Juanfran, do São Paulo, compara Diniz a Simeone: “Aprendo coisas que não imaginava aos 35 anos”

O lateral-direito Juanfran comparou o técnico Fernando Diniz, do São Paulo, ao argentino Diego Simeone, que por anos o comandou no Atlético de Madri, da Espanha.

– Ele tem conceitos muito bons, não só ofensivos, mas defensivos. Venho de um dos melhores do mundo, a nível defensivo, o Simeone, e Fernando valoriza muito o trabalho defensivo de Simeone. Estou aprendendo coisas que não imaginava que aprenderia aos 35 anos – disse Juanfran ao programa “Alô Tricolor”, produzido pelo São Paulo.

O espanhol também comentou sobre seu primeiro jogo em casa na Libertadores, no mês passado, quando o São Paulo bateu a LDU por 3 a 0.

– Me emocionou muito o recebimento ao chegar no Morumbi. Você percebe que tem algo especial para a torcida. Fo uma noite muito especial.

Fernando Diniz com Igor Vinícius e Juanfran em treino do São Paulo — Foto: divulgação São PauloFernando Diniz com Igor Vinícius e Juanfran em treino do São Paulo — Foto: divulgação São Paulo

Fernando Diniz com Igor Vinícius e Juanfran em treino do São Paulo — Foto: divulgação São Paulo

 

No programa, o lateral também contou uma curiosidade: é fanático pela série De Volta para o Futuro:

– Como se diz “Regreso Al Futuro”? “Back to the Future”? É um dos filmes favoritos da minha vida. Eu sei todos os diálogos, comprei os carros dos três filmes (de brinquedo), que são diferentes.

Quem também deu as caras no programa foi o filho de Juanfran, Oliver, que joga futsal no São Paulo. Perguntado sobre como era defender o mesmo clube do pai, o garoto respondeu:

– É um sonho!

Globo Esporte

Juanfran fala de preocupação com coronavírus: ‘Tenho familiares na Espanha’

Juanfran sentiu um misto de alegria e preocupação após a vitória do São Paulo por 2 a 1 sobre o Santos nesta noite, no Morumbi. Obviamente, o lateral direito ficou contente com o desempenho do seu time no clássico. Porém, o jogador comentou a ausência do público no estádio, que teve portões fechados, e falou sobre a pandemia do coronavírus.

“Feliz pelo resultado, ganhamos o jogo em casa, que era um clássico. Mas ficamos tristes por não termos a torcida aqui junto com a gente por culpa de uma situação que vemos com muita tristeza, e com muita preocupação porque tenho muitos familiares na Espanha e lá estão acontecendo muitas coisas ruins – assim como em outros lugares do mundo. Felizes com o resultado, mas tristes porque não podemos comemorar com a nossa gente”, disse o espanhol.

Durante a partida, o São Paulo conseguiu a virada no segundo tempo. Depois de ver o adversário abrir o placar, o técnico Fernando Diniz mostrou ousadia e tirou Bruno Alves para colocar Pablo.

“Muito boa a leitura do Fernando, parabéns para ele. Para o momento do jogo foi boa a leitura, essa decisão nos ajudou a ganhar o jogo. Ele tem confiança porque temos muitos jogadores e confiança, ele sabe que pode fazer essas mudanças porque sabe que tem jogadores que podem mudar essa situação. As trocas fizeram bem e no final conseguimos ganhar que era o mais importante”, analisou o lateral.

UOL

Juanfran treina com o restante do time e Vítor Bueno ainda é dúvida no SPFC

O São Paulo retomou as suas atividades após a derrota para o Botafogo no último fim de semana. Hoje (9), no CT da Barra Funda, a equipe trabalhou sob o comando do técnico Fernando Diniz. Em recuperação de entorse no tornozelo, Vítor Bueno iniciou o treino sozinho e ainda é considerado dúvida para o jogo de quarta-feira (11), contra LDU, pela Copa Libertadores.

Após fazer alguns exercícios, o atacante conversou com Diniz e passou a integrar o restante do elenco. Por outro lado, Juanfran, que também desfalcou o time nos últimos confrontos por causa de dores na panturrilha, participou desde o início da atividade junto aos demais jogadores.

Antes de a equipe ir para o gramado, Diniz exibiu um vídeo para os atletas, que puderam estudar um pouco mais do adversário. Na sequência, a equipe fez o aquecimento no campo.

Para ter mais privacidade, o técnico comandou o trabalho tático sem a presença da imprensa. Os jogadores que foram poupados na última rodada do Campeonato Paulista trabalharam normalmente. O time volta a treinar amanhã, no CT.

