O reencontro de Diego Souza e Everton Felipe com Recife

Com a tarefa de defender a liderança do Campeonato Brasileiro de 2018 diante do Sport neste domingo (12), o Tricolor conta com dois jogadores que estão em casa no Recife: o atacante Diego Souza e o recém-contratado Everton Felipe.

A dupla, que brilhou pelo clube pernambucano, conhece bem a Ilha do Retiro e o adversário deste final de semana. Ídolo no Recife, Diego Souza enfrentará sua ex-equipe pela primeira vez. Pelo Sport, ele foi artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2016 (14 gols) e campeão estadual (2017).

Dos 57 gols que marcou em 173 jogos pelo clube, 21 foram no último ano. “Legal poder voltar ao Pernambuco, porque tenho um respeito muito grande pelo povo e pelo Sport. É uma sensação diferente, né? Tenho amigos e um carinho grande por todos aqui, mas sou profissional e darei o meu melhor pelo São Paulo”, disse o camisa 9, que emendou.

“Será um jogo difícil, o torcedor do Sport tentará empurrar o time deles, mas temos que ter tranquilidade para tentar surpreender. Eles têm um time forte, mas temos condições de brigar por um resultado positivo”, acrescentou o experiente jogador, que é o dono da maior sequência de jogos do elenco, com 13 jogos seguidos, e divide com Nene a artilharia do time tanto na temporada (dez gols) como no Brasileiro (seis).

Já Everton Felipe foi revelado pela equipe pernambucana, onde atuou entre 2013 e 2018, com uma passagem pela base do Internacional (2014 e 2015). O meia-atacante conquistou três títulos pelo Leão: foi bicampeão estadual (2014 e 2017) e conquistou a Copa do Nordeste (2014).

“Estou em casa aqui, porque fui criado no Sport e conheço todos aqui. Foi uma coincidência boa, logo na minha primeira viagem pelo São Paulo, vir ao Pernambuco. Estou motivado para ajudar os meus novos companheiros em busca da vitória. Conheço bem a Ilha do Retiro, será um jogo difícil, mas temos condições de buscar a vitória”, afirmou.

Eleito a revelação do Campeonato Pernambucano de 2016, Everton Felipe soma oito convocações para a Seleção Brasileira Sub-20 – durante o período preparatório para o Sul-Americano da categoria, disputado no início de 2017. O armador foi chamado para disputar o torneio, mas acabou cortado no final de 2016 após sofrer uma lesão.

 

saopaulofc.net

Anúncios

Aguirre surpreende e relaciona Everton Felipe para partida contra o Sport; veja a lista

Com o estreante Everton Felipe, o técnico Diego Aguirre relacionou 20 jogadores para o duelo com o Sport que será disputado na tarde deste domingo (12), às 16h, na Ilha do Retiro, válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Inicialmente, o treinador uruguaio não planejava relacionar o camisa 18. Porém, com o corte de Lucas Fernandes (se recupera de indisposição digestiva), o novo reforço foi convocado para integrar a lista de relacionados para o confronto com o seu ex-clube.

Revelado pela equipe pernambucana, onde atuou entre 2013 e 2018, com uma passagem pela base do Internacional (2014 e 2015), o Everton Felipe conquistou três títulos pelo Leão: foi bicampeão estadual (2014 e 2017) e conquistou a Copa do Nordeste (2014).

Eleito a revelação do Campeonato Pernambucano de 2016, o atleta soma oito convocações para a Seleção Brasileira Sub-20 – durante o período preparatório para o Sul-Americano da categoria, disputado no início de 2017. O armador foi chamado para disputar o torneio, mas acabou cortado no final de 2016 após sofrer uma lesão.

Além do reforço, o Tricolor contará com o retorno do zagueiro Anderson Martins neste final de semana. O camisa 4 volta a ser relacionado após cumprir suspensão automática na competição nacional diante do Vasco da Gama (2 x 1), no último domingo (5).

