Gonzalo Carneiro tem pena reduzida e fica livre para voltar ao São Paulo

O Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD) reduziu a pena do atacante Gonzalo Carneiro, do São Paulo, de dois anos para um ano. A informação foi publicada inicialmente pelo Globo Esporte.

Como a contagem da pena passa a valer no dia da coleta, a punição do uruguaio terminou em 15 de março de 2020. Ele testou positivo para benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em exame realizado após a derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, em 16 de março de 2019, pelo Paulistão. Naquele dia, foi titular e jogou os 90 minutos.

A defesa de Gonzalo Carneiro, acompanhada de perto pelo São Paulo, conseguiu a redução do gancho ao mostrar que o jogador estava se dedicando ao tratamento. Como não podia frequentar as dependências do clube, ele voltou para o Uruguai, onde já havia retomado os treinos físicos.

O São Paulo havia suspendido o contrato do jogador e não estava pagando salários durante o período da punição. A tendência é de que o vínculo, válido até o fim de 2021, seja reativado com a liberação dele.

Isso não garante que o atleta será aproveitado por Fernando Diniz, o que ainda dependerá de uma conversa entre as partes. O São Paulo avalia que Gonzalo Carneiro não conseguiu se adaptar à vida no Brasil e à rotina de uma equipe grande, o que colaborou para que ele chegasse ao ponto de cair em um exame antidoping por uso de cocaína.

Lance

Gonzalo Carneiro supera polêmica, mas ainda busca posição ideal no SP

A temporada começou com dúvidas sobre Gonzalo Carneiro. O uruguaio nem sequer foi utilizado na Florida Cup, sentiu que não teria espaço com André Jardine e, incentivado por parte de seus representantes, pensou em deixar o São Paulo. Chegou a não se apresentar para o jogo de estreia no Campeonato Paulista e a levar dura da diretoria tricolor. Passado pouco mais de um mês da polêmica, tudo mudou para o atacante.

Foram só três partidas disputadas em 2019, mas todas como titular. Sua média de tempo em campo se aproxima de 82 minutos. No ano passado, ela era de pouco mais de 32 minutos por jogo – ele atuou 15 vezes. O aumento nas chances recebidas passa por uma mudança de comportamento e também pela melhora física de um jogador que demorou quatro meses para estrear e sofria com uma lesão crônica no púbis.

Durante a polêmica de janeiro, Carneiro foi repreendido pelos dirigentes, mas também recebeu um voto de confiança. O departamento de futebol do São Paulo acredita que o atacante de 23 anos tem potencial e tentou acalmá-lo diante da dúvida de não ter espaço com Jardine. O recado da diretoria falava em paciência e trabalho.

Carneiro realmente precisou esperar e só foi estrear na temporada na quinta rodada do Paulistão, quando o Tricolor venceu o São Bento por 1 a 0 no Pacaembu. O uruguaio foi um dos melhores em campo. Depois, teve atuação discreta na derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, em Campinas, e voltou a ter desempenho elogiado no revés por 2 a 1 para o Corinthians, em Itaquera.

A postura mostrada no clássico deu ainda mais moral para o atacante, que já vinha chamando a atenção nos treinamentos e agarrou a oportunidade dada pelo técnico interino Vagner Mancini. O coordenador técnico, que dirige o time até a chegada de Cuca, pensa em Carneiro como um segundo atacante, que abre na ponta quando necessário, mas que tem a liberdade para cair pelo meio e auxiliar Hernanes na criação.

Essa é uma função mais próxima do que era desempenhado por ele no Defensor, clube que representou desde a infância até ser comprado pelo São Paulo em 2018. Carneiro costumava jogar atrás de um centroavante, com movimentação nas costas dos volantes adversários e espaço para arrancar. Foi assim que construiu o lance que terminou em escanteio e gol de Pablo na Arena Corinthians.

Já no Tricolor, as primeiras chances dadas por Diego Aguirre apareceram quando o time estava perdendo e precisava povoar o ataque para tentar sufocar os adversários. Por hábito, Carneiro saía demais da área e não conseguia contribuir muito para o time. Só quando foi escalado junto de Diego Souza no ataque é que seu jogo começou a fluir mais.

A luta agora será por uma sequência ainda maior como titular, a começar pelo duelo de amanhã, às 17h, contra o Red Bull Brasil, no Morumbi, pela oitava rodada do Paulistão. Até hoje, a maior série de Carneiro como titular foi de quatro partidas, durante o Campeonato Brasileiro do ano passado. No geral, a maior sequência do uruguaio foi de oito jogos. Além disso, precisa ser mais eficiente. Afinal, tem apenas um gol e nunca deu uma assistência nas 18 vezes em que atuou pelo São Paulo.