UOL

Juanfran e Vitor Bueno estão fora; Antony viaja para estreia da Libertadores

Vitor Bueno e Juanfran estão fora do São Paulo para a estreia da Libertadores contra o Binacional, nesta quinta-feira, às 21h, em Juliaca, no Peru. O lateral tem dores na panturrilha, e o meia tem uma entorse no tornozelo (o local está muito inchado). Os dois não viajam com o Tricolor. Antony, por outro lado, se recuperou da entorse e vai para o jogo.

Vitor Bueno e Juanfran aqueceram no campo com o time no trabalho de terça-feira, parte da atividade liberada para a imprensa. Sem o lateral e o meia-atacante, Igor Vinícius e Pablo surgem como principais opções no time do técnico Fernando Diniz. Vitor Bueno sofreu a lesão durante a vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, e Juanfran já havia ficado fora desse jogo por conta de dores no pé.

Vitor Bueno São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.netVitor Bueno São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Vitor Bueno São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

 

Com Antony, mas sem Juanfran e Vitor Bueno, Fernando Diniz e o São Paulo viajam nesta quarta-feira em voo fretado para Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Depois de dormir na cidade, o time segue para Juliaca na quinta-feira, dia do jogo. A logística foi feita para minimizar os efeitos da altitude.

Para esse jogo também estão fora Everton, Brenner (suspensos), Rojas, Léo e Gabriel Sara (departamento médico). O próprio Fernando Diniz está suspenso por um gancho que ele carregou do Fluminense, pela Sul-Americana, e não poderá comandar o time no gramado.

Desta forma, o provável São Paulo é o seguinte: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Pato e Pablo.

Juanfran e Léo estão fora, e Antony vai para o jogo contra o Binacional, no Peru — Foto: Reprodução/Twitter SaoPauloFCJuanfran e Léo estão fora, e Antony vai para o jogo contra o Binacional, no Peru — Foto: Reprodução/Twitter SaoPauloFC

Juanfran e Léo estão fora, e Antony vai para o jogo contra o Binacional, no Peru — Foto: Reprodução/Twitter SaoPauloFC

Globo Esporte

Volpi, Juanfran, Antony e Bueno treinam no São Paulo e devem jogar

O treino desta terça-feira pela manhã, aberto para a imprensa apenas em sua parte inicial, indicou que o São Paulo deverá mesmo ter força praticamente total na estreia pela Libertadores, às 21h de quinta-feira, contra o Binacional (PER), em Juliaca. Dos 30 inscritos, só não vão viajar os machucados Léo, Helinho, Rojas e Gabriel Sara e os suspensos Brenner e Everton.

Tiago Volpi, Juanfran, Antony e Vitor Bueno, que vinham com problemas físicos nos últimos dias, trabalharam no gramado do CT da Barra Funda e estarão aptos se nada de anormal acontecer até lá.

Volpi e Bueno levaram pancadas em seus tornozelos na vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, domingo, enquanto Antony e Juanfran foram desfalques nesta partida. O garoto com uma lesão no tornozelo esquerdo e o veterano com dores na panturrilha direita.

Enquanto os portões estiveram abertos para os jornalistas, foi possível ver que Antony e Juanfran treinaram ao lado dos titulares do jogo contra a Ponte Preta. Se Diniz não puder escalar Vitor Bueno ou Antony desde o início, Pablo seguirá na equipe. Se Juanfran não reunir condições de ser titular, Igor Vinícius será o substituto.

O provável São Paulo, então, tem Tiago Volpi, Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Vitor Bueno e Pato.

Antes de irem ao campo, os atletas ficaram um longo tempo na sala de vídeo recebendo informações sobre o Binacional. Embora esteja montando a equipe e vá viajar com a delegação, Fernando Diniz não poderá estar à beira do gramado devido a uma suspensão recebida por episódios na Sul-Americana de 2019, quando dirigia o Fluminense. O auxiliar Márcio Araújo é quem estará no campo.

O São Paulo ainda treina no CT da Barra Funda nessa quarta-feira pela manhã e viaja na sequência para Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. A ida para Juliaca, que tem 3.800 metros de altitude, será horas antes de a bola rolar para minimizar as complicações causadas pelo ar rarefeito.

