Luis Deixou Um: vitória do São Paulo sobre a LDU completa 16 anos

A LDU (ECU), adversária do São Paulo nesta quarta-feira, pela Libertadores, visitou o Morumbi há exatos 16 anos. Foi no dia 10 de março de 2004 que Luis Fabiano garantiu uma agônica vitória por 1 a 0 ao Tricolor encobrindo o goleiro Jacinto Espinoza, que o provocara durante quase toda a partida, aos 28 minutos do segundo tempo diante de 52 mil torcedores.

– Ele estava me provocando no primeiro tempo, me segurou ali… Aí, goleirão, pega lá! LDU, Luis deixou um – provocou o camisa 9 são-paulino, que foi o artilheiro daquela Libertadores com oito gols.

Aquela partida também ficou marcada pelo desentendimento de Cuca com Jorge Fossati, técnico da LDU. Ele acertou uma bolada no rosto do uruguaio no fim do primeiro tempo e acabou expulso.

– Era um lateral para nós e o jogador deles ficou com a bola embaixo do braço do meu lado. Eu tirei a bola do jogador e, quando fui dar para o nosso bater, acabou o primeiro tempo. Ele veio do meu lado falando não sei o quê, eu bati com a bola no rosto dele e mereci ser expulso – explicou Cuca, na coletiva pós-jogo.

A bronca de Cuca com Fossati não começou naquele dia. No Equador, o São Paulo perdeu por 3 a 0 para a LDU e o treinador ficou com a impressão de que o uruguaio o provocava ao comemorar os gols. O São Paulo estava invicto após nove jogos na temporada até ir a Quito, onde sentiu a altitude.

Cuca 2004
Cuca foi expulso contra a LDU – FOTO: Nelson Almeida/Lancepress!

O São Paulo foi até a semifinal daquele torneio. Classificou-se no grupo que tinha ainda Alianza Lima (PER) e Cobreloa (CHI) e eliminou Rosario Central (ARG) e Deportivo Táchira (VEN) até parar no Once Caldas (COL). A LDU (ECU) não voltou mais a cruzar o caminho tricolor na Libertadores, até a edição de 2020.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 LDU (ECU)

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Gabriel Brazenas (ARG)
Cartões amarelos: Cicinho, Fábio Santos e Rodrigo (SAO); Aguinaga e Obregón (LDU)
Gol: Luis Fabiano, aos 28min do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Cicinho, Fabão, Rodrigo e Fábio Santos; Alexandre, Fábio Simplício (Diego Tardelli), Souza (Danilo) e Gustavo Nery; Grafite (Marquinhos) e Luis Fabiano. Técnico: Cuca

LDU: Jacinto Espinoza, Espínola, Jácome e Giovanny Espinoza; Reasco, Obregón, Urrutia, Aguinaga (Gonzalez) e Ambrosi; Murillo (Villagra) e Salas (Paredes). Técnico: Jorge Fosatti.

Lance

Luis Fabiano diz “não” e frustra Inter de Limeira

Depois de quase dois meses de negociações entre Internacional de Limeira e o centroavante Luis Fabiano, o ex-jogador da seleção brasileira não aceitou a proposta feita pela equipe do interior paulista. A resposta foi dada ao técnico Elano, amigo pessoal de Luis, em reunião, na última quarta-feira (15). Desse modo, a Gigante de Limeira segue sem um camisa nove para a disputa d a elite do Campeonato Paulista de 2020.

Apesar do sonho de contar com Luis Fabiano, a direção da Inter estava pessimista nos últimos dias. Pois, além da demora para obter a resposta do jogador, o mesmo já havia perdido toda a pré-temporada. Com isso, caso a resposta fosse positiva, o torcedor ainda demoraria para ver o experiente atleta com a camisa do Leão. Essa demora para estrear se daria ao fato de o centroavante estar fora dos gramados desde o final de 2017. Ou seja, faltaria entrosamento e, principalmente, condicionamente físico.