Já Rodrigo Caio (aprimora a forma física após cirurgia no pé esquerdo), Edimar (entorse no tornozelo esquerdo) e Gonzalo Carneiro (dores musculares), além de Lucas Fernandes, não estão à disposição para o confronto no Recife.

Confira a lista com os atletas relacionados:

Goleiros: Jean e Sidão
Laterais: Bruno Peres e Reinaldo
Zagueiros: Anderson Martins, Arboleda e Bruno Alves
Volantes: Araruna, Hudson, Liziero e Jucilei
Meias: Everton, Everton Felipe, Nene, Rojas e Shaylon
Atacantes: Brenner, Caíque, Diego Souza e Tréllez

 

saopaulofc.net

Aguirre descarta Everton Felipe para partida contra Sport; Jucilei pode ser titular

Everton Felipe já está regularizado e poderia enfrentar o Sport, às 16h de domingo. Porém, o técnico Diego Aguirre descartou a estreia do meia-atacante contra seu ex-clube.

– Não, para este jogo não. Não podemos tomar decisões apressadas. Não gosto, de um dia para o outro, levar um jogador que praticamente não conheço para o jogo. Não temos uma urgência nem por ele e nem por nenhum dos jogadores. Temos que ter certeza de que estão prontos – disse o uruguaio.

Além de Everton Felipe, o zagueiro Rodrigo Caio, recuperado da cirurgia no pé esquerdo que realizou em maio, também foi descartado pelo treinador. Quem pode reaparecer no time titular é o volante Jucilei, recuperado de uma lesão na coxa esquerda.

– São situações diferentes. Jucilei parou por duas semanas, treinou toda essa semana, fez coletivo e está bem. Vai estar à disposição, pode começar jogando ou talvez não, vamos decidir. Rodrigo Caio ainda não está pronto para um jogo oficial. Ele treinou bem também, é importante, faz parte do nosso elenco. Se está conosco, seguramente vai nos ajudar muito – completou Aguirre.

Assim, Aguirre deve mandar a campo um São Paulo com: Sidão, Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei (Liziero) e Hudson; Rojas, Nenê e Everton; Diego Souza.

O Tricolor é o líder do Brasileirão com 35 pontos.

Everton Felipe diz que queria jogar no São Paulo desde os 13 anos

Assim como havia feito na quarta-feira, em entrevista à TV oficial do clube, o jovem de 21 anos disse que o ídolo e diretor de futebol do Tricolor teve participação importante na sua decisão de deixar o Sport para jogar no atual líder do Brasileirão.

Mas o desejo de usar essa camisa, segundo ele, vem desde a infância.

– A sondagem do São Paulo vem desde os meus 13 anos, tinha muita vontade de jogar aqui, sempre tive aquela vontade dentro de mim. Quando o Raí ligou para falar com meu empresário, foi uma felicidade muito grande. A partir desse momento, queria o São Paulo. Tive propostas melhores para o clube e para mim, mas preferi o São Paulo – disse ele, que também estava na mira do Flamengo.

– Ele citou a importância da minha ligação para ele. Mas não sei se ele sabe que essa ligação foi importante para a gente também. Na voz a gente sente a vontade de vir. A personalidade dele nos deu ainda mais segurança. Quando sentimos a postura dele, a maneira como se colocava, com 21 anos, ficamos ainda mais seguros em tê-lo no nosso projeto. Quando a gente liga e fala alguma coisa, a gente fala de um projeto. O Bruno Peres citou isso aqui também – agradeceu Raí.

Número 18

O número 18 escolhido por Everton Feliz faz referência a 2018, o ano de sua chegada no São Paulo. Segundo o clube, ele fez essa opção já pensando em uma passagem longa. Alexandre Pássaro, gerente executivo do clube e um dos principais responsáveis pela negociação, explicou como o contrato de empréstimo até o fim de 2019 pode se transformar em vínculo definitivo até o fim de 2022.

