São Paulo vence Paulista sub-17 em cima do Palmeiras; final tem briga

A final foi emocionante e recheada de polêmica, até mesmo fora de campo e acabou consagrando o São Paulo como campeão paulista sub-17 ao bater o Palmeiras, nos pênaltis, nesta quarta-feira, no Pacaembu. Depois de ser derrotado no tempo normal por 4 a 2, o Tricolor levou a melhor nos pênaltis e venceu o rival por 7 a 6, com direito a gol do título de campeão mundial. O ponto negativo foi a briga que tomou conta do gramado após a partida.

O Verdão entrou em campo com uma desvantagem de 2 a 0, que os são-paulinos conquistaram no Morumbi, na primeira partida da decisão. No entanto, os donos da casa reagiram diante da adversidade e conseguiram fazer 3 a 0 no placar, com dois gols de Gabriel Silva e um de Marcelinho.

No entanto, o São Paulo não se deu por vencido e conseguiu diminuir o marcador com Pablo, o que levaria a disputa para as penalidades. A situação, porém, durou pouco e novamente Gabriel Silva colocou o Palmeiras em vantagem, o que parecia ser o gol do título já no tempo normal.

Assim, a decisão foi para os pênaltis. Os palmeirenses acabaram desperdiçando duas cobranças, com João Pedro e Vanderlan, já os são-paulinos perderam apenas uma com Marquinhos, que foi parado pelo goleiro Bruno. A última batida do Tricolor ficou a cargo de Patryck, campeão mundial sub-17 com a Seleção Brasileira. O lateral-esquerdo não decepcionou e converteu.

Com o título conquistado, os garotos do São Paulo foram comemorar atrás de um dos gols do Pacaembu, no entanto os jogadores do Palmeiras não gostaram do tom da comemoração e partiram para a briga, outros funcionários do clube alviverde estiveram da confusão, que trouxe cenas lamentáveis ao Pacaembu.

Confira algumas imagens da SPFCTV durante a briga generalizada:

Fellipe Lucena

@fellucena

Teve confusão durante a comemoração do São Paulo após a final estadual sub-17.

Vídeo incorporado

96 pessoas estão falando sobre isso
Lance
Anúncios

Torcedor do São Paulo é espancado por integrantes da torcida do Palmeiras na Zona Norte de SP; veja vídeo

Um torcedor do São Paulo foi espancado por um grupo de integrantes da torcida do Palmeiras, por volta das 23h desta quarta-feira (30), perto da estação Vila Clarice da CPTM em Pirituba, na Zona Norte de São Paulo. Ninguém foi preso.

Vídeo gravado por câmera de segurança mostra o jovem sendo agredido por cerca de 20 homens. Ele chega a desmaiar e, mesmo caído no chão, recebe chutes e golpes de barras de metal na cabeça. O vídeo mostra ainda um homem agredindo a vítima na cabeça mesmo desmaiada, sem defesa.

Ainda de acordo com a PM, policiais foram chamados para atender a uma ocorrência de tumulto. Quando a viatura chegou ao local, os agressores tinham fugido. Antes disso, a CPTM informou que um grupo de torcedores do São Paulo invadiu a estação Vila Clarice e agrediu torcedores do Palmeiras (leia nota completa abaixo).

Os times de futebol Palmeiras e São Paulo disputaram uma partida no estádio Allianz Park, na Zona Oeste de São Paulo, na noite de quarta.

Outros dois torcedores do São Paulo também foram agredidos, mas foram liberados com ferimentos leves, mas as agressões não foram registradas pela câmera de segurança.

Não há informação sobre o estado de saúde da vítima que foi espancada. O caso foi registrado no 33º Distrito Policial – Vila Mangalot.

Nota CPTM

“Na noite de ontem, por volta de 23h, um grupo de torcedores do São Paulo invadiu a estação Vila Clarice e agrediu torcedores do Palmeiras que estavam seguindo viagem sentido Francisco Morato. A equipe de Segurança atuou, com o auxílio da PM, e os torcedores são paulinos fugiram do local.

Não houve vandalismo na estação e ninguém solicitou atendimento médico. As imagens do circuito de monitoramento serão encaminhadas à Polícia Civil.”

