Vitor Bueno celebra classificação e elogia Pablo: ‘Resolveu para nós’

O São Paulo foi perseverante para virar sobre o Santos e vencer por 2 a 1, neste sábado, no Morumbi. Apesar de ter sido melhor durante os 90 minutos, o Tricolor saiu atrás no primeiro tempo, mas contou com a expulsão do santista Jobson e a entrada de Pablo, no intervalo, para conseguir o resultado e a classificação antecipada para a próxima fase do Paulistão. 

Foi do camisa 9 do São Paulo os dois gols da vitória do time da casa no Morumbi. O atacante de 27 anos, que vinha sendo muito cobrado por parte da torcida, saiu de um jejum de oito jogos sem marcar. Apesar da sugestão de Vitor Bueno, Pablo não quis falar à reportagem do “SporTV” ao término da partida.

– Entendemos ele. As vezes nem é só vocês (imprensa), mas ele mesmo (que se cobra). O importante é que ele sabe que é importante para nossa equipe. Momentos ruins todos passam, mas o que importa é não desistir e levar a cabeça. Estamos muito contentes com ele. Resolveu o jogo para nós. Claro que não fez o gol sozinho, é um conjunto. Eles só tiveram uma chance. Nós tivemos inúmeras. Enfim, parabéns para toda equipe. Estamos muito felizes – celebrou Vitor Bueno.

O São Paulo, com 18 pontos, é o primeiro do Grupo C e está classificado para a fase final do Paulista. Com os jogos da Libertadores adiados devido à pandemia de coronavírus, o Tricolor volta a campo no sábado, diante do Bragantino, novamente em um Morumbi provavelmente de portões fechados.

Lance

Pablo marca 2, SPFC vence Santos no Morumbi vazio e encaminha classificação

Em um Morumbi com portões fechados por causa da pandemia do coronavírus o São Paulo ganhou de virada do Santos por 2 a 1 hoje (14) à noite, pelo Campeonato Paulista. Com um jogador a mais desde a parte final do primeiro tempo porque Jobson foi expulso, o Tricolor paulista construiu o placar com dois gols de Pablo na segunda etapa. Os visitantes marcaram com Arthur Gomes.

Com o resultado o São Paulo passou a somar 18 pontos e ficou muito perto da classificação para a próxima fase – caso o Ituano não vença o Corinthians amanhã, o time de Fernando Diniz estará matematicamente assegurado nas quartas de final. Já o Peixe permanece na ponta do Grupo A, com 15.

Pablo, que não balançava as redes desde o dia 22 de janeiro contra o Água Santa, desencantou e marcou dois. O Santos saiu na frente com o tento de Arthur Gomes e até teve bom desempenho na primeira metade da partida, mas com um jogador a menos perdeu rendimento e permitiu a virada.

UOL

Atuações do São Paulo: Daniel Alves vai mal, e Pablo perde chances incríveis na derrota

Daniel Alves: recebeu um cartão amarelo logo no início da partida e errou muitos passes e lançamentos que não costuma errar. No lance do segundo gol do Binacional, errou o passe que cedeu o contra-ataque. Escapou de um segundo cartão amarelo ao colocar a mão na bola dentro do campo. Nota: 5,0

Pato: fez seu quarto gol em três partidas e teve bons momentos durante o jogo. Assim como toda a equipe, caiu de rendimento no segundo tempo e foi substituído. Nota: 6,5

Antony: não se escondeu de nenhum lance e fez boas jogadas pelo lado do campo. Arriscou um chute no primeiro tempo que parou no goleiro. Correu muito mesmo com a altitude de 3.800 metros. Nota: 6,0

São Paulo perdeu do Binacional na estreia da Libertadores — Foto: Eduardo RodriguesSão Paulo perdeu do Binacional na estreia da Libertadores — Foto: Eduardo Rodrigues

São Paulo perdeu do Binacional na estreia da Libertadores — Foto: Eduardo Rodrigues

Veja as notas dos jogadores:

