Seleção Made in Cotia: veja escalação do século do São Paulo com jogadores revelados no clube

Durante o Século 21, o São Paulo revelou inúmeros jogadores em suas categorias de base. Uns fizeram mais sucesso do que outros, e o GloboEsporte.com elegeu uma seleção do Tricolor apenas com atletas que foram formados no clube.

Foi levada em consideração a expectativa criada pelo jogador, a ascensão na carreira, títulos conquistados no futebol e identificação com o torcedor.

Com isso, a seleção da base do Século 21 do São Paulo foi a seguinte:

Lucas Perri; Éder Militão, Rodrigo Caio, Breno e Fábio Santos; Casemiro, Hernanes, Oscar e Kaká; Lucas Moura e David Neres.

Abaixo, apresentamos pontos a serem destacados por cada jogador e por que merecem estar na lista dos melhores que surgiram das categorias de base do Tricolor.

Casemiro, Kaká e Lucas foram um dos principais revelados pelo São Paulo no Século — Foto: Editoria de arteCasemiro, Kaká e Lucas foram um dos principais revelados pelo São Paulo no Século — Foto: Editoria de arte

Casemiro, Kaká e Lucas foram um dos principais revelados pelo São Paulo no Século — Foto: Editoria de arte

Lucas Perri

Durante o período em que Rogério Ceni esteve no São Paulo (1990-2015), o goleiro deu poucas oportunidades para qualquer outro companheiro de posição. Com isso, os goleiros revelações praticamente não apareceram neste século.

Lucas Perri, revelado em 2018, então, desponta como aquele que pode ir contra essa estatística. Após passagem rápida pelo Crystal Palace, da Inglaterra, ele retornou de empréstimo e atualmente é o reserva imediato de Tiago Volpi.

  • Revelado em: 2018
  • Clubes em que atuou: São Paulo e Crystal Palace (empréstimo)
  • Títulos conquistados na carreira: nenhum
  • Onde está atualmente: São Paulo

Lucas Perri substitui Volpi em jogo do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.netLucas Perri substitui Volpi em jogo do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Lucas Perri substitui Volpi em jogo do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Éder Militão

Atualmente zagueiro, Militão despontou no São Paulo em 2017 como lateral-direito. As boas atuações lhe renderam a condição de titular e ele rapidamente se tornou peça fundamental no time de 2018.

Não demorou muito e foi negociado com o Porto, de Portugal, e logo em seguida com o Real Madrid, da Espanha. Alguns consideram que a queda de desempenho do São Paulo no segundo semestre de 2018 tem a ver com a saída de Militão no meio daquele ano.

  • Revelado em: 2017
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Porto e Real Madrid
  • Títulos conquistados na carreira: Supercopa da Espanha (Real Madrid) e Copa América (seleção brasileira)
  • Onde está: Real Madrid

Éder Militão durante treino do São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.netÉder Militão durante treino do São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net

Éder Militão durante treino do São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net

Rodrigo Caio

Embora tenha saído após uma relação conturbada com a torcida do São Paulo, Rodrigo Caio foi um dos grandes zagueiros revelados pelo clube. A falta de títulos importantes, porém, minou sua trajetória no Tricolor.

Revelado em 2011, o jogador defendeu o Tricolor em oito temporadas pelos profissionais antes de se transferir para o Flamengo, em 2019. Titular absoluto no clube carioca, acumulou conquistas no ano passado, incluindo a Libertadores.

  • Revelado em: 2011
  • Clubes em que atuou: São Paulo e Flamengo
  • Títulos conquistados na carreira: Copa Sul-americana (São Paulo), Libertadores, Recopa Sul-Americana, Campeonato Brasileiro, Supercopa do Brasil e Campeonato Carioca (Flamengo)
  • Onde está: Flamengo

Rodrigo Caio antes de jogo do São Paulo, no Morumbi — Foto: Marcos RibolliRodrigo Caio antes de jogo do São Paulo, no Morumbi — Foto: Marcos Ribolli

Rodrigo Caio antes de jogo do São Paulo, no Morumbi — Foto: Marcos Ribolli

Breno

Logo em seu primeiro ano como profissional, Breno entrou para a seleção do Campeonato Brasileiro de 2007 como o melhor zagueiro pelo lado direito. O São Paulo foi campeão do torneio daquele ano.