Globo Esporte

Veja a provável escalação do São Paulo contra o Palmeiras pelo Brasileirão

 

Gazeta Esportiva

Tricolor tem retorno de Dani Alves no clássico com Palmeiras

O São Paulo enfrenta o Palmeiras no clássico de hoje, a partir das 19h30, no Allianz Parque, reforçado. O técnico Fernando Diniz conta com o retorno de Daniel Alves, que cumpriu suspensão automática na rodada anterior do Brasileirão. Além do camisa 10, o treinador deve ter a possibilidade de relacionar Juanfran e Toró, que foram liberados pelo departamento médico para trabalhar com o restante do time.

Time provável

Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan (Liziero), Tchê Tchê e Igor Gomes; Antony, Vitor Bueno e Alexandre Pato.

Principais dúvidas
Para poder manter Igor Gomes entre os titulares, o técnico deve deslocar Daniel Alves para a lateral direita. No meio de campo, Luan, que também retornou ao time após suspensão, disputa uma vaga com Liziero.

Sem suspensos, mas com vários pendurados
O Tricolor paulista não tem suspensos para o clássico. Por outro lado, há cinco pendurados: Anderson Martins, Liziero, Tchê Tchê, Igor Gomes e Pablo (este último não deve ser relacionado).

Lesionados
Pablo (estiramento); Everton (ligamento do joelho); e Joao Rojas (cirurgia no joelho) seguem machucados e estão fora.

UOL

Representantes de São Paulo e Palmeiras saem calados de evento na FPF

Nessa terça-feira, foram sorteados os grupos do Campeonato Paulista de 2020. O evento, realizado na sede da Federação Paulista de Futebol, contou com Leco, presidente do São Paulo, José Carlos Peres e Marcelo Frazão, presidente e diretor de marketing do Santos, Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol do Corinthians, e Paulo Buosi e Cícero Souza, vice-presidente e gerente de futebol do Palmeiras. Os representantes do Verdão e do Tricolor, contudo, não se manifestaram.

Desde a final do Campeonato Paulista de 2018, quando se sentiu prejudicado pela arbitragem da partida diante do Corinthians, o Alviverde mantém uma rusga com a Federação. À época, Maurício Galiotte, presidente do Verdão, chamou a competição de “paulistinha” e tratou de romper relações com a entidade. De lá para cá, a única vez que o clube enviou representantes para algum evento da FPF foi no início de outubro, quando o técnico Mano Menezes e o gerente de futebol Cícero Souza participaram de uma reunião que tratava do Campeonato Paulista de 2020.

Nessa terça-feira, o clube voltou a enviar representantes para um evento da FPF. Desta vez, optou por Cícero Souza e também por Paulo Buosi, vice-presidente. Os dirigentes compareceram ao local e, após participarem do conselho técnico, deixaram o prédio localizado na Barra Funda rapidamente, sem sequer assistir ao sorteio dos grupos ou conceder entrevistas. Segundo a assessoria, a dupla tinha reuniões agendadas no clube.

Outros que não conversaram com a imprensa foram Leco e Raí. Representantes do São Paulo, o presidente e o diretor executivo de futebol compareceram ao local normalmente e, após o sorteio, chegaram inclusive a posar para fotos, mas acompanhados do assessor de imprensa do clube, passaram pela zona mista sem parar pra conversar com os jornalistas.

Gazeta Esportiva

Com Cris e Pablo na torcida, São Paulo vence Palmeiras no Feminino

O São Paulo saiu na frente do Palmeiras na semifinal do Brasileiro Feminino A2. Em tarde de bom público no Pacaembu – a entrada era grátis e apenas são-paulinos tinham acesso -, a atacante Ottilia aproveitou bom passe de Rayane no segundo tempo para definir a vitória por 1 a 0. O Palmeiras chutou um pênalti na trave logo no começo da partida e teve um gol anulado por impedimento (duvidoso) no último lance.

O São Paulo teve dois torcedores ilustres nas arquibancadas: em recuperação de lesões, os atacantes Pablo e Cristiane assistiram à partida juntos e publicaram uma foto nas redes sociais. Cristiane, que sofre com lesões nesta temporada e disputou só duas partidas pelo clube desde que chegou, pode ser reforço em uma eventual final.

As duas equipes já garantiram acesso à primeira divisão e agora disputam o título com Grêmio e Cruzeiro, que fazem a outra semifinal.