Lance

Treino do São Paulo tem Antony e Juanfran; Vitor Bueno permanece no Reffis

Antony e Juanfran trabalharam à parte nesta segunda-feira em um dos campos do CT da Barra Funda. A dupla, que vinha sendo dúvida para a estreia do São Paulo na Libertadores, contra o Binacional, se movimentou sob orientação dos fisioterapeutas do clube e deu sinais de que não deverá ser baixa para o técnico Fernando Diniz na próxima quinta, no Peru.

Além de Antony e Juanfran, Léo, Gabriel Sara, Helinho e Joao Rojas também apareceram no gramado. Léo e Helinho sofreram entorse no tornozelo esquerdo, Sara fraturou o quinto metatarso do pé direito, e Joao Rojas se recupera de cirurgia no joelho.

Marcelo Baseggio

@celobaseggio

Antony agora se junta a Juanfran para um trabalho específico com os fisioterapeutas do São Paulo

Embedded video

See Marcelo Baseggio’s other Tweets

Dos cinco, apenas Antony e Juanfran reúnem condições de jogo. Todos os outros levarão mais tempo para ficarem à disposição de Fernando Diniz novamente. Antony foi poupado do confronto com a Ponte Preta por conta de uma entorse no tornozelo, enquanto o lateral-direito espanhol ficou de fora devido a dores na panturrilha direita.

Marcelo Baseggio

@celobaseggio

Léo e Gabriel Sara também chegam para a atividade com os fisioterapeutas. O segundo foi orientado a movimentar em um ritmo inferior ao dos demais

View image on Twitter
See Marcelo Baseggio’s other Tweets

Em contrapartida, Vitor Bueno, que deixou o Morumbi machucado após a vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, no último domingo, não treinou no gramado. Ainda assim, internamente há a crença de que o meia-atacante não sofreu uma lesão tão grave a ponto de tirá-lo da estreia na Libertadores.

O São Paulo tem mais dois treinos antes de viajar a Santa Cruz de La Sierra, o que acontece na próxima quarta-feira. Na quinta, a delegação tricolor deixará a Bolívia rumo a Juliaca, no Peru, onde a partida acontecerá a mais de 3.800 metros de altitude.

Gazeta Esportiva

Em podcast, Juanfran afirma: “Não vou sair do Brasil sem ganhar uma taça com o São Paulo”

Ídolo e vencedor pelo Atlético de Madrid, da Espanha, e agora defendendo as cores do São Paulo, o lateral-direito Juanfran é o convidado do narrador Cleber Machado no “Hoje Sim, podcast produzido pelo GloboEsporte.com, e promete: não sairá do Brasil sem conquistar um título pelo Tricolor.

Só penso em ser campeão com o São Paulo. Todos os dias falo para minha família, não vou sair do Brasil sem ganhar uma taça, não posso voltar para a Espanha sem nada, não posso – afirmou o lateral no podcast (escute acima).

Juanfran é o convidado de Cleber Machado no podcast Hoje Sim  — Foto: Marcos Paulo Juanfran é o convidado de Cleber Machado no podcast Hoje Sim  — Foto: Marcos Paulo

Juanfran é o convidado de Cleber Machado no podcast Hoje Sim — Foto: Marcos Paulo

 

Ex-companheiro de time e amigo do também lateral Filipe Luís, hoje no Flamengo, Juanfran revela que brincou com o rubro-negro sobre as conquistas da equipe carioca e que a vinda ao Brasil não é “a passeio”.

– Isso é algo que falei outro dia com o Filipe Luís (lateral do Flamengo), que nós dois falamos que não viemos para o Brasil passear. Ele no Rio de Janeiro, e eu em São Paulo. Viemos para ser campeões. Falei para o Filipe: “você já é campeão, agora é minha vez” – brincou o lateral.

Juanfran brinca sobre relação com Filipe Luis, do Flamengo, e diz que é a vez dele ganhar títulos, agora com o São Paulo — Foto: Marcos PauloJuanfran brinca sobre relação com Filipe Luis, do Flamengo, e diz que é a vez dele ganhar títulos, agora com o São Paulo — Foto: Marcos Paulo

Juanfran brinca sobre relação com Filipe Luis, do Flamengo, e diz que é a vez dele ganhar títulos, agora com o São Paulo — Foto: Marcos Paulo

 

Com mais de 350 jogos pelo Atlético de Madrid e um dos ídolos recentes da equipe espanhola, Juanfran trabalhou durante seus nove anos de clube com um só técnico: Diego Simeone. Ele comparou o trabalho do argentino com o de Fernando Diniz.

