Seleção Made in Cotia: veja escalação do século do São Paulo com jogadores revelados no clube

Durante o Século 21, o São Paulo revelou inúmeros jogadores em suas categorias de base. Uns fizeram mais sucesso do que outros, e o GloboEsporte.com elegeu uma seleção do Tricolor apenas com atletas que foram formados no clube.

Foi levada em consideração a expectativa criada pelo jogador, a ascensão na carreira, títulos conquistados no futebol e identificação com o torcedor.

Com isso, a seleção da base do Século 21 do São Paulo foi a seguinte:

Lucas Perri; Éder Militão, Rodrigo Caio, Breno e Fábio Santos; Casemiro, Hernanes, Oscar e Kaká; Lucas Moura e David Neres.

Abaixo, apresentamos pontos a serem destacados por cada jogador e por que merecem estar na lista dos melhores que surgiram das categorias de base do Tricolor.

Casemiro, Kaká e Lucas foram um dos principais revelados pelo São Paulo no Século — Foto: Editoria de arteCasemiro, Kaká e Lucas foram um dos principais revelados pelo São Paulo no Século — Foto: Editoria de arte

Casemiro, Kaká e Lucas foram um dos principais revelados pelo São Paulo no Século — Foto: Editoria de arte

Lucas Perri

Durante o período em que Rogério Ceni esteve no São Paulo (1990-2015), o goleiro deu poucas oportunidades para qualquer outro companheiro de posição. Com isso, os goleiros revelações praticamente não apareceram neste século.

Lucas Perri, revelado em 2018, então, desponta como aquele que pode ir contra essa estatística. Após passagem rápida pelo Crystal Palace, da Inglaterra, ele retornou de empréstimo e atualmente é o reserva imediato de Tiago Volpi.

  • Revelado em: 2018
  • Clubes em que atuou: São Paulo e Crystal Palace (empréstimo)
  • Títulos conquistados na carreira: nenhum
  • Onde está atualmente: São Paulo

Lucas Perri substitui Volpi em jogo do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.netLucas Perri substitui Volpi em jogo do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Lucas Perri substitui Volpi em jogo do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Éder Militão

Atualmente zagueiro, Militão despontou no São Paulo em 2017 como lateral-direito. As boas atuações lhe renderam a condição de titular e ele rapidamente se tornou peça fundamental no time de 2018.

Não demorou muito e foi negociado com o Porto, de Portugal, e logo em seguida com o Real Madrid, da Espanha. Alguns consideram que a queda de desempenho do São Paulo no segundo semestre de 2018 tem a ver com a saída de Militão no meio daquele ano.

  • Revelado em: 2017
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Porto e Real Madrid
  • Títulos conquistados na carreira: Supercopa da Espanha (Real Madrid) e Copa América (seleção brasileira)
  • Onde está: Real Madrid

Éder Militão durante treino do São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.netÉder Militão durante treino do São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net

Éder Militão durante treino do São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net

Rodrigo Caio

Embora tenha saído após uma relação conturbada com a torcida do São Paulo, Rodrigo Caio foi um dos grandes zagueiros revelados pelo clube. A falta de títulos importantes, porém, minou sua trajetória no Tricolor.

Revelado em 2011, o jogador defendeu o Tricolor em oito temporadas pelos profissionais antes de se transferir para o Flamengo, em 2019. Titular absoluto no clube carioca, acumulou conquistas no ano passado, incluindo a Libertadores.

  • Revelado em: 2011
  • Clubes em que atuou: São Paulo e Flamengo
  • Títulos conquistados na carreira: Copa Sul-americana (São Paulo), Libertadores, Recopa Sul-Americana, Campeonato Brasileiro, Supercopa do Brasil e Campeonato Carioca (Flamengo)
  • Onde está: Flamengo

Rodrigo Caio antes de jogo do São Paulo, no Morumbi — Foto: Marcos RibolliRodrigo Caio antes de jogo do São Paulo, no Morumbi — Foto: Marcos Ribolli

Rodrigo Caio antes de jogo do São Paulo, no Morumbi — Foto: Marcos Ribolli

Breno

Logo em seu primeiro ano como profissional, Breno entrou para a seleção do Campeonato Brasileiro de 2007 como o melhor zagueiro pelo lado direito. O São Paulo foi campeão do torneio daquele ano.

A rápida ascensão fez o jogador ser vendido ao alemão Bayern de Munique no ano seguinte por R$ 31 milhões. Em 2011, Breno foi preso na Alemanha por incendiar a sua própria casa e, desde 2015, tenta retomar a carreira de jogador.