Esta foi a primeira partida do Palmeiras após a demissão da técnica Ana Lúcia Gonçalves, substituída por Ricardo Belli. O Alviverde vinha invicto na competição, com nove vitórias em nove partidas. Já o Tricolor segue imbatível, com nove vitórias e um empate em dez partidas.

O jogo de volta entre os rivais será no dia 11, às 14h, no estádio estádio Nelo Bracalente, em Vinhedo-SP, onde o Palmeiras manda suas partidas.

Lance!

Com história em São Paulo e Palmeiras, Denílson diz se gostaria de ter jogado no Corinthians

Denilson foi o convidado do programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, neste domingo. Entre os diversos assuntos abordados pelo ex-atleta, uma possível vontade de ter defendido o Corinthians durante sua trajetória como jogador foi uma das mais marcantes.

Um dos internautas do programa enviou uma pergunta, questionando se o pentacampeão mundial era torcedor do Corinthians na infância e teria o desejo de atuar pelo Timão. “Fui corintiano até os 12 anos de idade e depois disso nunca tive vontade de jogar pelo Corinthians”, respondeu Denilson.

“A minha história foi feita no São Paulo, um amor muito grande pelo clube. Quando eu voltei, o São Paulo fechou as portas e aí foi um amor muito grande pelo Palmeiras, sou muito grato ao Palmeiras e nunca passou pela minha cabeça jogar no Corinthians”.

Apesar de torcedor alvinegro na infância, Denilson nunca chegou a realizar testes no Time do Povo e chegou ao São Paulo aos 11 anos, ao se destacar em um torneio no litoral paulista, em partida contra o Tricolor.

Denilson ainda respondeu as brincadeiras do comentarista Chico Lang em relação a “ser frustrado” por não ter atuado pelo Corinthians. “Tá louco? Sou muito feliz (risos)”. Confira no vídeo a resenha com o ex-craque da Seleção Brasileira.

Fonte: Fox Sports

Empate com Palmeiras faz Tricolor completar 1 ano sem vencer clássicos

O São Paulo completará um ano sem vencer clássicos no próximo dia 21 de julho. Sem conseguir acabar com a invencibilidade do Palmeiras no Campeonato Brasileiro neste sábado, saindo do Morumbi com o empate em 1 a 1, o Tricolor até se impôs diante do rival, mas, a exemplo de outras oportunidades, não manteve uma regularidade ao logo dos 90 minutos e acabou castigado.

O último clássico em que o São Paulo saiu vitorioso foi contra o Corinthians, no estádio do Morumbi, em 2018, pouco depois da pausa para a Copa do Mundo. À época, o Tricolor perseguia o Flamengo, então líder do Brasileirão, e mostrou que poderia brigar pelo título da competição ao não só vencer o Rubro-Negro carioca em pleno Maracanã, mas também passar pelo Corinthians por 3 a 1, com direito a dois gols de Reinaldo e outro de Anderson Martins.

De lá para cá, o São Paulo jogou mais 11 clássicos e perdeu seis dessas partidas. Foram duas derrotas para o Palmeiras, uma para o Santos e três para o Corinthians. O Tricolor também somou outros cinco empates diante de seus principais rivais, incluindo os dois jogos da semifinal e a partida de ida da decisão do Campeonato Paulista, contra Palmeiras e Corinthians, respectivamente.

“Um empate desse com sabor de derrota para nós é muito dolorido, pode ter certeza que dói mais em mim e neles do que em todo mundo. Mas, temos que saber diferenciar. O empate deles foi num chute de bola viajada. Se isso não acontece, todos estariam sendo elogiados hoje. Temos que saber diferenciar o resultado do desempenho. Desempenhamos bem contra uma equipe muito boa também”, ponderou o técnico Cuca após o amargo empate em 1 a 1 com o Palmeiras.

O São Paulo voltará a ter sua força em clássicos colocada à prova no próximo dia 10 de agosto, em duelo válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o Tricolor receberá o Santos, no estádio do Morumbi, às 17h (de Brasília). Neste ano, as duas equipes se enfrentaram na primeira fase do Campeonato Paulista, e o Peixe acabou vencendo com autoridade por 2 a 0 graças aos gols de Luiz Felipe e Derlis González.