A rápida ascensão fez o jogador ser vendido ao alemão Bayern de Munique no ano seguinte por R$ 31 milhões. Em 2011, Breno foi preso na Alemanha por incendiar a sua própria casa e, desde 2015, tenta retomar a carreira de jogador.

  • Revelado em: 2007
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Bayern de Munique, Nurnberg e Vasco da Gama
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Brasileiro (São Paulo), Campeonato Alemão (Bayern de Munique)
  • Onde está: Vasco da Gama

Breno em treino do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / site oficial do São Paulo FCBreno em treino do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / site oficial do São Paulo FC

Breno em treino do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / site oficial do São Paulo FC

Fábio Santos

Sim, o Fábio Santos foi revelado pelo São Paulo. O lateral-esquerdo não tem quase nenhuma identificação com o Tricolor, mas saiu da base do clube em 2003. Ele foi campeão da Libertadores e do Mundial em 2005, mas era reserva na ocasião. Como titular e muitas vezes protagonista, Fábio Santos fez história mesmo no rival Corinthians, onde tem maior idolatria após títulos importantes.

  • Revelado em: 2003
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Kashima Antlers, Cruzeiro, Monaco, Santos, Grêmio, Corinthians, Cruz Azul e Atlético-MG
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Paulista, Libertadores e Mundial de Clubes (São Paulo); Campeonato Gaúcho (Grêmio); Brasileirão, Libertadores, Mundial de Clubes, Paulista e Recopa Sul-Americana (Corinthians); Campeonato Mineiro (Atlético-MG)
  • Onde está: Atlético-MG

Fábio Santos, lateral-esquerdo, do Atlético-MG — Foto: Bruno Cantini/Atlético-MGFábio Santos, lateral-esquerdo, do Atlético-MG — Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Fábio Santos, lateral-esquerdo, do Atlético-MG — Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Casemiro

Considerado um dos melhores volantes da atualidade, Casemiro despontou no São Paulo em 2010 com a promessa de justamente ser um jogador reconhecido mundialmente.

Após três anos de profissional e um título conquistado pelo Tricolor, ele foi comprado pelo Real Madrid. Após ganhar experiência no empréstimo ao Porto, retornou ao clube espanhol e se tornou titular absoluto.

  • Revelado em: 2010
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Porto e Real Madrid
  • Títulos conquistados na carreira: Copa Sul-Americana (São Paulo); Real Madrid: Mundial de Clubes (3 vezes), Liga dos Campeões da Europa (4 vezes), Supercopa da Uefa (2 vezes), Campeonato Espanhol, Copa do Rei e Supercopa da Espanha (2 vezes); Copa América (seleção brasileira)
  • Onde está: Real Madrid

Casemiro troca camisa do Real Madrid com Lugano, do São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter São PauloCasemiro troca camisa do Real Madrid com Lugano, do São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter São Paulo

Casemiro troca camisa do Real Madrid com Lugano, do São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter São Paulo

Hernanes

Além da forte identificação com o São Paulo, Hernanes foi peça fundamental em um dos momentos mais delicados da história do clube. Em 2017, ele retornou após passagem vitoriosa pela Europa e ajudou o Tricolor na briga contra o rebaixamento. Muitos consideram que ele foi o grande responsável por manter o time na primeira divisão.

  • Revelado em: 2005
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Santo André, Lazio, Inter de Milão, Juventus e Hebei Fortune
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Brasileiro (2 vezes) – (São Paulo); Copa da Itália (Lazio); Campeonato Italiano e Copa da Itália (Juventus); Copa das Confederações (seleção brasileira)
  • Onde está: São Paulo

Hernanes, durante jogo do São Paulo — Foto: Marcos RibolliHernanes, durante jogo do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Hernanes, durante jogo do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Oscar

Oscar tinha tudo para ser um ídolo são-paulino, mas uma guerra na Justiça, em 2009, fez a relação entre clube e jogador ficar estremecida. Na ocasição, o meia entrou em litígio com o São Paulo e conseguiu a rescisção contratual. Logo depois, assinou contrato com o Internacional.

No entanto, Oscar se tornou um dos grandes jogadores revelados pelo Tricolor ao se transferir para a Europa. Ganhou inúmeros títulos com o Chelsea e defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2014.