  • Tiago Volpi [GOL]: 5,0
  • Igor Vinícius [LAD]: 5,0
  • Arboleda [ZAG]: 6,0
  • Bruno Alves [ZAG]: 6,0
  • (Hernanes [MEC]): 5,5
  • Reinaldo [LAE]: 5,5
  • Tchê Tchê [VOL]: 6,0
  • Daniel Alves [MEC]: 5,0
  • Igor Gomes [MEC]: 6,5
  • Antony [ATA]: 6,0
  • Pablo [ATA]: 5,0
  • (Liziero [VOL]): 5,0
  • Pato [ATA]: 6,5
  • (Toró [ATA]): 5,0

Globo Esporte

Impasse com Antony pode dar outra chance à dupla Pato e Pablo no São Paulo

Como a performance do ataque do São Paulo é alvo de críticas neste início de temporada, Pablo e Pato passaram a ser os principais candidatos para perder uma vaga com o retorno de Antony, após defender a seleção olímpica. No entanto, o Ajax ainda não solucionou as pendências burocráticas em relação à contratação do jovem de 19 anos, e por isso, os dois podem ser mantidos no time titular do Tricolor paulista na partida de amanhã, em Barueri, contra o Oeste.

Antony já realizou os exames médicos na última terça-feira e o São Paulo enviou toda a documentação para a Europa. Os holandeses, porém, ainda têm tempo para concretizarem a transação. Segundo apurou o UOL Esporte, a transferência e a liberação do seguro podem ser concluídas até o dia 25 deste mês. Quando tiver com tudo assinado, o jogador poderá atuar pelo São Paulo até o segundo semestre, pois a janela de transferência para a Holanda está fechada.

O garoto teve uma programação de treinamentos diferente do restante do elenco nesta semana. Ainda assim, Diniz sabe que existe a possibilidade de Antony ser liberado nas próximas horas e até estuda uma maneira de montar o time com ele entre os 11. Dessa maneira, o atleta participou de atividades sem contato físico e menor potencial para lesões (como um treino fantasma) na equipe titular.

Caso Antony seja mesmo liberado para atuar, a maior tendência é de Pato ser mantido no time. Apesar de ainda não ter balançado as redes neste ano (o último gol dele foi em agosto de 2019, contra o Santos), o camisa 7 vive um melhor momento do que Pablo.

O Tricolor paulista volta a treinar hoje de manhã, no CT da Barra Funda. No total neste início de temporada, o São Paulo anotou seis gols em seis partidas. Após o empate sem gols contra o Corinthians, o time está na terceira posição do Grupo C do Campeonato Paulista.

UOL

Pablo esquece 2019 e fala de seu 1º Majestoso: “SP tem que vencer”

Em oito minutos de conversa com a reportagem do LANCE!, Pablo pronunciou 18 vezes a palavra “gol”. Marcar gols é uma obsessão não só do atacante de 27 anos, que fez um na vitória sobre o Água Santa e passou os outros quatro jogos de 2020 em branco, mas de todo o São Paulo, que inicia a sexta rodada do Paulistão fora da zona de classificação mesmo sendo a equipe que mais cria na competição (100 finalizações, sendo 39 na direção certa, das quais seis acabaram convertidas em gol).

Titular em todas as partidas da temporada até aqui, Pablo tem atuado pelos lados – Pato tem sido o centroavante – e briga para se manter na equipe mesmo com Antony de volta da Seleção Brasileira sub-23. Para o clássico contra o Corinthians, às 19h deste sábado, no Morumbi, o camisa 9 é favorito a começar jogando, com o garoto possivelmente no banco.

– A gente tem que fazer gols, é isso que esperam da gente. Conversamos muito entre nós, sabemos que estamos criando muitas ocasiões e temos que caprichar no detalhe final, na finalização. Óbvio que em algumas jogadas os goleiros fazem milagres e acho que as pessoas têm que ter essa noção. Contra Novorizontino, Ferroviária e Santo André os goleiros defenderam bolas incríveis. Minhas, do Pato, do Vitor, do Hernanes, do Dani… Acho que temos que finalizar com um pouco mais de carinho para a bola entrar e a gente sair comemorando – disse o jogador, que acrescentou:

– E a questão não é só o gol, a questão é vitória. O que adianta fazer um grande jogo e perder? Você tem que vencer a partida. Óbvio que é muito mais bonito você vencer fazendo um grande jogo, dando espetáculo para o torcedor, para eles verem que a equipe joga de maneira muito sincronizada, muito compacta, com trocas de passes… Mas bonito mesmo é vencer a partida. Para demonstrar o que a gente vem fazendo nos treinos, o trabalho do Fernando, a gente precisa vencer. Esse é o grande lance: fazer os gols para vencer a partida.

