VAI VOLTAR! Xodó da torcida São Paulo garante que um dia voltará ao clube

​O São Paulo é uma casa onde quem passa pretende um dia voltar. Esse é o caso de um dos destaques no início da passagem de Diego Aguirre no clube, que acabou deixando o Morumbi há três meses.

Trata-se do atacante Marcos Guilherme, que foi contratado pelo Al-Wehda, equipe árabe treinada por Fábio Carille, ex-Corinthians. Em entrevista ao blog do ​Jorge Nicola, ele destacou que o um dia pretende retornar ao ​São Paulo.

”Foi o melhor ano da minha vida. Até pela infância, já que era um grande sonho jogar no meu clube de coração. Sem contar o carinho das pessoas por mim, que vai ficar guardado no coração para sempre…A vontade é essa, com certeza! Não sei dizer quando será, mas está nos planos”, declarou.

Marcos Guilherme atuou emprestado pelo Atlético Paranaense. O acordo inicial era para ele permanecer no clube até dezembro, para o Furacão mudou de ideia.

Anúncios

Marcos Guilherme vê mudança de espírito no Tricolor e elogia Diego Aguirre

Na parte de cima da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, o São Paulo vive dias tranquilos na temporada. Durante a pausa para a Copa do Mundo, o Tricolor faz uma preparação para ter condições de brigar por títulos ao final do ano. Mas, apesar do bom momento, a equipe viveu dias complicados e chegou, inclusive, a brigar contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro do ano passado. Marcos Guilherme foi um dos esponsáveis pela melhora do time dentro das quatro linhas. Em entrevista para o site FOXSports.com.br, o jogador falou sobre essa mudança que aconteceu no São Paulo nos últimos meses.

Marcos Guilherme foi contratado por empréstimo junto ao Atlético-PR, e trabalhou com Dorival Junior durante todo o último ano. O tricolor viveu uma série de maus resultados com Dorival, mas o atacante não condena o treinador.

“O Dorival estava numa situação muito difícil. A parte psicológica pesou demais. Mesmo com nomes experientes. Nós flertamos por muito tempo com a zona do rebaixamento e isso desgasta o elenco, principalmente em um time grande e quando as coisas não funcionam. Ele também chegou no meio do campeonato, não teve tempo para trabalhar com a gente e não conseguiu ter um bom rendimento. Tivemos um ano conturbado”, disse Marcos Guilherme.

Mas, tudo mudou com a chegada de Diego Aguirre. O time ganhou organização e passou a jogar melhor. Por consequência, os resultados positivos começaram a aparecer. Com a cara do treinador, o São Paulo se tornou um time difícil de ser batido, principalmente dentro dos seus domínios. Até aqui, são 20 partidas do São Paulo sob comando de Aguirre, com: nove vitórias, quatro derrotas e sete empates.

“A chegada do Aguirre mudou o espirito do São Paulo. Faltou um pouco mais para o Dorival. Ele nos passou garra, vontade, arrumou essa parte nos treinamentos. Mudou tudo em relação a gente. São Paulo passou a ter dois, três em cada bola. Colocamos a faca nos dentes mesmo para provar dentro de campo que éramos capazes”, finalizou o jogador.

São Paulo tenta a contratação de jogador para substituir Marcos Guilherme

O São Paulo bem que tentou, mas não conseguiu segurar Marcos Guilherme, que acabou fechando com o time de Fábio Carille, da Arábia Saudita. Com o bom momento no Brasileirão, a diretoria entende que é necessário investir em um substituto à altura.

Segundo o Blog do ​Jorge Nicola, o nome que mais interessa é do argentino Franco Jara, que tem contrato com o Pachuca, do México. Com 29 anos, ele tem vínculo até 2020, mas vê de forma positiva uma saída do futebol mexicano.

Jara

Ao ser consultado sobre a possibilidade de contar com Jara, o técnico Diego Aguirre acenou positivamente, aumentando consideravelmente a possibilidade da sua contratação pelo clube do Morumbi.