– A negociação do Everton tem um modelo diferente. É um empréstimo até o fim de 2019, mas com uma obrigação de compra baseada em algumas performances esportivas que a gente imagina que devem se concluir ao longo deste ano. É uma negociação extensa, com concorrência, mas durante toda a negociação a gente sempre esteve muito confiante devido ao desejo do Everton de vestir a camisa do São Paulo, que foi externado para a gente desde o primeiro dia – explicou o dirigente.

Além de pagar R$ 3 milhões ao Sport agora e de pré-acordar o pagamento de mais R$ 3 milhões em janeiro, quando a obrigação de compra deve ser executada, o São Paulo repassou o empréstimo de Morato ao clube pernambucano até o fim do ano, mas mantendo a opção de comprá-lo e tê-lo de volta a partir de 2019.

– Vimos na questão do Morato uma oportunidade também para o São Paulo. O Morato não é um jogador do São Paulo, ainda é vinculado ao Ituano. Fizemos um acordo em que a gente reempresta o Morato para o Sport e continuamos com opção de compra do Morato – concluiu Alexandre Pássaro.

– Quando a pessoa sabe que o Raí está fazendo uma ligação para você as coisas mudam. Quando eu fiquei sabendo que ele ligou para o meu empresário, disse que eu queria ir para o São Paulo. Primeiro porque a ligação dele é muito importante para mim. Também porque o São Paulo já tinha tentado me contratar quando eu era pequeno, com o Jardine. E também tem o Diego Souza. Ele falou muitas vezes comigo, falou do elenco. Ontem eu vi que é um elenco muito bom. Eu estava um pouco tímido, mas eles me receberam muito bem – concluiu Everton Felipe.

 

Lance

Everton Felipe só depende de Aguirre para estrear contra ex-clube

Como já se esperava no São Paulo, Everton Felipe teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID da CBF na tarde dessa sexta-feira. Sendo assim, o meia está liberado para estrear com a camisa tricolor. O próximo compromisso são-paulino é justamente contra o Sport Recife, ex-clube de Everton Felipe, na Ilha do Retiro, às 16 horas (horário de Brasília) de domingo.


Agora, só depende de Diego Aguirre. Não há qualquer acordo, seja por escrito ou verbal, que impeça o técnico uruguaio de usar o reforço nessa 18ª rodada, assim como Morato, envolvido no negócio, pode ser usado contra o tricolor pelo técnico rubro-negro, Claudinei Oliveira.

A tendência, porém, é que Aguirre retarde a estreia de Everton Felipe para o compromisso posterior, domingo da semana que vem, contra a Chapecoense, no Morumbi.

Como já se esperava no São Paulo, Everton Felipe teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID da CBF na tarde dessa sexta-feira. Sendo assim, o meia está liberado para estrear com a camisa tricolor. O próximo compromisso são-paulino é justamente contra o Sport Recife, ex-clube de Everton Felipe, na Ilha do Retiro, às 16 horas (horário de Brasília) de domingo.

Agora, só depende de Diego Aguirre. Não há qualquer acordo, seja por escrito ou verbal, que impeça o técnico uruguaio de usar o reforço nessa 18ª rodada, assim como Morato, envolvido no negócio, pode ser usado contra o tricolor pelo técnico rubro-negro, Claudinei Oliveira.

A tendência, porém, é que Aguirre retarde a estreia de Everton Felipe para o compromisso posterior, domingo da semana que vem, contra a Chapecoense, no Morumbi.

 

Gazeta Esportiva

Everton Felipe tem obrigações esportivas para ter contrato definitivo com o São Paulo

Responsável por formatar os contratos dos reforços do São Paulo, o gerente-executivo Alexandre Pássaro explicou como vai funcionar o acordo feito com Everton Felipe e o Sport, clube que emprestou o meia-atacante, apresentado no CT tricolor nesta quinta-feira.


Inicialmente, o São Paulo pagou R$ 3 milhões pelo empréstimo de Everton Felipe até o fim de 2019, com obrigação de compra para um contrato definitivo até o fim de 2022. Mas há uma possibilidade de essa transação ser feita antes.