  • Revelado em: 2008
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Internacional, Chelsea e Shangai SIPG
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Brasileiro (São Paulo); Libertadores, Campeonato Gaúcho (2 vezes) e Recopa Sul-Americana (Internacional); Liga Europa, Campeonato Inglês (2 vezes) e Copa da Liga Inglesa (Chelsea); Campeonato Chinês e Supercopa da China (Shangai SIPG); Copa das Confederações (seleção brasileira)
  • Onde está: Shangai SIPG

Oscar em treino do São Paulo — Foto: site oficial / saopaulofc.netOscar em treino do São Paulo — Foto: site oficial / saopaulofc.net

Oscar em treino do São Paulo — Foto: site oficial / saopaulofc.net

Kaká

Kaká não conquistou títulos muito importantes pelo São Paulo, mas a sua projeção mundial após deixar o Tricolor fez do meia um dos jogadores da base mais importantes deste século para o clube. Após conquistar a Bola de Ouro da Fifa em 2007, ganhar a Copa do Mundo de 2002 com a Seleção e retornar ao São Paulo em 2014 depois de carreira vitoriosa na Europa, Kaká se tornou um ídolo são-paulino.

  • Revelado em: 2001
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Milan, Real Madrid e Orlando City
  • Títulos conquistados na carreira: Torneio Rio-São Paulo e Supercampeonato Paulista (São Paulo); Campeonato Italiano, Supercopa da Itália, Liga dos Campeões, Supercopa da UEFA, Mundial de Clubes da Fifa (Milan); Copa do Rei, Supercopa da Espanha e Campeonato Espanhol (Real Madrid); Copa das Confederações (2 vezes) e Copa do Mundo (seleção brasileira)
  • Onde está: aposentado

Kaká em sua segunda passagem pelo São Paulo — Foto: Marcos RibolliKaká em sua segunda passagem pelo São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Kaká em sua segunda passagem pelo São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Lucas Moura

Revelado em 2010 pelo São Paulo, Lucas Moura teve uma ascensão meteórica e coroou sua breve passagem nos profissionais sendo um dos protagonistas do título da Copa Sul-Americana de 2012, última conquista do Tricolor. Mesmo após oito anos de sua saída, Lucas segue como a venda mais cara da história do clube. Em 2012, o atacante foi negociado com o PSG por R$ 108 milhões.

  • Revelado em: 2010
  • Clubes em que atuou: São Paulo, PSG e Tottenham
  • Títulos conquistados na carreira: Copa Sul-Americana (São Paulo); Campeonato Francês (5 vezes), Copa da França (3 vezes), Copa da Liga Francesa (4 vezes) e Supercopa da França (4 vezes) – (PSG); Copa das Confederações (seleção brasileira)
  • Onde está: Tottenham

Lucas Moura em partida pelo São Paulo — Foto: Agência EstadoLucas Moura em partida pelo São Paulo — Foto: Agência Estado

Lucas Moura em partida pelo São Paulo — Foto: Agência Estado

David Neres

Foram apenas oito jogos pelos profissionais do São Paulo, o suficiente para David Neres cair nas graças do torcedor são-paulino. Em 2016, o atacante surgiu na reta final do Campeonato Brasileiro e fez partidas que empolgaram.

No entanto, no início de 2017, ele foi negociado com o Ajax e frustrou o sonho dos torcedores que queriam ver o jovem jogador no Tricolor. Rapidamente adaptado ao futebol europeu, David Neres se tornou peça fundamental no clube holandês.

  • Revelado em: 2016
  • Clubes em que atuou: São Paulo e Ajax
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Holandês (Ajax); Copa América (seleção brasileira)
  • Onde está: Ajax

David Neres fez um dos gols na vitória por 4 a 0 do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.netDavid Neres fez um dos gols na vitória por 4 a 0 do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

David Neres fez um dos gols na vitória por 4 a 0 do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

 

Lance

Comparado a Kaká, Igor Gomes vê mais um gigante europeu entrar na briga por seu futebol

Igor Gomes anda com uma moral gigantesca na Europa. Após ser divulgado que o Real Madrid está interessado em seu passe, agora segundo o site 90min da Itália, a Juventus também estaria interessada no meio campista.

Igor vira e mexe tem seu estilo de jogo comparado ao ídolo Kaká, que também veio da base do São Paulo e já foi eleito o melhor jogador do mundo.