– Simeone quer chegar no gol adversário em dois toques, Fernando (Diniz) quer chegar com dez passes, mas depois ele também quer que a gente defenda como o Atlético de Madrid defende. Esse equilíbrio é o melhor no futebol. Como na vida, se tem equilíbrio, as coisa vão melhor – explicou Juanfran.

No episódio do podcast, com mais de 1 hora de duração, Juanfran fala também de forma aberta sobre a adaptação da família ao Brasil, defende o trabalho do técnico Fernando Diniz, analisa o momento do São Paulo (sem ganhar títulos desde 2012) e detalha como era enfrentar Messi e Cristiano Ronaldo nos tempos de Atlético de Madrid.

Globo Esporte

Com incômodo na panturrilha direita, Juanfran vira dúvida para partida de domingo

O São Paulo treinou sem Juanfran e Antony na manhã desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, em atividade que foi aberta para a imprensa somente durante o aquecimento.

Juanfran está com um incômodo na panturrilha direita e ficou o tempo todo no Reffis. Ele virou dúvida para a partida de domingo, às 16h, contra a Ponte Preta, no Morumbi.

Antony não deve jogar. Ele lesionou o tornozelo esquerdo no treino de quarta-feira e está em tratamento desde então, inclusive utilizando uma bota para manter o local imobilizado. O jovem de 20 anos é dúvida até para quinta-feira, na estreia pela Libertadores, contra o Binacional (PER).

Igor Vinícius e Pablo são os substitutos naturais da dupla. Fernando Diniz, então, possivelmente escalará o seguinte time no domingo: Tiago Volpi, Igor Vinícius, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Pablo, Vitor Bueno e Pato.

Lance

Juanfran e Arboleda voltam a treinar pelo São Paulo e devem pegar a Ponte

O São Paulo teve duas novidades no treino desta quinta-feira, no CT da Barra Funda: Juanfran e Arboleda, que voltaram a trabalhar com o grupo e estão à disposição do técnico Fernando Diniz para o duelo deste domingo, contra a Ponte Preta. A dupla também estará na viagem para Juliaca, para a estreia na Copa Libertadores, na próxima quinta-feira, contra o Binacional.

Juanfran se reapresentou com o grupo, na última terça-feira, após dois dias de folga. Durante uma atividade técnica, o lateral sentiu um incômodo no pé e acabou deixando o treino mais cedo para ser poupado e complementar o trabalho na parte interna do CT. Na quarta-feira, devido ao gramado molhado pela chuva, foi preservado pela comissão técnica e não foi a campo.

Nesta quinta-feira, porém, o espanhol participou sem restrições do treinamento no período em que a imprensa teve acesso, inclusive em um exercício de ultrapassagem e cruzamento a partir da linha de fundo. Ele é titular absoluto da lateral direita e deve estar em campo nos próximos jogos. Quem não cruzou ou lançou, treinou finalizações, com tem sido frequente.

Vale lembrar que pouco antes do início do treino tático, em que Fernando Diniz montou seu time, os jornalistas foram convidados a se retirar do local para dar privacidade ao treinador e aos jogadores. Dessa forma, ainda não é possível determinar as mudanças na escalação, já que Antony é dúvida e permanece o mistério se haverá atletas poupados ou não pensando na Libertadores.

Outro que voltou a pisar no gramado do CT da Barra Funda foi Arboleda. O zagueiro havia sido liberado pelo clube por mais dois dias para resolver problemas particulares no Equador, seu país de origem. Dessa forma, ele não se reapresentou com o grupo, na última terça-feira, após a folga e tinha retorno previsto para esta quinta-feira. Foi exatamente o que aconteceu nesta manhã.

Assim como Juanfran, o equatoriano participou do trabalho com os companheiros sem demonstrar restrições e deve formar a dupla de zaga titular com Bruno Alves, neste domingo, às 16h, diante da Ponte Preta, no Morumbi. A partida é válida pela oitava rodada da fase de grupos do Paulistão-2020. Atualmente, o Tricolor ocupa a liderança do Grupo C, com 12 pontos.

Lance

Hoje no São Paulo, Juanfran é festejado por ex-clubes na Espanha

O lateral-direito Juanfran, no São Paulo desde agosto, foi homenageado antes da vitória do Atlético de Madrid sobre o Osasuna, por 2 a 0, no Wanda Metropolitano. O jogador de 34 anos tem longas passagens pelos dois clubes no currículo e, passando férias na Espanha, foi convidado para dar o pontapé inicial da partida.