Confira o retrospecto do São Paulo em clássicos desde a última vitória:

25ª rodada (Brasileiro) – 16/09/2018 – Santos 0 X 0 São Paulo
28ª rodada (Brasileiro) – 6/10/2018 – São Paulo 0 X 2 Palmeiras
33ª rodada (Brasileiro) – 10/11/2018 – Corinthians 1 X 1 São Paulo
3ª rodada (Paulista) – 27/01/2019 – Santos 2 X 0 São Paulo
7ª rodada (Paulista) – 17/02/2019 – Corinthians 2 X 1 São Paulo
11ª rodada (Paulista) – 16/03/2019 – São Paulo 0 X 1 Palmeiras
Semifinal Paulista (ida) – 30/03/2019 – São Paulo 0 X 0 Palmeiras
Semifinal Paulista (volta) – 07/04/2019 – Palmeiras 0 X 0 São Paulo
Final Paulista (ida) – 14/04/2019 – São Paulo 0 X 0 Corinthians
Final Paulista (volta) – 21/04/2019 – Corinthians 2 X 1 São Paulo
6ª rodada (Brasileiro) – 26/05/2019 – Corinthians 1 X 0 São Paulo
10ª rodada (Brasileiro) – 13/07/2019 – São Paulo 1 x 1 Palmeiras

Fonte: Gazeta Esportiva

Cuca diz que iluminação do Morumbi atrapalhou Volpi no gol do Palmeiras

O técnico Cuca não escondeu o sabor de derrota que o empate em 1 a 1 com o Palmeiras teve para o elenco do São Paulo neste sábado, no estádio do Morumbi. Passada a partida, o comandante tricolor saiu satisfeito com o desempenho de sua equipe, mas culpou a nova iluminação do estádio do Morumbi pelo “gol espírita” do time rival.

“O Palmeiras teve uma sorte incrível, gol espírita. A iluminação atrapalhou um pouco o Volpi. Naquela bola, ele foi atrapalhado e esse gol muda toda a situação do jogo, bem no momento que o Toró estava para entrar”, disse Cuca.

Apesar da queda de desempenho do São Paulo na etapa complementar, Cuca acredita que o São Paulo merecia sair de campo com a vitória. De fato, o primeiro tempo dos donos da casa foi bem superior ao do time de Luiz Felipe Scolari. Faltou consistência para que o Tricolor, enfim, acabasse com a seca de vitórias e, de quebra, desse fim à invencibilidade de 33 jogos do Palmeiras no Campeonato Brasileiro.

“Eu acho que é um pecado nós não termos ganhado essa partida dentro do que foi a partida principalmente no primeiro tempo. Procuramos sair jogando com a bola no chão para quebrar a primeira linha do Palmeiras, com velocidade do Hernanes, Tchê Tchê, bola dominada. Criamos bastante, saímos na frente, tivemos o controle do jogo, o Palmeiras teve uma chance com Scarpa no primeiro tempo”, afirmou.

“No segundo tempo não podemos mudar nossa postura de jogo, temos que continuar controlando as ações e matar o jogo. O Palmeiras tem uma bola aérea muito forte, jogadores individualmente muito bons. No primeiro minuto do segundo tempo a bola sobra para o Deyverson, e o Volpi faz uma grande defesa. A gente teve a bola para matar o jogo em uma tabela do Raniel com o Tchê Tchê, no rebote o Reinaldo também, outro chute com o Pato… você não chama seu time para defender. Quando você está ganhando, automaticamente o adversário vai atacar mais”, concluiu, justificando a mudança de postura do São Paulo de um tempo para o outro.

O São Paulo volta a treinar neste domingo, já iniciando sua preparação para o próximo compromisso no Campeonato Brasileiro, que acontece no dia 22 de julho, segunda-feira, contra a Chapecoense, novamente no estádio do Morumbi.

Fonte: Gazeta Esportiva

Palmeiras busca empate com o São Paulo em partida valida pelo Brasileirão

Tudo igual no Morumbi. Em um clássico bastante movimentado, com uma equipe melhor em cada tempo, São Paulo e Palmeiras ficaram no empate por 1 a 0, na noite deste sábado. Os gols foram marcados por Pablo, para o time da casa e Dudu, para os visitantes.

Com o resultado, o Palmeiras continua invicto no torneio, folgado na liderança do torneio nacional, com 26 pontos, agora três na frente do Santos. Enquanto isso, o São Paulo soma 14, na 10ª colocação.