Pablo foi o artilheiro do São Paulo em 2019, mas não ficou satisfeito com a quantidade de gols (foram sete). Em 2020, embora já tenha dito que a meta principal é não se machucar, ele tem trabalho para aumentar o número: é o atleta que mais finaliza no Paulistão, com 20 tentativas, sendo oito na direção certa. O vice-líder, de acordo com o Footstats, é Dani Alves: 17 finalizações, sendo sete certas.

UOL

De olho em 2020 melhor pelo São Paulo, Pablo treina durante as férias

Restam ainda duas semanas para o término das férias no São Paulo, mas alguns jogadores do elenco têm usado o período para também praticar exercícios. Um desses casos é o de Pablo, que hoje, em seu Instagram, publicou um vídeo em que treina com seu preparador físico particular em uma academia de Umuarama, no Paraná, seu estado natal.

Nas imagens, o jogador apoia o pé esquerdo em cima de uma caixa, enquanto levanta o pé direito do chão para, com um chute, devolver a bola para as mãos de seu preparador, que a joga em sua direção. Além de compartilhar esse treino nos stories, o camisa 9 tem participado de peladas com os amigos nesses dias de descanso na mesma cidade paranaense.

Pablo descansa após um ano complicado pelo Tricolor, em que chegou com o status de maior contratação do clube. Seu início foi bom, porém acabou caindo de produção junto com o time em decorrência da eliminação na Copa Libertadores, para o Talleres-ARG, na fase preliminar da competição.

Ainda assim, ele ajudou o time na classificação para a final do Paulistão, porém não pôde disputá-la por conta de dores na panturrilha, que mais tarde foi descoberto ser sintoma de um cisto na coluna. O problema exigiu cirurgia e o afastou dos gramados por um longo período, retornando apenas após o período de pausa durante a disputa da Copa América, que teve sede no Brasil.

No entanto, em seu primeiro jogo depois da volta, lesionou o ligamento do tornozelo direito e ficou mais um tempo afastado. Mas não foi só: o centroavante ainda teve um estiramento na coxa direita. Com essas ausências, terminou o ano com apenas sete gols em jogos oficiais e mesmo assim foi o artilheiro do time na temporada, por conta da crise do ataque tricolor.

Em entrevista após a vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, na penúltima rodada do Brasileirão 2019, Pablo admitiu que seu ano de estreia no São Paulo foi decepcionante, mas crê que 2020 será melhor, de preferência sem lesões. Pelo vídeo postado, o jogador parece empenhado em cumprir sua promessa.

“Foi um ano decepcionante, pelo que eu esperava fazer aqui no São Paulo, mas Deus dá as oportunidades, ano que vem a gente vai estar na Libertadores, campeonatos importantes, fazer uma pré-temporada perfeita, e, se Deus quiser, sem lesão para cumprir melhor possível o meu trabalho”, declarou.

UOL

Diretoria do São Paulo pretende negociar dois medalhões em 2020

O São Paulo está terminando mais uma temporada sem nenhum título conquistado e pressionado pelo seu torcedor para ganhar um troféu a qualquer custo em 2020. Fernando Diniz foi garantido para a próxima temporada pela diretoria são-paulina, mas o treinador terá que retribuir o voto de confiança levando o Tricolor paulista ao topo, começando pelo Campeonato Paulista, título que o clube do Morumbi não ganha desde 2005.

