No Dia do Goleiro, São Paulo lança nova camisa para a posição; veja

Neste domingo, 26 de abril, o São Paulo e sua fornecedora de material esportivo, a Adidas, aproveitaram a comemoração do Dia do Goleiro para lançar os novos uniformes para os jogadores da posição. Antes mesmo da paralisação das competições, Tiago Volpi posou para fotos com a nova camisa.

Os novos modelos contam com cores marcantes e grafismo nas golas. O lançamento deles acontece durante o movimento #hometeam liderado pela Adidas, enquanto o futebol nacional passa por período de recesso. A cor do uniforme do Tricolor é roxa, como mostram as imagens abaixo:

Fellipe Lucena

@fellucena

Nova camisa de goleiro do São Paulo, lançada pela Adidas no Dia do Goleiro. Estará à venda a partir de hoje no site da marca por R$ 249,99. Gostaram?

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter
300 pessoas estão falando sobre isso

A fornecedora esclarece que as fotos com Tiago Volpi foram tiradas antes da recomendação de isolamento doméstico, portanto não houve quebra de quarentena para a realização desse material publicitário.

As camisas estarão disponíveis para serem adquiridas a partir deste domingo no site adidas.com.br/futebol pelo valor de R$ 249,99.

Lance

SPFC negocia jovem goleiro com time da primeira divisão de Portugal

O São Paulo fechou a transferência de mais um garoto de Cotia no mercado da bola. O goleiro Lucas Paes assinou por quatro anos com o Vitória de Setúbal, da primeira divisão de Portugal. A negociação foi fechada sem custos, mas o Tricolor Paulista manteve uma fatia dos direitos econômicos do arqueiro.

Paes estava emprestado ao Louletano, time de divisões inferiores que já levou outros jogadores do São Paulo nos últimos anos, como os meio-campistas Oliveira, Banguelê e Pedro Augusto. Esse empréstimo terminaria no meio do ano, quando também venceria o contrato com o Tricolor.

Livre para assinar de graça com o Vitória de Setúbal, Paes quis antecipar a transferência e pediu a liberação imediata ao São Paulo, como o Corinthians tentou fazer com Léo Natel e o clube recusou. Neste caso de Paes, os tricolores aceitaram o modelo de negócio, mas com a manutenção de 40% dos direitos do goleiro de 22 anos.

O formato também é parecido com a transferência de Araruna, que tinha contrato somente até dezembro e foi liberado de graça ao Reading, da Inglaterra, com a contrapartida de seguir com 40% dos direitos vinculados ao São Paulo.

UOL

Técnico aponta Lucas Perri como segundo goleiro do São Paulo

O técnico Fernando Diniz, do São Paulo, indicou que Lucas Perri será o goleiro reserva de Tiago Volpi. Jean está fora dos planos, após ter sido preso nos Estados Unidos durante as férias acusado de agredir a esposa.

Para 2020, o São Paulo conta com quatro goleiros: Tiago Volpi, Lucas Perri, Júnior e Thiago Couto.

– A tendência natural é que seja o Perri, mas todos que estão aqui estão buscando seu espaço – disse Fernando Diniz.

Fernando Diniz também comentou a situação de Jean. A entrevista do treinador foi dada na manhã da última quinta-feira, portanto, antes da divulgação da decisão do clube de suspender o contrato do goleiro até dezembro de 2020.

Com a suspensão do contrato (válido até 2022), o São Paulo para de pagar salários para Jean, que não receberá nenhum tipo de indenização.

Jean foi preso durante as férias, nos Estados Unidos, acusado de agredir a esposa. Posteriormente ele foi solto da detenção sem pagamento de fiança após uma audiência em Orlando. O processo continua na justiça americana. O técnico indicou que não deverá pedir reforços para a posição.

– Confio muito nos jogadores que temos aqui. O São Paulo tem escola de goleiros. Tem muitos jogadores que sempre são convocados. Estou confiante no que temos. Sobre o Jean lamento, porque não queremos isso pra ninguém. Infelizmente ele errou e está pagando pelo erro – afirmou Fernando Diniz.

