Conheça Galeano, o paraguaio artilheiro do São Paulo na Copinha

Os jogadores do São Paulo na Copinha deixaram boa impressão mesmo com a eliminação nas quartas de final da competição, para o Oeste. Mas um em especial despertou os olhares dos torcedores.

Trata-se de Antonio Galeano. O atacante de 19 anos foi o artilheiro da equipe na competição, com cinco gols, e ficou caracterizado por seu estilo intenso dentro de campo.

Galeano, do São Paulo, comemora gol contra o Santa Cruz na Copinha — Foto: RICHARD CALLIS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOGaleano, do São Paulo, comemora gol contra o Santa Cruz na Copinha — Foto: RICHARD CALLIS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Galeano, do São Paulo, comemora gol contra o Santa Cruz na Copinha — Foto: RICHARD CALLIS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

 

Nascido em Assunção, no Paraguai, Galeano chamou a atenção do São Paulo no final de 2018, quando atuava pelo clube paraguaio Rubio Ñu. No início de 2019, o Tricolor oficializou o empréstimo após a Copinha, conquistada justamente pelo Tricolor.

Inicialmente, o empréstimo de Galeno com o São Paulo era até o final do ano passado. As boas atuações na temporada, porém, fizeram o clube paulista estender o vínculo por mais uma temporada por 100 mil dólares (cerca de R$ 400 mil).

Caso o São Paulo queira permanecer com o atacante em definitivo, precisará desembolsar até o dia 31 de dezembro mais 600 mil dólares (cerca de R$ 2,5 milhões) por 60% dos direitos econômicos do jogador. Este será o último ano do atacante nas categorias de base.

O técnico Fernando Diniz ainda não sinalizou uma promoção de Galeano aos profissionais. A possibilidade é que o paraguaio ganhe algumas oportunidades de treinar com o elenco principal, prática comum com os demais atletas da base do Tricolor.

No atual plantel, Diniz conta para o ataque com Pablo, Alexandre Pato, Helinho, Brenner, Danilo Gomes, Fabinho, Antony, Everton, Vitor Bueno e Toró.

Globo Esporte

Campeão da Copinha, Caio Felipe renova com São Paulo e vai para o CSA

O São Paulo renovou o contrato do lateral-direito Caio Felipe, de 20 anos, e o emprestou ao CSA até dezembro de 2020. O jovem revelado em Cotia tinha vínculo até metade deste ano e ampliou até metade de 2022.

Caio foi titular na conquista da Copa São Paulo Júnior de 2019 e chegou a fazer alguns treinos com o elenco profissional ao longo do ano. Foi relacionado uma única vez, na última rodada do Brasileirão, e ficou no banco justamente contra o CSA – com uma delegação repleta de garotos, o Tricolor venceu por 2 a 1.
Havia a expectativa de que Caio fosse emprestado para uma equipe do exterior, mas a insistência do CSA em contratá-lo acabou pesando.

Assim como o goleiro Thiago Couto e os atacantes Danilo Gomes e Fabinho, que se apresentaram para a pré-temporada com o elenco profissional, Caio estourou a idade para atuar na base. Ele se apresentou no CT da Barra Funda porque já estava definido que não teria espaço no elenco, já que a posição tem Juanfran, Igor Vinícius e Daniel Alves à disposição.

O São Paulo renovou com Thiago Couto ano passado e está próximo de acordo com Danilo. Fabinho tem negociações emperradas, mas a situação pode mudar se ele for aprovado por Diniz.

Lance

Saiba quais jogadores da Copinha o São Paulo pode aproveitar no profissional

Apesar do São Paulo não ter feito contratações para temporada 2020, a eliminação precoce na Copinha pode significar a chegada de alguns reforços para o elenco comandado por Fernando Diniz.

Reserva na conquista da última Copa São Paulo de Futebol Júnior, Rodrigo Fasson foi titular absoluto nesta edição da competição e se destacou entre os zagueiros. Aos 18 anos, o defensor, que é considerado uma das principais joias da base são-paulina, pode ser promovido para o profissional, uma vez que Walce será desfalque do Tricolor por mais de seis meses.

Outro destaque da 51ª edição da Copinha foi Lucas Sena. Em apenas sete jogos, o também jogador de 18 anos foi responsável por servir quatro assistências e outros 11 passes para finalização. O lateral-direto também participou da campanha vitoriosa em 2019.

Também na lateral, Welington vive a expectativa de voltar ao elenco profissional. O defensor, que foi relacionado para a última partida do Tricolor no Brasileirão, quando o CSA foi derrotado por 2 a 1, é extremamente físico e pode ser uma boa opção para o lado esquerdo do São Paulo.

Apesar de não ter atuado como titular em nenhuma das quatro partidas que disputou, Rodrigo Nestor mostrou muita qualidade quando esteve em campo. O meio-campista de apenas 19 anos fez um gol e teve 90% de precisão nos passes. Além das estatísticas, o jogador mostrou muita personalidade.

No setor ofensivo, a opção é Antonio Galeano. Nascido no Paraguai, o atacante se destacou defendendo o Rubio Ñu e as seleções de base do seu país antes de assinar um contrato de empréstimo com o São Paulo. Sempre pelos lados do campo, o ponta foi às redes cinco vezes e teve duas assistências durante essa campanha da Copinha.