  • Revelado em: 2007
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Bayern de Munique, Nurnberg e Vasco da Gama
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Brasileiro (São Paulo), Campeonato Alemão (Bayern de Munique)
  • Onde está: Vasco da Gama

Breno em treino do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / site oficial do São Paulo FCBreno em treino do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / site oficial do São Paulo FC

Breno em treino do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / site oficial do São Paulo FC

Fábio Santos

Sim, o Fábio Santos foi revelado pelo São Paulo. O lateral-esquerdo não tem quase nenhuma identificação com o Tricolor, mas saiu da base do clube em 2003. Ele foi campeão da Libertadores e do Mundial em 2005, mas era reserva na ocasião. Como titular e muitas vezes protagonista, Fábio Santos fez história mesmo no rival Corinthians, onde tem maior idolatria após títulos importantes.

  • Revelado em: 2003
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Kashima Antlers, Cruzeiro, Monaco, Santos, Grêmio, Corinthians, Cruz Azul e Atlético-MG
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Paulista, Libertadores e Mundial de Clubes (São Paulo); Campeonato Gaúcho (Grêmio); Brasileirão, Libertadores, Mundial de Clubes, Paulista e Recopa Sul-Americana (Corinthians); Campeonato Mineiro (Atlético-MG)
  • Onde está: Atlético-MG

Fábio Santos, lateral-esquerdo, do Atlético-MG — Foto: Bruno Cantini/Atlético-MGFábio Santos, lateral-esquerdo, do Atlético-MG — Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Fábio Santos, lateral-esquerdo, do Atlético-MG — Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Casemiro

Considerado um dos melhores volantes da atualidade, Casemiro despontou no São Paulo em 2010 com a promessa de justamente ser um jogador reconhecido mundialmente.

Após três anos de profissional e um título conquistado pelo Tricolor, ele foi comprado pelo Real Madrid. Após ganhar experiência no empréstimo ao Porto, retornou ao clube espanhol e se tornou titular absoluto.

  • Revelado em: 2010
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Porto e Real Madrid
  • Títulos conquistados na carreira: Copa Sul-Americana (São Paulo); Real Madrid: Mundial de Clubes (3 vezes), Liga dos Campeões da Europa (4 vezes), Supercopa da Uefa (2 vezes), Campeonato Espanhol, Copa do Rei e Supercopa da Espanha (2 vezes); Copa América (seleção brasileira)
  • Onde está: Real Madrid

Casemiro troca camisa do Real Madrid com Lugano, do São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter São PauloCasemiro troca camisa do Real Madrid com Lugano, do São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter São Paulo

Casemiro troca camisa do Real Madrid com Lugano, do São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter São Paulo

Hernanes

Além da forte identificação com o São Paulo, Hernanes foi peça fundamental em um dos momentos mais delicados da história do clube. Em 2017, ele retornou após passagem vitoriosa pela Europa e ajudou o Tricolor na briga contra o rebaixamento. Muitos consideram que ele foi o grande responsável por manter o time na primeira divisão.

  • Revelado em: 2005
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Santo André, Lazio, Inter de Milão, Juventus e Hebei Fortune
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Brasileiro (2 vezes) – (São Paulo); Copa da Itália (Lazio); Campeonato Italiano e Copa da Itália (Juventus); Copa das Confederações (seleção brasileira)
  • Onde está: São Paulo

Hernanes, durante jogo do São Paulo — Foto: Marcos RibolliHernanes, durante jogo do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Hernanes, durante jogo do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Oscar

Oscar tinha tudo para ser um ídolo são-paulino, mas uma guerra na Justiça, em 2009, fez a relação entre clube e jogador ficar estremecida. Na ocasição, o meia entrou em litígio com o São Paulo e conseguiu a rescisção contratual. Logo depois, assinou contrato com o Internacional.

No entanto, Oscar se tornou um dos grandes jogadores revelados pelo Tricolor ao se transferir para a Europa. Ganhou inúmeros títulos com o Chelsea e defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2014.

  • Revelado em: 2008
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Internacional, Chelsea e Shangai SIPG
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Brasileiro (São Paulo); Libertadores, Campeonato Gaúcho (2 vezes) e Recopa Sul-Americana (Internacional); Liga Europa, Campeonato Inglês (2 vezes) e Copa da Liga Inglesa (Chelsea); Campeonato Chinês e Supercopa da China (Shangai SIPG); Copa das Confederações (seleção brasileira)
  • Onde está: Shangai SIPG

Oscar em treino do São Paulo — Foto: site oficial / saopaulofc.netOscar em treino do São Paulo — Foto: site oficial / saopaulofc.net

Oscar em treino do São Paulo — Foto: site oficial / saopaulofc.net

Kaká

Kaká não conquistou títulos muito importantes pelo São Paulo, mas a sua projeção mundial após deixar o Tricolor fez do meia um dos jogadores da base mais importantes deste século para o clube. Após conquistar a Bola de Ouro da Fifa em 2007, ganhar a Copa do Mundo de 2002 com a Seleção e retornar ao São Paulo em 2014 depois de carreira vitoriosa na Europa, Kaká se tornou um ídolo são-paulino.