Sem rescindir o contrato de Jean por justa causa, o São Paulo toparia, por exemplo, um empréstimo com o novo clube responsável por pagar os salários do goleiro. O Ceará chegou a mostrar interesse por Jean, mas recuou após manifestações da torcida e contratou Fernando Prass.

É possível, portanto, que Jean seja negociado ao longo de 2020, desde que seja um acordo feito nas condições estabelecidas pelo São Paulo. O certo é que ele não jogará mais pelo Tricolor.

Veja a nota oficial do São Paulo sobre a suspensão do contrato de Jean:

“O São Paulo Futebol Clube comunica que nesta quinta-feira (9) firmou a suspensão do contrato de trabalho do atleta Jean Paulo Fernandes Filho.

O contrato permanecerá suspenso até 31 de dezembro de 2020, período durante o qual o atleta poderá exercer atividades por outras agremiações em condições já estipuladas. Caso o jogador não seja contratado por um outro clube durante este período, o São Paulo Futebol Clube poderá decidir pela rescisão de contrato ao final deste ano de suspensão.”

Globo Esporte

São Paulo decide rescindir contrato de Jean, preso nos EUA

Horas depois da prisão do goleiro Jean nos EUA, acusado de agredir a esposa, o São Paulo decidiu pela rescisão de contrato do jogador – que era válido até dezembro de 2022.

A diretoria do São Paulo está reunida neste momento para discutir como será feito juridicamente o rompimento do vínculo de Jean. O clube também planeja publicar uma nota de repúdio às agressões. O goleiro foi contratado do Bahia no fim de 2017.

Jean agrediu a esposa Milena Bemfica com oito socos e foi algemado pela polícia, de acordo com a declaração de prisão registrada pelo Xerife do Condado de Orange, na Florida. O GloboEsporte.com teve acesso ao documento que detalha o episódio (veja abaixo).

No registro, o policial responsável pela abordagem relata que Milena disse que os dois discutiram na madrugada desta quarta-feira no quarto do hotel onde estão hospedados em Orlando, e ela tentou acalmar Jean. Depois, os dois entraram no banheiro para discutir, mas uma das filhas quis ir para a cama.

Documento na polícia americana que reporta o caso de agressão de Jean a sua esposa Milena Bemfica nos Estados Unidos — Foto: GloboEsporte.comDocumento na polícia americana que reporta o caso de agressão de Jean a sua esposa Milena Bemfica nos Estados Unidos — Foto: GloboEsporte.com

Documento na polícia americana que reporta o caso de agressão de Jean a sua esposa Milena Bemfica nos Estados Unidos — Foto: GloboEsporte.com

 

Nesse momento, o documento, baseado no relato de Milena, aponta que Jean seguiu a esposa e a puxou para a cama, onde subiu em cima da mulher e deu três socos no rosto dela. Depois, segundo o registro, o goleiro acertou outros cinco golpes na esposa.

O documento também relata que Milena pegou uma chapinha de cabelo para se defender e com o objeto feriu Jean em ato de legítima defesa. A chapinha quebrou ao atingir a cabeça de Jean.

O registro tem tarjas em informações consideradas confidenciais – entre elas, todo o relato de Jean feito ao policial no local do crime.

O policial que atendeu a ocorrência encaminhou Jean para a penitenciária do Condado de Orange e não apresentou acusações contra Milena, por entender que ela agiu em legítima defesa.

Jean está preso nos Estados Unidos e sua ficha já aparece no sistema do Departamento de Correções do Condado de Orange, na Florida (veja abaixo).

Jean, goleiro do São Paulo, é preso na Flórida acusado de violência doméstica — Foto: ReproduçãoJean, goleiro do São Paulo, é preso na Flórida acusado de violência doméstica — Foto: Reprodução

Jean, goleiro do São Paulo, é preso na Flórida acusado de violência doméstica — Foto: Reprodução

Veja a tradução do documento

“Em 18 de dezembro de 2019, aproximadamente às 4h35, eu, Xerife Adjunto Edgar Castillo fui acionado por causa de um caso de violência doméstica. Eu encontrei com (…) e Jean Fernandes. Jean foi considerado o agressor e preso por violência doméstica.