“Ele tem tudo para crescer. Precisa apenas ser mais objetivo quando estiver próximo ao gol”, disse o agora ex-atleta, que se tornou ídolo dos torcedores do Milan.

Uma referência para Igor Gomes é Kevin De Bruyne, astro do Manchester City e espelho para o jogador. “Ele faz tudo. É um meio-campista moderno”, definiu o brasileiro. Real Madrid e Barcelona também estão de olho no jogador, mas pelo jeito ganharam uma concorrência de peso.

90min

Kaká retorna ao Morumbi para estágio de gestão esportiva no São Paulo

Kaká voltou a fazer parte do dia a dia do São Paulo. Melhor jogador do mundo de 2007, ele passou a fazer uma espécie de estágio de gestão esportiva no clube desde o início desta semana. Ao lado do irmão, Digão, o ídolo deve frequentar diversos departamentos do Tricolor paulista para vivenciar e aprender um pouco mais sobre cada área que envolve o futebol profissional, segundo apurou o UOL Esporte.

O astro está fazendo um curso de administração da UEFA, e o clube do Morumbi abriu suas portas para que possa se aprofundar no assunto, saindo da teoria para a prática.

Kaká anunciou a aposentadoria dos gramados no fim de 2017. De lá para cá, nunca deixou de lado o São Paulo. O ex-jogador passou a ser visto como uma espécie de embaixador do clube, chegou a participar de lançamento de uniforme e até disputou o campeonato interno de futebol.

No entanto, não havia mais um vínculo profissional do ídolo com o clube. Nesta semana, ele já até acompanhou algumas reuniões tricolores e, a partir de agora, deve estar mais presente no dia a dia do clube.

Tal postura mostra também o desejo do ex-jogador de seguir próximo ao futebol —quando ele pendurou as chuteiras recebeu diversos convites para atuar como dirigente, mas não fechou qualquer acordo.

O São Paulo joga nesta quarta-feira à noite, no Morumbi, contra a LDU, pela segunda da fase de grupos da Copa Libertadores.

UOL

São Paulo vai manter time de lendas e quer reforços como Fabuloso e Kaká

Diego Lugano planeja manter o time de lendas do São Paulo, campeão da Legends Cup no último domingo, em atividade ao longo de 2020. E mais: a ideia é acrescentar nomes de peso à equipe, a começar por Amoroso, que jogou a competição pelo Borussia Dortmund, mas é um dos líderes do projeto são-paulino.

– O Borussia vem fazendo esses jogos há um ano. Fizemos na Tailândia, fizemos em Hong Kong, fizemos na Alemanha… Pela estrutura que o Borussia já tem, o Lugano me contatou para a gente iniciar o São Paulo Legends. Foi muito fácil, o São Paulo tem uma estrutura maravilhosa, nos proporcionou a chance de trazer o Borussia ao Brasil pela primeira vez. Está todo mundo encantado. Eu faço parte do grupo, mas como sou um dos embaixadores do Borussia não poderia não atuar pelo clube aqui. Com certeza, faço parte do São Paulo Legends, é um dos programas a tocar daqui para a frente. É uma coisa interessante que nós queremos fixar – disse Amoroso.

Kaká, Luis Fabiano e França não puderam comparecer no domingo, mas estão na mira de Lugano para as próximas aparições do São Paulo Legends. Kaká não esteve no Morumbi neste fim de semana por que está em lua-de-mel, enquanto Luis Fabiano preferiu não participar enquanto não define se segue em atividade ou não e França, que mora no Japão, não teve tempo hábil para se preparar fisicamente e recebeu recomendações médicas para não jogar.

Outro que foi convidado e não apareceu é Rogério Ceni. Segundo Lugano, o técnico do Fortaleza cogitou até pegar um helicóptero para voar de Teresópolis, onde estava fazendo o curso de treinadores da CBF, para a capital paulista, o que acabou não acontecendo. Pelos compromissos com o clube cearense, o Mito dificilmente estará no São Paulo Legends ao longo de 2020.

– Na América do Sul, acho que ainda não damos o valor necessário ao que esses jogadores ainda podem dar ao clube. Divulgando a marca, deixando feliz o torcedor, que é o nosso principal consumidor. Aprendemos muito com os europeus, o Bayern tinha dez campeões do mundo em campo, impressionante. No Barça, todos são campeões da Champions League. Ele têm um respeito muito grande pela história, pela história, e isso é o nosso objetivo – disse Lugano.