O Tricolor vem mostrando um bom futebol, sendo uma das equipes que podem alcançar o Flamengo na ponta do Brasileirão, com 27 pontos conquistados até o momento.

Marcos Guilherme é anunciado como reforço pelo time de Carille

Na noite deste sábado, o Al Wehda, da Arábia Saudita, anunciou a contratação de Marcos Guilherme como reforço para a temporada. O vínculo do atacante com o time treinado por Fábio Carille é de três anos.

O anúncio da contratação de Marcos Guilherme, que tinha contrato com o Atlético-PR mas vinha atuando no São Paulo, por empréstimo, foi feito através de um vídeo publicado no Twitter do clube. Inclusive, Carille aparece na gravação.

Pelo São Paulo, Marcos Guilherme disputou seis jogos nesta edição do Campeonato Brasileiro. O Tricolor tentou a renovação do empréstimo junto ao Furacão, mas a direção do clube afirmou que tinha interesse apenas em vender o jogador e então o clube paulista lançou uma proposta de 2 milhões de euros por 50% dos direitos do atacante, mas a oferta foi recusada.

Para o atacante ser liberado para o time comandado por Carile, o Al Wehda, que pagaria inicialmente o valor de 3 milhões de euros por 50% dos direitos de Marcos Guilherme, desembolsou 4 milhões de euros por 100% do jogador, um valor que chega a 17,5 milhões de reais.

نادي الوحدة السعودي@alwehdaclub1

عاجل ….
بدعم من رئيس هيئة الرياضة معالى المستشار تركي آل الشيخ @Turki_alalshikh إدارة النادي تنهي رسمياً تعاقدها مع نجم الوسط البرازيلي ماركوس قاليرمي – Marcos Guilherme نجم فريقي ساوباولو Sao Paulo واتليتكو باراناإنسي Atleticoo paranaense – البرازيليين ..
# الوحدة

Fonte: Lance

A pedido de Carille, Marcos Guilherme fica perto do Al-Wehda

O técnico Fábio Carille não conseguiu levar Marcos Guilherme para o Corinthians, mas está próximo de contratá-lo para seu novo clube, o Al-Wehda. Existe a chance de o ex-atacante do São Paulo embarcar ainda nesta semana para a Arábia Saudita para se submeter a exames médicos e assinar contrato.


O Blog apurou que Carille telefonou nas últimas horas para Marcos Guilherme, a fim de explicar os planos que tem para o jogador no mundo árabe. É importante dizer que o Atlético-PR, dono dos direitos econômicos do garoto, tinha uma negociação avançada com outro clube saudita: o Al-Nassr.

O negócio seria fechado por € 3 milhões (R$ 13,8 milhões), porém o Al-Nassr pretendia parcelar o valor. O Furacão, então, pediu garantias bancárias. Diante da demora, surgiu o Al-Wehda, que se dispôs a pagar os € 3 milhões à vista. Restam apenas alguns detalhes para o acerto definitivo do Al-Wehda com o Atlético.

A fim de manter Marcos Guilherme, o São Paulo chegou a oferecer € 2 milhões (R$ 9,2 milhões) pelos 50% dos direitos econômicos que o Furacão detém. A resposta atleticana foi negativa. A partir daí, o Tricolor passou a buscar parceiros dispostos a bancar a diferença de € 1 milhão (R$ 4,6 milhões), para mantê-lo. Mas não houve tempo.

O time de Carille já havia acertado com o meia Otero, do Atlético-MG, e com o volante Anselmo, que pertence ao Internacional, mas estava emprestado ao Sport. O meia Valdivia chegou a ser liberado pelo São Paulo para definir sua transferência para o Al-Wehda – o atleta foi cedido pelo Colorado ao Tricolor até dezembro.

De volta ao Atlético-PR, Marcos Guilherme explica saída do São Paulo: “Envolve outros clubes e outras propostas”

Um dos poucos destaques do São Paulo na derrota para o Palmeiras, no sábado, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, Marcos Guilherme se despediu do clube no último domingo. O atacante estava emprestado pelo Atlético-PR, que não aceitou a oferta de 2 milhões de euros do Tricolor por 50% do jogador.