(…) Assim que cheguei ao local, a segurança do hotel já estava lá e me direcionou a (…). Quando cheguei a (…) um homem branco (Jean Paulo Fernandes) e uma mulher branca vieram à porta. Notei que a face (…) estava inchada e com hematomas abaixo dos olhos. Jean também tinha um pequeno hematoma na testa. Ao tentar falar com os dois, Jean não estava colaborando e foi preso com algemas durante minha investigação. Por estar com algemas, eu li a ele seu Direito de Miranda (advertência dada a um suspeito quando está sob custódia da Polícia dos EUA) antes de lhe questionar sobre o incidente.

Então eu falei com (…), que me disse tanto verbalmente quanto num testemunho escrito, sob juramento. (…) disse que ela e Jean estavam discutindo no quarto e ela estava tentando acalmar Jean porque (…). Eles foram ao banheiro discutir, mas (…) quis ir para a cama. Quando (…) foi para cama, Jean a seguiu e a empurrou na direção da cama. Ele então subiu nela e deu três socos no rosto dela. (…) Me disse que ela pegou a chapinha e acertou Jean na cabeça como autodefesa. A chapinha quebrou quando acertou a cabeça de Jean. Os dois ficaram de pé, e Jean continuava sendo agressivo com ela. Jean então partiu para cima dela de novo, então ela arremessou a chapinha nele, acertando-o na perna e cortando-a.

(…) tentou deixar o quarto, mas Jean a segurou pelo cabelo e a levou ao banheiro, onde ele a socou no rosto mais cinco vezes. (…) Ela não quer processá-lo quanto a este incidente. (…) Ela preencheu um formulário e recebeu um cartão com o número do caso relativo ao incidente. Eu falei com (…) quando eles se acalmaram. Ambos me contaram versões similares na qual viram… (Jean) socou (…) no rosto. Fotos de (…) e lesões de Jean foram colhidas como evidência.

(…) recebeu atenção médica no local, e Jean foi levado ao Dr. Phillips hospital para ter seus ferimentos tratados. Baseado na minha investigação, além de depoimentos e observações na cena, estabeleci como provável acreditar que Jean foi o agressor primário no incidente e intencionalmente causou ferimentos no corpo de (…). Porque Jean e (…) constitui violência doméstica. Além disso, os ferimentos que Jean recebeu foram de (…) agindo em autodefesa, e a ela não foi imputado nenhum crime. Jean foi transportado para a Prisão de Orange County sem incidentes. Ele não quis notificar o Consulado Brasileiro.”

Os próximos passos

Segundo o advogado brasileiro Alvaro Gubert, que atua no estado americano, em casos semelhantes a justiça americana determina um valor de fiança a ser pago pelo acusado. O valor geralmente varia de US$ 1,5 mil (cerca de R$ 6 mil) a US$ 5 mil (R$ 20 mil), segundo o advogado, a depender do pedido da promotoria, que leva em consideração o tipo de crime, a violência empregada e a condição econômica de quem está preso.

Uma vez paga a fiança, Jean poderá retornar ao Brasil. O processo será levado à frente – e isso independe de a vítima voltar atrás nas acusações. O goleiro poderá constituir advogado na Flórida para defendê-lo por procuração.

Advogada especializada em direito de imigração e professora doutora de direito nos Estados Unidos, a brasileira Flávia Santos Lloyd explicou que é provável que uma fiança seja estabelecida para Jean sair da prisão, pois ele é réu primário.

Neste momento, segundo Flávia, o caso está na esfera criminal. Dependendo da gravidade da acusação e dos códigos nos quais Jean for enquadrado, a imigração pode ou não entrar no caso, o que elevaria a questão para esfera federal.

– Nesse caso, a imigração pode mandar uma notificação de que há uma audiência. Se ele estiver em custódia criminal vai para a outra (de imigração). Caso tenha voltado ao Brasil, ele pode avisar ao juiz que já saiu do país (e um advogado seria o responsável por defendê-lo nos Estados Unidos) – disse a advogada Flávia Santos.