 

Fonte: UOL

Raí repete pulso firme com Carneiro no São Paulo

Raí está no início da segunda temporada como diretor-executivo do São Paulo. E, a exemplo do que aconteceu no primeiro ano, começa 2019 com um problema disciplinar para resolver. O “sumiço” de Gonzalo Carneiro no último fim de semana gerou incômodo na diretoria e a promessa é de pulso firme para solucionar o caso, como aconteceu em janeiro de 2018 com Christian Cueva.

A receita final nos dois episódios está na aplicação de uma multa salarial considerável. O alento de Carneiro é não ser reincidente, como era Cueva, mas isso não tira o peso do ato de indisciplina do uruguaio. Os dirigentes ainda se mostram incrédulos com o uruguaio, que se recusou a se concentrar para o jogo do último sábado contra o Mirassol e nem sequer foi treinar com os outros atletas que não atuariam.

O São Paulo esperava que Carneiro se reapresentasse no CT da Barra Funda na última segunda-feira. O atacante de 23 anos cumpriu o combinado, teve conversa rápida com cartolas e a comissão técnica e logo foi liberado para participar de jogo-treino contra o São Caetano. A definição do valor da multa, ou qualquer outra punição, será tratada nos bastidores, sem divulgação.

A postura de Raí no caso Cueva, em 2018, já havia sido muito elogiada internamente. Na ocasião, o peruano demorou quase uma semana para chegar e iniciar a pré-temporada do Tricolor. E só comunicou o clube que demoraria para voltar justamente no dia marcado para a reapresentação dos jogadores.
Quando voltou, pediu para atuar contra o Novorizontino, em partida no Morumbi, e foi usado por Dorival Júnior no segundo tempo mesmo sem estar na melhor condição física. Na rodada seguinte do Campeonato Paulista do ano passado, ao ser comunicado que seria reserva mais uma vez, decidiu não viajar com a delegação para enfrentar o Mirassol.

[/bn]

Raí declarou que o peruano não estava “comprometido com a agenda do São Paulo” e viu o atleta rebater alegando que não se sentia importante. Além disso, tinha em mãos uma proposta do Al Hilal, da Arábia Saudita, e se frustrou por não ter sido liberado.

O camisa 10 foi perdendo espaço no clube, até que pediu para deixar o grupo mais cedo do que o previsto antes de disputar a Copa do Mundo. Após o Mundial, retornou apenas para fechar a saída para o Krasnodar, da Rússia. Agora, inclusive, cogita voltar ao futebol sul-americano e já recebeu sondagens de Grêmio e Independiente.

 

Fonte: UOL

Gonzalo Carneiro é relacionado mas não se apresenta ao São Paulo para encarar o Mirassol

O uruguaio Gonzalo Carneiro foi relacionado por Jardine para o confronto deste sábado(19) contra o Mirassol, jogo válido pela primeira rodada do Campeonato Paulista, porém o atleta não se apresentou no Ct da barra funda.

O Atacante foi contratado no ano passado a pedido de Diego Aguirre, mas demorou para se recuperar de uma lesão sofrida em 2017 e acabou jogando pouco jogos na temporada.

 

Fonte: Globo Esporte

Conversas não evoluem e Carneiro deve seguir no tricolor

A imprensa uruguaia publicou na última semana que o atacante Gonzalo Carneiro estava prestes a ser anunciado como novo reforço do Pañarol-URU para 2019, mas a informação é negada pela diretoria de futebol tricolor que conta com o jogador para o planejamento de Jardine no próximo ano. Veja detalhes abaixo.

O treinador André Jardine comunicou a diretoria de futebol que conta com o atacante Gonzalo Carneiro para a temporada de 2019. A ideia do técnico é poder contar com um elenco numeroso par não sofrer com desfalques e lesões que possam acontecer no decorrer da temporada.

Segundo a diretoria de futebol, Carneiro chegou a ser sondado pelo Peñarol mas a tratativa não teria avançado. Até o momento, nenhuma proposta foi formalizada ao tricolor pelo atacante e Gonzalo viajará para a pré-temporada e torneio Flórida Cup com o restante do elenco em janeiro.

Se futuramente alguma proposta chegar pelo jogador, a diretoria avaliará com a comissão técnica e o atleta.