O time paranense espera conseguir 3,5 milhões de euros. Nesta segunda-feira, o jogador falou ao Seleção SporTV e deu a entender que a existência de outras propostas foi um impeditivo para que o clube paranaense aceitasse o valor oferecido pelo São Paulo:

– O mais simples e correto seria isso (ficar no São Paulo), mas envolve muitas outras coisas. A parte financeira, aquilo que o Atlético quer; envolve outras pessoas, outros clubes e outras propostas. Por isso não ocorreu um acordo – disse o atacante.

Como não completou sete jogos pelo São Paulo no Brasileirão, Marcos Guilherme pode atuar pelo Atlético-PR na competição ou por qualquer outro time que o contrate. A expectativa do Furacão, no entanto, é que se concretize um interesse do futebol árabe no atacante.

– É isso que vou sentar e estudar a melhor situação. São várias coisas que interferem. Não é somente dinheiro, não é somente a carreira. Agora tem um molequinho (seu filho) que depende disso. Envolve várias questões: onde vou morar, objetivos de carreira, é uma decisão um pouquinho difícil, que leva um tempinho até decidir – completou Marcos Guilherme.

Fonte: SporTv

Deixe sua mensagem de despedida para Marcos Guilherme

Com contrato até o final de junho, mas com seis jogos disputados no Brasileirão, Marcos Guilherme se despediu do São Paulo, neste domingo, no CT da Barra Funda. O atacante irá para Curitiba resolver seu futuro no Atlético-PR, onde tem contrato por mais um ano e meio.

Contratado no segundo semestre do ano passado, Marcos Guilherme disputou 49 partidas pelo Tricolor e marcou dez gols, inclusive um na derrota para o Palmeiras, no sábado. O jogo contra o alviverde foi o último do atacante, pois se atuasse em mais um jogo não poderia disputar o campeonato por outro clube.

Deixe sua mensagem de despedida para ele, que sempre deixou claro ser são paulino e sempre se doou ao máximo em campo. Boa sorte na próxima etapa da sua carreira, Marcos Guilherme!

Em rede social, Marcos Guilherme se despede da torcida tricolor e agradece carinho

Torcedor Tricolor, é com muita tristeza que eu gostaria de comunicar a minha despedida. Ao mesmo tempo, porém, me sinto muito honrado, privilegiado e extremamente feliz por ter realizado um sonho de infância! Fica aqui o meu eterno agradecimento a cada um de vocês pelo carinho e pela força que me passaram durante esse período no clube. O meu maior objetivo era fazer com que vocês se sentissem representados por mim em campo. Aquele sentimento que vai além da parte profissional, que vem do fundo do coração! Saio de cabeça erguida e orgulhoso, pois sei que isso nunca faltou da minha parte! Do fundo do meu coração, serei eternamente grato por cada dia que passei no clube. O carinho pelo São Paulo só aumentou e foram momentos inesquecíveis! Também aproveito para agradecer aos meus companheiros, ao pessoal da comissão técnica e a cada um dos funcionários do clube. Muito obrigado! Deixo aqui o meu abraço a todos e a minha eterna gratidão por tudo! ????????

Uma publicação compartilhada por Marcos Guilherme (@m.guilherme95) em 

Marcos Guilherme se despede do São Paulo

Com seis jogos disputados no Campeonato Brasileiro e com mais um ano e meio de contrato com o Atlético Paranaense, Marcos Guilherme não atuará mais pelo São Paulo na competição. O atacante volta ainda nesta semana a Curitiba para definir seu futuro.

“Só tenho a agradecer ao São Paulo por todo o esforço que fez para que eu permanecesse, por tudo que vivi aqui, aos torcedores, dirigentes, funcionários. Realizei um sonho, e com certeza foi o período mais feliz da minha vida. Espero voltar a jogar aqui. Até logo”, disse o atleta de 22 anos, que fez 49 partidas e marcou dez gols pelo Tricolor em pouco menos de um ano, desde a estreia contra o Botafogo, no Engenhão, quando marcou duas vezes e ajudou na virada por 4 a 3, dia 29 de julho de 2017.

