Incêndio atinge barracão da escola de samba Independente em São Paulo

O barracão da escola de samba Independente Tricolor sofreu incêndio no fim de tarde desta segunda-feira, na Zona Norte da cidade de São Paulo. O corpo de bombeiros enviou 18 viaturas para atendimento com efetivo aproximado de 60 homens. Não há notícias de feridos.

O fogo foi anunciado pelas autoridades por volta das 18h (Brasília), na Avenida Otto Baumgart, n°100, na Vila Guilherme, e as viaturas foram enviadas para conter o incêndio no local. O atendimento conta com auxílio das CET, Enel, Defesa Civil e SAMU Avançado.

A escola de samba Independente Tricolor, formada por membros da torcida organizada do São Paulo, disputa o grupo de acesso do carnaval de São Paulo e ficou em quarto lugar no desfile de 2019.

Gazeta Esportiva

Anúncios

Ministério Público proíbe torcida organizada do São Paulo nos estádios

Depois de proibir torcidas mistas nos clássicos para evitar confrontos entre rivais, o Ministério Público de São Paulo mostra preocupação com as brigas entre torcedores do mesmo clube. Para minimizar conflitos como esse, o MP enviou ofício à Federação Paulista de Futebol recomendando que seja proibida a entrada de pessoas com camisas, faixas ou adereços da organizada Independente, do São Paulo, aquela que vem se envolvendo em mais conflitos em 2019. A federação vai acatar o pedido. A organizada disse que ainda não foi informada oficialmente da determinação. Torcidas de outros clubes podem sofrer a mesma sanção.

A proibição é válida a partir do primeiro jogo do clube após a paralisação da Copa América. No dia 13 de julho, o São Paulo recebe o Palmeiras no Morumbi pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, na retomada do torneio.

“Nossa recomendação é que ninguém entre com camisas, faixas e adereços. Popularmente, a torcida está impedida de entrar. Não temos como controlar as pessoas. Pelo menos vamos impedir que entrem com símbolos e faixas da Independente. É uma medida preventiva”, diz Pedro Eduardo Camargo Elias, promotor de Justiça do Juizado Especial Criminal (JECRIM) e do Anexo do Torcedor, ao Estado.

A ação do Ministério Público foi motivada por um ofício do 2º Batalhão de Choque da Polícia Militar. No documento, a PM informa vários problemas causados pelo torcida. O mais recente ocorreu no confronto entre São Paulo e Cruzeiro, no dia 2 de junho, pelo Campeonato Brasileiro, quando membros da torcida participaram de uma briga generalizada na Praça Charles Miller, em frente ao Pacaembu. Ainda de acordo com a polícia, os integrantes arremessaram pedras e garrafas contra a PM.

Foram presos 83 torcedores, sendo 55 membros da torcida e outros 26 da escola de samba da Independente. O Boletim de Ocorrência foi elaborado por provocação de tumulto.

A Polícia Militar mostra preocupação com a presença de torcedores do São Paulo do Movimento Tradição, formado por dissidentes da Independente, originários da subsede Campinas. “Eles costumeiramente têm comparecido aos jogos e existem informações de animosidade em relação aos torcedores da Independente, com grande possibilidade de confrontos”, alerta a PM.

Em setembro de 2017, o grupo se desligou da organizada, mas continua usando o nome da entidade e o símbolo em uniformes, bandeiras e faixas. O grupo de Campinas, um dos maiores da Independente fora da capital, aponta desacordos com a diretoria da organizada da capital. Um deles seria a falta de protestos em relação à gestão do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Outras torcidas
A recomendação do Ministério Público para a torcida do São Paulo pode se estender para outras torcidas. No mês de maio, um torcedor do Palmeiras foi baleado no ombro por um membro da torcida organizada do mesmo time ao lado do Shopping Metrô Tatuapé, na zona leste.