Todo esse tempo sem disputar uma partida é causa do problema crônico que Luis Fabiano tem em seu joelho direito. Inclusive, o atleta passou mais de um ano em recuperação na instalações da Ponte Preta, clube que o revelou, no intuito de se recuperar, defender a Macaca e encerrar sua carreira. Entretanto, a lesão o impossibilitou de disputar uma partida sequer pela equipe de Campinas, interior do estado de São Paulo.

Luis Fabiano disse que não aceitará qualquer desafio. Como dito anteriormente, foi revelado pela Ponte Preta, em 1998. Recentemente, em novembro de 2019, completou 39 anos. Seu auge foi em meados da primeira década do século XXI, defendendo o Sevilla, da Espanha. Em suma, chegou a seleção brasileira e disputou a Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. Entretanto, Luis também é ídolo do São Paulo, com duas passagens pelo Tricolor.

Onefootball

Luis Fabiano pode jogar Paulistão por clube do interior

Parado desde novembro de 2017, o atacante Luís Fabiano pode estar de volta aos gramados. Em entrevista à Rádio Mix, de Limeira, o presidente da Inter de Limeira, Lucas D’Andrea, disse que o camisa 9 gostou do projeto do clube e até iniciou uma negociação.

Luís Fabiano está sem jogar desde o final de 2017. (Foto: Djalma Vassao/Gazeta Press)

“Em conversa informal, ele gostou do projeto da Inter, poderia ser a oportunidade de encerrar jogando. Chegamos a alguns valores, tem a questão do salário de risco, por produtividade, porcentual em patrocínio também. Ainda não batemos o martelo, estamos sem forçar uma posição. O que tiver de ser vai acontecer. Ainda não tem nada decidido, nem para sim, nem para não”, comentou D’Andrea.

O possível acordo partiu de Elano, atual treinador Leão. Ambos jogaram juntos pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010 da África do Sul, e o interesse do comandante surgiu da vontade do Fabuloso encerrar a carreira em algum clube brasileiro aos 39 anos.

“Basicamente o projeto surgiu em uma conversa informal com Elano e Luís Fabiano. O Luís Fabiano gostaria de encerrar jogando em bom nível, não teve oportunidade na Ponte pelo problema no joelho. Ele já estava na transição, mas a Ponte, pelas informações, preferiu inscrever outros atletas”, finalizou o mandatário.

A Internacional de Limeira está de volta à elite do Campeonato Paulista depois de 14 anos. O time se encontra no grupo C da competição, ao lado de Ituano, Mirassol e São Paulo. A estreia do time limeirense está marcada para o dia 22 de janeiro, contra o Guarani, no Major Levy Sobrinho.

Gazeta Esportiva

São Paulo vai manter time de lendas e quer reforços como Fabuloso e Kaká

Diego Lugano planeja manter o time de lendas do São Paulo, campeão da Legends Cup no último domingo, em atividade ao longo de 2020. E mais: a ideia é acrescentar nomes de peso à equipe, a começar por Amoroso, que jogou a competição pelo Borussia Dortmund, mas é um dos líderes do projeto são-paulino.

– O Borussia vem fazendo esses jogos há um ano. Fizemos na Tailândia, fizemos em Hong Kong, fizemos na Alemanha… Pela estrutura que o Borussia já tem, o Lugano me contatou para a gente iniciar o São Paulo Legends. Foi muito fácil, o São Paulo tem uma estrutura maravilhosa, nos proporcionou a chance de trazer o Borussia ao Brasil pela primeira vez. Está todo mundo encantado. Eu faço parte do grupo, mas como sou um dos embaixadores do Borussia não poderia não atuar pelo clube aqui. Com certeza, faço parte do São Paulo Legends, é um dos programas a tocar daqui para a frente. É uma coisa interessante que nós queremos fixar – disse Amoroso.

