Anúncios

São Paulo vence Barcelona na final e é campeão da Legends Cup Brasil

Foi como na final do Mundial Interclubes de 1992. O São Paulo reencontrou o Barcelona na final da Legends Cup Brasil, torneio que reúne grandes jogadores do passado. No estádio do Morumbi, o Tricolor superou o rival europeu por 3 a 0.

O São Paulo teve amplo domínio das ações no primeiro tempo. Dagoberto abriu o placar aproveitando pênalti sofrido por Denilson. Pouco depois, Fabão completou de cabeça o escanteio batido por Cicinho para marcar o segundo. Na etapa final, Dagoberto marcou novamente e fechou novamente, para delírio dos torcedores que já gritavam: “o freguês voltou”, em relação à série de vitórias sobre o Barça.

A competição reuniu quatro equipes, com jogos de 25 minutos por tempo. Na semifinal, o São Paulo venceu o Bayern de Munique por 2 a 0. O mesmo resultado veio na vitória do Barcelona sobre o Borussia Dortmund.

Na preliminar da final, o Borussia Dortmund garantiu o terceiro lugar vencendo o Bayern de Munique por 3 a 2.

Gazeta Esportiva

Anúncios

São Paulo baixa preço dos ingressos para ‘decisão’ contra o Internacional

Desde a manhã do último domingo os ingressos para São Paulo x Internacional, estão disponíveis para venda para todos os torcedores são-paulinos. A partida, que acontece na próxima quarta-feira, no Morumbi, às 21h30, é válida pela 37ª rodada do Brasileirão-2019, e é a última da temporada em casa. O jogo, que pode valer classificação direta para a fase de grupos da Libertadores, terá preços mais baixos do que os últimos duelos.

Os bilhetes podem ser adquiridos a partir de R$ 10 nas arquibancadas amarela e laranja e terão preço máximo de R$ 120, na Cadeira Morumbi Premium, já os visitantes pagarão R$ 20 para assistirem ao jogo dentro do estádio. Os valores são significativamente menores do que o das últimas partidas do clube como mandante. Com meia-entrada os ingressos custam a partir de R$10

Nos últimos jogos, o público são-paulino tem sofrido uma queda significativa, o que provocou a perda da terceira posição no ranking de média de pagantes do Brasileirão para o Fortaleza e a quarta para o Palmeiras. Desde o clássico contra o Corinthians (37.561 pagantes), o número de torcedores tem diminuído duelo após duelo justamente nesta reta final da competição. Veja:

São Paulo 1 x 0 Corinthians – 25ª Rodada – 13/10/2019 – 37.561 pagantes
São Paulo 1 x 0 Avaí – 27ª Rodada – 20/10/2019 – 20.763 pagantes
São Paulo 2 x 0 Atlético-MG – 28ª Rodada -27/10/2019 – 18.815 pagantes
São Paulo 0 x 2 Fluminense – 31ª Rodada – 7/11/2019 – 17.650 pagantes
São Paulo 0 x 1 Athletico-PR – 32ª Rodada – 10/11/2019 – 13.795 pagantes
São Paulo 1 x 0 Vasco – 35ª Rodada – 28/11/2019 – 11.970 pagantes

Apesar de a venda geral ter aberto no último domingo, desde o último sábado os sócios-torcedores do Tricolor podem comprar os ingressos e tiveram exclusividade até a abertura para todos os são-paulinos. Enquanto isso, os visitantes só poderão adquirir os bilhetes no dia da partida a partir das 19h30.

São Paulo e Internacional se enfrentam na próxima quarta-feira, às 21h30, no Morumbi. Mesmo após a derrota por 3 a 0 para o Grêmio, o Tricolor garantiu vaga na Libertadores de 2020, porém ainda não tem classificação certa para a fase de grupos do torneio, o que pode ser atingido com uma vitória neste meio de semana. Atualmente o clube está sexta posição na tabela com 57 pontos.