Segundo a PM, um grupo de torcedores palmeirenses conhecidos como Excluídos da Mancha Verde apedrejou ônibus da torcida. Dez torcedores foram presos. “Nos últimos 20 anos, tivemos eventos esporádicos de conflitos entre torcidas do mesmo time. Temos relatos que indicam que isso sempre ocorreu. Nossa intenção é prevenir novos enfrentamentos entre torcedores da mesma equipe”, completa o promotor.

 

Fonte: Terra

Briga entre torcedores organizados do São Paulo deixa feridos e detidos

Uma briga entre dois grupos da Independente, principal torcida organizada do São Paulo, terminou com alguns torcedores feridos e muitos detidos antes do jogo do Tricolor contra o Cruzeiro, neste domingo, no Pacaembu.

A Polícia Militar ainda não divulgou uma contagem oficial, mas estima que sejam mais de 40 detidos, incluindo lideranças da torcida. Alguns foram levados para o 91º DP, enquanto outros ficaram no posto policial do próprio estádio.

?Já no sábado, havia nas redes sociais o alerta de que poderia ocorrer uma briga entre grupos da Independente. O confronto ocorreu em frente ao portão principal do Pacaembu e foi contido pela PM com bombas.

?Dentro do estádio, havia dois grupos da organizada: um na arquibancada amarela, como de praxe, e outro no tobogã.

?Antes de tudo isso, a Independente fez um protesto em frente ao Pacaembu no momento da chegada do ônibus do time. Leco, Raí, Reinaldo, Hudson, Nenê e Jucilei foram os alvos.

 

Fonte: Lance

Líderes de organizada vão ao CT para falar com diretoria do São Paulo

Cinco lideranças da Independente, principal torcida organizada do São Paulo, foram ao CT da Barra Funda durante o treino desta quinta-feira e pediram uma conversa com a diretoria. Eles tiveram a entrada autorizada e foram acompanhados por um segurança do clube.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva e o diretor Raí estavam no local, mas o clube não informou quem recepcionou os torcedores. Duas viaturas da PM e outras duas do Choque foram acionadas e ficaram de plantão no CT.Após a partida contra o Talleres (ARG), que marcou a eliminação do clube ainda na fase preliminar da Libertadores, a mesma Independente comandou um protesto em frente ao Morumbi em que xingou o presidente, pediu a saída de Raí e chamou o elenco de “amarelão” e “sem vergonha”.

Na sexta passada, membros da organizada já haviam ido ao CT da Barra Funda para conversar com Raí e com os principais jogadores são-paulinos, como Hernanes, Nenê e Everton. Na ocasião, prometeram apoio irrestrito para o jogo contra o Talleres, mas avisaram que este era o limite.

O São Paulo anunciou mudanças em seu planejamento nesta quinta: André Jardine continua no clube, mas não como treinador do time principal (a nova função ainda será definida); Cuca será o novo técnico, mas deve iniciar o trabalho em 15 de abril porque ainda precisa de um período de repouso após cirurgia cardíaca; Vagner Mancini, coordenador técnico, assumiu interinamente.

 

Fonte: Terra

Torcida Independente vai estrear novo bandeirão no clássico contra o Corinthians

Foto: Divulgação/Independente

A principal torcida organizada do São Paulo, a Independente, vai estrear um novo bandeirão no clássico contra o Corinthians, no sábado, às 21h. O adereço vai ocupar quase todo o espaço da arquibancada laranja, setor onde ficam as organizadas do Tricolor.

O jogo, inclusive, promete casa cheia. Mais de 30 mil ingressos já foram vendidos e as arquibancadas azul, laranja e amarela estão esgotadas. Restaram alguns assentos na arquibancada vermelha e nas cadeiras superior e especial.

Antes disso, o São Paulo visita o Flamengo no Maracanã, nesta quarta, às 21h45. O duelo é válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro e é encarado como “jogo de seis pontos”, já que o time carioca lidera com 27 pontos e o time do Morumbi está em terceiro, com 23 pontos.

SPFC.Net