  • Revelado em: 2001
  • Clubes em que atuou: São Paulo, Milan, Real Madrid e Orlando City
  • Títulos conquistados na carreira: Torneio Rio-São Paulo e Supercampeonato Paulista (São Paulo); Campeonato Italiano, Supercopa da Itália, Liga dos Campeões, Supercopa da UEFA, Mundial de Clubes da Fifa (Milan); Copa do Rei, Supercopa da Espanha e Campeonato Espanhol (Real Madrid); Copa das Confederações (2 vezes) e Copa do Mundo (seleção brasileira)
  • Onde está: aposentado

Kaká em sua segunda passagem pelo São Paulo — Foto: Marcos RibolliKaká em sua segunda passagem pelo São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Kaká em sua segunda passagem pelo São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Lucas Moura

Revelado em 2010 pelo São Paulo, Lucas Moura teve uma ascensão meteórica e coroou sua breve passagem nos profissionais sendo um dos protagonistas do título da Copa Sul-Americana de 2012, última conquista do Tricolor. Mesmo após oito anos de sua saída, Lucas segue como a venda mais cara da história do clube. Em 2012, o atacante foi negociado com o PSG por R$ 108 milhões.

  • Revelado em: 2010
  • Clubes em que atuou: São Paulo, PSG e Tottenham
  • Títulos conquistados na carreira: Copa Sul-Americana (São Paulo); Campeonato Francês (5 vezes), Copa da França (3 vezes), Copa da Liga Francesa (4 vezes) e Supercopa da França (4 vezes) – (PSG); Copa das Confederações (seleção brasileira)
  • Onde está: Tottenham

Lucas Moura em partida pelo São Paulo — Foto: Agência EstadoLucas Moura em partida pelo São Paulo — Foto: Agência Estado

Lucas Moura em partida pelo São Paulo — Foto: Agência Estado

David Neres

Foram apenas oito jogos pelos profissionais do São Paulo, o suficiente para David Neres cair nas graças do torcedor são-paulino. Em 2016, o atacante surgiu na reta final do Campeonato Brasileiro e fez partidas que empolgaram.

No entanto, no início de 2017, ele foi negociado com o Ajax e frustrou o sonho dos torcedores que queriam ver o jovem jogador no Tricolor. Rapidamente adaptado ao futebol europeu, David Neres se tornou peça fundamental no clube holandês.

  • Revelado em: 2016
  • Clubes em que atuou: São Paulo e Ajax
  • Títulos conquistados na carreira: Campeonato Holandês (Ajax); Copa América (seleção brasileira)
  • Onde está: Ajax

David Neres fez um dos gols na vitória por 4 a 0 do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.netDavid Neres fez um dos gols na vitória por 4 a 0 do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

David Neres fez um dos gols na vitória por 4 a 0 do São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

 

Lance

São Paulo anuncia férias coletivas a todas as categorias de base

São Paulo anunciou nesta segunda-feira (6) que dará férias coletivas a todas as categorias de base a partir da próxima semana. Funcionários, comissões técnicas e atletas do sub-15, sub-17 e sub-20 serão liberados entre os dias 13/4 e 4/5.

O Tricolor já havia dado férias aos departamentos de futebol masculino e feminino. A decisão se deve à pandemia do novo coronavírus e coincide com os esforços exercidos pela CBF e FPF. Todas as competições nacionais e internacionais estão paralisadas.

Todos os atletas, apesar de liberados, contarão com acompanhamento à distância (por vídeos) dos preparadores físicos, permanecendo ativos, em casa, e dispondo dos setores de assistência social, psicologia, pedagogia, departamento médico, comissão técnica, além da diretoria e apoio administrativo.

Desde o dia 16 de março as atividades das categorias de base do São Paulo foram suspensas, incluindo a disputa da Copa do Brasil sub-17. As equipes tricolores também se preparavam para o início da Copa do Brasil sub-20 e Campeonatos Paulistas júnior, juvenil e infantil que estavam marcados para começar no primeiro final de semana de abril.

Desde o avanço da pandemia no Brasil, funcionários do São Paulo receberam instruções e, inclusive, contaram com uma palestra no CFA de Cotia para se prevenirem em relação ao coronavírus. A partir do dia 3 de março, foi ampliada a disponibilidade de ácool em gel e folhetos informativos em pontos estratégicos do complexo das categorias de base tricolor.

As famílias dos atletas também receberam kits com álcool em gel e folhetos. Para evitar aglomerações, os horários das refeições no refeitório foram alterados, e os funcionários dos grupos de risco também foram liberados das atividades.

ESPN

São Paulo acerta venda de volante formado em Cotia para time espanhol

O São Paulo acertou a transferência de Cássio, garoto criado nas categorias de base do clube, para o Leganés, da Espanha. Restam apenas alguns detalhes para que a venda seja anunciada oficialmente, mas o volante já está a caminho de Madri para assinar por quatro temporadas.