O presidente do Tricolor, Leco, já deu declarações recentes e afirmou que o SPFC não fará grandes investimentos na próxima temporada; a meta é a manutenção dos principais jogadores do elenco. Vivendo uma crise financeira, os dirigentes? são-paulinos estão dispostos a vender dois medalhões: trata-se de Hernanes e Alexandre Pato. Segundo o jornalista ?Cosme Rímoli, a dupla está na lista de negociáveis para 2020.

O volante e o atacante chegaram com grandes status no Morumbi, mas pouco produziram até aqui e amargam o banco de reservas. O problema maior é que eles são dois dos atletas mais bem pagos mensalmente e o São Paulo não terá condições de mantê-los nesse cenário. Se surgirem clubes interessados na dupla, o Tricolor paulista irá aceitar a negociação sem pensar duas vezes.

Ainda de acordo com o jornalista, Hernanes tem um custo por mês de R$ 1,1 milhão, juntando salários e direitos de imagens. Já Alexandre Pato, recebe mensalmente R$ 800 mil de salário e há especulação que o atacante irá receber R$ 1 milhão já a partir do começo do ano que vem. Diniz sabe do interesse da diretoria e não irá se impor se os dois jogadores forem realmente negociados.

90min

Pablo desabafa após temporada de lesões, mas crava: “Ano que vem promete”

Artilheiro do São Paulo em 2019, com sete gols, Pablo desabafou após sua equipe assegurar a classificação à fase de grupos da Libertadores nesta quarta-feira. Passada a vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, no Morumbi, o camisa 9 tricolor fez uma breve retrospectiva do seu ano, mas garantiu que a próxima temporada tem tudo para dar bons frutos ao time.

“Objetivo conquistado. Óbvio que não era só isso que almejávamos na competição, tivemos muitos altos e baixos, mas o nosso objetivo, que foi acontecendo e que era entrar na fase de grupos da Libertadores, nós conseguimos”, afirmou.

“Temos mais um jogo para fechar, foi um ano muito difícil para mim. Sofri algo que nunca tinha sofrido, três lesões, duas bem complicadas, mas estou feliz de terminar o ano jogando, classificado para a Libertadores. Ano que vem promete”, completou Pablo.

Com a participação na fase de grupos da Libertadores assegurada, o São Paulo pode ter um planejamento mais preciso, ciente de que algumas receitas não estão em jogo, ao contrário do que aconteceu neste ano. Justamente por isso, o objetivo conquistado nesta quarta vai muito além das quatro linhas, ainda mais para um clube que não vive seu melhor momento financeiramente.

“Nossa equipe vai concentrar, trabalhar, fazer uma excelente pré-temporada e mergulhar com tudo na Libertadores, porque sabemos que jogar no São Paulo é sinônimo de Libertadores”, concluiu.

Gazeta Esportiva

Daniel Alves fica no Reffis e Pablo treina entre os titulares do São Paulo

Fernando Diniz começou a esboçar a equipe titular do São Paulo para o jogo contra o Vasco, às 20h30 de quinta-feira, no Morumbi. A única novidade em relação aos 11 que começaram jogando no empate por 1 a 1 com o Ceará, no domingo, foi a presença de Pablo, que retorna de suspensão.

No treino desta terça-feira, o atacante entrou no lugar de Daniel Alves, mas isso não significa que o camisa 10 perderá sua vaga na equipe. Daniel ficou no Reffis cumprindo um cronograma individual de recuperação e deve estar no campo no treino de quarta à tarde.

Com isso, fica a dúvida sobre quem sai da equipe para Pablo retornar: Juanfran, Liziero ou Igor Gomes são as opções mais prováveis. Se Juanfran sair, Daniel Alves volta a jogar na lateral direita. Se a escolha for por um dos meio-campistas, ele segue como armador, como nas duas partidas anteriores.

Os dez jogadores de linha ensaiados por Diniz foram Juanfran, Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo, Tchê Tchê, Liziero, Igor Gomes, Antony, Vitor Bueno e Pablo.

Os únicos desfalques para a partida são Everton e Rojas, que se recuperam de lesões graves de joelho e só voltam em 2020, e o goleiro reserva Jean, que sofreu uma entorse no tornozelo e já ficou fora contra o Ceará. Lucas Perri virou substituto imediato de Volpi.