Kaká, Luis Fabiano e França não puderam comparecer no domingo, mas estão na mira de Lugano para as próximas aparições do São Paulo Legends. Kaká não esteve no Morumbi neste fim de semana por que está em lua-de-mel, enquanto Luis Fabiano preferiu não participar enquanto não define se segue em atividade ou não e França, que mora no Japão, não teve tempo hábil para se preparar fisicamente e recebeu recomendações médicas para não jogar.

Outro que foi convidado e não apareceu é Rogério Ceni. Segundo Lugano, o técnico do Fortaleza cogitou até pegar um helicóptero para voar de Teresópolis, onde estava fazendo o curso de treinadores da CBF, para a capital paulista, o que acabou não acontecendo. Pelos compromissos com o clube cearense, o Mito dificilmente estará no São Paulo Legends ao longo de 2020.

– Na América do Sul, acho que ainda não damos o valor necessário ao que esses jogadores ainda podem dar ao clube. Divulgando a marca, deixando feliz o torcedor, que é o nosso principal consumidor. Aprendemos muito com os europeus, o Bayern tinha dez campeões do mundo em campo, impressionante. No Barça, todos são campeões da Champions League. Ele têm um respeito muito grande pela história, pela história, e isso é o nosso objetivo – disse Lugano.

Comandado por Muricy Ramalho, o São Paulo teve os seguintes jogares na Legends Cup: Zetti, Roger, Fabão, Falcão, Lugano, Aloísio, Jorge Wagner, Bordon, Denilson, Mineiro, Leandro, Muller, Souza, Junior, Careca, Richarlyson, Silas, Josué, Cicinho, Ronaldão e Dagoberto.

– O objetivo principal é trazer para dentro do clube, para dentro do Morumbi, a mística e a história de três ou quatro gerações ganhadoras, de craques. A energia desses caras tem que estar aqui de qualquer jeito, é fundamental que o São Paulo não perca isso nunca. Copiamos muito do que os europeus fazem, é um fenômeno. Faz com que o torcedor se sinta identificado com a história do clube. O torcedor não torce só pelo resultado do próximo domingo, torce por uma mística, por uma história – concluiu Lugano.

UOL

Treino do São Paulo tem visitas ilustres de Luis Fabiano e Alan Kardec

Com as visitas de Luis Fabiano e Alan Kardec nesta quarta-feira (2), o elenco concluiu mais uma etapa na preparação para encarar o Fortaleza no próximo sábado (5), às 17h, no Pacaembu, válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A dupla, que constantemente marca presença no CT da Barra Funda para matar a saudade do clube, reencontrou ex-companheiros e desejou sorte aos atletas na sequência da competição nacional.

O Fabuloso também bateu um papo com Dani Alves: atuaram juntos no Sevilla e defenderam a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

As atividades desta manhã seguiram o mesmo ritmo das anteriores, desde a reapresentação após o empate com o Flamengo (0 x 0) no Maracanã, e foram realizadas em alta intensidade durante aproximadamente duas horas.

Antes de receber os cearenses no próximo final de semana, o São Paulo terá mais dois dias de ajustes om o técnico Fernando Diniz, que pouco a pouco tem colocado em prática a sua metodologia de trabalho.

Com 36 pontos, o time são-paulino ocupa a sexta colocação no Brasileiro. Já o Fortaleza, orientado por Rogério Ceni, está no 13º lugar, com 25 pontos.

saopaulofc.net

São Paulo cogita apresentar Daniel Alves no Morumbi e alavancar marketing

Vista por muitos como a maior contratação da história do São Paulo, Daniel Alves deverá ganhar uma recepção de gala no clube. O Tricolor Paulista cogita apresentar o lateral-direito no Morumbi nos mesmos moldes do que foi feito com Luís Fabiano em 2011, quando 45 mil pessoas foram ao estádio para saudar o atacante em seu retorno à equipe.