Não foram divulgados ainda os valores que serão pagos pelo Leganés ao Tricolor Paulista, que precisa vender atletas neste ano para compensar um déficit de R$ 180 milhões registrado em 2019 e para sustentar um elenco caro no profissional. O que é certa é a manutenção de 30% dos direitos econômicos para o time do Morumbi.

Cássio estava emprestado ao Portimonense, de Portugal, mas jogou apenas pela equipe sub-23. No fim do último ano, sofreu uma lesão e precisou voltar ao Brasil para fazer o tratamento. Ele vinha postando vídeos da recuperação em Cotia e sensibilizou torcedores ao postar uma foto do São Paulo sub-20 de 2018 e dizer que apenas ele não estava conseguindo crescer na carreira.

Na mesma proporção em que sempre foi tratado como promessa no Tricolor, Cássio sempre gerou preocupação no clube por seu comportamento. Irreverente e provocativo, caiu nas graças da torcida ao zoar a torcida do Palmeiras após a conquista da Supercopa do Brasil Sub-20 em 2018 no Allianz Parque. Ali, também gravou vídeo com música que também ironizava o rival e acabou viralizando.

Pouco depois, no entanto, chegou a ser cortado de jogos por indisciplina e ainda ficou marcado por arriscar um pênalti de cavadinha na Copa São Paulo de 2019, contra o Cruzeiro. O lance poderia ter custado a eliminação do São Paulo, mas o time terminou o torneio como campeão. Cássio levou bronca e foi colocado à disposição no mercado da bola.

UOL

Saiba quais jogadores da Copinha o São Paulo pode aproveitar no profissional

Apesar do São Paulo não ter feito contratações para temporada 2020, a eliminação precoce na Copinha pode significar a chegada de alguns reforços para o elenco comandado por Fernando Diniz.

Reserva na conquista da última Copa São Paulo de Futebol Júnior, Rodrigo Fasson foi titular absoluto nesta edição da competição e se destacou entre os zagueiros. Aos 18 anos, o defensor, que é considerado uma das principais joias da base são-paulina, pode ser promovido para o profissional, uma vez que Walce será desfalque do Tricolor por mais de seis meses.

Outro destaque da 51ª edição da Copinha foi Lucas Sena. Em apenas sete jogos, o também jogador de 18 anos foi responsável por servir quatro assistências e outros 11 passes para finalização. O lateral-direto também participou da campanha vitoriosa em 2019.

Também na lateral, Welington vive a expectativa de voltar ao elenco profissional. O defensor, que foi relacionado para a última partida do Tricolor no Brasileirão, quando o CSA foi derrotado por 2 a 1, é extremamente físico e pode ser uma boa opção para o lado esquerdo do São Paulo.

Apesar de não ter atuado como titular em nenhuma das quatro partidas que disputou, Rodrigo Nestor mostrou muita qualidade quando esteve em campo. O meio-campista de apenas 19 anos fez um gol e teve 90% de precisão nos passes. Além das estatísticas, o jogador mostrou muita personalidade.

No setor ofensivo, a opção é Antonio Galeano. Nascido no Paraguai, o atacante se destacou defendendo o Rubio Ñu e as seleções de base do seu país antes de assinar um contrato de empréstimo com o São Paulo. Sempre pelos lados do campo, o ponta foi às redes cinco vezes e teve duas assistências durante essa campanha da Copinha.

Onefootball

São Paulo elimina o Coritiba e está nas quartas de final da Copinha

O São Paulo confirmou seu crescimento durante a Copinha, venceu o Coritiba por 3 a 1 e avançou para as quartas de final da competição. Com amplo domínio durante a partida, realizada nesta quinta-feira, no Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, o Tricolor superou o adversário e a chuva com belos gols, permanecendo na briga por mais um título. O lateral-direito Lucas Sena foi o destaque do duelo pelas oitavas de final.

Logo no começo do jogo, os são-paulinos confirmaram o favoritismo e tiveram dez minutos de grande futebol, reforçando a evolução dos garotos desde a primeira fase. Nesse período foram três grandes chances de gol, Galeano ficou perto de abrir o placar aos quatro e aos seis minutos da primeira etapa. Pouco tempo depois, Gabriel Falcão também assustou a zaga do time paranaense.

O gol parecia questão de minutos. Primeiro Maia acertou um belo chute colocado da entrada da área, que ganhou ainda mais dificuldade por conta da chuva, mas o goleiro do Coxa, Marcão, fez uma defesaça. No lance seguinte, o mesmo Maia aproveitou rebote e emendou chute de fora da área, dessa vez sem chances para o arqueiro adversário alcançar.

A chuva, que não parou, acabou travando o ímpeto do São Paulo, especialmente após a abertura do placar. Com jogo brigado no meio-campo, o domínio ainda era dos paulistas, porém com menos chances de balançar a rede. Os paranaenses, por sua vez, não conseguiram ameaçar a zaga tricolor.