O São Paulo tem 54 pontos e ocupa a última vaga do G6, grupo que hoje iria diretamente para a fase de grupos da Libertadores de 2020. O Inter, sétimo colocado, tem três pontos a menos.

Lance

Fernando Diniz mexe no SP para definir quem será o substituto de Pablo; veja a escalação

Fernando Diniz usou os últimos dias de treinamento para definir quem será o substituto de Pablo no ataque do São Paulo. O atacante recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão automática nesta rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor paulista enfrenta o Ceará amanhã (24), em Fortaleza, no Castelão, a partir das 19h.

Uma opção estudada é manter Daniel Alves no sistema ofensivo, mesmo com o retorno de Antony. Desta maneira, o espanhol Juanfran seria escalado na lateral direita.

Time provável
Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei, Tchê Tchê e Igor Gomes; Daniel Alves, Vítor Bueno e Antony.

Principais dúvidas
Sem contar com Pablo, Diniz pode adiantar Daniel Alves para o ataque. Desta maneira, Juanfran deve ser mantido na lateral direita. Outra possibilidade seria escalar Toró, Alexandre Pato ou Raniel no lugar de Pablo e Daniel Alves voltar para a lateral.

Suspenso e pendurados

Pablo está suspenso com o terceiro cartão amarelo. O time tem como pendurados: Bruno Alves, Alexandre Pato, Tchê Tchê, Liziero, Anderson Martins e Raniel.

Lesionados
Everton (ligamento do joelho) e Joao Rojas (cirurgia no joelho) seguem machucados e estão fora.

UOL

Raniel pode ganhar nova chance no São Paulo

O atacante Raniel pode ser a novidade de Fernando Diniz para o próximo jogo do São Paulo, às 19h (Brasília) do domingo, contra o Ceará no Castelão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Contratado no meio de 2019, o camisa 21 é uma das opções para substituir Pablo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Se chegar, a oportunidade pode ser importante para o homem de frente, que marcou apenas um gol com a camisa tricolor, na goleada por 4 a 0 contra a Chapecoense, há quatro meses atrás, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Desde então, o atacante entrou dez vezes em campo pelo São Paulo e não conseguiu balançar as redes. O melhor momento de Raniel foi no período em que Pablo e Pato estavam lesionados e o atleta de 23 anos assumiu a titularidade.

Com o retorno do camisa 7, o reforço foi novamente para o banco de reservas e depois ficou mais de um mês afastado, por conta de indisposição estomacal e complicações de uma amigdalite.

Ao todo, Raniel soma 12 jogos e um gol em cinco meses de São Paulo. O atacante foi contratado junto ao Cruzeiro em julho, por cerca de R$ 13 milhões; o Tricolor adquiriu 50% dos direitos econômicos, mas só começará a pagar o clube mineiro em 2020.

O atacante disputa vaga com Pato, que vem sendo pouco utilizado por Diniz nas últimas rodadas, e Toró, que ainda não foi titular com o novo treinador e joga preferencialmente pela ponta.

Gazeta Esportiva

Com terceiro cartão amarelo, Pablo deve dar lugar a Raniel

O São Paulo não terá Pablo na partida contra o Ceará, às 19h do próximo domingo, no Castelão. O camisa 9 recebeu o terceiro cartão amarelo no empate por 1 a 1 com o Santos e precisará cumprir suspensão.

As opções imediatas para a vaga são Raniel e Alexandre Pato. Raniel larga na frente na disputa, embora Fernando Diniz ainda não o confirme como titular:

– É uma das possibilidades (Raniel). Nada impede de ter outro formato de equipe. Tem a semana inteira para trabalhar e vou colocar os melhores jogadores – disse o treinador, ainda na Vila Belmiro.

Pablo sofreu com lesões neste ano e disputou apenas dez rodadas do Brasileirão. Ele será desfalque pela 24ª vez na competição.