Confira todas as informações de ingresso para São Paulo x Internacional:

> INGRESSOS PARA A TORCIDA DO SÃO PAULO

VALORES
ARQUIBANCADAS – VENDA SOMENTE ONLINE EM http://spfc.totalacesso.com
Arquibancada Amarela (Norte) > R$ 10 / R$ 5 ½ entrada
Arquibancada Laranja (Sul) > R$ 10 / R$ 5
Arquibancada Azul (Leste) > R$ 20 / R$ 10 ½
Arquibancada Vermelha (Oeste) > R$ 20 / R$ 10 ½

CADEIRAS SUPERIORES
Cadeira Superior Amarela (Norte) > R$ 40 / R$ 20 ½
Cadeira Superior Laranja (Sul) > R$ 40 / R$ 20 ½

Cadeira Especial Azul (Leste) > R$ 60 / R$ 30 ½
Cadeira Especial Vermelha (Oeste) > R$ 60 / R$ 30 ½

Morumbi Premium (Leste) > R$ 120 / R$ 60 ½

Cadeira Cativa Azul (somente proprietário)* > R$ 20
Cadeira Cativa P16 (somente proprietário)* > R$ 20
*venda nas bilheterias 01, 03 ou 05

CADEIRAS TÉRREAS – VENDA SOMENTE ONLINE EM http://spfc.totalacesso.com
Cadeiras Térreas P02 e P04 (Leste) > R$ 40 / R$ 20 ½
Cadeiras Térreas P18 (Oeste) > R$ 40 / R$ 20 ½

Cadeira Térrea Sócio P02, P04 e P18* > R$ 20
*venda somente na bilheteria 3 interna

Setor PCD Acompanhante* > R$ 5
*O PCD terá o direito de comprar até 1 (um) ingresso para seu acompanhante, desde que esta necessidade esteja prevista em sua Carteira de PCD ou seu Laudo Médico. Demais acompanhantes deverão pagar o valor integral do setor, ou, fazer uso do direito da meia entrada mediante a apresentação de documento comprobatório. Os ingressos estão sujeitos ao esgotamento.

CAMAROTES
Espaço do Sócio P04 > R$ 10
*venda somente na bilheteria 3 interna

Corporativo (Empresas) > R$ 20
*venda direto com os camarotes

– VENDA PARA A TORCIDA DO SÃO PAULO:

ONLINE: a partir das 10h de 01/12/2019 em http://spfc.totalacesso.com

______

BILHETERIAS DO MORUMBI

01 a 03/12 – das 10h às 17h
Atendimento ao público geral: bilheteria 03
Atendimento a cadeiras cativas: bilheteria 01
Atendimento a camarotes: bilheteria 03 interna

04/12 (dia do jogo)
Atendimento ao público geral: bilheteria 03 – das 10h às 22h15
Atendimento ao torcedor PCD: bilheteria 06 – das 15h30 às 21h15

______

DEMAIS PONTOS DE VENDA PARA TORCIDA DO SÃO PAULO
*sujeitos a disponibilidade

Estádio Conde Rodolfo Crespi – Juventus
Rua Javari, 117, Moóca – São Paulo
02 e 03/12, das 11h às 17h

Estádio Anacleto Campanella
Rua Walter Tomé, 64 – São Caetano
02 e 03/12, das 11h às 17h

Ginásio do Ibirapuera
Rua Manuel da Nóbrega, 1361 – São Paulo
02 e 03/12, das 11h às 17h

————————————————–

INGRESSOS PARA A TORCIDA VISITANTE
VALOR

Arquibancada Visitante > R$ 20 / R$ 10 ½

Somente no dia da partida (04/12), na bilheteria 05 do portão 15: das 19h30 às 22h15

Lance

No Morumbi, São Paulo marca no início e derrota o Vasco

Nesta quinta-feira (28), São Paulo e Vasco se enfrentaram no frio e molhado Morumbi, pela 35ª rodada do Brasileirão. E com um gol logo no início, o Tricolor Paulista venceu por 1 x 0, chegou aos 57 pontos e ficou na sexta colocação. Já o Cruz-Maltino permaneceu com 44 pontos e no 12° lugar.

Primeiro tempo
O São Paulo não demorou a abrir o placar. Aos cinco minutos, Henríquez rebateu mal, Pablo ajeitou, e Antony pegou de primeira para fazer a alegria da torcida tricolor.

Apesar do gol cedo, o São Paulo não conseguiu criar boas chances para ampliar. Apenas aos 41 minutos, Juanfran cruzou muito bem, mas Vitor Bueno cabeceou por cima do travessão cruz-maltino.

Segundo tempo
Após o intervalo, o jogo caiu bastante em qualidade. Aos 11 minutos, Henrique cruzou na medida para Marrony, que cabeceou muito bem, mas Tiago Volpi desviou para escanteio. Pelo lado do São Paulo, Arboleda finalizou duas vezes, aos 33 minutos, mas Henríquez salvou em cima da linha.