No contrato, há metas esportivas de Everton Felipe que, se atingidas até o fim desta temporada, obrigam o São Paulo a pagar outros R$ 3 milhões em dezembro.

– É um empréstimo até o final de 2019, com obrigação de compra baseada em performances esportivas que imaginamos que possa se concluir. Confiamos que ele vai nos acomanhar em longo prazo – falou Alexandre Pássaro.

O gerente-executivo do São Paulo ainda falou sobre a condição de Morato, envolvido na negociação. O atacante, que percente ao Ituano, está emprestado ao Sport até o fim deste ano, quando vence também o empréstimo ao São Paulo.

– Vimos no Morato uma oportunidade para o São Paulo. Sabíamos do interesse do Sport nele. Fizemos um acordo em que a gente reempresta o Morato ao Sport, com anuência do Ituano, para que possa jogar, e mantivemos a opção de compra – falou Pássaro.


Segundo o diretor-executivo de futebol do São Paulo, Raí, o clube não deve contratar mais ninguém para esta temporada. Mas recentemente o técnico Diego Aguirre chegou a pedir mais um volante de contenção.

“Vestir a camisa do São Paulo tem um peso enorme, mas gosto dessa responsabilidade”, diz Everton Felipe em sua apresentação

Reforço do Tricolor para a sequência da temporada, Everton Felipe foi apresentado nesta quinta-feira (9), recebeu às boas-vindas do diretor executivo de futebol Raí e concedeu entrevista coletiva no Centro de Treinamento da Barra Funda.


“Estamos muito felizes, contentes E esperançosos para apresentar o Everton Felipe, um jogador que será importantíssimo para o São Paulo pela construção do elenco, pelo talento, pela versatilidade dele e também por ser um atleta para nos ajudar no futuro. Tenho certeza de que terá uma história linda no São Paulo”, disse o dirigente.

Ao lado do gerente executivo de futebol Alexandre Pássaro, Raí entregou a camisa 18 ao meia-atacante. No atendimento à imprensa, o jogador recordou os momentos que antecederam a contratação.

“O Raí me ligou. E quando você sabe que o Raí conta com você, as coisas mudam, porque tem uma história sensacional no clube e no mundo. Eu disse que queria vir para cá, porque é muito importante para mim”, revelou o armador, que completou.

“O São Paulo já tinha me sondado quando eu era pequeno, e agora posso realizar esta vontade de jogar aqui. Vestir a camisa do São Paulo tem um peso enorme, mas gosto dessa responsabilidade. Não é momento de pensar em objetivos pessoais. O que o professor Aguirre precisar, vou fazer”, afirmou.

O jogador de 21 anos é o terceiro reforço do Tricolor após a Copa do Mundo da Rússia – o lateral-direito Bruno Peres e o meia-atacante Joao Rojas também chegaram neste período.


O meia-atacante iniciou a carreira nas categorias de base do Sport e logo despontou. Em 2014, foi emprestado ao Internacional e também brilhou na base do clube gaúcho até o final de 2015. Após a passagem pelo Sul, que deu mais bagagem ao armador, retornou ao Recife e se firmou no time principal do Sport.

 

saopaulofc.net

Nenê vê acerto em contratação de concorrente de posição

O meia-atacante Nenê não ficou preocupado com a chegada de Everton Felipe, seu novo concorrente de posição, ao São Paulo. Ao contrário. Para o veterano de 37 anos, o novato de 21 vindo do Sport terá bastante utilidade ao técnico Diego Aguirre no restante da temporada.


“O ano é muito longo. Isso é bom para o time. Não são só 11 titulares. Precisamos de um elenco grande para aguentar a sequência de jogos. O São Paulo está certo em se reforçar e deixar a equipe mais competitiva. É bom para todo o mundo”, comentou Nenê, que participou do evento de lançamento do jogo de videogame Pro Evolution Soccer 2019 na noite de terça-feira.

