas uns cinco jogadores tiveram indisposição e eu também estava indisposto. A gente não sabe o que causou. De acordo com aquilo que a gente tinha, o time aguentou bem enquanto teve condição de jogar. No segundo tempo a gente foi sofrendo com as câimbras. De fato o problema das câimbras foi o que mais me incomodou – disse Fernando Diniz.

– A virose e o longo tempo que a maioria dos jogadores têm sem jogar 90 minutos são os dois fatores principais para as câimbras – emendou.

O São Paulo não sabe se a indisposição foi causada por algum fator durante a viagem para Juliaca, no Peru, ou depois da volta ao Brasil. Sobre a dificuldade física da equipe, Fernando Diniz disse que era esperada, mas não em grau tão alto.

– Os que jogaram estão na mesma pegada dos outros, mas tem um porém: o maior treino para qualquer jogador é o jogo, e eles estão há muito tempo sem jogar. A gente esperava que alguns tivessem câimbra, caso do Fabinho. Um que a gente esperava que pudesse sentir era o Rodrigo Nestor, que não joga na base há bastante tempo, e aguentou a partida inteira. A gente estava preparado para um ou outro sentir, mas o número foi maior que o imaginado.

Lance

Custou caro: São Paulo deixou de somar dez pontos com gols perdidos na temporada 2020

São Paulo de Fernando Diniz se destacou neste começo de temporada pelo número de chances criadas nas partidas. O problema para o Tricolor tem sido converter as oportunidades em gols.

Contra Binacional, Corinthians, Santo André e Palmeiras, o São Paulo saiu de campo sem vencer, mesmo após criar chances reais. Nas quatro partidas, o Tricolor teve ao menos uma oportunidade muito clara.

Levando em consideração os placares finais das partidas e as chances desperdiçadas, o São Paulo deixou de somar mais dez pontos entre Campeonato Paulista e Copa Libertadores.

O Tricolor também poderia ter tido mais tranquilidade nas vitórias sobre Ferroviária (2 a 1) e Água Santa (2 a 0) se não tivesse perdidos outros gols.

Globo Esporte

Daniel Alves é convocado para a Seleção e deve perder um jogo pelo São Paulo

Daniel Alves fará parte dos jogos contra a Bolívia, dia 27 de março, no Recife, e diante do Peru, dia 31 de março, em Lima. A apresentação para os atletas é no dia 23. Não haverá jogos pela Libertadores no período.

A seleção olímpica de Antony e Lucas Perri iria enfrentar a Arábia Saudita e o Egito nos dias 26 e 29 de março em Dubai, nos Emirados Árabes. Mas os amistosos foram cancelados por causa do coronavírus. A CBF corre atrás de novos rivais.

Com isso, a única partida perdida por Daniel Alves, Antony e Lucas Perri deverá ser a da última rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista, dia 1º de abril, contra o Guarani. A rodada anterior é no dia 20 de março – com tempo hábil, portanto, para o jogador participar.

Daniel Alves defenderá a Seleção nas eliminatórias — Foto: MAURO HORITA/ESTADÃO CONTEÚDODaniel Alves defenderá a Seleção nas eliminatórias — Foto: MAURO HORITA/ESTADÃO CONTEÚDO

Daniel Alves defenderá a Seleção nas eliminatórias — Foto: MAURO HORITA/ESTADÃO CONTEÚDO

 

Curiosamente, Daniel Alves entrou na lista de Tite como lateral-direito, embora venha atuando como meia no São Paulo. O treinador comentou a convocação do atleta tricolor.

– Vamos falar um pouquinho da posição e da função do atleta. Ele é um articulador dentro do São Paulo, no último jogo até alinhado com o Tchê Tchê, numa função mais atrasada, fazendo essa coordenação, articulação. No Brasil, ele joga assim, mas na lateral.

Ele tem esse DNA. Acredito que não deva ter dificuldade de adaptação de uma para a outra.

Antony, do São Paulo, foi convocado por André Jardine — Foto: Marcelo HazanAntony, do São Paulo, foi convocado por André Jardine — Foto: Marcelo Hazan

Antony, do São Paulo, foi convocado por André Jardine — Foto: Marcelo Hazan

Lucas Perr, doi São Paulo, foi convocado pela seleção olímpica de André Jardine — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.netLucas Perr, doi São Paulo, foi convocado pela seleção olímpica de André Jardine — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Lucas Perr, doi São Paulo, foi convocado pela seleção olímpica de André Jardine — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

 

Globo Esporte

Fernando Diniz condena relaxamento e cobra jogadores do São Paulo

São Paulo venceu a Ponte Preta neste domingo, mas correu mais risco do que poderia, na opinião do técnico Fernando Diniz.