Além de promover a interação entre Daniel Alves e a torcida, o São Paulo projeta alavancar o marketing com a contratação, tanto é que deu a camisa 10 ao atleta. Responsável por fornecer o material esportivo do time, a Adidas pode participar da ação ao colocar pontos móveis e fixos para a venda de produtos no local.

Caso o evento aconteça em estilo semelhante ao que foi montado para Luís Fabiano, o clube ainda deverá proporcionar aos presentes atrações musicais de personalidades são-paulinas, a aparição de ídolos e queima de fogos, além de um show de luzes, como foi feito na despedida de Rogério Ceni, em 2015.

Tratado com um “sonho”, Daniel Alves foi anunciado como reforço do São Paulo na noite da última quinta-feira. Com propostas de inúmeros times da Europa, o campeão e melhor jogador da última Copa América escolheu jogar no Tricolor Paulista, fato que foi usado nas redes sociais do clube para seu anúncio oficial e que deverá seguir como estratégia de marketing até a apresentação.

“Agora é 2019, e eu poderia ter escolhido qualquer lugar para jogar, mas escolho voltar para o Brasil, pelo meu país, pelo meu povo, pelo meu clube de coração. É irreal, mas estou aqui”, disse Daniel Alves no vídeo do anúncio de sua contratação.

Enquanto disputava a Copa América com a Seleção Brasileira, Daniel Alves disse que não iria retornar ao Brasil tão cedo, mas que o São Paulo seria sua prioridade pelo fato de ser torcedor do clube. O lateral-direito já chegou a afirmar que o time tricolor do início da década de 1990, comandado por Telê Santana, foi uma de suas grandes inspirações para se tornar jogador de futebol.

Gazeta Esportiva

Luis Fabiano: “Falam que tenho a cara do Corinthians. É um respeito legal”

Luis Fabiano participou do “Esporte Espetacular” e relembrou a fama de carrasco do Corinthians que teve durante suas passagens pelo São Paulo. Autor de 12 gols em 19 jogos contra o time alvinegro, o atacante diz ser bem recebido por corintianos na rua.

“Por incrível que pareça, a maioria fala: ‘você tem a cara do Corinthians, tem que jogar no Corinthians’. Tem um respeito, acho legal isso”, disse.

O atacante esteve próximo de jogar no Corinthians. Em 2011, o clube oficializou uma proposta de 7 milhões de euros para tirá-lo do Sevilla. Ele, no entanto, acabou se transferindo para o São Paulo.

No duelo entre as duas equipes no Brasileirão de 2012, Luis Fabiano foi responsável pelos dois gols da vitória por 2 a 1. Na comemoração, duas provocações aos corintianos.

“Eu falei para os companheiros: ‘vou fazer dois gols no clássico. Um, eu vou parar na esquina. E o outro, eu vou fazer o Bolt, que o Bolt era campeão mundial e eu sou fã do Bolt. Fiz dois gols e fiz as comemorações, contra o Corinthians, no Pacaembu e em frente a torcida dos caras. Chinelo voando e eu lá…”, relembrou Luis Fabiano, se divertindo.

Aos 38 anos, Luis Fabiano ainda se esforça para tentar voltar aos gramados. Sem jogar desde 2017, o atacante tem sido auxiliado por Ponte Preta e São Paulo. Ele luta contra um velho problema no joelho direito.

Fonte: UOL

Está com saudades? Luis Fabiano visita o CT do São Paulo

O atacante Luis Fabiano visitou o CT do São Paulo, nesta quinta-feira, na Barra Funda. O volante Luan aproveitou para tirar uma foto com o ex-jogador do Tricolor (veja abaixo).

Sem atuar oficialmente desde novembro de 2017, Luis Fabiano tenta voltar a jogar para encerrar a carreira com a camisa da Ponte Preta, mas sofre de dores no joelho direito. Uma decisão deve ser anunciada em breve.