Na manhã deste domingo (03), Marcos Guilherme se reapresentou no CT da Barra Funda, se reuniu com Raí e pediu para que fosse liberado dos treinos. Em seguida, se despediu dos companheiros.

“Agradecemos pela dedicação e empenho do Marcos Guilherme enquanto jogador do São Paulo. É um grande profissional, e por isso fizemos todo o esforço para que permanecesse. Infelizmente, nesse momento não será possível, o Atlético tem outras caminhos para ele e não cedeu nas conversas. Desejamos sucesso a ele e as portas estarão sempre abertas”, afirmou o executivo de Futebol tricolor.

Fonte: saopaulofc.net

Marcos Guilherme chora ao falar da provável saída do São Paulo: “Tristeza”

Marcos Guilherme está em clima de despedida do São Paulo. Depois de fazer uma boa partida na vitória sobre o Botafogo, por 3 a 2, nesta quarta-feira, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, o atacante se emocionou e chorou ao responder sobra sua provável saída do clube.


– Não sei nem o que responder mais. Bateu até uma tristeza. Foi o meu quinto jogo hoje. Na hora da dificuldade (ano passado) eu estava aqui e agora que está melhorando… Todo mundo viu o meu empenho, e o torcedor se sentiu representado dentro de campo. Com certeza jogar pelo São Paulo foi a realização de um sonho da minha vida – declarou o atacante.

A situação de Marcos Guilherme no São Paulo é a seguinte:

Ele tem contrato de empréstimo até 30 de junho.

O Atlético-PR, que o cedeu ao Tricolor, quer 3,5 milhões de euros por 50%.

O São Paulo fez uma contraproposta de 2 milhões de euros, que foi recusada.

A diretoria do Tricolor avisou que chegou ao limite financeiro.

Marcos Guilherme já fez cinco jogos no Brasileiro.

Só poderia fazer mais um se quiser jogar em outro clube da Série A

Na entrevista coletiva desta quarta-feira, Diego Aguirre confirmou que pretende usar o jogador em apenas mais um jogo para deixá-lo livre para negociar.

– Marcos Guilherme joga só mais um jogo, temos que determinar qual jogo. Hoje entendíamos que era necessário e ele fez um bom jogo. Vamos decidir se vai ser sábado, terça, na outra semana… Mas temos um jogo mais – comentou o treinador.

Muito emocionado na zona mista, Marcos Guilherme falou um pouco mais.

– Minha vontade é ficar, mas não tem muito o que fazer. Não condeno o São Paulo. Acontece, faz parte – completou o atacante.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado, às 21h, contra o Palmeiras, fora de casa, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Globo Esporte

Perto de adeus, Marcos Guilherme reencontra o primeiro adversário pelo São Paulo

O atacante Marcos Guilherme, do São Paulo, brilhou ao lado de Hernanes em 29 de julho do ano passado no duelo contra o Botafogo pelo primeiro turno do Brasileirão. Em sua estreia, saiu do banco no segundo tempo e marcou dois gols na vitória heroica por 4 a 3 do time paulista sobre os cariocas.


Nesta quarta, perto de se despedir do Morumbi, o jogador reencontra seu primeiro adversário como atleta tricolor. Ele relembra o duelo do ano passado e da reação do time que lutava contra o rebaixamento.

“Aquele jogo foi especial e ficará para sempre na minha memória”, diz o jogador. “Nunca escondi o carinho que sempre tive pelo São Paulo desde pequeno e entrar em campo naquele dia foi inesquecível. Tive a oportunidade de defender o clube pela primeira vez e também consegui marcar dois gols importantes. Ali iniciamos uma boa recuperação no Brasileiro.”

Fora da lista de relacionados do duelo contra o América-MG, domingo passado, em Belo Horizonte, o jogador estará no Morumbi para o duelo desta noite contra os cariocas. “Venho treinando normalmente e com muita dedicação. Estou bem e à disposição do Aguirre para ajudar o time.”