O São Paulo, no entanto, terá menos partidas pela frente do que parte considerável dos seus rivais pelo título do Campeonato Brasileiro. “Espera aí”, contestou Nenê, sorrindo. “Os outros times estão em três competições. Nós, em duas. Não falem que é só o Brasileiro. Ou a Sul-Americana não vale nada?”, argumentou.

A situação do São Paulo na Copa Sul-Americana se complicou após a derrota por 1 a 0 para o Colón, no Morumbi. O jogo de volta, que vale uma vaga nas oitavas de final, será disputado na quinta-feira de 16 de agosto, na Argentina.

“Atacamos, atacamos e tomamos o gol do Colón. Acontece. Mas ainda temos mais uma partida para reverter, então é bom o São Paulo contar com um elenco grande para ir longe também nessa competição”, afirmou Nenê, voltando a pensar em Everton Felipe.

De acordo com o coordenador de futebol Ricardo Rocha, a contratação do atleta que estava no Sport foi planejada justamente para Diego Aguirre ganhar uma alternativa a Nenê na armação central de jogadas. O veterano se enervou com o técnico uruguaio recentemente, ao ser substituído na vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, no Mineirão.


“Aquilo aconteceu no calor do jogo. Você quer estar lá dentro o tempo inteiro, ajudar. É totalmente normal. Depois, conversamos e tudo ficou de boa. Pensamos em fazer o melhor para o time”, minimizou Nenê, antes de ouvir que começava a ter status de ídolo são-paulino. “O que é isso? Já? Fico feliz quando falam isso, porque é uma coisa recíproca. Estou bastante honrado de vestir essa camisa, com uma motivação cada vez maior”, discursou.

“Quando o Raí aparece, as coisas mudam”, diz Everton Felipe sobre escolher o Tricolor

Everton Felipe deu detalhes sobre a negociação com o São Paulo antes de acertar com o clube nesta quarta-feira, dia em que treinou pela primeira vez com o restante do elenco. O novo atacante tricolor revelou que a interferência de Raí nas conversas foi fundamental para que ele aceitasse desembarcar no Morumbi mesmo com outros clubes apresentando ofertas melhores na mesa do Sport.


“Tinha uma negociação em andamento com o Flamengo, só que eu tive uma ligação do Raí. Quando o Raí liga para você, as coisas mudam. A partir daquele momento, falei para o Raí que queria vir para o São Paulo”, disse Everton Felipe à SpfcTV.

Além da interferência direta de Raí nas negociações, o São Paulo também contou com a influência de Diego Souza para convencer Everton Felipe e se transferir para o São Paulo. O jovem atacante já havia editado uma parceria de sucesso com um dos principais nomes do elenco comandado por Aguirre no Sport e agora terão a oportunidade de novamente fazer a diferença, desta vez para o Tricolor.

“O Sport já tinha uma proposta do Flamengo na mão, falaram que era melhor que a do São Paulo, mas bati o pé para vir para o São Paulo. Eles não queriam abrir mão da outra proposta, mas eu falei para eles que eu não iria. Foi aí que eles aceitaram. Pediram mais alguma coisa, e o São Paulo cedeu”, prosseguiu.

Essa “coisa” que Everton Felipe se refere diz respeito ao empréstimo de Morato ao Sport. Além dos R$ 6 milhões divididos em duas parcelas, o São Paulo também aceitou ceder um de seus jogadores para contar com o atacante rubro-negro.

Everton Felipe também comentou sobre sua relação com André Jardine, auxiliar técnico do São Paulo e ex-treinador do sub-20. Ele revelou que no passado, quando ainda jogava nas categorias de base, se tornou um dos alvos do profissional tricolor.


“Eu já joguei contra o Jardine várias vezes e ele já tentou me trazer para cá. Todo moleque quer jogar no São Paulo e, para mim, era um sonho que eu tinha desde moleque. Por já ser sondado, pelo Diego [Souza] que joga aqui também”, concluiu.