Na próxima rodada, enquanto o alviverde entra em campo no sábado, para enfrentar o Ceará fora de casa, o Tricolor recebe a Chapecoense na segunda-feira. Antes disso, na quarta, o Palmeiras entra em campo contra o Internacional, para decidir uma vaga na semifinal da Copa do Brasil.

O jogo

Incomodado com a sequência de jogos sem vitória, o São Paulo foi com tudo para cima no início da partida. Aos 5, Pablo fez bela jogada individual e cruzou a bola, mas nenhum de seus companheiros conseguiu chegar. Quatro minutos mais tarde, saiu o gol. Hernanes cruzou da direita e Pablo se antecipou à zaga palmeirense para colocar o Tricolor em vantagem.

Aos poucos, o Palmeiras equilibrou a partida e quase empatou aos 24. Scarpa recebeu cruzamento, dominou e chutou forte, exigindo Tiago Volpi a fazer uma grande defesa.

O segundo tempo começou em ritmo bastante acelerado. No minuto inicial, Deyverson quase empatou para o Palmeiras, com Tiago Volpi fazendo uma linda defesa. Na sequência, foi Weverton quem salvou sua equipe. O estreante Raniel, que entrou no lugar do lesionado Pablo, ficou cara a cara com o goleiro, que defendeu. No rebote, Reinaldo chutou forte, para mais uma intervenção do arqueiro alviverde.

Aos 14, Weverton voltou a aparecer em destaque. Pato recebeu passe de Hernanes e chutou colocado, obrigando o goleiro a se esticar todo para espalmar.

O gol de empate do Palmeiras ia amadurecendo. Aos 23, Carlos Eduardo perdeu boa chance. Dois minutos mais tarde, não teve jeito. Dudu chutou, a bola desviou em Reinaldo e subiu. Ao cair, ela encobriu Volpi e bateu na trave, antes de encostar nas costas do goleiro e ir para o fundo do gol. Apesar de claramente a bola ter batido em Volpi, a arbitragem deu o gol para Dudu.

A igualdade no marcador baixou um pouco o ritmo das equipes, que passaram a administrar o resultado e não criaram novas grandes oportunidades.

 

Fonte: R7

Relembrar é viver: “Denílson marca gol de placa, São Paulo vence o Choque-Rei e afundava o Palmeiras em 2012”

Por: Igor Souza

São Paulo e Palmeiras duelam forças hoje(13), no Morumbi, à partir das 19h. Jogo válido pela 10ª rodada do campeonato nacional, o choque-rei é o clássico mais igualitário em números nos derbys paulista. Ao todo são 320 jogos, sendo que 108 vitórias são do Tricolor, 108 vitórias do Palmeiras e 104 empates.

No dia 10 de outubro de 2012, os times se enfrentaram no Morumbi; Fabuloso marcou 2x e Denílson, ex-volante do São Paulo e do Arsenal, marcou uma pintura.

Relembre os gols daquela tarde 

Volpi mira quebra de invencibilidade do Palmeiras e se mostra ansioso para volta: ‘Já era hora’

O goleiro titular do São Paulo, Tiago Volpi, comentou sobre a volta do Campeonato Brasileiro em entrevista ao canal do clube no Youtube e afirmou estar confiante para enfrentar o Palmeiras, no sábado (13), no Morumbi.

O camisa 23 também aproveitou para lembrar do período de pausa para a Copa América e disse que a intertemporada foi importante para um melhor aprimoramento técnico e físico.

Assista ao vídeo:

— “Sempre é bom jogar clássicos e a gente vai jogar para ganhar. Pra tratar de tirar essa invencibilidade deles. [O Palmeiras] é o líder do campeonato, mas a gente tem totais condições de, dentro da nossa casa, junto do nosso torcedor, poder sair com o resultado positivo”.

A invencibilidade do Palmeiras, citada por Volpi, é de 32 jogos, considerando apenas o Brasileiro. Destes, 15 foram com mandantes.

São Paulo e Palmeiras se enfrentam neste sábado, às 19h (horário de Brasília), pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, a primeira desde o fim da Copa América. O Tricolor está na 9ª posição com 14 pontos, apenas 2 do último colocado do G4, Internacional, que tem 16.

