VAI VOLTAR! Xodó da torcida São Paulo garante que um dia voltará ao clube

​O São Paulo é uma casa onde quem passa pretende um dia voltar. Esse é o caso de um dos destaques no início da passagem de Diego Aguirre no clube, que acabou deixando o Morumbi há três meses.

Trata-se do atacante Marcos Guilherme, que foi contratado pelo Al-Wehda, equipe árabe treinada por Fábio Carille, ex-Corinthians. Em entrevista ao blog do ​Jorge Nicola, ele destacou que o um dia pretende retornar ao ​São Paulo.

”Foi o melhor ano da minha vida. Até pela infância, já que era um grande sonho jogar no meu clube de coração. Sem contar o carinho das pessoas por mim, que vai ficar guardado no coração para sempre…A vontade é essa, com certeza! Não sei dizer quando será, mas está nos planos”, declarou.

Marcos Guilherme atuou emprestado pelo Atlético Paranaense. O acordo inicial era para ele permanecer no clube até dezembro, para o Furacão mudou de ideia.

Dagoberto marca três gols em goleada do Londrina e comemora: “Noite abençoada”

Aos 35 anos, Dagoberto mostrou que está voando baixo com a camisa do Londrina. Na noite desta sexta-feira, o atacante marcou três gols na vitória do Tubarão sobre o Atlético-GO, por 4 a 1, no Estádio do Café, pela 24ª rodada da Série B do Brasileiro.

Com o chamado “hat-trick”, Dagoberto tem agora 10 gols marcados em nove jogos disputados pelo Londrina na Série B. Ele é um dos artilheiros da competição, ao lado de Lucão, do Goiás, e Gustavo, do Fortaleza.- Estou muito feliz por estar ajudando, também pela situação que a gente se encontra, subindo na tabela. Glória a Deus por mais uma noite abençoada – disse Dagoberto, na saída do gramado
Veja os gols

7 brasileiros sem contrato no exterior para seu clube contratar

O Campeonato Brasileiro já chegou à metade. Mas, mesmo assim, os times que disputam a primeira divisão ainda podem se reforçar para a disputa da reta final da principal competição interclubes do país.

O prazo para a inscrição de jogadores para a Série A termina no começo de setembro. Até lá, é possível buscar no Mercado da Bola atletas que possam ajudar a equipe a permanecer na elite, lutar por vaga na Libertadores ou até mesmo ser campeã.

Apresentamos abaixo sete jogadores brasileiros que estavam no exterior até pouco tempo atrás e que estão sem contrato. Ou seja, para contratá-los, não é necessário negociar com nenhum clube, só mesmo com seus respectivos empresários.

DIEGO CAVALIERI
Goleiro
35 anos

Dono da meta do Fluminense na conquista do título brasileiro de 2012 e por anos considerado um dos melhores goleiros do país, teve uma passagem relâmpago pelo futebol inglês na temporada passada. Diego Cavalieri passou quatro meses no Crystal Palace, mas não disputou sequer uma partida. Sem vínculo com nenhum clube, é uma boa opção para o time que deseja um camisa 1 bastante experiente.

GUILHERME SIQUEIRA
Lateral esquerdo
32 anos

O veterano lateral esquerdo nunca jogou como profissional no Brasil e passou a maior parte da carreira atuando no futebol espanhol. Guilherme Siqueira passou por Valencia, Benfica, Granada, Ancona, Udinese e Atlético de Madri, time com o qual tinha contrato até o meio de 2017. Desde então, está em busca de uma nova oportunidade profissional. Na última temporada, chegou a conversar com o Corinthians, mas o negócio não vingou.

TÚLIO DE MELO
Atacante
33 anos

Outro jogador que passou a maior parte da carreira no exterior, o ex-centroavante de Lille, Le Mans, Palermo e Valladolid até teve uma passagem interessante pela Chapecoense em 2017, mas preferiu ir jogar no Japão que permanecer no Brasil. Em junho, Túlio de Melo deixou o Avispa Fukuoka e foi embora do Oriente. Agora, procura um novo lugar para dar sequência à sua carreira.