Everton Felipe revela por que escolheu o São Paulo e não o Flamengo

O São Paulo superou a concorrência do Flamengo na novela Everton Felipe e anunciou a contratação do meia-atacante do Sport nesta terça-feira (7). Em suas primeira palavras como jogador do Tricolor, ele explicou o motivo de ter preferido o time do Morumbi e fez uma revelação sobre o auxiliar André Jardine.

“Eu tinha uma negociação com o Flamengo, só que eu tive uma ligação do Raí. Quando o Raí liga para você, aí as coisas mudam. A partir daquele momento, falei para o Raí que queria vir para o São Paulo. O Sport já tinha uma proposta do Flamengo na mão, falaram que era melhor que a do São Paulo, mas bati o pé para vir para o São Paulo. Eles não queriam abrir mão da outra proposta, mas eu falei para eles que eu não iria. Foi aí que eles aceitaram. Pediram mais alguma coisa e o São Paulo cedeu“, contou Everton Felipe à SPFC TV.

Além do contato com Raí, Everton Felipe também contou que o fato de ter boa relação com André Jardine – atual auxiliar de Diego Aguirre e ex-técnico do sub-20 do São Paulo – pesou na decisão de seguir rumo ao Tricolor.

“Já joguei contra o Jardine várias vezes e ele já tentou me trazer para cá algumas vezes. Todo moleque quer jogar no São Paulo, e para mim era um sonho que eu tinha desde moleque. Por já ser sondado, pelo Diego (Souza) que joga aqui também. Tinha esse sonho de jogar aqui, por ter tido sondagens anteriores e graças a Deus está realizado“, acrescentou.

O reforço para o setor ofensivo do elenco de Aguirre será apresentado oficialmente nesta quinta-feira (9), mas já treinou com os companheiros na tarde desta quarta-feira (8), deu passes a gol e agora aguarda a publicação de seu nome no BID para ficar à disposição para estrear.

Para acertar a contratação Everton Felipe, o São Paulo cedeu o atacante Morato ao Sport por empréstimo até dezembro e pagará R$ 6 milhões pelo atacante. Serão R$ 3 milhões pagos à vista e a outra metade será paga o início da próxima temporada.

O jogador de 21 anos é o terceiro reforço do Tricolor após a Copa do Mundo da Rússia – o lateral-direito Bruno Peres e o meia-atacante Joao Rojas também chegaram neste período.

Após contratar Everton Felipe, Leco se diz satisfeito com elenco do São Paulo, mas não descarta saídas de jogadores

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, disse nesta terça-feira que o São Paulo não deve mais buscar reforços nesta temporada. O Tricolor anunciou nesta terça-feira o meia Everton Felipe, do Sport. Por outro lado, o dirigente não descartou a saída de alguns atletas.

– O São Paulo está satisfeito com o elenco que formou. Hoje, estamos felizes com a chegada de um novo grande jogador do futebol brasileiro, sempre abertos a quaisquer perspectivas de reforço. Mas, por enquanto, estamos formados. Esperamos chegar bem assim até o final do ano – afirmou Leco, durante o evento de inauguração do Caminho dos Ídolos, no Morumbi.

O São Paulo informou que o contrato de Everton Felipe será de empréstimo até o fim de 2019 e depois o clube deverá exercer o direito de compra. O atacante Morato foi envolvido na negociação.

O Sport divulgou a notícia de forma diferente: o Tricolor pagaria R$ 3 milhões de imediato. Existe uma cláusula de compra automática em janeiro e aí o Tricolor desembolsará os outros R$ 3 milhões relativos a 40% dos direitos do jogador.

Vai vender alguém?

Sem entrar em detalhes, Leco não fechou as portas para possíveis saídas de jogadores. As principais janelas internacionais fecham apenas em 31 de agosto. O último vendido pelo São Paulo foi o zagueiro e lateral-direito Éder Militão, negociado com o Porto, de Portugal.

– Não sei (se vai vender). É uma perspectiva que sempre existe, é um movimento natural no futebol. Hoje, aqui, tínhamos uns 36 ex-jogadores. Vários deles vestiram e honraram nossa camisa e saíram em algum determinado momento – disse o presidente.