Diante do volume do jogo imposto pelo time e do fato da Ponte ter ficado com um jogador a menos logo aos 8 minutos do segundo tempo, o comandante esperava mais.

“O time jogou muito bem uma boa parte do jogo, mas os jogadores sabem que a gente não pode terminar o jogo ansioso para que o juiz faça o apito final. É injustificável. Não pode acontecer isso, e não pode tomar gol. A gente não podia relaxar, o torcedor não relaxou, toda vez o torcedor estava no ‘vamos, está bonito’, e no final fica aquela apreensão. E a gente provocou isso. O torcedor tinha que sair daqui fazendo festa com uma goleada, ou no mínimo com o 2 a 0”, avaliou Fernando Diniz, em entrevista coletiva.

Se antes havia muita pressão sobre o técnico, a partida deste domingo colocou realmente a atuação dos atletas sob análise mais criteriosa. Mesmo assim, Diniz evitou apontar culpados.

“No fundo é uma coisa só. Quando os jogadores não conseguem fazer os gols, está todo mundo junto. A equipe jogou muito bem, e venceu. O aspecto negativo foi esse sofrimento desnecessário. Não foi porque a Ponte propôs algo diferente, foi por relaxamento nosso mesmo. Os jogadores estão cientes e já falei com eles agora, no vestiário”.

Lance

São Paulo x Ponte Preta: prováveis times, desfalques e onde ver

O último jogo do São Paulo antes da estreia na Libertadores será contra a Ponte Preta, às 16h deste domingo, no Morumbi. Na quinta-feira, às 21h, a equipe encara o Binacional (PER) e a altitude de 3.800 metros de Juliaca pela primeira rodada da fase de grupos da competição continental.

O São Paulo inicia a oitava rodada do Paulistão na liderança do Grupo C, com 12 pontos contra 10 do Mirassol e 9 de Inter de Limeira e Ituano. Na rodada passada, a equipe de Fernando Diniz venceu o Oeste por 4 a 0. Titulares na goleada, Antony (lesão no tornozelo esquerdo) e Juanfran (dores na panturrilha direita) provavelmente serão poupados e darão lugares respectivamente a Pablo e Igor Vinícius.

Já a Macaca, que perdeu as últimas quatro partidas pelo Estadual, está em terceiro do Grupo A, com sete pontos. Se vencer, vai assumir a segunda colocação, ultrapassando o Água Santa, e entrar na zona de classificação. A equipe campineira, que trocou Gilson Kleina por João Brigatti, bateu o Vila Nova nos pênaltis e avançou à terceira fase da Copa do Brasil no meio da semana.

Apodi, suspenso e com dores no joelho, é desfalque certo. Brigatti ainda levantou a possibilidade de fazer outras mudanças na equipe titular devido ao cansaço e ao pouco tempo para treinos, mas não deu pistas.

Veja todas as informações do jogo:

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 1/3/2020, às 16h
Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Daniel Luis Marques e Alberto Poletto Masseira
Onde acompanhar: TV Globo, Premiere e em tempo real no site do LANCE!

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Igor Vinícius, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Pablo, Vitor Bueno e Pato. Técnico: Fernando Diniz:
Desfalques: Walce, Rojas, Helinho, Gabriel Sara e Léo (machucados).
Dúvidas: Antony (lesão no tornozelo esquerdo) e Juanfran (dores na panturrilha direita)
Pendurados: Bruno Alves e Vitor Bueno.

PONTE PRETA: Ivan, Dawhan, Wellington Carvalho, Henrique Trevisan e Yuri; Danrley, Bruno Reis, João Paulo e Bruno Rodrigues; Felipe Saraiva e Roger. Técnico: João Brigatti.
Desfalques: Apodi (suspenso).
Pendurados: Roger, Henrique Trevisan e Wellington Carvalho

Lance

São Paulo inscreve Shaylon e Júnior no Campeonato Paulista

O São Paulo inscreveu o meia Shaylon e o goleiro Júnior no Campeonato Paulista. Agora o clube tem 19 atletas na lista A e nove na lista B, destinada a atletas formados na base e nascidos até 1999 – Shaylon e Júnior foram formados em Cotia, mas nasceram respectivamente em 1997 e 1998, portanto entraram na lista principal.

Shaylon passou a temporada passada emprestado ao Bahia e, embora não tenha brilhado, permaneceu no elenco para Diniz observá-lo. O técnico tem gostado do rendimento do jovem armador nos treinos.