 

São Paulo x Palmeiras: prováveis times, desfalques e onde assistir

Após se enfrentarem nas semifinais do Paulistão-2019, São Paulo e Palmeiras voltam a se encontrar para mais um clássico, desta vez pela 10ª rodada do Brasileirão-2019. Neste sábado, às 19h, no Morumbi, os dois times entram em campo querendo bater o rival, mas de olho em objetivos maiores em 2019.

O Tricolor retorna aos jogos oficiais após para a Copa América, em que passou por um período de treinos, liberou alguns jogadores, e trouxe Raniel, que já pode fazer sua estreia. Há quase um ano sem vencer clássicos, os são-paulinos buscam quebrar esse incômodo jejum para ganhar moral no Brasileirão.

Do outro lado, o Verdão se encontra no meio daquele que talvez seja o mês mais complicado do ano, com a disputa do Brasileiro, da Copa do Brasil e da Libertadores. Dessa forma, Felipão deve fazer algumas modificações em relação à equipe que enfrentou o Internacional no meio da semana. No momento, o Alviverde está há 16 jogos oficiais sem perder.

Confira mais informações de São Paulo x Palmeiras:

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 13 de julho de 2019, às 19h
?Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistente de Árbitro de Vídeo 1: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistente de Árbitro de Vídeo 2: Diogo Carvalho Silva (RJ)
Onde ver: Premiere

SÃO PAULO (Técnico: Cuca)

Tiago Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Hernanes; Antony, Pato e Pablo.

Desfalques: Liziero, Everton e Rojas (em recuperação), e Anderson Martins (suspenso)
Pendurados: Igor Gomes

PALMEIRAS (Técnico: Felipão)

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos e Bruno Henrique; Dudu, Gustavo Scarpa e Zé Rafael; Borja.

Desfalques: Ramires (recondicionamento físico)
Pendurados: Felipe Melo, Zé Rafael e Deyverson

Fonte: Lance

Pato encara Palmeiras pela 1ª vez após escolher São Paulo ao rival

O nome de Alexandre Pato provocou uma das poucas decepções do Palmeiras em 2019. Em março, após uma arrastada negociação, ele escolheu jogar no São Paulo – dizendo não ao time alviverde. Agora, pela primeira vez depois do imbróglio, o badalado atacante vai encarar o time de Felipão no clássico de amanhã, a partir de 19h, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro.

Na época, pessoas envolvidas na transação diziam que o jogador se ofereceu para o Alviverde, que já não estava tão satisfeito com Borja. Os palmeirenses viram com bons olhos a possibilidade de trazer o brasileiro, que estava no Tianjin Quanjian, da China.

De acordo com a versão palmeirense, o próprio atacante teria telefonado para a diretoria e para Felipão pedindo para ser contratado. A partir desse momento, ficou decidido que o negócio só seria viável com um salário de R$ 400 mil, sem pagamento de luvas e comissões para empresários, e com contrato válido até o fim do ano.

O São Paulo, então, teria entrado na disputa e acenado com um vínculo de quatro anos e salário com aumento progressivo (no total, o clube vai desembolsar cerca de 8 milhões de euros – R$ 33,92 milhões). Também por ter uma afinidade com o time do Morumbi, o atacante optou por retornar ao Tricolor paulista.

A escolha foi vista como um chapéu por alguns e provocou ruídos nos bastidores. A atuação da diretoria do São Paulo, com o executivo Raí e o gerente Alexandre Pássaro, ganhou elogios. Mas o empresário do jogador, André Cury, viu sua relação ficar um pouco estremecida com os tricolores, que conversaram mais diretamente com o jogador e seus familiares.

Passados mais de três meses, tudo parece cicatrizado. O agente se reaproximou do São Paulo, tendo uma conversa com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, intermediada por um amigo em comum. Agora, até ajudou o clube a fechar o acordo com Raniel, que estava no Cruzeiro.

Apesar de não ter brilhado tanto nas dez partidas que disputou neste ano, Pato tem moral com a torcida e vive um bom momento na vida pessoal – com direito até ao casamento com Rebeca Abravanel. A polêmica com o Palmeiras também nem é lembrada por ele no dia a dia.

Já pelo lado do Palmeiras, com o ataque bastante efetivo no Brasileiro, Pato está longe de ser assunto. Talvez, com uma boa atuação amanhã, ele possa voltar a virar o tema de discussões na Academia.

 

Fonte: UOL