 

Fonte: SPFC.Net

Jornal revela negociações avançadas para Carneiro ser emprestado ao Peñarol

A contratação do atacante Pablo pelo São Paulo pode ter aberto o espaço para que o clube negocie um atleta da posição. Segundo informações publicadas pela mídia uruguaia, o atacante Gonzalo Carneiro está próximo de acertar um empréstimo com o Peñarol.

De acordo com as informações divulgadas pelo diário Ovación, o clube uruguaio possui uma negociação adiantada para anunciar o centroavante do São Paulo por empréstimo de uma temporada. O jornal revela ainda que a transação vem sendo tratada diretamente com Diego Lugano, superintendente de relações institucionais do São Paulo, e já é vista como 75% fechada.

A procura do Peñarol por um atacante acontece para substituir a provável saída da sua principal estrela do elenco, Lucas Viatri, que não deve renovar o seu contrato. Além do nome do atacante do clube paulista, outro que foi observado foi o de Rodrigo Aguirre, do Botafogo, porém as condições de negócio com o atleta do São Paulo agradaram mais.

Gonzalo Carneiro foi oficializado como reforço do São Paulo em abril deste ano, com um custo de 800 mil dólares (aproximadamente R$ 2,6 milhões). Após um longo período se recuperando de problemas físicos, o atacante uruguaio de 23 anos recebeu algumas chances no final da temporada. Ao todo, o camisa 19 participou de 15 jogos e marcou um gol.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Carneiro sai de campo com dores e vira preocupação no São Paulo

O atacante Gonzalo Carneiro pode desfalcar o São Paulo nos próximos jogos do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o uruguaio deixou o clássico contra o Corinthians ainda no primeiro tempo devido a dores musculares.

O departamento médico do clube suspeita que Carneiro tenha sofrido um estiramento no músculo posterior da coxa direita. Ele será submetido a exames nos próximos dias para saber a gravidade da lesão.

Sendo a lesão for confirmada, Carneiro perderá os próximos compromissos do São Paulo no Brasileirão. A começar pelo confronto com o Grêmio, previsto para esta quinta-feira, no Morumbi. Assim como Joao Rojas e Luan, também em recuperação no Reffis.

Leia também: No Twitter, Pato comenta sobre transferência e não descarta retorno ao São Paulo

A preocupação acontece justamente na melhor fase do camisa 19 no São Paulo, pelo qual demorou a estrear em função de uma lesão no púbis. Aos 23 anos, ele foi titular nos últimos quatro jogos do Tricolor, enquanto Nenê foi para o banco de reservas.

No Majestoso, Gonzalo Carneiro foi substituído por Brenner aos 25 minutos do primeiro tempo. O garoto tinha uma atuação apagada até marcar o gol de empate, aos 35 minutos da etapa complementar.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Atuações do São Paulo: Helinho brilha em sua estreia, e Gonzalo sai aplaudido pela torcida

Helinho: entrou no intervalo para fazer sua estreia no time profissional do São Paulo. Com cinco minutos em campo, mostrou que tem estrela e fez um golaço. Nota: 7,0


Diego Souza: é hoje o principal jogador da equipe, a referência. Depois de quatro jogos em marcar, voltou a balançar a rede neste domingo. É o artilheiro do time, com 15 gols. Nota: 7,0

Gonzalo Carneiro: em seu sétimo jogo seguido pelo Tricolor, o terceiro como titular, Gonzalo mostrou muita determinação. Foi bem ao criar a jogada do primeiro gol e saiu aplaudido. Nota: 7,0

Veja as notas dos jogadores do São Paulo:

Sidão [GOL]: 6,5
Arboleda [ZAG]: 6,0
Bruno Alves [ZAG]: 6,0
Anderson Martins [ZAG]: 5,0
(Helinho [MEC]): 7,0
Bruno Peres [LAD]: 5,0
Luan [VOL]: 6,5
(Araruna [VOL]): 6,0
Jucilei [VOL]: 6,5
Liziero [VOL]: 6,5
Reinaldo [LAE]: 5,5
Diego Souza [ATA]: 7,0
Gonzalo Carneiro [ATA]: 7,0
(Edimar [LAE]): 6,0

 

Fonte: Globo Esporte

São Paulo pode ganhar até cinco reforços para duelo deste final de semana. Veja

Em preparação para o duelo com o Vitória, o São Paulo treinou na chuvosa manhã desta quarta-feira, no CT da Barra Funda. A imprensa teve acesso apenas ao trabalho de aquecimento da penúltima atividade antes da partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Durante esse período foi possível ver Luan, Joao Rojas e Gonzalo Carneiro participando sem restrições de um treino de dois toques com os demais jogadores. O trio, que foi titular no empate sem gols com o Atlético-PR, havia feito um trabalho separado na última terça em função do desgaste físico.