Onefootball

Torcida do São Paulo protesta contra Leco, conselheiros e jogadores em frente ao Morumbi

Torcedores do São Paulo levaram faixas em frente ao portão principal do estádio do Morumbi para protestar contra Leco, jogadores e conselheiros, antes de a bola rolar na partida contra o Vasco, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

As faixas tinham os seguintes dizeres:

  • Conselheiros de merda, vendidos. Estamos de olho.
  • Renuncie Leco. Somos 18 milhões contra você.
  • Jogadores, salários em dia e a surra atrasada.

Protesto na porta do Morumbi antes de São Paulo x Vasco — Foto: Marcos RibolliProtesto na porta do Morumbi antes de São Paulo x Vasco — Foto: Marcos Ribolli

Protesto na porta do Morumbi antes de São Paulo x Vasco — Foto: Marcos Ribolli

Sem vencer há quatro jogos (duas derrotas e dois empates), o São Paulo está pressionado por melhores resultados pelo alto investimento realizado para a temporada. O clube contratou nomes como Alexandre Pato, Pablo, Hernanes e Daniel Alves.

O Tricolor está na zona de classificação direta para a Libertadores. Isso porque o Athletico-PR, campeão da Copa do Brasil, é o quinto, e o Flamengo foi campeão da Libertados e abriu mais uma vaga direta para o torneio continental. Mas a pressão, mesmo assim, é grande.

Globo Esporte

Buscando vaga na Libertadores, São Paulo recebe o Vasco no Morumbi

Em um duelo entre dois times que pensam na classificação para a Copa Libertadores, o São Paulo recebe o Vasco nesta quinta-feira, às 20h30(de Brasília), no Morumbi, em São Paulo (SP), em choque válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Cruz-Maltino não joga desde o empate por 1 a 1 com o Goiás e aparece com 44 pontos. Porém, como o Flamengo ganhou a Copa Libertadores e o Athletico Paranaense está no torneio continental por ter vencido a Copa do Brasil, o G-6 virou G-8 e agora a classificação virou um sonho na Colina.

Porém, derrotar o São Paulo será complicado. O Tricolor Paulista, que vem de empate por 1 a 1 com o Ceará no Nordeste, soma 54 pontos e defende justamente a permanência na zona de classificação para a Copa Libertadores. O triunfo diante dos vascaínos é fundamental para o Tricolor, comandado por Fernando Diniz.

“Temos que conseguir uma vitória em casa contra o Vasco, ainda mais depois de não termos conseguido segurar a vitória contra o Ceará. Portanto, é manter a concentração ao longo dos noventa minutos e ter o objetivo como grande foco. Vai ser um jogo complicado, o Vasco vem em crescimento, mas podemos nos impor”, disse Fernando Diniz.

Na visão dos vascaínos, a Libertadores é possível, mas será preciso pensar jogo a jogo.

“Matematicamente ainda temos chances. Claro que não depende só da gente, temos que torcer por tropeços. Vamos fazer a nossa parte ver o que acontece. Poderíamos estar numa situação bem mais favorável. Mas não podemos mudar o que aconteceu e é preciso manter a concentração contra o São Paulo” disse o lateral-direito Yago Pikachu.

Em termos de escalação, o São Paulo terá o retorno do atacante Pablo, que cumpriu suspensão diante do Ceará. Assim, Liziero vai para o banco de reservas. Após passar por uma cirurgia para retirada de um tumor no nariz, o técnico Vanderlei Luxemburgo vai dirigir a equipe.

As duas equipes se enfrentaram em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Naquela ocasião o Cruz-Maltino conseguiu se impor, ganhando por 2 a 0. Talles Magno e Fellipe Bastos anotaram os gols do confronto.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO-SP X VASCO-RJ

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 28 de novembro de 2019 (Quinta-feira)
Horário: 20h30(de Brasília)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (SP) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Robert Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Pablo e Vitor Bueno
Técnico: Fernando Diniz

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Oswaldo Henriquez, Ricardo e Henrique; Richard, Freddy Guarin, Raul e Marcos Junior; Rossi e Marrony
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

No Vasco, recuperado de uma lesão nos adutores da coxa direita, o lateral-esquerdo Henrique será o reforço. Danilo Barcelos fica como opção no banco de reservas.

Gazeta Esportiva

Dupla tricolor exigirá investimento para permanecer no Morumbi

O São Paulo montou seu atual elenco no decorrer da temporada, no entanto, apesar do planejamento inicial ter se mostrado um tanto quanto equivocado com o passar dos meses, ao menos a diretoria tricolor pode se orgulhar de ter acertado duas contratações: Tiago Volpi e Vitor Bueno.