Comandado por Muricy Ramalho, o São Paulo teve os seguintes jogares na Legends Cup: Zetti, Roger, Fabão, Falcão, Lugano, Aloísio, Jorge Wagner, Bordon, Denilson, Mineiro, Leandro, Muller, Souza, Junior, Careca, Richarlyson, Silas, Josué, Cicinho, Ronaldão e Dagoberto.

– O objetivo principal é trazer para dentro do clube, para dentro do Morumbi, a mística e a história de três ou quatro gerações ganhadoras, de craques. A energia desses caras tem que estar aqui de qualquer jeito, é fundamental que o São Paulo não perca isso nunca. Copiamos muito do que os europeus fazem, é um fenômeno. Faz com que o torcedor se sinta identificado com a história do clube. O torcedor não torce só pelo resultado do próximo domingo, torce por uma mística, por uma história – concluiu Lugano.

UOL

Kaká reprova contratações do São Paulo, demissão de Aguirre e saída de Cuca

As excessivas e recentes trocas no comando técnico do São Paulo não vêm agradando a um ídolo da torcida tricolor. Entrevistado da vez no programa “Aqui com Benja”, da Fox Sports, o ex-meia disse que acredita em “contratações por critério” e que eles não devem ser “baseados no resultado do próximo domingo”. No caso de Aguirre, ele entende que o fato de o time ter alcançado a liderança do Campeonato Brasileiro, em certo momento da passagem do uruguaio, aumentou as expectativas sobre o trabalho do treinador demitido há exatamente um ano.

“Não acho que era a hora (de demitir), por mais que você queira mandar embora. Não faltando cinco rodadas. Termina as cinco rodadas, não renova o contrato. A minha crítica é ali”, ponderou, antes de completar: “Acho que tinha que manter. O grande erro do Aguirre foi ter ficado em primeiro. O grande problema dele foi ter terminado o primeiro turno do Campeonato Brasileiro em primeiro. Fez um excelente campeonato, voltou com o time para a Libertadores…”, destacou Kaká, que não aprovou o pedido de demissão de Cuca em 2019.

“Não acho que foi um comportamento correto do Cuca. Não em relação às declarações, mas em relação ao trabalho. Você chega num clube sabendo mais ou menos o que vai encontrar”, comentou.

O melhor jogador do mundo de 2007, entretanto, elogiou o treinador campeão brasileiro com o Palmeiras em 2016. Para ele, a situação no Morumbi é que não ficou muito bem definida.

“Chegar e falar que está saindo porque não deu certo, realmente não acho que é a justificativa mais correta para sair naquele momento. Gosto muito do Cuca como treinador, acho que ele, no Brasil, é um dos diferenciados. Agora, especificamente no São Paulo, a justificativa dele não é muito coerente. Poderia ter levado um pouco mais e tentado fazer as coisas acontecerem”, concluiu.

Créditos: Fox Sports

Hernanes supera Kaká, e se torna 6º maior artilheiro do São Paulo no século

No Nilton Santos, o São Paulo bateu o Botafogo por 2 a 1 na abertura do returno do Brasileirão. Com o gol que abriu o placar na partida, Hernanes se tornou o sexto maior artilheiro do Tricolor no século, com 52 gols. O dado foi publicado por Michael Serra, historiador do São Paulo.

Hernanes, que marcou seu segundo gol no Brasileirão 2019, superou Kaká (com 51) na lista histórica. Com mais dois gols, o camisa 15 do São Paulo alcança Borges, centroavante que marcou 54 vezes com a camisa Tricolor.

Luís Fabiano lidera o ranking, com 212 gols marcados. Depois, Rogério Ceni aparece em segundo lugar, com 112 tentos. Além deles, completam o top-4, França (com 69 gols) e Dagoberto (com 61).

Lista de artilheiros do São Paulo no século 21
1º Luís Fabiano – 212 gols
2º Rogério Ceni – 112 gols
3º França – 69 gols
4º Dagoberto – 61 gols
5º Borges – 54 gols
6º Hernanes – 52 gols
7º Kaká – 51 gols

saopaulo.blog

Ídolos do São Paulo e torcedores desejam sucesso para Dani Alves

O ex-jogador Kaká utilizou suas redes sociais para parabenizar e desejar sucesso a Daniel Alves pelo acerto com o São Paulo. O lateral foi contratado pelo Tricolor nesta quinta-feira até 2022.

