Tricolor finaliza instalação dos telões no Morumbi

O São Paulo concluiu nesta semana a instalação dos telões que ficarão nas arquibancadas leste e oeste no estádio do Morumbi. As estruturas foram concluídas e testadas no fim de semana e o resultado foi o melhor possível: resolução altíssima, imagem de qualidade e uma modernização importante para a casa são-paulina, que recentemente já havia ampliado e melhorado os vestiários e o túnel de acesso ao campo.

As dimensões mostram a imponência das novas estruturas. São dois painéis de 20,16m de largura por 7,68m de altura, o que dá uma área total de 154,82m2 distribuídos em 24 toneladas. Para se ter um parâmetro de comparação, os telões do Maracanã e Mineirão possuem 98m2. A resolução é a P10 (pixels de 10mm), que é o dobro da resolução aconselhada – a resolução total é de 2016 x 768 pixels. Tudo para garantir ao torcedor uma imagem de alta qualidade e que melhore ainda mais a experiência do torcedor no Morumbi.

“A instalação dos telões é mais um passo importante no processo de modernização do nosso estádio, que se mantém confortável e moderno mesmo quase 60 anos após sua construção. Nosso esforço foi em trazer um equipamento que realmente tivesse um impacto para o torcedor e fizesse diferença para quem vem ao estádio. Os primeiros testes nos dão a certeza de que alcançamos o objetivo e conseguimos trazer uma melhoria importante para nosso estádio”, avaliou o diretor executivo de infraestrutura, Eduardo Rebouças.

A estreia dos telões acontecerá na próxima sexta-feira (14 de junho), na abertura da Copa América entre Brasil e Bolívia, às 21h30. O Morumbi ainda receberá mais dois confrontos pela primeira fase da competição: Japão x Chile (dia 17, às 20h) e Colômbia x Qatar (dia 19, às 18h30). O primeiro jogo do Tricolor com os novos telões acontece dia 14 de julho, no clássico contra o Palmeiras, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira as especificações técnicas dos telões:

Estruturas 20,16m de largura por 7,68m de altura cada

Área total: 154,82 metros quadrados
Resolução total: 2016 x 768 pixels
Peso: 24 toneladas cada
Pixel Pitch: 10mm
Densidade: 10.000 pixels por metro quadrado

 

Fonte: saopaulofc.net

Anúncios

Propositivo? São Paulo é quem menos troca passes e finaliza entre os grandes paulistas

A derrota diante do Santos pela terceira rodada do Campeonato Paulista foi a primeira do São Paulo de André Jardine em partidas oficiais no ano de 2019. Depois de dois triunfos, o Tricolor sucumbiu frente a equipe da Baixada, foi dominado em boa parte dos 90 minutos e ainda viu o revés expor a falta de precisão de alguns conceitos do jogo de seu comandante. Dois deles, inclusive, fundamentais para seu estilo, seguem com baixo aproveitamento: passes e finalizações.

Perguntado em sua primeira entrevista como treinador principal, e efetivado, do Tricolor, ainda em 2018, sobre qual seria seu estilo e o que poderia ser cobrado de sua equipe diante de suas principais ideias, Jardine se mostrou entusiasta da posse de bola e de um time que tivesse imposição sobre o adversário. Para resumir suas ideias, utilizou o termo “propositivo”, que no primeiro grande teste da temporada se mostrou ainda passível de ajustes.

Dos quatro principais favoritos ao título do Campeonato Paulista, o São Paulo é quem menos troca passes e, consequentemente, o que possui pior aproveitamento. Nas três primeiras partidas, o Tricolor somou 1.135 passes, 36 a menos que o Palmeiras e 62 a menos que o Santos. O Corinthians, líder no quesito, trocou 1.831 passes, uma diferença de 696 passes em relação ao rival.

Em outro aspecto fundamental do estilo de jogo propositivo, a finalização, o time do Morumbi também se encontra atrás de seus rivais. Nono na classificação geral do quesito entre as equipes que disputam a Série A1 do Paulista, o São Paulo arrematou 29 vezes somando os compromissos contra Mirassol, Novorizontino e Santos. Dessas, 10 exigiram defesas dos goleiros ou balançaram as redes, enquanto outras 19 não chegaram à meta.

Em comparação com os rivais, o número ainda é baixo. O Palmeiras, oitavo na classificação geral do quesito, finalizou 32 vezes (nove certas). Já o Corinthians arrematou 34 vezes (sete certas), enquanto o Santos, líder, possui 50 chutes ao gol no Paulista, 11 apenas no San-São do último domingo.

Ainda assim, o São Paulo já demonstrou pontos positivos e, por exemplo, é ao lado do Santos o time com mais gols marcados nos primeiros três jogos do Campeonato Paulista: sete. Desses, entretanto, poucos tiveram o “carimbo” do estilo de jogo propositivo, de troca de passes e transformação da posse de bola em tentos. Na estreia, na goleada por 4 a 1 sobre o Mirassol, dois gols foram provenientes da bola parada, enquanto outros dois foram de jogadas trabalhadas.

Já diante do Novorizontino, em que o Tricolor triunfou por 3 a 0, Everton abriu o marcador após bom passe de Nenê, ainda nos primeiros minutos. Depois, Diego Souza aproveitou uma falha da defesa do time do interior para ampliar e, no fim, Pablo ampliou com um chute de longa distância que o goleiro rival não conseguiu defender.

A fim de apagar a impressão ruim deixada no clássico contra o Santos, o São Paulo volta a campo na próxima quinta-feira, no Pacaembu, para medir forças com o Guarani. Existe a expectativa, ainda, de que o duelo marque a estreia oficial de Hernanes, principal contratação do Tricolor em 2019.

 

Fonte: Gazeta Esportiva