A condenação prevê pena de prisão, mas é comum que a pena seja convertida em prestação de serviços à comunidade – podendo, inclusive, ser cumprida no Brasil.

A prisão e ou condenação de Jean poderá afetar seu visto de turista nos Estados Unidos e é possível que o documento seja revogado.

Globo Esporte

Goleiro do São Paulo é preso nos EUA acusado de agredir esposa

O goleiro Jean, do São Paulo, foi preso nos Estados Unidos. O atleta foi detido acusado de agredir a esposa. Sua ficha já consta no sistema do Departamento de Correções do Condado de Orange, na Florida.

Consta na ficha de Jean que ele foi detido no começo da manhã e pré-sentenciado por violência doméstica. O São Paulo estuda seriamente rescindir o contrato do jogador.

As acusações de violência vieram a público na madrugada desta quarta-feira, quando a esposa do jogador postou uma série de vídeos, com o rosto machucado, acusando Jean de agressão.

– Eu tô aqui, em Orlando, e olha o que Jean acabou de fazer comigo. Alguém me ajude. Jean acabou de me bater. Gente, socorro. – diz ela em um dos vídeos (assista abaixo).

Bruno Barbosa 🇾🇪@Bru_nbarbosa

Esposa do goleiro Jean do São Paulo o acusa de agressão no Instagram. No fundo é possível escutar o jogador dizer “você vai fazer isso com sua vida?”

Embedded video

59 people are talking about this
Globo Esporte

São Paulo conta com permanência de Tiago Volpi para 2020 e está decidido a comprar goleiro

São Paulo conta com a permanência de Tiago Volpi para 2020. Nos bastidores, o clube demonstra estar decidido a segurar o goleiro, embora não tenha de fato feito a compra definitiva. O Tricolor tem prazo até dezembro e não pretende antecipar esse movimento, mas tem do jogador a sinalização do desejo de permanecer no Morumbi.

Tiago Volpi está emprestado ao São Paulo pelo Querétaro, do México. A opção de compra é de 5 milhões de dólares (cerca de R$ 20 milhões).

No São Paulo, os argumentos a favor de Tiago Volpi são:

  • O clube considera finalmente resolvido o problema no gol após a aposentadoria de Rogério Ceni. Desde dezembro de 2015 passaram pela posição Denis, Renan Ribeiro, Sidão e Jean (atualmente reserva e também elogiado nos bastidores);
  • A postura e liderança exercidas por Tiago Volpi no dia a dia.

– Ansioso zero. Estou bem tranquilo com o assunto porque desde que eu cheguei já sabia como seria. Tem uma opção de compra que vai ser definido só em dezembro. A cada dia que passa, de treino e de jogo, a evolução tem sido notória – disse Tiago Volpi, no último dia 10 de setembro.

Titular em 41 dos 42 jogos do São Paulo na temporada (não inclui Torneio da Flórida), Tiago Volpi também recebe elogios da torcida.

O São Paulo pode tentar negociar termos com o Querétaro, como por exemplo incluir algum jogador nas conversas, melhorar as condições de pagamento ou buscar um desconto. Mas de qualquer maneira o Tricolor tem, por contrato, garantido o preço de 5 milhões de dólares.

Com Tiago Volpi, o São Paulo enfrenta o Goiás, nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi.

O jogo terá transmissão ao vivo da TV Globo para os estados de SP e GO com narração de Cleber Machado e comentários de Walter Casagrande Jr. e Paulo César de Oliveira. O Premiere transmite para todo o Brasil com Odinei Ribeiro e Wagner Vilaron.

GloboEsporte.com acompanha em tempo real, com vídeos, e transmite ao vivo as entrevistas de treinadores e jogadores dos dois times logo após o apito final.

Globo Esporte

São Paulo tenta acalmar Volpi e já estuda pagamento para segurar goleiro

Internamente, o São Paulo conta com a presença de Tiago Volpi no elenco de 2020. O clube estuda como pagar para o Querétaro, do México, os 5 milhões de dólares previstos em contrato (R$ 20,39 milhões), e qual o momento certo para negociar o acordo.