– Vamuuuuuuuu!!! Muito sucesso nessa nova etapa, irmão Daniel Alves – escreveu Kaká.

O diretor de relações institucionais do São Paulo, Lugano, utilizou seu Twitter para dar as boas-vindas ao jogador:

Diego Lugano

@DiegoLugano

O jogador mais ganhador do mundo no clube mais ganhador do país do futebol. O destino do São-Paulino não poderia ser outro. Bem-vindo ao nosso tricolor, Dani !

1,777 people are talking about this

 

FIFA.com

@FIFAcom

Sao Paulo have a 🆕 wingback
Sao Paulo have a new No🔟

🇧🇷 Dani Alves, fresh from being named the best player at the @CopaAmerica, is both.

What’s the weirdest player & shirt number combination you’ve seen?@DaniAlvesD2 | @SaoPauloFC

View image on Twitter
587 people are talking about this

 

A.@charlesomerz

sobre a contratação do daniel alves

View image on Twitter
See A.’s other Tweets
Globo Esporte

 

CELÃO@FalaCelo

Os Rivais: aaaaaaaaaaaaah

eu: DANIEL ALVES É DO MEU TIME PORRAAAAAAAA

Embedded video

See CELÃO’s other Tweets

Kaká vai ao CT e vê São Paulo empatar com E.C. São Bernardo

São Paulo contou com uma visita de peso nesta terça-feira, dia em que o elenco disputou um jogo-treino contra o E.C. São Bernardo que terminou empatado em 2 a 2 no CT da Barra Funda. O ídolo do clube, Kaká, foi ao local de trabalho do Tricolor para prestar apoio ao grupo que volta às disputas do Campeonato Brasileiro no próximo sábado, às 19h (de Brasília), contra o Palmeiras, no estádio do Morumbi.

Após duas vitórias contra times que disputam a Série B do Brasileirão, desta vez o Tricolor recebeu um adversário que joga a Série A3 do Campeonato Paulista, mas não conseguiu sair de campo novamente com o resultado positivo. Embora Antony e Hernanes tenham colocado o São Paulo na frente no primeiro tempo, o E.C. São Bernardo reagiu na etapa complementar e conseguiu o empate em 2 a 2. Johnny e Heber balançaram as redes para o adversário do ABC paulista

Fonte: Gazeta Esportiva

Kaká, sobre não atuar no Corinthians: “Fiz uma escolha em minha carreira em só jogar em time grande”

Ídolo do São Paulo, o ex-jogador Kaká falou sobre o Corinthians durante participação no canal Fox Sports, na última segunda-feira.

Questionado se sua grande frustração na carreira era não ter jogado pelo Corinthians, o melhor jogador do mundo em 2007 disse:

– Eu fiz uma escolha na minha carreira em só jogar em time grande (risos) – afirmou o ex-meio-campista.

Revelado pelo São Paulo, Kaká atuou ainda por Milan, Real Madrid e Orlando City. Ele encerrou a carreira em dezembro de 2017.

Fonte: Globo Esporte

São Paulo recebe Kaká em último treino antes de enfrentar o Talleres

O CT da Barra Funda recebeu uma ilustre visita durante a tarde desta terça-feira. O ídolo Kaká foi até o local para acompanhar o último treino do São Paulo antes do duelo decisivo com o argentino Talleres, previsto para esta quarta, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi, pela segunda fase preliminar da Copa Libertadores.

Revelado pelo Tricolor, Kaká reencontrou funcionários do clube e ex-companheiros de equipe, como Reinaldo e Hudson – ambos dividiram vestiário com ele em 2014.

O melhor jogador do mundo em 2007 ainda foi festejado pelo e fã atacante Pablo. Em suas redes sociais, o São Paulo registrou o encontro entre os dois. A visita partiu do próprio Kaká, que conversou com os jogadores para passar moral antes do confronto com os argentinos.