Desde a estreia de Fernando Diniz, na 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Flamengo, no Maracanã, tanto Vitor Bueno quanto Tiago Volpi atuaram em todas as partidas do São Paulo. O meia-atacante e o goleiro são, atualmente, os principais destaques individuais da equipe, tendo influência direta nos últimos resultados conquistados pela equipe.

Mas, o risco de o São Paulo deixar os dois jogadores escapar existe. Tiago Volpi tem contrato de empréstimo com o Tricolor válido somente até o fim do ano. Vitor Bueno, por sua vez, está cedido pelo Santos até o final de 2020 e também terá de ser comprado caso a diretoria os tenha em seu planejamento a médio-longo prazo.

Ídolo no Querétaro, do México, clube ao qual pertence e tem contrato vigente até 2022, Tiago Volpi já deixou claro sua vontade de permanecer no São Paulo. Fernando Diniz, em recente entrevista coletiva, também não escondeu que conta com ele para a próxima temporada. Com compra fixada em 5 milhões de dólares, aproximadamente R$ 20 milhões, a diretoria terá de se desdobrar para conseguir a grande quantia e atender aos pedidos não só da comissão técnica, mas também da maioria dos torcedores.

A situação de Vitor Bueno é ainda mais delicada. Depois de desembolsar R$ 600 mil como taxa de empréstimo para repatriar o jogador, que estava no Dínamo Kiev, a diretoria do São Paulo ainda aceitou “perdoar” uma dívida que o Santos teria com o clube de aproximadamente R$ 2,5 milhões relativa a 10% da venda de Christian Cueva ao Krasnodar, da Rússia, conforme previsto em uma das cláusulas da negociação envolvendo as respectivas partes.

O contrato de Vitor Bueno com o Santos, é válido até dezembro de 2021 e, caso o São Paulo queira comprar o jogador ao fim do empréstimo, terá de pagar o mesmo valor proposto ao Dinamo de Kiev: 12 milhões de euros (R$ 55 milhões).

Gazeta Esportiva

São Paulo pode chegar à final do Paulista em 2020 e não jogar no Morumbi

Nesta segunda-feira (25), torcedores do São Paulo reclamaram nas redes sociais sobre o risco de precisar jogar fora do Estádio do Morumbi caso o clube chegue à final do Campeonato Paulista de 2020.

Isso aconteceria se o Tricolor tivesse a melhor campanha entre os dois finalistas e, portanto, disputasse o segundo jogo em casa. As finais estão marcadas para os dias 19 e 26 de abril, de acordo com o calendário divulgado na última semana pela Federação Paulista de Futebol. No dia 25 de abril, um dia antes da data estipulada para a finalíssima do estadual, o Morumbi recebe um show da banda americana Metallica.

A banda anunciou a realização do show em agosto deste ano, e o ESPN.com.br apurou que o contrato para a realização do espetáculo foi assinado meses antes do anúncio, sem o clube saber que as finais do Paulistão seriam disputadas nesta data.

Internamente, o São Paulo estuda se seria possível fazer algo para poder ter o Morumbi disponível caso o time se classifique para a final, mas ainda não há conclusões sobre o tema.

Para tentar chegar lá, o Tricolor inicia a campanha no Campeonato Paulista no fim de semana do dia 22 de janeiro, em casa, contra o Água Santa.

ESPN

São Paulo tem seu pior lucro com bilheteria no Morumbi neste BR-19

O São Paulo não passa por boa fase dentro de campo e isso fica refletido nas arquibancadas do Morumbi, que tem recebido menos público a cada rodada, enquanto isso os cofres também sentem o impacto das oscilações do time. No último domingo, contra o Athletico-PR, foi registrado o pior lucro do clube no estádio neste Brasileirão: menos de R$ 100 mil reais foram arrecadados.

Dos R$ 397.902,00 que foram arrecadados de forma bruta com a venda de ingressos, a parcela líquida que ficou com o clube foi de R$ 80.893,51. Esse valor significa a pior renda líquida que o Tricolor teve no Morumbi nesta edição do Campeonato Brasileiro. Anteriormente, a menor quantia lucrada havia sido na 21ª rodada, contra o Goiás, quando o faturamento foi de R$ 112.813,67.

Naquela derrota por 1 a 0, que acabou derrubando o técnico Cuca, apenas 12.505 pagantes foram ao estádio, menos do que os 13.795 que compareceram no domingo. A diferença foi no preço médio do ingresso: R$ 28,84 contra o time paranaense e R$ 33,34 contra a equipe goiana.