Com duas passagens pelo São Paulo (entre 2001 e 2004, e de 2011 a 2015) Luis Fabiano marcou 212 gols com a camisa do clube e conquistou o Torneio Rio-São Paulo, em 2001, e a Copa Sul-americana, em 2012.

Fonte: Globo Esporte

São Paulo não perde do Flamengo em casa há oito anos; derrota foi na reestreia de Luis Fabiano

São Paulo não sabe o que é perder para o Flamengo em casa há oito anos. Neste domingo, às 16h (de Brasília), no Morumbi, pela terceira rodada do Brasileirão, o Tricolor tentará manter o retrospecto positivo para se manter na liderança da competição.

A última derrota do São Paulo para o Rubro-Negro em solo paulista foi no dia 2 de outubro de 2011, quando mais de 64 mil torcedores lotaram o Morumbi na reestreia de Luis Fabiano após retorno do Sevilla e viram a equipe sair derrotada por 2 a 1, pelo Brasileirão. Os gols flamenguistas foram marcados por Thiago Neves e Renato Abreu. Dagoberto descontou para o Tricolor.

De lá para cá foram sete partidas do São Paulo como mandante: quatro vitórias e três empates.

Estádio do Morumbi, palco do jogo de domingo — Foto: Ricardo Moreira/BP FilmesEstádio do Morumbi, palco do jogo de domingo — Foto: Ricardo Moreira/BP Filmes

Estádio do Morumbi, palco do jogo de domingo — Foto: Ricardo Moreira/BP Filmes

 

E para manter a escrita, o Tricolor tem alguns fatores a seu favor além do apoio de seus torcedores. O primeiro é que o Flamengo deve levar a campo um time reserva. Na próxima quarta-feira, a equipe carioca tem um duelo decisivo contra o Peñarol, pela Copa Libertadores.

A outra boa notícia para o clube paulista é o retorno de Liziero. O volante se recuperou de um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda e foi totalmente liberado pela comissão técnica na última sexta-feira.

Ele deve retornar ao time titular ao lado de Tchê Tchê no meio de campo. Assim, Hudson deverá voltar para a lateral direita, pois Igor Vinícius está suspenso após receber cartão vermelho no duelo diante do Goiás, na última quarta.

Uma possível vitória contra o Flamengo também quebraria outro jejum que já dura oito anos. Desde 2011 o Tricolor não consegue acumular três vitórias seguidas no Brasileirão. Naquela ocasião, a equipe venceu as cinco primeiras rodadas.

Para alcançar esse objetivo, o provável time do São Paulo, portanto, é o seguinte: Tiago Volpi; Hudson, Anderson Martins, Bruno Alves e Reinaldo; Liziero, Tchê Tchê, Everton e Antony; Pato e Toró.

O jogo entre São Paulo e Flamengo terá transmissão da TV Globo para todo o Brasil (menos MG e GO) com narração de Cléber Machado e comentários de Caio Ribeiro e Júnior. O Premiere transmite ao vivo para todo o Brasil com narração de Milton Leite e comentários de Wagner Vilaron. O GloboEsporte.com acompanha em tempo real, com vídeos, e faz uma “live” logo após o jogo, com análises dos comentaristas e entrevistas ao vivo de jogadores e treinadores.

Fonte: Globo Esporte

Após queda e protestos, Luis Fabiano ironiza “dessa vez eu não sou o culpado”

A eliminação do São Paulo na Libertadores fez com que diversos torcedores protestassem na frente do estádio do Morumbi na noite de ontem. Enquanto muitos estavam apreensivos ou com raiva pela queda diante do Talleres, um personagem “ironizou” os protestos: Luis Fabiano.

Terceiro maior artilheiro da história tricolor, o atacante “comemorou” no Instagram não ser alvo das manifestações, o que aconteceu em algumas oportunidades quando defendia o time tricolor.