Fonte: Globo Esporte

São Paulo acerta a contratação de Everton Felipe; Morato vai para o Sport

São Paulo e Sport chegaram a um acordo, e Everton Felipe vai reforçar o Tricolor, enquanto Morato será emprestado ao time de Recife. O meia-atacante, que vai assinar um contrato de quatro anos ao fim do empréstimo, é o terceiro reforço contratado pelos paulistas nesta janela de transferências. Antes, Bruno Peres e Joao Rojas fecharam com o clube.

Everton Felipe fez seis jogos pelo Sport no Brasileirão e não completou o sétimo justamente para poder ser negociado. Antes na mira do Flamengo, o jogador demonstrou vontade de atuar pelo São Paulo, onde vai reencontrar Diego Souza, com quem jogou no Leão.

– Está tudo confirmado. É bom que fique claro que o Sport negociou 40% dos direitos do jogador. Ainda ficamos com 5% – disse Guilherme Beltrão, vice-presidente de futebol do Sport.

Os moldes da venda são os seguintes: o São Paulo irá pagar R$ 3 milhões de imediato. Ao fim do contrato de empréstimo (que dura até maio de 2019), existe uma cláusula de compra automática e aí o Tricolor desembolsará os outros R$ 3 milhões relativos a 40% dos direitos do jogador. O Sport ainda ficou com 5% dos direitos do atleta – outros 25% pertencem ao próprio jogador e mais 30% ao Banco BMG, antigo parceiro do Leão.

Em troca, o Sport receberá, totalmente sem custos, o atacante Morato. Os salários do jogador serão pagos pelo São Paulo, com quem tem contrato até o final do ano. O atacante, que sofreu uma série de lesões e não estava sendo utilizado pelo técnico Diego Aguirre, está precisando pegar ritmo de jogo e aceitou ser envolvido na negociação. Além disso, ele era um desejo antigo da diretoria do Sport.

No São Paulo, Everton Felipe chega para ser mais uma opção de velocidade no ataque são-paulino, além de poder ser um eventual substituto de Nenê no meio de campo.

Sport e São Paulo duelam no próximo domingo, às 16, na Ilha do Retiro, pela 18ª rodada do Brasileirão. O Tricolor é o líder, com 35 pontos, e o Leão é o 12º, com 20.

Everton Felipe e São Paulo estão com negociações avançadas

O São Paulo está perto de anunciar mais uma contratação. Trata-se do meia Everton Felipe que está atuando no Sport. O jogador tem 21 anos e a negociação entre os dois clubes estão avançadas. O São paulo pretende comprar os direitos econômicos de Everton Felipe. Até agora, nenhum valor foi divulgado.


Everton já deixou claro, tanto para o Sport quanto para seus representantes, que está disposto a defender o clube do Morumbi. Isso passa pela amizade com Diego Souza, camisa 9 são-paulino e ex-companheiro de Everton no Sport.

Claudinei Oliveira, técnico do Sport, deixou claro que Everton Felipe quer jogar no São Paulo e o Sport precisa do dinheiro. Everton já nem treina mais com o grupo do Sport. As propostas do Flamengo e Cruzeiro são melhores, mas amizade com Diego Souza pesou muito a favor do Tricolor. Novela perto do fim.

– A gente sabe que ele está sendo negociado. Ele também tem vontade de sair para respirar novos ares. O clube também precisa da receita. Pelo que eu sei, a primeira opção dele é o São Paulo, apesar de parecer não ser a melhor proposta. Mas ter o Diego (Souza) facilitaria a ambientação dele”, comentou o treinador.

O São Paulo já fez duas propostas para contratar o meia de 21 anos. A última falava em empréstimo até o fim do Campeonato Paulista por R$ 2 milhões, deixando a compra dependente do rendimento nesse período e avaliada em R$ 4 milhões. A diretoria do Sport quer garantias de que conseguirá vender a revelação, por isso não se empolga com um pagamento parcelado.