Júnior, por sua vez, é muito elogiado no clube há algum tempo. Ele assustou a todos ao sofrer um desmaio durante o treino do dia 1º de fevereiro, o que o deixou alguns dias longe dos trabalhos com bola. Recuperado e sem nenhum diagnóstico que preocupasse, voltou à rotina e foi adicionado à lista.

Ambos podem ir para o banco já na partida contra a Ponte Preta, às 16h de domingo, no Morumbi, pela oitava rodada.

Os clubes podem inscrever até 26 atletas na lista A, enquanto a lista B não tem limite – a única restrição é que apenas cinco atletas dessa relação podem estar em campo simultaneamente. É possível adicionar nomes para a primeira fase até o dia 6 de março.

Dos atletas que compõem o elenco são-paulino, apenas os atacantes Tréllez, Danilo Gomes e Fabinho não estão inscritos no Estadual.

Veja quem está inscrito pelo São Paulo:

Goleiros: Tiago Volpi, Lucas Perri, Thiago Couto e Júnior
Laterais: Juanfran, Igor Vinícius, Reinaldo e Léo
Zagueiros: Arboleda, Bruno Alves, Anderson Martins e Diego
​Volantes: Tchê Tchê, Luan e Liziero
Meias: Hernanes, Daniel Alves, Igor Gomes, Shaylon e Rodrigo Nestor
Atacantes: Pato, Pablo, Everton, Vitor Bueno, Toró, Helinho, Brenner e Antony

Lance

Juanfran e Arboleda voltam a treinar pelo São Paulo e devem pegar a Ponte

O São Paulo teve duas novidades no treino desta quinta-feira, no CT da Barra Funda: Juanfran e Arboleda, que voltaram a trabalhar com o grupo e estão à disposição do técnico Fernando Diniz para o duelo deste domingo, contra a Ponte Preta. A dupla também estará na viagem para Juliaca, para a estreia na Copa Libertadores, na próxima quinta-feira, contra o Binacional.

Juanfran se reapresentou com o grupo, na última terça-feira, após dois dias de folga. Durante uma atividade técnica, o lateral sentiu um incômodo no pé e acabou deixando o treino mais cedo para ser poupado e complementar o trabalho na parte interna do CT. Na quarta-feira, devido ao gramado molhado pela chuva, foi preservado pela comissão técnica e não foi a campo.

Nesta quinta-feira, porém, o espanhol participou sem restrições do treinamento no período em que a imprensa teve acesso, inclusive em um exercício de ultrapassagem e cruzamento a partir da linha de fundo. Ele é titular absoluto da lateral direita e deve estar em campo nos próximos jogos. Quem não cruzou ou lançou, treinou finalizações, com tem sido frequente.

Vale lembrar que pouco antes do início do treino tático, em que Fernando Diniz montou seu time, os jornalistas foram convidados a se retirar do local para dar privacidade ao treinador e aos jogadores. Dessa forma, ainda não é possível determinar as mudanças na escalação, já que Antony é dúvida e permanece o mistério se haverá atletas poupados ou não pensando na Libertadores.

Outro que voltou a pisar no gramado do CT da Barra Funda foi Arboleda. O zagueiro havia sido liberado pelo clube por mais dois dias para resolver problemas particulares no Equador, seu país de origem. Dessa forma, ele não se reapresentou com o grupo, na última terça-feira, após a folga e tinha retorno previsto para esta quinta-feira. Foi exatamente o que aconteceu nesta manhã.

Assim como Juanfran, o equatoriano participou do trabalho com os companheiros sem demonstrar restrições e deve formar a dupla de zaga titular com Bruno Alves, neste domingo, às 16h, diante da Ponte Preta, no Morumbi. A partida é válida pela oitava rodada da fase de grupos do Paulistão-2020. Atualmente, o Tricolor ocupa a liderança do Grupo C, com 12 pontos.

Lance

Daniel Alves é “um ser coletivo”: camisa 10 vive melhor fase no São Paulo

O São Paulo viveu uma tarde de festa ao golear o Oeste por 4 a 0 hoje (22), pela sétima rodada do Campeonato Paulista. E Daniel Alves foi o grande responsável por essa euforia dos torcedores. O camisa 10 fez dois gols e foi o capitão do time e o melhor em campo. Mas há outro tipo de contribuição do astro que ainda fica escondida diante da artilharia na temporada.

É por isso que o técnico Fernando Diniz fez questão de contar um pouco do dia a dia de Dani no Tricolor durante a entrevista coletiva. Para o comandante, o craque poderia se acomodar diante da carreira vitoriosa e ser mais individualista. Só que a realidade é totalmente oposta.