Em determinado momento da competição, em que a torcida estava acreditando no São Paulo, a média de lucro por partida chegou a beirar a casa de R$ 1,4 milhão, até que a empolgação perdeu força e essa média caiu para R$ 924 mil, muito influenciada pela queda de faturamento com bilheteria em decorrência da “fuga” de público do estádio.

Nos últimos oito jogos do Tricolor como mandante, apenas um ultrapassou a marca de R$ 1 milhão de lucro, que foi a vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, pela 25ª rodada do campeonato. De lá para cá a renda líquida não passou dos R$380 mil, o que acabou diminuindo a média nestas 32 rodadas.

Neste momento, os são-paulinos (R$ 15,7 milhões) ocupam a quarta posição no ranking de renda líquida total do Brasileirão, atrás apenas de Palmeiras (R$ 16,5 milhões), Corinthians (R$ 17,5 milhões) e Flamengo (R$ 19,9 milhões). Nenhum outro clube da competição chegou no patamar de dois dígitos de lucro. Os quatro citados acima representam 60% do lucro total do campeonato.

O São Paulo volta a atuar em casa no dia 28 deste mês, para enfrentar o Vasco, às 20h30 de uma quinta-feira, pela 35ª rodada do Brasileirão. Até lá, o clube faz dois jogos seguidos fora de casa: Santos, neste sábado, e Ceará, no dia 24. Atualmente os são-paulinos ocupam a quinta posição na tabela com 52 pontos.

Confira o lucro de cada jogo do São Paulo como mandante no Brasileirão:

São Paulo 2 x 0 Botafogo – 1ª Rodada – 27/4/2019: R$ 665.290,18
São Paulo 1 x 1 Flamengo – 3ª Rodada – 5/5/2019: R$ 1.470.010,19
São Paulo 0 x 0 Bahia – 5ª Rodada – 19/5/2019: R$ 1.658.456,78
São Paulo 1 x 1 Cruzeiro – 7ª Rodada – 2/6/2019: – R$ 31.458,89 (Pacaembu)
São Paulo 1 x 1 Palmeiras – 10ª Rodada – 13/7/2019: R$ 784.513,26
São Paulo 4 x 0 Chapecoense – 11ª Rodada – 22/7/2019: R$ 509.006,42
São Paulo 3 x 2 Santos – 14ª Rodada – 10/8/2019: R$ 2.446.742,14
São Paulo 1 x 0 Ceará – 15ª Rodada – 18/8/2019: R$ 2.638.821,20
São Paulo 0 x 0 Grêmio – 17ª Rodada – 31/8/2019: R$ 2.296.553,70
São Paulo 1 x 1 CSA – 19ª Rodada – 15/9/2019: R$ 558.009,87
São Paulo 0 x 1 Goiás – 21ª Rodada – 25/9/2019: R$ 112.813,67
São Paulo 2 x 1 Fortaleza – 23ª Rodada – 5/10/2019: R$ 230.078,50 (Pacaembu)
São Paulo 1 x 0 Corinthians – 25ª Rodada – 13/10/2019: R$ 1.366.492,90
São Paulo 1 x 0 Avaí – 27ª Rodada – 20/10/2019: R$ 354.240,99
São Paulo 2 x 0 Atlético-MG – 28ª Rodada -27/10/2019: R$ 380.515,18
São Paulo 0 x 2 Fluminense – 31ª Rodada – 7/11/2019: R$ 187.163,54
São Paulo 0 x 1 Athletico-PR – 32ª Rodada – 10/11/2019: R$ 80.893,51

Lance

Volpi admite falha em gol de Cirino

O duelo entre São Paulo e Athletico-PR, disputado na tarde deste domingo, foi trágico para Tiago Volpi. Na saída do gramado do Morumbi, o goleiro do time tricolor não hesitou e assumiu a responsabilidade pelo único gol da partida pelo Campeonato Brasileiro.

O São Paulo assustou em chutes de Reinaldo e Pablo durante o primeiro tempo, mas foi muito discreto na etapa complementar. Aos 44 minutos, Marcelo Cirino recebeu de Vitinho e bateu de fora da área. Volpi pulou no canto direito, mas deixou a bola passar.

“Ninguém vem com a intenção de errar. Assumo a responsabilidade, é completamente minha. A bola era totalmente defensável. Fui querer segurar firme e ela acabou passando. Consequentemente, acabemos perdendo o jogo por causa desse lance”, disse Volpi à TV Globo.