A ideia do time do Morumbi é de parcelar a quantia. O vínculo atual é válido somente até o fim deste ano, por isso, apesar do otimismo tricolor, o arqueiro demonstrou preocupação para pessoas próximas.

Desta maneira, o goleiro mantém a cautela e não descarta totalmente a possibilidade de voltar para o México. Afinal, a situação do atleta ainda não foi definida.

Os integrantes do departamento de futebol fazem uma avaliação bastante positiva do jogador, que é um dos mais dedicados nos treinamentos, um líder dentro de campo e deu conta de suportar a pressão de substituir o posto que um dia foi de Rogério Ceni. (Por José Eduardo Martins)

UOL

Além de Nenê, time carioca quer goleiro do São Paulo

Poucos dias depois de anunciar Muriel como reforço, o Fluminense segue de olho nas traves. A bola da vez é o jovem goleiro do São Paulo, Lucas Perri, de 21 anos. O NETFLU apurou que a cúpula do Fluminense iniciou conversas na última semana com o staff do jovem. O objetivo é contratá-lo por empréstimo, pagando integralmente seu salário, que está bem abaixo do teto do clube.

Inicialmente, o São Paulo queria emprestar o atleta por apenas seis meses, ou seja, até o final desta temporada. O Fluminense descartou a ideia, tentando ampliar o vínculo para, no mínimo, até o final do ano que vem, com opção de renovação por mais uma temporada. A agremiação paulista ainda estuda a ideia, mas a tendência é que a negociação seja fechada mesmo até o fim de 2020.

O goleiro chegaria de imediato no Tricolor das Laranjeiras, apesar de Marcos Felipe e Agenor seguirem como opções. Como ambos só têm contrato até o final do ano, a diretoria tricolor tenta se antecipar, já que não deseja renovar com os dois. Um dos nomes, talvez, seja negociado ainda nesta temporada.

Lucas Perri tem 1,96m e se vem chamando atenção na base há algum tempo. Ele foi emprestado no início do ano para o Crystal Palace (ING), onde recebeu diversos elogios, mas não chegou a ser aproveitado na equipe principal. Recentemente, esteve com a seleção brasileira campeã do Torneio de Toulon, na França. Ele atuou em uma partida.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

São Paulo diz que não vai liberar Volpi antes do fim do contrato

Na última segunda-feira surgiram rumores após publicação do site mexicano “Mediotiempo” ao citar o desejo da diretoria na volta antecipada do jogador.

SPFC e o agente de Tiago Volpi, Eduardo Uram, negaram qualquer contato do Querétaro, do México, para o retorno de empréstimo do goleiro.

Circulou nas redes sociais uma imagem em que supostamente o próprio site teria cravado que Volpi vestiria a camisa do clube do México agora. Essa informação é falsa, segundo a assessoria de imprensa de Volpi.

Segundo o São Paulo e Eduardo Uram. O Tricolor tem a opção de compra por US$ 5 milhões (cerca de R$ 19,3 milhões), e tem até dezembro para definir se fica em definitivo com o goleiro ou não.

Com isso, o clube paulista não tem a obrigação de devolvê-lo ao Querétaro assim que os mexicanos decidirem. Nos bastidores do clube, a informação é de que Volpi fica ao menos até o fim de 2019, independentemente da escolha sobre sua compra.

 

Primeiro a chegar e último a sair, Volpi tem rotina similar a Ceni no SPFC

A dedicação de Tiago Volpi nos treinamentos chamou a atenção dos integrantes do departamento de futebol do São Paulo. Todos os dias, o goleiro é o primeiro a chegar e o último a sair do CT da Barra Funda. Por isso, é inevitável que funcionários do clube vejam semelhanças com a rotina de um goleiro que marcou história no Tricolor paulista, Rogério Ceni.

“Treino sozinho mesmo. Eles [integrantes departamento de futebol] me dão o consentimento e acho que encaram de maneira positiva, porque deixam eu fazer desta maneira. E não é algo que estou inventando, já vinha fazendo desse jeito no México e dava resultado. Espero fazer assim se o corpo deixar até o fim da minha carreira”, disse Volpi, que deve ser titular do São Paulo amanhã, contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro.