WALLACE OLIVEIRA
Lateral direito
24 anos

Formado nas categorias de base do Fluminense, foi descoberto pelo Chelsea ainda na adolescência e acabou se mudando para a Inglaterra quando tinha 18 anos. Sem chances no clube londrino, foi emprestado a Inter de Milão, Vitesse, Carpi e Grêmio, mas não se firmou em lugar nenhum. O contrato com o Chelsea, clube pelo qual nunca jogou uma partida como profissional, chegou ao fim em julho.

JUNINHO
Volante
29 anos

Irmão de Ricardo Goulart (ex-Cruzeiro e atualmente no Guangzhou Evergrande), começou na base do São Paulo e construiu uma carreira de sucesso nos EUA. Juninho ganhou três títulos da MLS (Major League Soccer) pelo Los Angeles Galaxy e atuou ao lado de David Beckham e Bastian Schweinsteiger. Após ser emprestado ao Chicago Fire na temporada passada, não teve seu contrato renovado pelo mexicano Tijuana.

MICHEL MACEDO
Lateral direito
28 anos

Michel

Campeão da Libertadores-2013 pelo Atlético-MG, tem mais de 120 jogos da primeira divisão do Campeonato Espanhol ao longo da carreira. Na temporada passada, acabou rebaixado com o Las Palmas e deixou o clube. O lateral direito chegou a conversar com vários times brasileiros, como São Paulo, Flamengo e Corinthians, mas, pelo menos por enquanto, continua desempregado.

XANDÃO
Zagueiro
30 anos

Lembrado no Brasil graças à passagem pelo São Paulo, clube que defendeu durante dois anos, o zagueiro já atuou em Portugal (Sporting), Rússia (Kuban Krasnodar e Anzhi) e Espanha (Sporting Gijón). Na segunda metade da temporada passada, ajudou o pequeno Cercle Brugge a subir para a primeira divisão da Bélgica. Após a promoção, deixou o clube e ficou disponível no Mercado da Bola.

Sevilla diminui pedida para negociar ‘desvalorizado’ PH Ganso

Sonho de consumo de inúmeros gigantes da Série A, o meia  Paulo Henrique Ganso, ex-Santos e São Paulo, não conta com o mesmo prestígio em seu atual clube, o Sevilla.

De acordo com o ​UOL Esportes, o clube andaluz tem feito grandes esforços para conseguir negociar o atleta de 28 anos, inclusive baixando seu valor de mercado. Se no início do mercado de transferências os dirigentes exigiam €10 milhões (R$ 42,5 milhões), tentando recuperar o montante investido em 2016 para sacramentar sua contratação, hoje aceitam negociar o meia por €6 milhões, aproximadamente R$ 25,5 milhões.

A proximidade do fechamento do mercado (31 de agosto), unido à postura do atleta – que se recusa a atuar em mercados secundários como México e Turquia -, criou um cenário preocupante para o Sevilla. Seu alto salário – na casa dos €2 milhões/mensais – também é um fator que trava o surgimento de possíveis interessados em sua contratação. Encostado e fora dos planos do treinador Pablo Martín, Ganso tem contrato com o clube espanhol até 2021.

F e l i p e@felpsfpsz

Sdds dele Paulo Henrique Ganso

 

Passagem ruim pelo São Paulo vira motivação para Denílson no Atlético-MG

Dois dos três reforços contratados pelo Atlético-MG para a sequência do Campeonato Brasileiro foram apresentados nesta terça-feira, na Cidade do Galo. O meia uruguaio David Terans e o atacante Denílson, que vão vestir as camisas 55 e 95, respectivamente. Além deles, o Galo também já fechou com o colombiano Yimmi Chará. Na primeira entrevista como jogador atleticano, Denílson lembrou do passado recente, especialmente do período em que atuou pelo São Paulo.