Outra mudança na equipe pode ser a entrada de Antony. Ele cumpriu suspensão contra o Santos e também está em recuperação da lesão na coxa esquerda que o fez ser cortado da Seleção Brasileira olímpica. Diniz acredita que o jovem esteja recuperado.

No clássico, Juanfran ganhou a vaga de Antony e ocupou a lateral direita, enquanto Daniel Alves atuou com liberdade no meio de campo.

Lance

Pablo recebe 3º cartão amarelo e desfalcará São Paulo contra o Ceará

Fernando Diniz mal começou a planejar os trabalhos da próxima semana e já tem uma dor de cabeça relevante. O atacante Pablo não poderá atuar contra o Ceará, no próximo domingo, em Fortaleza, por ter recebido o terceiro cartão amarelo neste sábado, contra o Santos, abrindo uma vaga no problemático ataque tricolor.

Pablo se desentendeu com Lucas Veríssimo já na reta final de jogo e acabou sendo advertido pelo árbitro da partida. Jogadores do São Paulo e do Santos chegaram a separar o tumulto que havia no campo, mas o cartão amarelo ao artilheiro do Tricolor em 2019 não foi evitado.

Desta forma, Raniel e Alexandre Pato competirão durante a semana por uma vaga no time titular. Na chegada de Diniz ao São Paulo, Pato teve uma boa sequência improvisado como centroavante, mas não correspondeu. Raniel, por sua vez, vem sendo pouco aproveitado.

“[O Raniel] é uma das possibilidades. Nada impede de termos outro formato de equipe para jogar. Temos a semana inteira para trabalhar e vou colocar os melhores jogadores que eu achar para aumentar a chance de vitória da equipe”, comentou Fernando Diniz, sem dar muitas pistas à imprensa.

Na quinta colocação do Campeonato Brasileiro, com 53 pontos, o São Paulo agora fica na torcida por um tropeço do Grêmio diante do Flamengo, em Porto Alegre, para não as distanciar ainda mais de seu principal concorrente na briga por uma vaga direta à fase de grupos da Libertadores.

Gazeta Esportiva

Pablo aceita cobrança de Raí: “A responsabilidade é dos jogadores”

O atacante Pablo falou nesta quarta-feira sobre a reunião que os jogadores do São Paulo tiveram com Raí na manhã do dia anterior. O diretor falou em tom de cobrança com o elenco após as derrotas em sequência para Fluminense e Athletico-PR, algo que o camisa 9 disse compreender.

– É algo normal, cobrança, tinha que ser feito, com toda razão. A gente sabe da cobrança da torcida, da imprensa. Foram dois jogos em casa que a gente controlou, mas não fez gol e não venceu. Acho justo, temos que saber absorver essa cobrança, colocar dedicação, entrega, vontade, e vencer o clássico – disse, já projetando o jogo contra o Santos, às 17h de sábado, na Vila Belmiro.

Uma das intenções da diretoria ao cobrar os jogadores é, ao menos por enquanto, blindar Fernando Diniz. Raí reluta em demitir mais um treinador e tenta dar respaldo a ele. Pablo também o isenta:

– A responsabilidade é toda nossa. O Fernando tem uma forma de jogar que nos agrada muito e a gente tem que fazer os gols. É isso que falta para a gente. Chegar no último terço do campo, no último momento, e ter o passe com precisão e a finalização da melhor maneira possível. Fazendo os gols as vitórias vão vir.

– O jogo é coletivo. Se toma gol, são os 11 e quem está no banco. Se faz gol, são os 11 e quem está no banco. Nossa maior cobrança é essa oscilação. Vence um jogo muito bem, depois perde, depois vence… Essa irregularidade que a gente está tentando eliminar. Aconteceram dois jogos em que, na minha opinião, nós controlamos e perdemos. Isso nos chateia, deixa o ânimo um pouco para baixo, mas sabemos que precisamos reagir e vamos dar a vida para colocar a equipe na Libertadores. O ano foi muito difícil, muito complicado, com lesões, momentos importantes em que a gente não conseguiu dar a resposta. Agora chegou a reta final, são seis jogos, e temos que estar bem concentrados pra colocar o time na Libertadores – finalizou.

Lance