O Athletico-PR entrou em campo no Estádio do Morumbi com uma série de desfalques e dirigido pelo técnico interino Eduardo Barros, mas não chegou a sofrer grande pressão do São Paulo. Na visão de Tiago Volpi, a derrota sofrida em pleno Morumbi foi injusta.

“É um esporte coletivo, mas, hoje, em uma individualidade, saímos com o resultado negativo”, declarou Volpi. “Individualidade minha, porque mandamos no jogo e não merecíamos ter perdido”, acrescentou o goleiro, consolado por Alexandre Pato, que não chegou a entrar.

Com 52 pontos ganhos, o São Paulo permanece no quinto lugar do Campeonato Brasileiro. Pela 33ª rodada, a equipe defendida por Tiago Volpi volta a campo para disputar o clássico contra o Santos às 17 horas (de Brasília) de domingo, no Estádio da Vila Belmiro.

Gazeta Esportiva

Torcida do São Paulo protesta após derrota no Morumbi; presidente Leco é o principal alvo

São Paulo perdeu para o Athletico-PR neste domingo, no Morumbi, por 1 a 0. Após a partida, torcedores foram ao portão do estádio protestar. O principal alvo da manifestação foi o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Além de Leco, a torcida também direcionou os xingamentos ao diretor de futebol, Raí, e aos jogadores Hernanes, Daniel Alves e Alexandre Pato. Os torcedores também cantaram: “Ô, ô, ô, queremos treinador”.

Na zona mista do Morumbi, Raí concedeu entrevista dando apoio a Fernando Diniz. O dirigente falou em “semana desastrosa”.

Torcida do São Paulo protesta após derrota no Morumbi; presidente Leco é o principal alvo — Foto: Eduardo RodriguesTorcida do São Paulo protesta após derrota no Morumbi; presidente Leco é o principal alvo — Foto: Eduardo Rodrigues

Torcida do São Paulo protesta após derrota no Morumbi; presidente Leco é o principal alvo — Foto: Eduardo Rodrigues

 

O protesto também teve um tom de ameaça.

– Não é mole, não. Se não ter raça, vai sair de camburão.

Eduardo Rodrigues

@eroliveira_

Cantos começam a ficar mais pesados. Torcida muito inconformada com diretoria, técnico e jogadores.

Embedded video

28 people are talking about this

– Tá de palhaçada. Salário em dia, e surra atrasada.

Eduardo Rodrigues

@eroliveira_

“Salário em dia e surra atrasada”.

Embedded video

74 people are talking about this

– Raí, pede pra sair!

Eduardo Rodrigues

@eroliveira_

“Raí, pede pra sair”

Embedded video

19 people are talking about this

Globo Esporte

São Paulo recebe o Fluminense no Morumbi para se manter no G4

O São Paulo recebe o Fluminense, nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), no estádio do Morumbi, em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a missão de terminar o ano no G4, o time comandado por Fernando Diniz precisa começar a somar vitórias em sequência, algo que até então não vem acontecendo.

Desde que Fernando Diniz chegou ao São Paulo, o time não conseguiu somar ainda três vitórias consecutivas no Brasileirão. Depois de vencer o Avaí e o Atlético-MG, o Tricolor foi ao Allianz Parque confiante de que, enfim, poderia quebrar o tabu na casa alviverde, no entanto, o que houve foi um amplo domínio no Verdão, que venceu por 3 a 0. Contra o Fluminense, o Tricolor paulista pode chegar ao seu segundo triunfo seguido e voltar a almejar uma sequência maior de resultados positivos.

Para a partida com seu ex-clube, Fernando Diniz deverá ter Hernanes como novidade entre os titulares. Como Igor Gomes terá de cumprir suspensão automática devido ao terceiro cartão amarelo que recebeu contra a Chapecoense, o Profeta é quem deverá assumir o papel de criação. Jucilei, que saiu de campo elogiado na Arena Condá, pode ser mantido entre os 11.

Já o atacante Pablo deve, ao menos, aparecer no banco de reservas na partida contra o Fluminense. O camisa 9 vem treinando normalmente nesta semana e, inclusive, marcou dois gols no jogo treino da última segunda-feira contra o time sub-19 tricolor. Raniel pode começar jogando.

O Fluminense, por sua vez, vai a campo no Morumbi pressionado pelos recentes resultados ruins e a entrada na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Os cariocas não vencem há cinco jogos e buscam uma vitória para tentar se afastar do fantasma da Série B.

confronto será o reencontro do Fluminense com o técnico Fernando Diniz, que trabalhou no clube nesta temporada. O volante Yuri foi só elogios ao comentar sobre seu ex-treinador, mas minimizou a influência do encontro no rendimento da equipe.