A passagem pelo Morumbi durou menos de seis meses, no ano passado, e foi muito ruim. Foram somente 12 partidas e um único gol anotado. Garantindo ser um jogador diferente daquele que deixou o São Paulo, em novembro de 2017, Denílson que fazer diferente no Atlético. O atacante lamentou não ter aproveitado a chance que teve com a camisa tricolor, o que vira uma motivação para não perder essa nova chance em uma grande equipe do Brasil.

“Tirei muitas lições sobre oportunidade. A vida é feita de oportunidades e é difícil ter novas oportunidades, como agora no Galo. No são Paulo foi uma passagem curta e não aproveitei. Agora, chego num clube com uma estrutura de arrepiar. Isso ajuda também. Aqui no Atlético, vai ser o ano da minha vida”, disse Denílson, que espera retribuir todo o esforço feito pelo clube mineiro.

“Essa oportunidade que o Atlético me deu eu tenho que ter gratidão. É uma oportunidade que estava esperando há muito tempo. Fico muito feliz e espero retribuir da melhor forma possível tudo o que o Atlético tem feito por mim”.

O Atlético comprou Denílson, que pertencia ao Granada, da Espanha, mas estava emprestado ao Vitória. Os valores da negociação não foram revelados. O novo centroavante atleticano assinou contrato de três temporadas.

Além de Denílson, o uruguaio David Terans também foi apresentado. Na primeira entrevista na Cidade do Galo ele tirou uma grande dúvida sobre qual posição atua. Terans se colocou à disposição de Thiago Larghi para atuar como meia centralizado ou pelos lados do campo.

“Estou muito contente por chegar num clube tão importante do Brasil. Estou feliz por isso. Minha posição é meia, mas também posso jogar pelos lados. Chego com muita vontade para mostrar meu futebol”, disse o jogador uruguaio.

Além de Terans, Chará e Denílson, o Atlético está muito perto de anunciar outros três reforços. O volante José Welison, do Vitória, o meia Edinho, do Fortaleza, e o também meia Leandrinho, do Napoli.

UOL Esportes

Wellington Nem lembra passagem pelo São Paulo: “Não foi como eu esperava”

Wellington Nem esteve recentemente defendendo a camisa do São Paulo. Uma passagem na qual o atacante sofreu com lesões e não conseguiu mostrar seu futebol. Em entrevista ao Globoesporte.com, o jogador do Shakhtar Donetsk falou deste momento na sua carreira.

O jogador lamentou que as diversas lesões que teve quando defendia o time do Morumbi não o permitiram mostrar seu futebol com a camisa do clube. Mas se mostrou grato com o tempo que esteve no clube.

“Infelizmente, a minha passagem pelo São Paulo não foi da forma como eu esperava. Vim com muita expectativa de fazer um bom trabalho e sei que a torcida depositava sua confiança em mim. Mas tive lesões que atrapalharam o meu desempenho e não me deixaram produzir o que sou capaz. Mas sou muito grato por ter vestido uma camisa tão importante do futebol brasileiro”, disse.

Wellington Nem saiu do São Paulo no final de 2017. O atacante disse que vem sendo sondado por equipes brasileiras e do exterior, mas admite que uma possível liberação para outro time não deve vir facilmente por parte do time ucraniano.

“Sondagens sempre chegam, inclusive de times brasileiros. Mas sabemos que o Shakhtar é um clube que dificilmente libera seus jogadores por valores abaixo do que eles investiram. Tenho contrato aqui com mais dois anos e espero conquistar coisas boas com a camisa do Shakthar”, disse.

Osorio dá show em coletiva do México, faz análises táticas e disseca até Brasil na Copa do Mundo

O técnico do México, Juan Carlos Osorio, mostrou muito conhecimento tático de futebol e das seleções que estão disputando a Copa do Mundo 2018. Ele quebrou o protocolo adotado por muitos treinadores, que se recusam a fazer análises mais aprofundadas dos rivais, e dissecou o time da Coreia do Sul, adversário deste sábado, às 12h (de Brasília), em Rostov.