O único atleta que não apareceu em campo nesta manhã foi Everton. O meia-atacante ficou no Reffis dando sequência em sua recuperação de um estiramento na coxa esquerda. A tendência é que ele perca ao menos os dois próximos jogos do Tricolor – contra Vitória e Flamengo.

Para o confronto com os baianos, aliás, o técnico Diego Aguirre terá Anderson Martins e Bruno Peres novamente à sua disposição – ambos cumpriram suspensão contra o Atlético-PR. O zagueiro, porém, pode perder posição para Arboleda, que agradou no último sábado.

Como o treino tático desta quinta-feira também será fechado, não será possível cravar uma escalação. A expectativa, contudo, é de que Aguirre promova novas mudanças, pois a equipe já amarga uma série de seis jogos sem vitória.

O jejum derrubou o São Paulo do primeiro para o quarto lugar do Brasileirão, com 53 pontos, nove a menos que o líder Palmeiras e apenas um a mais que o Grêmio, quinto colocado. A oito rodadas do fim do torneio, o clube não fala mais em título e admite que a prioridade passou a ser a conquista de uma vaga direta na Copa Libertadores.

Atuações do São Paulo: Gonzalo Carneiro é o melhor, e Nenê entra bem em empate com Furacão

Gonzalo Carneiro: Fez duas boas jogadas no primeiro tempo, sendo a melhor delas um cruzamento para deixar Diego Souza completamente livre para marcar. O centroavante cabeceou na trave. No segundo tempo, deu lindo chapéu em arrancada pela esquerda com cruzamento perigoso para a área. Foi o melhor do time. Acabou substituído por Tréllez. Nota: 7,0


Bruno Alves: Quase fez gol de cabeça, deu ótimo lançamento para Tréllez no segundo tempo e foi firme na defesa, com boas coberturas. Nota: 7,0

Diego Souza: Perdeu a melhor chance do jogo em ótimo cruzamento de Gonzalo Carneiro. Nota: 4,5

Rojas: Costuma estar nos lugares corretos, mas toma as decisões erradas. Nota: 5,0

Nenê: Entrou bem no segundo tempo e levou perigo ao Furacão, com bons passes, cruzamentos (um deles com perigo para Tréllez) e uma finalização. Nota: 6,5

Veja as notas dos jogadores:

Jean [GOL]: 6,5
Araruna [LAD]: 5,5
(Liziero [ATA]): sem nota
Arboleda [ZAG]: 7,0
Bruno Alves [ZAG]: 7,0
Edimar [LAE]: 5,5
Luan [VOL]: 6,0
Hudson [VOL]: 6,5
Rojas [MEC]: 5,0
Reinaldo [MEC]: 6,5
Gonzalo Carneiro [ATA]: 7,0
(Tréllez [ATA]): 6,5
Diego Souza [ATA]: 4,5
(Nenê [MEC]): 6,5

 

Fonte: Globo Esporte

Gonzalo Carneiro se impressiona com Morumbi lotado

A vitória sobre o Corinthians (3 x 1) foi emocionante para todos que estiveram no Morumbi na noite do último sábado (21), especialmente para o atacante Gonzalo Carneiro. Diante do arquirrival, em duelo válido pelo Campeonato Brasileiro, o uruguaio estreou pelo Tricolor após se recuperar de lesão que o afastou dos gramados nos últimos meses.

Contrato em abril, o centroavante foi relacionado pela primeira vez na última quarta-feira (18), contra o Flamengo (1 x 0), e não atuava devido à lesão no púbis desde o dia 19 de novembro de 2017 – no triunfo do Defensor-URU sobre o Boston River-URU por 1 a 0 pelo Campeonato Uruguaio.

“Só posso agradecer ao clube, aos meus companheiros e todos os profissionais do departamento médico e fisioterapeutas pelo trabalho e apoio. Estou muito contente, e que agora seja uma nova etapa na minha carreira”, festejou o atleta, de 22 anos, que completou.

“O próximo passo será adquirir o ritmo de jogo ideal, porque foi o meu primeiro jogo na temporada. E gostaria de agradecer aos torcedores são-paulinos também, porque me incentivaram bastante desde a minha chegada e me deram forças para me recuperar bem e seguir adiante”, revelou.

E o cenário para vestir a camisa tricolor pela primeira vez não poderia ter sido melhor: Majestoso, com triunfo sobre o arquirrival e o Estádio Cícero Pompeu de Toledo repleto de são-paulinos – 58 mil torcedores nas arquibancadas.