“Eu tenho uma enorme gratidão por ele. É um cara que acreditou em mim. Tenho um carinho enorme, mas o futebol é assim. Todo mundo está acostumado a ver amigos do outro lado. Vai ser normal”, disse.

Para esta partida, o técnico Marcão tem uma dúvida para escalar a equipe. O lateral direito Gilberto sofreu uma torção no tornozelo e foi poupado dos últimos treinos, entretanto, esteve presente na atividade desta quarta-feira. O jogador viajou com a delegação e, caso seja vetado, Igor Julião será seu substituto.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X FLUMINENSE

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 7 de novembro de 2019, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei; Antony, Hernanes, Tchê Tchê e Vitor Bueno; Raniel (Pablo)
Técnico: Fernando Diniz

FLUMINENSE: Muriel; Igor Julião, Digão, Nino e Caio Henrique; Yuri, Allan, Daniel e Ganso; Marcos Paulo e Yony González.
Técnico: Marcão

Gazeta Esportiva

São Paulo x Fluminense: prováveis times, desfalques e onde assistir

Nesta quinta-feira, o Morumbi receberá um duelo de tricolores: São Paulo e Fluminense se enfrentam às 19h30, pela 31ª rodada do Brasileirão-2019. Enquanto os paulistas terão elenco quase completo buscando a consolidação no G4, com retorno importante, os cariocas precisam encontrar um meio de conseguir sair da zona de rebaixamento da competição nacional.

Pelo lado do Tricolor do Morumbi, a vitória sobre a Chapecoense embala o time rumo a mais um triunfo em casa, já que Fernando Diniz tem 100% de aproveitamento como mandante desde que chegou ao clube. Para continuar nessa toada, o técnico terá o retorno de Pablo, após estiramento na coxa direita. A dúvida é se o atacante começará como titular. Outra incógnita é sobre o substituto de Igor Gomes no meio. Hernanes e Daniel Alves são os favoritos.

O Tricolor das Laranjeiras, no entanto, não passa por um momento tão feliz quanto o de seu adversário nesta quinta-feira. Em crise dentro e fora de campo e sem vencer há cinco jogos, o Flu ocupa a 17ª posição na tabela e sofre para sair do Z4, enquanto a política do clube pega fogo. Para o duelo na capital paulista, Marcão não terá João Pedro por opção técnica, mas conta com Gilberto, recuperado de entorse no tornozelo direito, na lateral direita.

Veja todas as informações sobre a partida:

SÃO PAULO x FLUMINENSE

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 7/11/2019, às 19h30
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes do VAR: Vinicius Gomes do Amaral (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)
Onde acompanhar: Premiere e em tempo real no site do LANCE!

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Jucilei e Hernanes (Juanfran); Antony, Vitor Bueno e Pablo (Raniel). Técnico: Fernando Diniz.

Desfalques: Igor Gomes (suspenso), Everton e Rojas (machucados)
Pendurados: Antony, Tchê Tchê, Pablo, Liziero, Anderson Martins e Raniel
Dúvida: Anderson Martins (nascimento do filho)

FLUMINENSE

Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri, Allan e Daniel; Yony González, Ganso e Marcos Paulo. Técnico: Marcão

Desfalques: Matheus Ferraz e Mascarenhas (departamento medico); Brenner (cláusula contratual por estar emprestado pelo São Paulo)
Pendurados: Yony González, Yuri, Frazan, Daniel e Guilherme

Lance

Oscilação, horário ruim e ingresso caro: São Paulo vê público diminuir

O São Paulo recebe o Fluminense nesta quinta-feira, às 19h30, no Morumbi, pela 31ª rodada do Brasileirão-2019, mas a expectativa de público para o duelo é baixa. Se o padrão dos últimos jogos em casa foi seguido, o estádio deve receber entre 15 e 20 mil pagantes, número bem abaixo daquilo que já foi registrado em outros momentos da competição nacional. Essa queda de interesse se deve a alguns fatores internos e externos do campo de jogo.

Atualmente o Tricolor tem a terceira melhor média de público pagante do Brasileirão com 32.331 torcedores por partida em casa, atrás apenas do Corinthians, com 34.625 e do Flamengo, que dispara na liderança com 54.052. Fato é que os são-paulinos já ocuparam a vice-liderança desse ranking, mas perdeu o posto após bilheterias decepcionantes neste segundo turno.