Na segunda etapa, o temporal parece ter ganhado força, mas acabou embalando o São Paulo para tentar definir logo a classificação. E não demorou muito para isso acontecer. Aos seis minutos, Sena aproveitou sobra de um escanteio e tocou para Juan, que saiu da marcação com um drible de corpo e chutou rasteiro, com força, por baixo do bom goleiro Marcão.

O ímpeto tricolor não parou por aí e o time continuou buscando o ataque, levando perigo constante para a zaga do Coritiba. Aos 16 minutos, Galeano recebeu na direita, cortou para o meio e, de pé esquerdo, finalizou com força, a meia altura, no canto esquerdo do arqueiro adversário. 3 a 0 para o São Paulo.

Em um momento de descuido são-paulino, Marcos Ulisses deu belo passe enfiado para José Daniel, que avançou com a bola e chutou na saída do goleiro Matheus Cunha, que ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol de honra do Coxa, que ameaçou crescer na reta final do jogo. Sem sucesso.

O São Paulo ameaçou outras vezes e poderia ter goleado, mas parou em Marcão e o resultado permaneceu o de 3 a 1. Vitória garantida e classificação selada para as quartas de final da Copinha. O próximo adversário do Tricolor será o Oeste, no próximo sábado, às 21h30, na Arena Barueri.

Lance

Após terminar 2019 na base, Helinho tem nova chance no São Paulo

Helinho como titular vem sendo uma das principais notícias da pré-temporada do São Paulo. O atacante de 19 anos começou no time principal os dois jogos-treinos realizados no CT de Cotia – vitória sobre a Caldense e derrota para o Juventus. Para quem terminou o ano passado devolvido à base, é um renascimento.

A condição atual do atacante não seria sequer cogitada poucos dias atrás. Helinho não desempenhou um bom futebol em 2019 e, sob o comando de Fernando Diniz, chegou a ser emprestado para o time sub-20 na reta final do Campeonato Brasileiro.

Nas oportunidades dadas neste início de preparação para a temporada, o jogador não decepcionou. Ele dá sinais de que pode ter nova reviravolta após surgir como uma das grandes joias em 2018. Nos 6 a 1 sobre a Caldense, por exemplo, foi o responsável por dois gols e por boas jogadas pelos lados do campo.

Altos e baixos?
O início de Helinho no São Paulo foi promissor. Logo em sua estreia pelos profissionais, diante do Flamengo, pelo Brasileirão de 2018, ele marcou um golaço no Morumbi e deu esperanças para o torcedor tricolor. O jogou terminou 2 a 2.

Mas a previsão não se concretizou. Embora tenha sido utilizado na Copa Libertadores como titular, ele perdeu espaço no elenco e, em menos de um ano, foi parar novamente nas categorias de base. Em 25 jogos, aquele gol contra o Flamengo foi o único como profissional.

Na última rodada do Brasileirão do ano passado, Helinho foi titular contra o CSA, partida que marcou a ida de praticamente uma delegação inteira de jogadores formados em Cotia para Alagoas. O atacante se destacou no primeiro tempo, mas aos 2 minutos da etapa final foi expulso e quase comprometeu a vitória por 2 a 1.

Embora tenha decepcionado, o jogador parece ter entendido que 2020 pode ser um recomeço. Tanto que o São Paulo estima que Helinho retornou das férias com 4kg a mais de massa magra – algo considerado positivo pelo fato de ele ainda ser franzino.

Nos treinos abertos que a imprensa pôde acompanhar, o jogador se mostrou empenhado e dividindo jogadas de força. Outra característica que voltou a aparecer foi a finalização de longa distância. Canhoto, o atacante tem como algumas das principais armas o chute forte e a precisão, algo que pouco apareceu em 2019.

Com Antony na seleção brasileira olímpica até fevereiro, a escalação de Helinho no lado direito do ataque faz com que o time não perca a forma de jogar: velocidade e habilidade pelas pontas e um meio de campo dinâmico.

Dentro e fora do clube, há opiniões de que Helinho é um jogador melhor e com mais recursos do que Antony. Mas o entorno do jogador é menos estruturado.

E Helinho tem data para um novo passo na recuperação de seu futebol: no dia 22 de janeiro, o São Paulo estreia no Campeonato Paulista diante do Água Santa no Morumbi.

Globo Esporte

Em despedida de Cotia, São Paulo perde jogo-treino para o Juventus

No último dia de atividades do CFA de Cotia, o São Paulo disputou um jogo-treino com o Juventus e perdeu por 1 a 0. O único gol da atividade foi marcado pelo volante reserva Rocha. A partir desta quinta-feira, o elenco retorna à capital para parte final da pré-temporada no CT da Barra Funda.

O técnico Fernando Diniz escalou um time em cada tempo. Na primeira etapa, a equipe titular contou com: Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Dani Alves e Hernanes; Helinho, Pablo e Vitor Bueno.