“Dessa vez eu não sou culpado (risos)”, escreveu o jogador em comentário na postagem do jornalista Marcio Spimpolo, da rádio “Jovem Pan”.

O São Paulo foi eliminado da Libertadores ontem após empatar sem gols com o Talleres, da Argentina. O time do Morumbi perdeu o jogo de ida por 2 a 0, em Córdoba.

 

Fonte: UOL

Com Kaká, França e Fabuloso, São Paulo encarou o Talleres em 2001

Rogério Ceni; Belletti, Emerson, Wilson e Gustavo Nery; Alexandre, Fábio Simplício, Kaká e Leonardo; Luís Fabiano e França. Com esta formação recheada de grandes jogadores, especialmente no setor ofensivo, o São Paulo enfrentou o Talleres no dia 26 de setembro de 2001, no Morumbi, em duelo válido pela fase de grupos da extinta Copa Mercosul, então a segunda competição mais importante do continente.

LEIA TAMBÉM:Em momento profético, Hernanes sonha em brilhar e brinca com Nenê

Os times que se reencontram mais de 17 anos depois, nesta quarta, a partir das 21h30, pela segunda fase da Libertadores, repetiram naquele dia o empate sem gols que já havia ocorrido no primeiro duelo, em Córdoba, em 28 de julho. O resultado complicou a vida dos brasileiros, que acabaram perdendo do Vélez Sarsfield na última rodada e terminaram em terceiro no Grupo 4, ficando fora dos mata-matas. Em seis jogos, foram uma vitória, quatro empates e uma derrota.

Além de Kaká, França, Luís Fabiano, Leonardo e Ceni, o São Paulo treinador por Nelsinho Baptista ainda tinha no banco opções como os meio-campistas Júlio Baptista e Carlos Miguel e o atacante Reinaldo. Do lado do Talleres, um treinador que se tornaria conhecido dos palmeirenses muitos anos depois: Ricardo Gareca, que desembarcou no clube alviverde em 2014 e não deixou saudade. Atualmente, dirige a seleção peruana.

No vídeo abaixo, apesar da péssima qualidade das imagens, é possível ver os melhores momentos do jogo no Morumbi:

A Copa Mercosul daquela temporada foi disputada por 20 equipes, divididas em cinco grupos. Apenas os dois primeiros de cada se classificavam para as quartas de final. Do Brasil, além do São Paulo, participaram Vasco, Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio e Palmeiras. O San Lorenzo, da Argentina, se sagraria campeão em cima do Flamengo, após vencer decisão nos pênaltis.

 

Fonte: Terra

Luís Fabiano agradece homenagem e manda recado a artilheiro do São Paulo na Copinha; assista

O atacante Luís Fabiano ficou feliz com a homenagem de Gabriel Novaes, artilheiro do São Paulo na Copinha, ao celebrar o gol na final do maior torneio de base do Brasil imitando icônica comemoração chamada “parada na esquina”.

Para agradecer ao jovem artilheiro da base Tricolor, o Fabuloso recorreu as redes sociais para agradecer a lembrança, elogiar e desejar sorte no caminho do atleta no mundo da bola.

“Alô, Gabriel. Aqui é o Luís Fabiano.Parabéns pela conquista, que seja a primeira de muitas. Que você possa conquistar muitas coisas com a camisa do Tricolor. Obrigado pela homenagem “parado na esquina”. Muita sorte na sua carreira. Que Deus ilumine seu caminho. Seja feliz. Continue assim, você tem futuro, fera!“, disse Luis Fabiano.

Em 2019, pela idade, Gabriel Novaes fez sua última participação e deixou marcas, cravando seu nome na competição e na história com a camisa tricolor: artilheiro em uma edição e maior artilheiro somando as participações (novo recorde).

Somadas as três participações, com 13 gols, Gabriel Novaes ultrapassou Lucas Gaúcho, que soma 10, e Eric, na artilharia histórica do São Paulo na Copinha. De quebra, o jogador bateu outro recorde: atleta formado no CFA que mais vezes entrou em campo, 20 vezes, superando Inácio, que 19 jogos na competição.