Segundo o relato de pessoas que integram a rotina tricolor, Volpi já chegou a ficar até quatro horas a mais do que o período previsto no CT da Barra Funda. Tal dedicação rendeu elogios internos e de torcedores. O jogador, de 28 anos, tem vínculo com o Tricolor paulista só até o fim desta temporada e vê com bons olhos a possibilidade de ficar no Morumbi por mais tempo.

“Ainda tenho sete meses de contrato, um Campeonato Brasileiro longo pela frente e a Copa do Brasil. É complicado pensar no futuro. É lógico que por se tratar de São Paulo, um clube gigante como esse, a gente sempre vai querer permanecer. Eu tenho que neste momento trabalhar dia a dia, e procuro fazer as coisas corretamente, para em dezembro ter a oportunidade de seguir ou não. Mas é lógico que anima muito a possibilidade de poder ficar”, afirmou o goleiro.

Confira alguns trechos da entrevista com Tiago Volpi:

Análise individual
Acho que nunca podemos estar contentes, temos sempre de buscar a evolução. Penso que posso render mais. A cada jogo que tenho feito, a confiança sobe mais, e cada vez tenho melhores atuações dentro de campo. Espero que com o passar dos jogos, a evolução possa aumentar. Para eu não ficar estacionado.

Hora extra
Gosto de fazer as coisas de maneira tranquila, sempre passo na academia antes de ir para o campo. Para não fazer tudo apurado, acabo chegando antes para dar tempo de fazer tudo certinho. É algo que tenho feito nestes últimos três anos da minha carreira. Quando estava no México, no Querétaro, eu levei um profissional para lá. A ideia era ter esse algo a mais. Como eu me acostumei a fazer desse jeito e me sinto bem, continuo assim. Acho que o atleta de alto rendimento precisa ter o algo extra. Faço deste jeito por isso. Aqui eu não tenho um profissional que seja exclusivo para mim. Mas faço esse complemento do trabalho com o que já tinha e com o que os profissionais daqui me passam, para entrarmos em um acordo e construímos um trabalho para antes e depois do treino.

Relação com a torcida
Tem sido muito legal. Em todos os lugares em que vou, eu tenho sido tratado com respeito e carinho. O pessoal se lembra principalmente da semifinal do Paulista com o Palmeiras, pelo fato também de nunca termos ganhado lá dentro [do Allianz Parque] e por termos eliminado eles, com os dois pênaltis defendidos. O pessoal sempre se lembra com bastante carinho. Então essa relação Volpi com o torcedor tem sido muito legal.

Melhor partida pelo São Paulo
Acho que essa partida com o Palmeiras foi marcante pelos pênaltis, mas tiveram outros jogos. Acho que contra o Red Bull, se você analisar os 90 minutos, foi o jogo mais completo. Mas é lógico que o do Palmeiras foi o mais decisivo e marcante.

 

Fonte: UOL

Mesmo sem jogar, goleiro do São Paulo deve ser comprado por time inglês

A convocação para a seleção brasileira olímpica, confirmada na tarde de hoje, reforça as chances de Lucas Perri ser vendido pelo São Paulo ao Crystal Palace, da Inglaterra. O time inglês já havia sinalizado ao Tricolor que gostaria de ficar de vez com o goleiro e deve acelerar o processo de compra. A transação definitiva pode ser selada ainda neste mês.

Perri assinou por empréstimo somente até o fim desta temporada do Campeonato Inglês com o Palace. O contrato já deixou preço fixado de compra para os ingleses ficarem com o garoto formado em Cotia, mas com uma variação de valores de acordo com a data da conclusão da compra. Se a transferência acontecer em maio, na primeira data pré-estabelecida, será necessário pagar 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 20,1 milhões) ao São Paulo.

Também ficou acertado que o Tricolor Paulista ficaria com 20% dos direitos econômicos de Perri em caso de venda. Essa estratégia tem sido comum no clube do Morumbi e ajudou a render mais dinheiro em transações futuras como aconteceu na ida de Militão para o Real Madrid e também pode acontecer com David Neres, alvo do Paris Saint-Germain.