São Paulo FC

@SaoPauloFC

Visita ilustre no CT da Barra Funda: Kaká veio acompanhar a última atividade para o duelo com o Talleres e transmitiu energia positiva ao Tricolor 🇾🇪

Ingressos em: https://spfc.vc/ingressos2019 

Ver imagem no Twitter

São Paulo FC

@SaoPauloFC

Fã de Kaká, Pablo guarda com carinho uma foto com o ídolo, de 2010. Agora, o atacante tricolor tem uma mais atualizada 👍🇾🇪 pic.twitter.com/OHiddWDZhD

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter
150 pessoas estão falando sobre isso

Pressionado, o técnico André Jardine tem dois desfalques para a partida entre os inscritos na Libertadores: Hudson (suspenso por ter sido expulso no jogo de ida) e Liziero (entorse no tornozelo direito).

Em compensação, o treinador conta com os retornos de Luan, que estava a serviço da Seleção Brasileira sub-20 no Campeonato Sul-Americano da categoria, no Chile, e Anderson Martins, recuperado de uma tendinite no joelho direito.

Apenas o aquecimento foi liberado para a imprensa nesta tarde. Uma possível escalação do Tricolor, contudo, tem: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins (Bruno Alves) e Reinaldo; Luan (Jucilei), Hernanes e Nenê; Antony, Pablo e Everton.

Derrotado por 2 a 0 em Córdoba, o São Paulo precisa vencer o jogo de volta por três gols de diferença para sobreviver na Libertadores. Caso devolva o placar do primeiro duelo, a vaga será definida nos pênaltis.

Fonte: Gazeta Esportiva

Com Kaká, França e Fabuloso, São Paulo encarou o Talleres em 2001

Rogério Ceni; Belletti, Emerson, Wilson e Gustavo Nery; Alexandre, Fábio Simplício, Kaká e Leonardo; Luís Fabiano e França. Com esta formação recheada de grandes jogadores, especialmente no setor ofensivo, o São Paulo enfrentou o Talleres no dia 26 de setembro de 2001, no Morumbi, em duelo válido pela fase de grupos da extinta Copa Mercosul, então a segunda competição mais importante do continente.

LEIA TAMBÉM:Em momento profético, Hernanes sonha em brilhar e brinca com Nenê

Os times que se reencontram mais de 17 anos depois, nesta quarta, a partir das 21h30, pela segunda fase da Libertadores, repetiram naquele dia o empate sem gols que já havia ocorrido no primeiro duelo, em Córdoba, em 28 de julho. O resultado complicou a vida dos brasileiros, que acabaram perdendo do Vélez Sarsfield na última rodada e terminaram em terceiro no Grupo 4, ficando fora dos mata-matas. Em seis jogos, foram uma vitória, quatro empates e uma derrota.

Além de Kaká, França, Luís Fabiano, Leonardo e Ceni, o São Paulo treinador por Nelsinho Baptista ainda tinha no banco opções como os meio-campistas Júlio Baptista e Carlos Miguel e o atacante Reinaldo. Do lado do Talleres, um treinador que se tornaria conhecido dos palmeirenses muitos anos depois: Ricardo Gareca, que desembarcou no clube alviverde em 2014 e não deixou saudade. Atualmente, dirige a seleção peruana.

No vídeo abaixo, apesar da péssima qualidade das imagens, é possível ver os melhores momentos do jogo no Morumbi:

A Copa Mercosul daquela temporada foi disputada por 20 equipes, divididas em cinco grupos. Apenas os dois primeiros de cada se classificavam para as quartas de final. Do Brasil, além do São Paulo, participaram Vasco, Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio e Palmeiras. O San Lorenzo, da Argentina, se sagraria campeão em cima do Flamengo, após vencer decisão nos pênaltis.

 

Fonte: Terra

CBF avalia projeto e pode ter ex-são paulo Kaká na diretoria

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) trocará de presidente em abril, quando Rogério Caboclo tomará posse. E a nova gestão promete novidades. Uma delas é a contratação de um ex-jogador para integrar a diretoria da entidade, com a figura podendo participar de decisões e discutir projetos e mudanças no esporte. O ex-meia Kaká é um dos nomes analisados pela CBF para exercer essa função. O ídolo do São Paulo é apontado como bem cotado nos corredores da confederação.