Corinthians convida Luís Fabiano para se tratar no clube e ídolo nega

Se recuperando de problemas no joelho, Luís Fabiano recebeu um convite do Corinthians através do presidente Andrés Sanchez para se tratar no CT do clube mês passado. Apesar da insistência do Staff do Corinthians para que aceitasse o convite, o ídolo tricolor negou a proposta e se encaminha para prosseguir o tratamento no CT da Barra Funda do São Paulo. O atacante pretende retornar aos gramados em 2019.

Nos bastidores do Corinthians foi comentado a possibilidade ainda de ser proposto a Luís Fabiano um contrato para que reforçasse o clube em 2019, se aceitasse o convite e recuperasse fisicamente. O convite para se tratar no rival paulista, mês passado, foi confirmada pela assessoria do atacante.

Vale ressaltar que o experiente atacante não joga desde novembro do ano passado, quando ainda defendia o Vasco, clube com o qual rescindiu contrato no início do ano. O que se espera é que o jogador esteja bem fisicamente para disputar o Paulistão de 2019.

Desde que começou seu tratamento Luís Fabiano encontrou algumas dificuldades para superar dores em seu joelho direito. O Fabuloso que brilhou no Brasil com a camisa do São Paulo passou por duas cirurgias recentes no local e segue em busca de seu sonho que é jogar um pouco mais antes de se aposentar. Mesmo com um possível interesse do Corinthians, a expectativa é que o jogador tenha preferência pela Ponte Prera, onde desejava se aposentar.

Fonte: Mercado da Bola

Luis Fabiano volta ao São Paulo para recuperar-se e quer jogar em 2019

A ideia de Luis Fabiano é retornar aos gramados como jogador profissional em 2019. Ele voltaria a jogar pela Ponte Preta neste ano, mas o retorno foi adiado. Há a ideia de encerrar a carreira no clube que o revelou.

O atacante não joga desde novembro de 2017, quando defendia o Vasco. Desde então Luis Fabiano passou por duas cirurgias no joelho direito.

Nesta quinta-feira, Luis Fabiano faz aniversário e completa 38 anos. A data foi celebrada pelo São Paulo, e o jogador agradeceu (veja abaixo). O atacante é o terceiro maior artilheiro da história do Tricolor, com 212 gols.

Terceiro maior artilheiro da história do São Paulo, autor de 212 gols, campeão de dois títulos inéditos na galeria tricolor, aquele que ajuda na briga da bola, que para na esquina, que enche a torcida de alegria. Um Fabuloso dentro e fora de campo. Parabéns, @luis_fabuloso! ????

Terceiro maior artilheiro da história do São Paulo, autor de 212 gols, campeão de dois títulos inéditos na galeria tricolor, aquele que ajuda na briga da bola, que para na esquina, que enche a torcida de alegria. Um Fabuloso dentro e fora de campo. Parabéns, @luis_fabuloso! ????

Coincidentemente, Luis Fabiano fez gol na última vitória do São Paulo sobre o Corinthians como visitante. Em março de 2014, o Tricolor bateu o rival por 3 a 2, no Pacaembu, com gols de Ganso, Luis Fabiano e Rodrigo Caio – Antonio Carlos marcou duas vezes contra para o Corinthians.

Depois, o Corinthians passou a jogar na sua Arena, onde o Tricolor nunca venceu. No total são oito jogos de tabu, com seis derrotas e dois empates.

Em fevereiro, Luis Fabiano também usou as instalações do CT da Barra Funda para se recuperar de uma das cirurgias no joelho direito. Ele, inclusive, apareceu de uniforme do São Paulo ao lado de Lugano, Kaká (que visitava o local) e Raí, além de Valdívia (hoje no Al Ittihad FC).

 

Fonte; Globo Esporte