“Vocês não estão em nosso convívio, então não têm ideia da maioria das coisas que acontecem. Daniel tem um currículo que justificaria um comportamento diferente, mas ele continua do mesmo jeito, com o mesmo desejo de ganhar. Ele tem uma consciência ímpar e gosta de fazer com que os outros joguem bem. Ele joga bem e proporciona que os outros também joguem bem”, salientou o treinador.

As ações de Dani em campo ajudam a explicar um pouco do relato de Diniz. O camisa 10 é quem mais rouba bolas no campo de ataque e ainda aparece na defesa para ajudar os zagueiros. Quando faz um gol, corre para agradecer quem deu o passe. Se alguém está mal, tenta motivar ainda durante o jogo. E há ainda casos de bastidores em que Dani poderia não jogar por problemas musculares, mas quis dar o exemplo e foi para as partidas.

“Ele é um ser coletivo e gosta de ser assim. Nas refeições, é o último a sair da mesa. Nos treinos, um dos primeiros a chegar no CT. Ele cuida da alimentação, cuida do corpo e sempre diz que só conseguiu o que conseguiu porque se cuidava assim. Ele não é um talento puro. Ele é esse esforço. Ele faz muita coisa e é muito difícil ver um jogador na condição dele agindo assim todos os dias. A presença dele ajuda demais”, ressaltou Diniz.

UOL

São Paulo visita o Oeste na Arena Barueri

Este sábado (22) de carnaval em todo país terá o Tricolor em campo! Na briga para tentar recuperar a liderança do Grupo C do Campeonato Paulista nesta sétima rodada, o São Paulo visitará o Oeste na Arena Barueri.

Com nove pontos, o time são-paulino está na terceira colocação da chave no estadual, atrás de Mirassol e Inter de Limeira.

E para conquistar um resultado positivo neste final de semana, a equipe de Fernando Diniz confia no crescimento apresentado neste início de temporada.

“Nosso time evoluiu muito e está mais agressivo. Temos uma boa filosofia, e o time tem evoluído bastante com uma proposta de jogo. Muitos jogadores evoluíram. Esse é o caminho, todo mundo remando para o mesmo lado, todo mundo pensando num só objetivo”, disse o zagueiro Bruno Alves.

Assim como o defensor, o meia-atacante Vitor Bueno também demonstrou otimismo. “O objetivo é classificar quando acabar a primeira fase. Temos o mesmo número de pontos que os dois primeiros, mas o objetivo principal é conquistar a classificação para o mata-mata”, afirmou.

OESTE x SÃO PAULO

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)

Data: 22/02/2020 (sábado)

Horário: 16h30

Árbitro: Raphael Claus

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

Quarto Arbitro: Salim Fende Chavez

Avaliador de Campo: Celso Barbosa de Oliveira

saopaulofc.net

Oeste x SPFC: onde assistir, horário, escalações, arbitragem e notícias

A partida entre Oeste e São Paulo terá transmissão do Premiere, canal de assinaturas da Globo, neste sábado (22), a partir das 16h30, na Arena Barueri, na Grande São Paulo, sendo válida pela sétima rodada do Campeonato Paulista. A narração será de Milton Leite, com comentários de Alexandre Lozetti. Sandro Meira Ricci estará na Central do Apito e as reportagens serão de Fabíola Andrade.

Retrospectos

O São Paulo tenta reencontrar o caminho das vitórias no Estadual. Nas três jornadas anteriores, o time do técnico Fernando Diniz obteve dois empates e uma derrota. O principal questionamento à equipe do Morumbi é a escassez de gols (média de um por confronto no ano).

O adversário vive um momento ruim, com apenas quatro pontos somados em seis jogos (uma vitória, um empate e quatro derrotas). Na rodada anterior, o time perdeu por 3 a 0 do Red Bull Bragantino. Uma das preocupações da equipe é justamente a fragilidade do sistema defensivo, que levou 15 gols na competição.

Estádio da partida

A partida será realizada na Arena Barueri. O estádio ficou marcado por ter sido palco do centésimo gol de Rogério Ceni, em clássico contra o Corinthians, em 2011.

Escalação do São Paulo

Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê; Daniel Alves e Hernanes (Igor Gomes); Pablo (Antony), Pato e Vitor Bueno. Técnico: Ferrnando Diniz.

Desfalques do São Paulo

O São Paulo vive o impasse em relação a Antony. O jogador foi negociado com o Ajax, mas para entrar em campo precisa que seja concretizada a transação e o seguro liberado. O Tricolor já enviou os exames médicos e aguarda que a situação seja regularizada.