Curiosamente, o Palace decidiu investir em Perri mesmo que o garoto de 21 anos não tenha sequer sido relacionado para jogos da equipe profissional. O brasileiro treina com o time principal, mas mantém o ritmo atuando pela equipe sub-23. Ainda assim conseguiu chamar a atenção dos ingleses pelo potencial e pela postura no dia a dia.

Neste ano, o São Paulo já arrecadou cerca de R$ 56 milhões em vendas ou bônus gerados por negociações interiores. A meta inicial para a temporada, prevista pelo departamento financeiro, era chegar a R$ 120 milhões. Com a provável negociação de Perri, o número chegaria a R$ 76,1 milhões. E pode crescer em caso de uma saída de Neres do Ajax, já que o Tricolor terá direito a 23% do valor de uma transação.

 

Fonte: UOL

São Paulo estreará nova camisa de goleiro contra o Botafogo

Após lançar os uniformes 1 e 2 para o restante da temporada, a Adidas divulgou oficialmente nesta sexta-feira a nova camisa de goleiro do São Paulo. O modelo é azul, com detalhes em tons mais escuros e gola redonda.

A fornecedora de material esportivo do Tricolor confirmou que a estreia do novo uniforme será neste sábado, às 16h, contra o Botafogo, no Morumbi. É o primeiro jogo do clube no Brasileirão.

As camisas estarão à venda a partir desta sexta-feira nas lojas da Adidas e do São Paulo. O preço é R$249,99.

 

Fonte: Lance

Jean se incomoda em reunião e não participa de treino no São Paulo

O São Paulo atrasou em quase uma hora o treino da tarde desta segunda-feira. Enquanto a imprensa aguardava a liberação no estacionamento do CT da Barra Funda, o elenco teve uma reunião de cerca de 50 minutos com a comissão técnica.

O goleiro Jean se incomodou durante as cobranças do técnico interino Vagner Mancini, deixou a conversa mais cedo e não participou do treinamento. Internamente, o São Paulo irá avaliar a situação do atleta, que tem contrato com o clube até o final de 2022. Além de Tiago Volpi, Lucas Paes e Júnior foram os goleiros que participaram da atividade.

Jean foi comprado do Bahia no começo de 2018 por R$ 6 milhões. Apesar do alto investimento, o arqueiro ainda teve uma sequência na meta tricolor, algo era esperava acontecer neste ano, após a saída de Sidão para o Goiás. No entanto, vem sendo preterido por Tiago Volpi desde o começo da atual temporada, na qual disputou apenas três partidas, contando com a Copa Flórida.

Os meias Hernanes e Nenê, que realizaram tratamento no Reffis, não presenciaram o bate-papo com o técnico interino Vagner Mancini e seus auxiliares. Assim como o diretor-executivo de futebol Raí e o superintendente de relações institucionais Diego Lugano, que cumpriram compromissos fora do CT.

Sob risco de eliminação na primeira fase do Campeonato Paulista, o São Paulo vem de derrota por 1 a 0 para o rival Palmeiras, no último sábado, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Após o Choque-Rei, a torcida protestou e xingou o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

O Tricolor, aliás, perdeu todos os clássicos disputados até agora na temporada. Antes, havia sido derrotado por Santos (2×0) e Corinthians (2×1). Além disso, caiu de forma precoce na segunda fase preliminar da Copa Libertadores para o Talleres, da Argentina.

Às 21h30 (de Brasília) da próxima quarta-feira, o São Paulo enfrenta o São Caetano no Estádio Anacleto Campanella. O time tricolor ocupa o segundo lugar do Grupo D, com 14 pontos, e só depende de si para se classificar às quartas de final. O Azulão tenta escapar do rebaixamento.

Para essa partida, Mancini não conta com Hernanes, diagnosticado com um estiramento na coxa esquerda, e Nenê, que se recupera de um trauma no joelho esquerdo. O volante Liziero, em transição após um entorse no tornozelo direito, também não deve jogar na quarta-feira.

 

Fonte: Gazeta Esportiva