Já no segundo tempo, o time foi composto por Lucas Perri (Junior); Igor Vinícius, Luan, Anderson Martins e Léo; Jucilei, Liziero e Shaylon (Brenner); Everton, Pato e Toró (Fabinho).

Durante a semana, o time são-paulino enfrentou a Caldense-MG e goleou por 6 a 1, com gols de Helinho (2), Reinaldo, Vitor Bueno, Bruno Alves e Léo.

O elenco tricolor se reapresentou na última quarta-feira e iniciou a pré-temporada de 2020. Na próxima quarta-feira, a equipe faz sua estreia, em duelo contra o Água Santa, às 21h30 (Brasília), no Morumbi, pelo Campeonato Paulista.

Gazeta Esportiva

Clube do São Paulo é quem mais forma jogadores para a Série A, mas usa menos da metade no próprio elenco

O São Paulo é o maior formador de jogadores que atuam no Campeonato Brasileiro, mas só consegue aproveitar menos da metade em seu elenco principal.

Esta é uma das conclusões do Centro Internacional de Estudo de Esportes (CIES), que analisou dados das quatro ligas de futebol mais ricas da América Latina: Brasil, Argentina, Chile e México.

De acordo com o instituto, o São Paulo formou 31 atletas que disputaram a edição passada da Série A. Mas “apenas” 13 fizeram parte do elenco tricolor em 2019.

Entre os aproveitados no Morumbi, os destaques são o meia Igor Gomes e o atacante Antony, referências na campanha que garantiu uma vaga na Copa Libertadores de 2020.

Na contramão, estão nomes como o zagueiro Rodrigo Caio e o volante Willian Arão, campeões brasileiros pelo Flamengo e formados na categoria de base são-paulina.

No ranking apresentado pelo estudo, quatro clubes argentinos aparecem à frente do São Paulo: Boca Juniors (46 atletas formados para a própria liga local), Vélez Sarsfield e River Plate (empatados com 39) e Newell’s Old Boys (33).

Do Brasil, estão, atrás do São Paulo, outros cinco clubes: Botafogo (29 formados), Internacional (27 formados), Santos (25 formados), Grêmio e Flamengo (22 formados cada).

O estudo aponta também a liga mexicana como a, entre as quatro analisadas, que oferece mais minutos em campo aos jogadores estrangeiros e a Argentina disparada como maior provedora de atletas para as demais ligas da América Latina.

ESPN

São Paulo joga bem, vence o Flamengo-SP e avança na Copinha

O São Paulo venceu o Flamengo de Guarulhos por 5 a 0 na noite deste domingo, no Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, e avançou para enfrentar o Santa Cruz na terceira fase da Copa São Paulo Júnior. A FPF divulgará data, horário e local da partida em breve.

Os gols do Tricolor foram marcados por Galeano, Gabriel Falcão, Juan, Maia e Rodrigo Nestor – este último, remanescente do título de 2019 e principal nome deste grupo, entrou no segundo tempo, fazendo sua estreia na competição após se recuperar de tendinite no joelho esquerdo.

Esta talvez tenha sido a melhor atuação do Tricolor na Copinha. O técnico Orlando Ribeiro escalou a equipe com duas novidades: Fasson, recuperado de lesão no tornozelo, retornou à zaga no lugar de Matheus, enquanto Maia ganhou a vaga de Talles Costa e foi o destaque ofensivo são-paulino. A saída forçada do lateral-direito Anilson, machucado logo aos sete minutos do primeiro tempo, também acabou colaborando: Sena entrou muito bem e deu a assistência para o primeiro gol, marcado por Galeano.

O placar poderia ter ficado mais elástico ainda no primeiro tempo, já que Maia acertou duas bolas na trave, mas isso só foi acontecer na etapa final. Gabriel Falcão, com um chute da entrada da área, fez 2 a 0. O terceiro foi de Juan, que recebeu cruzamento de Galeano e deslocou o goleiro. Maia fez o quarto aproveitando uma sobra e, por fim, Nestor tocou na saída do goleiro após receber de Talles Costa – os dois haviam acabado de entrar.

Lance

Recuperado de lesão, Everton treina em campo com o elenco do São Paulo

O São Paulo se reapresentou sem reforços nesta quarta-feira, no CT da Barra Funda, mas recebeu uma boa notícia após as férias do elenco. Everton, que estava afastado por conta de lesão, retornou do período de descanso recuperado e já treinou com o elenco no primeiro dia de atividades em 2020.

Com um problema ligamentar no joelho direito, o meia-atacante não atua desde o dia 25 de setembro de 2019, na derrota do Tricolor para o Goiás por 1 a 0, no Morumbi, coincidentemente o último jogo de Cuca. O duelo pelo Brasileirão desencadeou a demissão do treinador são-paulino.

Dessa forma, Everton ainda não entrou em campo sob o comando de Fernando Diniz, que foi o sucessor de Cuca no cargo. Durante esse período de quase três meses e meio afastado, o meia esteve sob os cuidados do Reffis, inclusive com tratamento durante as férias do elenco, mas já está liberado para ir a campo.