Revelado na base do Real Madrid, Juanfran jogou no Osasuna de 2005 a 2011, acumulando 168 partidas. Entre 2011 e 2019, defendeu o Atlético de Madrid, onde fez 355 jogos e ergueu sete troféus.

C. A. OSASUNA

@CAOsasuna

📸 Los jugadores de y @Atleti le han brindado un bonito homenaje a Juanfran antes del inicio del partido.

Ver imagem no Twitter
Veja outros Tweets de C. A. OSASUNA

Os atletas das duas equipes formaram um corredor no gramado para aplaudir o são-paulino. Antes, ele ainda distribuiu autógrafos para os torcedores do Atleti, mandante da partida.

Cris García Tirado@Crisgtirado

🔴⚪️🔴El Metropolitano se rinde a una de sus grandes leyendas, Juanfran Torres ⚽️

Vídeo incorporado

58 pessoas estão falando sobre isso

No São Paulo, Juanfran soma 17 jogos até o momento e tem contrato até o fim de 2020. Ele terminou a temporada como titular.

Atlético de Madrid

@Atleti

[🏧😊] HOMENAJE A JUANFRAN

😍 ¡Sobre el césped, aficionados y excompañeros, no perdieron la ocasión de homenajear a uno de nuestros míticos jugadores antes del duelo! ¡Gracias por tanto, Juanfran!

⚽
🔴⚪

Ver imagem no TwitterVer imagem no TwitterVer imagem no Twitter
361 pessoas estão falando sobre isso
Lance

Marí manda mensagem a compatriota Juanfran

O Pablo Marí, vivendo o melhor momento da carreira segundo o mesmo, aproveitou uma oportunidade para mandar uma mensagem também para Juanfran, seu compatriota que chegou na mesma época ao ​São Paulo e foi uma das novidades do Brasileirão em 2019:

Juanfran

“Escutei a entrevista dele agora há pouco falando bem de mim. Eu queria lhe mandar um abraço muito grande. Para mim ele é uma referência a nível europeu, na Espanha, ele fez muita coisa pelo nosso país. É um grandíssimo jogador, assim eu deixo um abraço muito forte pra ele e agradeço muito pelas palavras que me disse”, finalizou.

Juanfran diz que está cada vez mais feliz no São Paulo

Desde que chegou em São Paulo há 4 meses, o lateral espanhol Juanfran só recebeu respeito do torcedor brasileiro. Pelo menos é o que garante o próprio Juanfran. O jogador do São Paulo garantiu que está cada vez mais feliz em sua primeira temporada no Brasil. Além disso, destacou que Daniel Alves, o seu parceiro mais ilustre, está o ajudando muito na sua caminhada em terras sul-americanas. “Sou muito feliz aqui. As pessoas no Brasil me respeitam”, disse ele.

Mas sua mudança da Espanha para o Brasil não foi muito fácil. Em entrevista ao jornal espanhol El Mundo, Juanfran disse que uma pessoa em especial não gostou muito da ideia. E essa pessoa foi justamente o seu filho Óliver. “Doeu muito nele. Isso porque ele tinha vários amigos em Madrid. Foi muito difícil. Eu tive que ter várias conversas com ele”, disse Juanfran. Por outro lado, a esposa do lateral não colocou ressalvas. “Conversei com a Verônica (esposa do Juanfran) e ela me apoiou 100% desde o começo”, garantiu ele. “Ela viu que eu estava sofrendo por estar jogando cada vez menos e ficou do meu lado”, disse ele.

Ainda na entrevista para o jornal El Mundo, Juanfran disse o que acha do técnico do São Paulo, Fernando Diniz. “Fernando é um treinador diferente e tem conceitos diferentes. É um perfil mais parecido com o Guardiola, mais Barça. Mas ele admira muito o Simeone. Quando o time está sem bola, exemplifica o trabalho do Atlético. Vimos coisas do Atlético sobre como eles defendem e se afastam”, disse ele.

Sobre a permanência de Fernando Diniz
“Fernando precisa desse tempo extra para que as pessoas acreditem em nós. No Atlético, conseguimos isso depois de vários anos de trabalho, para que mais tarde eles vibrassem e se orgulhassem de nós. Eles acreditam nele e isso é a coisa mais importante. Ele tem muitas coisas parecidas com Simeone e como sinto muita falta do mestre (Simeone), gosto de ouvi-lo”, disse.