Esse movimento nasceu de conversas de Caboclo com outros ex-atletas, alguns que fizeram parte do Bom Senso FC, e toma como referência até o trabalhou de Mauro Silva na Federação Paulista de Futebol (FPF). Kaká agrada por ter abertura em várias frentes: atletas, cartolas, torcedores e no mercado internacional. O ídolo do Tricolor e do Milan se aposentou na virada de 2017 para 2018 e, desde então, faz curso de gestão na Uefa.

O futuro presidente da CBF evitou maiores detalhes sobre a ideia por Kaká, mas confirmou a conversa constante com ex-jogadores e a intenção de ter um nome do tipo em sua diretoria, ainda que não especifique o cargo. (Por Bruno Grossi e Pedro Ivo Almeida)

 

Fonte: UOL

Relembre o dia em que Tiago Volpi parou Kaká, Alan Kardec e despertou a atenção do São Paulo

Contratado pelo São Paulo para ser o goleiro titular em 2019, Tiago Volpi chamou a atenção do time em 2014, quando foi o destaque do empate por 1 a 1 do Figueirense contra o Tricolor, em Florianópolis, pelo Campeonato Brasileiro.

Naquele jogo, o goleiro parou o ataque do São Paulo e deixou o clube em alerta. À época, Rogério Ceni tinha programado aaposentadoria, mas mudou de ideia e ficou mais uma temporada.

Tiago Volpi, então, acertou com o Querétaro ao final daquele ano e virou ídolo no time mexicano, que na última segunda-feira fez um vídeo emocionante de despedida do jogador.

No duelo válido pela 18ª rodada do Brasileirão de 2014, Volpi foi muito elogiado pelo comentarista Caio Ribeiro. Na partida, em que o Figueirense saiu na frenta com Giovanni Augusto, e o São Paulo depois empatou com Rogério Ceni, de pênalti, Volpi se destacou por três lances:

  • Uma defesa com os pés em chute de Alan Kardec, após passe de Kaká.
  • Boa intevenção em finalização à queima roupa de Kaká, após tabela com Osvaldo.
  • E ao evitar gol do São Paulo em cabeçada de Alan Kardec, na pequena área.

Relembre no vídeo abaixo:

Melhores momentos de Figueirense 1 x 1 São Paulo pela 18ª rodada do Brasileirão 2014
Brasileirão
–:–/–:–
Melhores momentos de Figueirense 1 x 1 São Paulo, pela 18ª rodada do Brasileirão 2014

Melhores momentos de Figueirense 1 x 1 São Paulo, pela 18ª rodada do Brasileirão 2014

Tiago Volpi chega ao São Paulo para ser titular do time em 2019. A experiência internacional do jogador foi levada em consideração, por conta da disputa da Copa Libertadores da América.

O Tricolor não consegue firmar um goleiro na posição desde a aposentadoria de Rogério Ceni, em dezembro de 2015. De lá para cá, quatro goleiros passaram pelo gol do São Paulo com frequência.

Denis saiu para o Figueirense, Renan Ribeiro está no Sporting, de Portugal, Sidão foi embora para o Goiás, e Jean não convenceu, mas segue no time.

Tiago Volpi foi o quarto reforço anunciado pelo São Paulo para 2019. Antes dele, a diretoria acertou com o lateral-direito Igor Vinicius, o lateral-esquerdo Léo Pelé e o atacante Pablo.

Fonte: Globo Esporte

Kaká ex-São Paulo revela que recusou convite de clube da América após aposentadoria

Na última terça-feira, o ex-jogador Kaká concedeu entrevista ao portal Mediotiempo e revelou que recebeu uma proposta para jogar no futebol do México assim que deixou o Orlando City, clube no qual se aposentou o futebol.

“Assim que meu contrato encerrou nos Estados Unidos, um clube do México me procurou e deu a oportunidade de jogar na Liga MX. Primeiramente agradeci o convite e expliquei que iria pensar, mas depois cheguei a conclusão que deveria me aposentar e não pude aceitar a proposta”, afirmou.

No bate-papo, o brasileiro também comentou sobre um possível retorno ao Milan. De acordo com as especulações, ele poderia trabalhar na diretoria ao lado de Leonardo.

“Atualmente estou envolvido em outros projetos e viajo para muitos lugares, porém, com uma intensidade um pouco mais baixa. Minha relação com o Milan é muito grande, estamos sempre próximos, mas não sei se volto agora. A única certeza é que um dia irei trabalhar lá, só não sei quando”, finalizou.

 

Fonte: Lance