“Identificamos na Coreia um grande rival. Dos jogadores que quero destacar, estão Ki Sung-yueng, volante central do Swansea, que é um ótimo distribuidor de bolas. Também há Son Heung-min, atacante do Tottenham que joga em quatro posições diferentes no ataque: como 9, como média-ponta ou como extremo pelos dois lados. Por fim, também destaco o atacante Kim Shin-wook, atleta dominante no jogo aéreo”, sintetizou Osorio.

“Teremos que estar muito ativos e preparados. Enfrentaremos um grande rival, com um treinador de muita experiência e que conhece esses atletas do último ciclo olímpico. Ele fez parte de um processo muito interessante com esses jogadores e certamente produzirá um grande desafio amanhã”, acrescentou.

Depois disso, o colombiano empolgou e passou a analisar outras equipes da Copa, mostrando que, mesmo durante os treinos do México, vem conseguindo acompanhar a competição e fazer anotações interessantes.

“Penso que os esquemas de 4-2 estão sendo uma constante nas grandes seleções. […] Nessa formação, os dois volantes centrais controlam o jogo, como fazem Rakitic e Modric na Croácia, Herrera e Guardado no México e Casemiro e outro volante, às vezes Paulinho, às vezes Fernandinho, no Brasil”, salientou.

“A Austrália também me deixou uma impressão muito boa nessa Copa. Gosto de Jedinak e Mooy, dois volantes muito completos e competitiviso. Admiro profundamente este país e a maneira como jogam, muito honesta. Em várias ocasiões, parecem jogadores de rugby, verdadeiros gentlemen. Não entram em disputas pessois e respeitam o árbitro. É uma grata revelação”, analisou.

“E me impactou também a maneira de competir de quase todos até agora. Marrocos e Irã foram fortalezas contra Portugal e Espanha. O futebol está demonstrando que hoje os jogadores que desequilibram são 5%. Os outros são bons jogadores, que podem mudar uma partida com algumas características, seja um passe aprofundado, uma cabeçada, etc”, prosseguiu.

“O futebol ainda precisa somar estratégias de otros esportes coletivos. A ciência tem muito a adicionar na preparação dos atletas. Uma equipe bem preparada tem chance contra qualquer um”, finalizou.

O México enfrenta a Coreia neste sábado, às 12h (de Brasília), em Rostov.

ESPN

Imagem: Getty Images

Ex-São Paulo se surpreende com reação do time e deixa um recado

Com campanha sólida de seis vitórias, cinco empates e apenas uma derrota, o São Paulo chegou à pausa pra Copa do Mundo na terceira posição do Campeonato Brasileiro. Antes desacreditada, a equipe de Diego Aguirre já se credencia como um dos postulantes ao título.

Como destaca o ​Torcedores, a grande reviravolta em relação ao turbulento começo de temporada, com eliminações no Paulista e na Copa do Brasil, vem surpreendendo a muitos tricolores. Inclusive, alguns ídolos do clube.

França, centroavante do São Paulo durante a década de 90, utilizou uma de suas redes sociais para elogiar a arrancada da equipe, parabenizando o grande trabalho do elenco e da comissão técnica no Campeonato Brasileiro.

Françoaldo Sena@franca_08

Sendo muito sincero, quando Aguirre assumiu o time eu não imaginava que o SPFC poderia estar no G4 na parada da Copa… Não pelo elenco, mas sim pelo curto tempo de trabalho… PARABÉNS aos jogadores e comissão técnica, o resultado do trabalho está aí! Aproveitem o momento! 🇾🇪

​​Desde que chegou ao comando do São Paulo, o treinador uruguaio conquistou nove vitórias, sete empates e apenas quatro derrotas. Jogadores e comissão estão em recesso, retornando às atividades no dia 25 de junho.