Arbitragem

O árbitro será Raphael Claus, com Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa como assistentes. O quarto árbitro será Salim Fende Chavez.

Notícias da partida

A expectativa está em cima da possibilidade de Antony poder voltar a atuar pelo clube. Igor Gomes também pode surgir como uma novidade no time no lugar de Hernanes. A arbitragem também chama a atenção, depois de o São Paulo reclamar de erros nas partidas anteriores.

UOL

Fernando Diniz tem duas dúvidas quanto ao time que vai para jogo contra o Oeste

O São Paulo retornou aos treinamentos na manhã desta quinta-feira, no CCT da Barra Funda, dando continuidade à preparação para o duelo contra o Oeste, no próximo sábado, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Dentro de campo, Fernando Diniz tem duas dúvidas quanto ao time que vai para jogo.

O atacante Antony segue com situação indefinida. Negociado com o Ajax, da Holanda, o jovem de 19 anos precisa ter situação regularizada até a próxima sexta-feira, envolvendo seguros com o time holandês, para poder enfim fazer sua primeira partida pelo Tricolor em 2020. Caso o camisa 39 tenha condições de jogo, disputará uma vaga na equipe titular com Alexandre Pato e Pablo.

Outro problema para Diniz é Hernanes. Igor Gomes retornou da Seleção Brasileira Olímpica na segunda-feira passada e fez uma boa partida contra o Corinthians, no último fim de semana. O treinador tricolor deve definir a escalação no treinamento de sexta-feira, véspera do encontro.

Há três rodadas sem vencer e fora da zona de classificação às quartas de final do Paulistão, na terceira colocação do grupo C, com nove pontos em seis jogos, o São Paulo pega o Oeste no sábado, na Arena Barueri, às 16h30.

Gazeta Esportiva

São Paulo já arriscou 100 chutes e Hernanes quer ao menos 20% de gol

O São Paulo já finalizou 100 vezes no Paulistão de 2020, mas apenas seis dessas tentativas terminaram em gol. Os dois jogos em que a equipe mais criou oportunidades foram justamente os dois maiores tropeços: empate por 1 a 1 com o Novorizontino no Morumbi (26 finalizações) e derrota por 2 a 1 para o Santo André no Bruno José Daniel (22 finalizações). Todos os números são do Footstats.

Após a partida no ABC, Hernanes disse que já estaria satisfeito se o São Paulo conseguisse converter 20% das chances criadas em gol. Hoje, o índice é de 6%.

– É a proposta de jogo, a estratégia que o Diniz tem, que a gente tem, de controlar o jogo e ser uma equipe ofensiva. Como em toda estratégia, tem o ponto forte e o ponto fraco. Ele tem trabalhado junto com a gente para corrigir isso. A gente tem tentado. E ele mais do que a gente, com essa situação que não é só de agora (na carreira dele), tem tentado encontrar a solução para que suas equipes convertam pelo menos 20% das chances. Já estaria bom – analisou o Profeta, quando um repórter lembrou que o Fluminense de Fernando Diniz também era marcado por criar muito e marcar poucos gols.

O São Paulo é a equipe que mais finaliza no Campeonato Paulista, com 14 tentativas a mais que o Palmeiras. Em números absolutos, é quem mais acerta o alvo (39 contra 33 do Palmeiras) e quem mais erra (61 contra 53 do Palmeiras). Como efeito de comparação, o rival alviverde já marcou 10 gols na competição, quatro a mais que o Tricolor.

– As outras equipes já sabem como a gente joga, então eles vão marcar lá atrás. Se a gente conseguir um gol inicial, eles vêm para cima e o jogo fica bom para a gente. Mas a gente não está conseguindo fazer e está tomando, então eles ficam mais retrancados. Temos que encontrar a solução o mais rápido possível e caprichar um pouquinho mais. Na verdade, não é nem caprichar. Eu chutei, bateu na mão do cara, bateu na trave, passou em cima da linha, enfim.. É o futebol. Quero acreditar que falta só o start para a gente começar a transformar em gols as chances criadas – emendou o Profeta.

O ponto positivo é que o São Paulo melhorou muito a criação de jogadas em relação ao ano passado. A média de finalizações por jogo após a chegada de Fernando Diniz foi de 12 em 2019. Em 2020, é de 20 (média de oito certas e 12 erradas).

O Tricolor tem um clássico pela frente: sábado, às 19h, contra o Corinthians, no Morumbi.

Lance