Everton já treinou na manhã desta quarta-feira, e esteve no gramado junto com o restante do elenco que se reapresentou para a pré-temporada no CT da Barra Funda. A primeira atividade de 2020 não foi aberta para a imprensa, mas algumas imagens publicadas pelo clube mostram a movimentação do meia.

Dessa forma, ele é mais um atleta a ficar disponível para o técnico Fernando Diniz. Ele pode ser opção para atuar pela beirada do campo, caindo pela esquerda, posição em que Vitor Bueno se destacou, ou até pela meia. Fato é que sem novas contratações, o time “ganha” um reforço para o setor ofensivo.

Ainda nesta tarde de quarta-feira, Everton segue com a delegação que viaja para o CT de Cotia. Por lá, o grupo ficará concentrado e dará sequência na pré-temporada por cerca de dez dias, de olho na estreia do Paulistão, no dia 22 de janeiro, quarta-feira, às 21h30, no Morumbi, contra o Água Santa.

Lance

Copa São Paulo: veja a provável escalação do Tricolor Paulista para o jogo contra o Palmeira-RN

O São Paulo volta a campo na noite desta terça-feira (7), pela segunda rodada da Copinha 2020. Pela frente, os meninos de Cotia terão o Palmeira-RN. A bola rola logo mais, 21h30, horário de Brasília, no estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo.

Para este importante compromisso, o São Paulo não deve contar com mudanças em sua formação inicial. O volante Rodrigo Nesto, com tendinite, ainda é dúvida. Sua presença não está confirmada. O jogador ficou de fora da estreia na Copinha, no empate em 0 a 0 com o Operário-PR.

Provável São Paulo:
A provável escalação do Tricolor Paulista para o jogo desta terça-feira é a seguinte: Matheus Cunha; Anilson, Matheus, Fasson e Welington; Marcos Junior, Ed Carlos, Talles Costa e Galeano; Vitinho e Kevin.

A bola rola às 21h30, para São Paulo e Palmeira-RN, pela segunda rodada da fase de grupos da Copinha de 2020. O Tricolor Paulista soma um ponto e divide a vice-liderança com o Operário-PR. Já o Palmeira-RN é o lanterna da chave ainda sem pontos conquistados. O líder é o EC São Bernardo.

Torcedores.com

Conheça os garotos de Cotia que vão defender o São Paulo contra o CSA

No elenco desde 2015, Lucas Perri deve ganhar chance como titular. (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Júnior foi promovido ao elenco principal em 2018. (Foto: Sérgio Barzaghi)

Thiago Couto foi campeão da Copa São Paulo 2019 e ganhará chance entre os relacionados. (Foto: Sérgio Barzaghi)

LEIA TAMBÉM: Diretoria do São Paulo pretende negociar dois medalhões em 2020

O lateral-esquerdo Wellington Damascena também venceu a Copa São Paulo. O defensor compõe a equipe Sub-20 e será novidade no elenco principal (Foto: Divulgação/São Paulo)

O lateral-esquerdo Patryck foi campeão mundial sub-17 com a Seleção Brasileira. A jovem promessa passou da equipe sub-17 direto para o elenco relacionado. (Foto: Divulgação/CBF)

Outro campeão da Copa São Paulo, Caio Felipe é o único lateral-direito de Cotia relacionado. (Foto: Divulgação/São Paulo)

No elenco profissional desde o início do ano, o zagueiro Walce de 20 anos já fez quatro jogos pelo Tricolor. (Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Campeão da Copa São Paulo, o zagueiro Lucas Fasson é um dos destaques do Tricolor no sub-20 e ganhará sua primeira oportunidade com Diniz. (Foto: Divulgação/São Paulo)

Polivalente, Diego Costa foi campeão da Copa São Paulo e treina com a equipe principal desde o meio do ano. O jovem joga como volante e zagueiro. (Foto: Ruben Chiri/São Paulo)

Dupla de Diego na Copa Sâo Paulo, Rodrigo Nestor é outro promissor volante do Tricolor, que atua na equipe Sub-20. (Foto: Divulgação/São Paulo)

O volante Rafael foi reserva na conquista da Copa São Paulo e joga na equipe Sub-20 do Tricolor. (Foto: Divulgação/São Paulo)

Promovido em 2018, o volante Luan entrou em campo 41 vezes pelo São Paulo e é um dos jogadores mais experientes do elenco que viajou para Alagoas. (Foto: Ruben Chiri/São Paulo)

O volante Liziero foi promovido em 2017 e já vestiu a camisa do São Paulo 68 vezes. (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Outro campeão do Mundial Sub-17 pela Seleção Brasileira, o meia Talles terá sua primeira chance no elenco principal. (Foto: Divulgação/CBF)