O ídolo de Juanfran
Se alguém estava esperando que Messi, Cristiano Ronaldo, Pelé ou mesmo Maradona seriam um dos ídolos de Juanfran se enganou. Isso porque o símbolo máximo seguido por Juanfran é bem menos conhecido do grande público. “(Meu ídolo) era o meu pai. Ele me levava todos os dias para treinar e me ajudou a ser a pessoa e o jogador que eu sou. Estou muito triste porque ele não conseguiu me ver bem no Atlético”, disse.

Logo depois, Juanfran lembrou dos momentos de tristeza. “Depois de um jogo contra o Deportivo, cheguei em casa e ele estava no hospital por um ataque cardíaco. Ele me deixou muito cedo e não conseguiu ver tudo o que ganhei depois. Se ele tivesse cuidado melhor da saúde estaria conosco agora. Portanto ele veria tudo o que alcançamos. Ele teria curtido esses momentos como se fosse uma criança”, disse Juanfran.

Juanfran
Juanfran chegou ao São Paulo este ano. Em sua carreira, já passou por clubes como Real Madrid, Espanyol e Osasuna. Mas foi no Atlético de Madrid que ele teve os maiores momentos de sua carreira. Por lá, conquistou títulos como a Liga Europa, SuperCopa da UEFA, Copa do Rei e o Campeonato Espanhol.

Torcedores.com

Juanfran dá ares de decisão para São Paulo x Inter: “É uma final para nós”

Juanfran deu o seu diagnóstico do que faltou ao São Paulo na derrota para o Grêmio, em Porto Alegre, por 3 a 0, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Segundo o lateral-direito, faltou efetividade à equipe comandada pelo técnico Fernando Diniz. E o espanhol ainda deu ares de decisão para o jogo contra o Internacional, quarta-feira, no Morumbi, pela penúltima rodada.

Já garantido na fase preliminar da Libertadores de 2020, em sexto lugar, com 57 pontos, o Tricolor é perseguido de perto pelo Colorado, que está na sétima colocação, com 54 pontos.

— É uma final para nós. Estamos confiando que vamos conseguir confirmar essa vaga — disse Juanfran, que falhou em dois gols do Grêmio.

O jogador espanhol ainda afirmou que o grupo confia em Fernando Diniz.

— Nós estamos acreditando no Fernando. Temos nossa responsabilidade e vamos trabalhar ao máximo. Estamos em uma fase de mudar as coisas, com o Fernando, e estamos fazendo isso pouco a pouco. Hoje, nos faltou efetividade.

Lance

Juanfran, sobre final da Libertadores: “O São Paulo não pode torcer pelo Flamengo”

Juanfran descartou torcida do São Paulo para o Flamengo na final da Libertadores deste sábado, contra o River Plate, em Lima.

A pergunta foi feita porque um eventual título Rubro-Negro transformaria o G-4 em G-5 no Brasileirão, o que poderia render uma vaga direta na fase de grupos do torneio continental em 2020 ao quinto colocado.

Neste momento, o Athlético-PR, campeão da Copa do Brasil, é o quinto, com 53 pontos, mesma pontuação do São Paulo. Por ter conquistado o título do torneio de mata-mata, o Furacão já está garantido na Libertadores de 2020, o que abriria essa vaga ao São Paulo, caso o Brasileirão termine desta maneira com título do Flamengo na Libertadores.

– Não podemos torcer pelo Flamengo. O São Paulo não pode torcer pelo Flamengo. Apesar de ter parceiros lá, o Filipe Luis, de quem gosto muito, e Diego, joguei com ele e tenho grande respeito. Mas não podemos torcer – disse Juanfran, neste momento interrompido por um repórter que o questiona “nem (torcer) pela vaga?”.

– Nós temos de pensar em ganhar do Ceará. Um time grande pensa em si mesmo, não pensa nos demais. E nós somos time grande – afirmou Juanfran.

Tchê Tchê, por sua vez, preferiu não se posicionar sobre a final da Libertadores.

– Tem coisas que não controlamos. Tem de focar aqui dentro do clube, em ganhar o próximo jogo e assim o outro na sequência que será o mais importante. Esse tipo de coisa é externo. Não tem de pensar. Tem de focar aqui no São Paulo – disse Tchê Tchê.

O próximo jogo do São Paulo é contra o Ceará, neste domingo, no Castelão. Para a partida, o técnico Fernando Diniz não terá Pablo (suspenso). Raniel, Pato e Toró são as opções.

O comandante fechou o treino tático desta quarta-feira. Um possível time é o seguinte: Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Liziero (Jucilei), Tchê Tchê e Igor Gomes (Juanfran); Antony, Raniel (Pato) e Vitor Bueno.

Globo Esporte