O São Paulo tentou garantir a permanência do atacante no clube para além do fim de junho, quando o contrato termina, mas as negociações com o Atlético-PR não avançaram. Nos bastidores, fala-se de um pedido atleticano “fora da realidade” para o que o clube tricolor estaria disposto a pagar.

Fonte: Estadão

 

De saída, Marcos Guilherme deve jogar só mais duas partidas pelo Tricolor

Marcos Guilherme foi relacionado para o jogo contra o Botafogo, nesta quarta-feira, no Morumbi, às 21h. Mas, com contrato de empréstimo até 30 de junho, o atacante está de saída do São Paulo e deve jogar só mais duas partidas.


O Tricolor bem que tentou comprar o atleta em definitivo, mas o Atlético-PR, dono de 50% dos direitos econômicos de Marcos Guilherme, recusou a oferta de 2 milhões de euros. O rubro-negro esperava receber 3 milhões de euros pelo jogador, números que ultrapassam o limite estabelecido pela diretoria paulista.

Até aqui, Marcos Guilherme disputou quatro partidas no Brasileirão. Se completar sete jogos não poderá jogar o campeonato por outro clube. Ciente disso, o São Paulo analisa em quais outros dois compromissos vai escalar o atacante. Contra o América-MG, o jogador ficou de fora da lista de relacionados.

Sondado por outros clubes do Brasil e do exterior, Marcos Guilherme não irá estourar seu limite de jogos. Se jogar contra o Botafogo será sua penúltima aparição pelo Tricolor.

Contratado no segundo semestre do ano passado, o atacante disputou 47 jogos pelo São Paulo e marcou nove gols.

Confira como estão as negociações no São Paulo por Marcos Guilherme e Éder Militão

Fonte: Globo Esporte

Marcos Guilherme não deve continuar no São Paulo. E Éder Militão mantém jogo duro na conversa com o Tricolor para renovação de contrato. A diretoria são-paulina está bem pessimista em relação ao atacante e segue com (pouca) esperança na negociação com o lateral-direito.

 

Emprestado ao São Paulo pelo Atlético-PR até o fim de junho, Marcos Guilherme tem moral com a comissão técnica e a diretoria, mas o alto preço pedido pelo Furacão por 50% dos direitos do atleta complicou a negociação: 3 milhões de euros (mais de R$ 13 milhões).

Recentemente, o Atlético-PR negou uma oferta de 2 milhões de euros (mais de R$ 8 milhões) feita pelo São Paulo. O Tricolor não vai passar desse valor, apesar de considerar Marcos Guilherme um jogador importante e talentoso, por considerar a pedida do time paranaense fora da realidade.

Com relação a Éder Militão, o São Paulo vive também uma situação complicada. O lateral, formado nas categorias de base do Tricolor, tem contrato até janeiro de 2019. Após meses de conversas, o São Paulo considera que chegou a uma proposta “grandiosa”: R$ 15 milhões por três anos.

Os valores foram divulgados recentemente pelo Lance! e confirmados pelo GloboEsporte.com. O estafe do jogador, porém, sequer respondeu ao São Paulo sobre a oferta. Há diversor rumores de que alguns clubes europeus estão de olho no lateral-direito/zagueiro.

Nos bastidores, o Tricolor está incomodado com o estafe de Éder Militão, mas mantém a paciência por considerar o jogador importante taticamente e financeiramente. Há a expectativa de, talvez, negociá-lo na janela de transferências deste meio de ano.

Mas, se Militão quiser, ele pode assinar um pré-contrato com qualquer clube a partir de julho sem que o São Paulo receba dinheiro. Mas assim ele só poderia jogar no novo time após janeiro.