Nas últimas duas rodadas, contra Avaí (20.763) e Atlético-MG (18.815), o público ficou abaixo da média do clube no campeonato, algo que deve se repetir nesta quinta-feira, contra o Fluminense. Se compararmos com o melhor público tricolor nesta edição a diferença é ainda maior e isso aconteceu na vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, na estreia de Dani Alves, com 47.705 pagantes no Morumbi.

No jogo seguinte, contra o Grêmio, o patamar se manteve alto com 46.997 pagantes, mas o 0 a 0 acabou decepcionando os torcedores, que juntaram isso ao preço dos ingressos e os horários ruins das partidas que vieram na sequência para “abandonarem” o estádio. No 1 a 1 com o CSA, às 19h de um domingo, 29.779 pagantes foram ao Morumbi. Já na derrota por 1 a 0 para Goiás, apenas 12.505 pagaram ingresso para o jogo televisionado das 21h30.

Sobre o preço dos bilhetes, o clube adota a precificação dinâmica, que altera o valor das entradas conforme a relevância da partida. Dessa forma, por exemplo, assistir à estreia de Daniel Alves em um domingo à tarde, foi mais caro do que marcar presença em São Paulo x Goiás, em uma quarta-feira à noite. Entre os dois confrontos também havia uma diferença de momentos, em um o torcedor foi movido pela empolgação, no outro se afastou pela decepção.

Apesar de ingresso mais barato (a partir de R$ 30), embalado por vitória na última rodada e com 100% de aproveitamento em casa desde que Fernando Diniz chegou, o horário das 19h30 do duelo diante do Fluminense, nesta quinta-feira, acaba não ajudando a incentivar o são-paulino a frequentar o Morumbi nessa reta final de campeonato, em busca por uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2020.

Veja as variações de média de público do São Paulo ao longo do Brasileirão:

3ª rodada – 32.641
5ª rodada – 44.640
7ª rodada – 29.444
10ª rodada – 31.208
11ª rodada – 31.933
14ª rodada – 34.125
15ª rodada – 35.823
17ª rodada – 37.064
19ª rodada – 36.336
21ª rodada – 34.169
23ª rodada – 33.986
25ª rodada – 34.261
27ª rodada – 33.297
28ª rodada – 32.331
31ª rodada – ?

Lance

Venda de Rodrigo Caio pode reforçar os cofres do Morumbi

O São Paulo não vive um bom momento em termos de finanças. O clube acumulou, até agosto de 2019, um déficit orçamentário de R$ 77 milhões na temporada. Além do mais, até o momento, o Tricolor paulista está muito longe de alcançar sua meta prevista com a transferência de atletas: são esperados R$ 121 milhões até o final do ano, e, até agora, foram atingidos apenas R$ 71 milhões. Por isso, os dirigentes sabem que vão ter de negociar mais jogadores até o fim do ano. É aí que volta à tona o nome de Rodrigo Caio, mesmo no Flamengo. O zagueiro ainda pode reforçar os cofres do Morumbi. E o melhor: sem que o elenco paulista sofra baixas.

Quando assinou com o Rubro-Negro, o zagueiro ficou com 10% dos seus direitos, passou 45% para o time carioca, e 45% continuaram com o São Paulo. Os cariocas desembolsaram na época por 5 milhões de euros (R$ 22,2 milhões então). Vale destacar que a multa rescisória no Tricolor paulista era de 18 milhões de euros, mas o jogador já tinha demonstrado o desejo de deixar o clube que o revelou.

Segundo o contrato firmado entre as partes, o clube carioca teria de pagar mais 1 milhão de euros por mais 15% caso o defensor jogasse mais de 4 mil minutos neste ano. Tal meta já foi atingida. Portanto, é certo que o Tricolor paulista vai embolsar mais R$ 4,4 milhões. Assim, o clube carioca passará a ter 60% dos direitos, enquanto o o São Paulo fica com 30%.

Em 2020 o Flamengo pode adquirir mais 15% caso a meta estipulada em contrato seja novamente atingida. Deste modo, passaria a ter 75% dos direitos sobre o zagueiro – o Tricolor paulista ficaria com 15%.

Diante desses cálculos, a diretoria tricolor espere que o jogador continue a ter um bom desempenho, volte a chamar a atenção do mercado europeu e seja negociado ainda neste ano para o exterior.Afinal , hoje os paulistas teriam ainda direito a receber 30% de uma transferência. Recentemente, o jogador chegou a ter o seu nome especulado no Barcelona, mas nenhuma proposta chegou a ser oficializada.

UOL