“Impressionante atuar no Morumbi desta maneira, porque a torcida lotou o estádio e cantou durante toda a partida. Os torcedores apoiaram o time e fizeram uma grande festa no Morumbi, que é um estádio enorme e muito bonito. Foi uma noite grandiosa”, finalizou.

Destaque nos testes, Gonzalo Carneiro está próximo de estrear pelo Tricolor

Gonzalo Carneiro está bem próximo de ser relacionado pela primeira vez no Tricolor. O técnico Diego Aguirre disse recentemente que é provável que o uruguaio esteja entre os relacionados para o duelo contra o Flamengo, dia 18, no Maracanã, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Carneiro chegou ao São Paulo com um problema no púbis e desde então alternou treinamentos no campo e na academia.

Para se recuperar, o atacante pegou apenas três dias de descanso e voltou antes dos demais para aprimorar a parte física. Os outros atletas tiveram 13 dias de folga. A estratégia funcionou, e Carneiro foi destaque nos testes realizados pelo Tricolor durante a pausa para a Copa. Foram dele os gols do São Paulo nas vitórias sobre Red Bull Brasil e São Caetano, em jogos-treino.

Com Carneiro disponível, a briga pela vaga de centroavante no Tricolor será acirrada. Atualmente o titular da posição é Diego Souza, porém, o Tricolor ainda conta com Tréllez.

Nenê comentou sobre o uruguaio e acredita que ele vai ajudar o São Paulo durante o restante da temporada. “O Gonzalo vai poder nos ajudar muito também, a gente vê a qualidade dele nos treinos”, disse Nenê.

Com gol de Carneiro, reservas do Tricolor vencem jogo-treino contra o São Caetano

Após vencer o São Bento por 1 a 0 na noite da última quarta-feira (11), com golaço de Nene, o Tricolor encarou o São Caetano na manhã desta quinta (12) com os atletas que não enfrentaram a equipe de Sorocaba. E com gol de Carneiro no segundo tempo, após assistência de Shaylon, o São Paulo venceu por 1 a 0 no Morumbi.

Para encarar o clube do ABC, o técnico Diego Aguirre escalou a equipe com Jean; Araruna, Bruno Alves, Edimar e Caíque; Liziero, Lucas Fernandes e Shaylon; Paulinho; Carneiro e Tréllez. Na segunda etapa, entraram Lucas Perri e Brenner.

O confronto desta manhã, que teve o intuito de dar mais ritmo de jogo ao grupo nesta intertemporada, foi dividido em dois tempos de 35 minutos cada. Assim como ocorreu no caso de Joao Rojas, diante do São Bento, o recém-contratado Carneiro também teve a oportunidade de aprimorar o entrosamento com os novos companheiros.

Já os jogadores que atuaram na noite anterior, seguindo a programação da comissão técnica, fizeram exercícios regenerativos no REFFIS nesta manhã. Nesta sexta-feira (13), na sequência dos preparativos neste período de ajustes, o elenco trabalhará no Centro de Treinamento da Barra Funda.

Vale destacar que a partida da última quarta no Estádio Cícero Pompeu de Toledo iniciou a última semana de intertemporada do Tricolor, já que na próxima quarta-feira (18), às 21h45, no Maracanã, o time de Aguirre duelará com o Flamengo no retorno do Campeonato Brasileiro.

 

saopaulofc.net

Gonzalo Carneiro está próximo de estrear pelo Tricolor

Gonzalo Carneiro está bem próximo de ser relacionado pela primeira vez no Tricolor. O técnico Diego Aguirre disse recentemente que é provável que o uruguaio esteja entre os relacionados para o duelo contra o Flamengo, dia 18, no Maracanã, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Carneiro chegou ao São Paulo com um problema no púbis e desde então alternou treinamentos no campo e na academia. O jogador também fez tratamentos no departamento médico.

Para se recuperar, o atacante pegou apenas três dias de descanso e voltou antes dos demais para aprimorar a parte física. Os outros atletas tiveram 13 dias de folga. A estratégia funcionou, e Carneiro já treina de forma mais intensa com o restante do elenco.

Em treinamento coletivo no Morumbi, no último sábado, o atacante atuou por 45 minutos e, na última quarta-feira, no CT da Barra Funda, jogou dois tempos de 30 minutos com o time reserva. Carneiro inclusive, fez o gol da vitória do Tricolor por 1 a 0 em jogo-treino contra o Red Bull Brasil.

No São Paulo, a avaliação interna é que Gonzalo Carneiro está cada vez mais próximo de sua estreia pelo Tricolor.