ATUAÇÕES: Diego Souza brilha e decide o clássico para o São Paulo

O São Paulo venceu o Santos neste domingo pelo Brasileiro por 1 a 0 no Morumbi, com gol de cabeça de Diego Souza, o melhor do jogo. O Tricolor entrou no G6 com este resultado. Confira as notas do LANCE! na partida (por Ale Guariglia)
Ricardo Moreira / Fotoarena
1 | 16
Atuações - São Paulo - Sidão
5,5 – Sidão – Com o Santos sem pontaria, trabalhou pouco, fez uma grande defesa em chute de Jean Mota, e quase entregou gol a Yuri Alberto e Dodô.
Atuações – São Paulo
2 | 16
Atuações - São Paulo - Éder Militão
5,5 – Éder Militão – Não cometeu erros comprometedores e teve espaço no ataque, mas o Santos explorou bastante sua lateral e levou vantagem nas tentativas.
Atuações – São Paulo
3 | 16
Atuações - São Paulo - Bruno Alves
6,5 – Bruno Alves – Diante de um ataque pouco ameaçador e mais ‘fraco’ fisicamente, fez apenas o simples para evitar qualquer problema para a zaga.
Atuações – São Paulo
4 | 16
Atuações - São Paulo - Anderson Martins
4,5 – Anderson Martins – Esteve abaixo de Bruno Alves. Poderia ter sido expulso após pé alto em Gabigol, mas depois acabou levando o vermelho pelo segundo amarelo.
Atuações – São Paulo
5 | 16
Atuações - São Paulo - Reinaldo
6,5 – Reinaldo – Teve de encarar Gabigol e Rodrygo (um de cada vez) e foi muito bem, dificilmente foi batido pelos garotos santistas.
Atuações – São Paulo
6 | 16
Atuações - São Paulo - Jucilei
6,5 – Jucilei – Consistente em sua função na marcação no meio-campo se destacou principalmente pela saída de bola e controle do jogo.
Atuações – São Paulo
7 | 16
Atuações - São Paulo - Hudson
7,0 – Hudson – É essencial para o esquema e para a necessidade atual do São Paulo, desarma muito e entrega a bola com rapidez. Faz a diferença no meio.
Atuações – São Paulo
8 | 16
Atuações - São Paulo - Nenê
6,0 – Nenê – Não repetiu as atuações anteriores em que se destacava em relação aos companheiros, mas buscou o jogo e deu trabalho para a marcação.
Atuações – São Paulo
9 | 16
Atuações - São Paulo - Marcos Guilherme
6,5 – Marcos Guilherme – Desafogo do time para sair da defesa em velocidade. Ajudou Militão na marcação de Rodyrgo e Dodô. Foi discreto no ataque são-paulino.
Atuações – São Paulo
10 | 16
Atuações - São Paulo - Éverton
7,0 – Éverton – Qualifica o passe objetivo no ataque, não desiste das jogadas e preza pela eficiência. Deu cruzamento na medida para Diego Souza marcar.
Atuações – São Paulo
11 | 16
Atuações - São Paulo - Diego Souza
7,5 – Diego Souza – Tentou, tentou, tentou até conseguir marcar. Posicionou-se muito bem para o cruzamento de Everton e marcou de cabeça o gol da vitória.
Atuações – São Paulo
12 | 16
Atuações - São Paulo - Tréllez
5,0 – Tréllez – Mal tocou na bola depois de sua entrada em campo, muito pelas circunstâncias de jogo, mas recompôs muito mal no fim da partida.
Atuações – São Paulo
13 | 16
Atuações - São Paulo - Edimar
6,0 – Edimar – Substituiu Reinaldo e fez o simples para fechar a marcação e ajudar o time a garantir a vitória.
Atuações – São Paulo – Edimar
14 | 16
Atuações - São Paulo - Liziero
6,0 – Liziero – No lugar de Everton e com mais fôlego, esteve mais focado na marcação para evitar o sufoco e o empate do Santos.
Atuações – São Paulo
15 | 16
Atuações - São Paulo - Diego Aguirre
6,5 – Diego Aguirre – Em um estilo de jogo que depende demais do físico, contou com o talento de Everton e Diego Souza para vencer o clássico diante do Santos.
Atuações – São Paulo
16 | 16