O meio-campista Igor Gomes foi promovido em 2018 e ganhou espaço em 2019. O jovem de 20 anos já jogou 37 partidas pelo Tricolor. (Foto: Ruben Chiri/São Paulo)

O meio-campista Pedrinho forma o Sub-17 do São Paulo e terá a sua primeira chance no elenco profissional neste domingo. (Foto: Divulgação/São Paulo)

Camisa 10 do São Paulo na Copinha, o meia Gabriel Sara foi promovido ao elenco principal do Tricolor neste ano e já fez cinco jogos pelo Brasileiro. (Foto: Ruben Chiri/São Paulo)

O meia-atacante Danilo foi reserva do São Paulo na conquista da Copinha de 2019 e forma o time sub-20 do Tricolor. O jovem de 20 anos terá sua primeira chance no elenco profissional. (Foto: Divulgação/São Paulo)

Promovido em 2018, o atacante Helinho poderá ter nova chance entre os titulares do Tricolor. O jovem de 20 anos tem 24 jogos pelo clube. (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O jovem atacante Juan compõe a equipe Sub-17 do Tricolor e também terá sua primeira oportunidade no elenco principal. (Foto: Divulgação/São Paulo)

Destaque do Sub-20 do São Paulo em 2018, o atacante Toró foi promovido em 2019 e já fez 19 partidas pelo Tricolor, com dois gols. (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Gazeta Esportiva

São Paulo pode usar até garoto de 16 anos contra o CSA; veja provável time

Com a sexta colocação garantida — e consequentemente uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América —, o São Paulo vai usar a última rodada do Campeonato Brasileiro para fazer testes. A tendência é que o técnico Fernando Diniz use apenas um titular no confronto com o CSA, às 16h de amanhã (8), e dê chances a jovens que ainda não estrearam no profissional.

O titular com mais chances de atuar é Igor Gomes. O meia participou do treino de ontem, quando os demais titulares e os jogadores mais velhos do elenco nem sequer foram a campo. Diniz pode usá-lo para deixar esse time alternativo mais competitivo. Nessa linha, os volantes Luan e Liziero são outros que podem iniciar o confronto no Rei Pelé, em Maceió.

Antony corre por fora. Ele também treinou na sexta, mas ainda não sabe se vai acompanhar a delegação. Assim, o duelo com o Internacional na última quarta-feira pode ter sido seu último jogo pelo São Paulo. Ele tem proposta do RB Leipizig, da Alemanha, e uma venda desse porte pode ajudar a sanar os problemas financeiros do Tricolor.

Quem tem mais chance de estrear como profissional é Diego, capitão da conquista da Copa São Paulo em janeiro. Diniz pode usá-lo como zagueiro ao lado de Walce ou ainda como volante. Lucas Perri, que está no profissional desde 2017 e ainda não estreou, deve ser o goleiro titular. Igor Vinícius e Léo, já com mais rodagem, ficam nas laterais.

No banco de reservas, será possível ver jovens que não poderão mais defender o sub-20 na próxima temporada, como o lateral-direito Caio, ou promessas do sub-17, como o lateral-esquerdo Patryck, que tem apenas 16 anos e foi campeão mundial da categoria com a seleção brasileira recentemente.

Provável escalação: Lucas Perri, Igor Vinícius, Walce, Diego e Léo; Luan, Liziero e Igor Gomes; Helinho, Toró e Antony (Gabriel Sara).

Suspenso: Bruno Alves

Lesionados: Everton, Raniel e Rojas

UOL

Escalação do São Paulo: Diniz deve montar time que pega o CSA com maioria de garotos da base

Já classificado para a fase de grupos da Libertadores, o São Paulo deve entrar em campo contra o CSA, no próximo domingo, pela última rodada do Brasileirão, com um time repleto de jogadores das categorias de base.

Nesta sexta-feira, apenas os reservas e atletas do sub-17 ao sub-20 treinaram no CT da Barra Funda. As exceções foram Antony e Igor Gomes, que completaram a atividade.

Treino São Paulo com garotos da base — Foto: Eduardo RodriguesTreino São Paulo com garotos da base — Foto: Eduardo Rodrigues

Treino São Paulo com garotos da base — Foto: Eduardo Rodrigues

 

O time que deve ir a campo deve ter apenas três jogadores que não foram revelados nas categorias de base do Tricolor: Igor Vinicius, Léo e Calazans.

Com isso, a provável escalação deve ter: Lucas Perri, Igor Vinicius, Diego, Walce e Léo; Luan, Liziero, Gabriel Sara, Helinho, Toró e Calazans.

Entre os relacionados, as novidades devem ser: Rodrigo Nestor (volante), Caio Felipe (lateral-direito), Danilo (atacante), Rafael (volante) Talles (meia), Patryck (lateral-esquerdo), Fasson (zagueiro), Wellington (lateral-esquerdo), João Pedro (volante), Juan (atacante) e Pedrinho (meia).

Globo Esporte