Onefootball

São Paulo aguarda ofertas por atacante que foi artilheiro da Copinha

Artilheiro e campeão da Copa São Paulo de 2019, Gabriel Novaes ainda não sabe onde vai jogar nesta temporada. O garoto revelado pelo São Paulo está vinculado por empréstimo ao Barcelona B, mas busca novos ares no mercado da bola. Até agora, o Tricolor Paulista só recebeu sondagens e aguarda ofertas concretas.

O São Paulo estuda o que fazer. É possível que o Barça apenas repasse o jovem por seis meses, até o empréstimo aos espanhóis terminar em junho. No segundo semestre de 2019, por exemplo, o time catalão fez isso com o Córdoba, da também da Espanha. Novaes, porém, não quis permanecer após a virada do ano e pediu liberação, pegando até o São Paulo de surpresa.

Outra possibilidade é antecipar o fim do contrato atual de empréstimo e negociar uma cessão longa, de uma temporada, a um novo clube. Por enquanto, apenas equipes brasileiras fizeram consultas ao São Paulo, como o Coritiba e o Atlético-GO, que recentemente negociou o goleiro Jean com os paulistas.

Novaes não conseguiu jogar muito na Espanha. Foram apenas seis jogos pelo Barcelona B, sem nenhum gol, e mais 12 pelo Córdoba, com um gol marcado. No São Paulo, com quem renovou até 2022 no início do ano passado, o centroavante ainda não estreou pelo profissional.

UOL

Oeste joga melhor, vence a partida e elimina o São Paulo da Copinha

O Oeste quebrou o favoritismo do São Paulo e bateu o adversário por 2 a 1, na Arena Barueri, neste sábado, pelas quartas de final da Copinha. Com gols de Douglão e Reifit, o Rubrão garantiu classificação para a semifinal da competição e vai enfrentar o Grêmio, na próxima quarta-feira. Os são-paulinos, que marcaram com o zagueiro Mateus, ficaram pelo caminho.

O primeiro tempo começou com o Tricolor sabendo que não teria vida fácil na partida. Apesar de uma falta perigosa logo aos quatro minutos, não demorou muito para os são-paulinos sofrerem um baque. Brunão cruzou para a área em bola parada e achou Douglão, que subiu sozinho para abrir o placar para o Oeste. Era o indício inicial de que a defesa não esteve em seus melhores dias.

De novo em cobrança de falta, Gabriel Falcão quase marcou um golaço aos 12 minutos, quando parecia difícil passar pela zaga adversária. Até que dois minutos depois, em batida de escanteio açucarada, Mateus saiu da marcação no meio da área e cabeceou para empatar o duelo em Barueri. O empate deixou o jogo mais aberto para os dois lados e, assim, imprevisível.

A partir daí, foram quatro boas chances para cada lado, com destaque para o habilidoso Reifit, do Oeste, e o rápido Maia, do São Paulo. No entanto, a verdade é que o time rubro-negro fez uma primeira etapa melhor do que o São Paulo, que cometeu diversos vacilos na defesa, algo incomum até aqui na competição. O placar de 1 a 1 no intervalo foi pouco pelo que foi criado.

Na volta do período de descanso, em menos de cinco minutos, uma boa oportunidade para cada lado: primeiro com Reifit, que fez jogada individual e arriscou chute no cantinho, mas a bola foi para fora passando perto do gol de Matheus Cunha. O Tricolor respondeu em seguida após roubo de bola no ataque. O lance foi bem feito, mas Galeano chutou fraco e desperdiçou.

O bom time do Oeste continuou dando trabalho ao São Paulo, tanto na marcação, fornecendo poucos espaços, quanto nas investidas no ataque. O tricolor Juan quase marcou, mas esbarrou em grande defesa de Márcio. Reifit, o grande nome do jogo, porém, não desperdiçou. Depois de ter levado perigo um pouco antes, o jovem recebeu um presentaço em jogada individual de Tite e só teve o trabalho de empurrar para o gol e colocar o time de novo em vantagem.

Mais tranquilo e melhor postado no campo, o Oeste passou a controlar as ações da partida e administrar o resultado. O Tricolor, que desde o início se mostrou afoito e desconfortável, não conseguiu se organizar após levar o segundo gol, mas ainda assim acertou uma bola na trave aos 44 minutos do segundo tempo. Sorte de quem já estava na frente e garantiu o placar.

Com a vitória, o Oeste está na semifinal da Copinha e na próxima quarta-feira, na Arena Barueri, enfrenta o Grêmio, às 17h30. Enquanto os são-paulinos, atuais campeões, deixam a competição mais cedo do que o esperado. A outra semifinal vai ter duelo entre Internacional e Corinthians, também em Barueri, na terça-feira, às 19h15. A final será no próximo sábado, no Pacaembu.

Lance

São Paulo elimina o Coritiba e está nas quartas de final da Copinha

O São Paulo confirmou seu crescimento durante a Copinha, venceu o Coritiba por 3 a 1 e avançou para as quartas de final da competição. Com amplo domínio durante a partida, realizada nesta quinta-feira, no Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, o Tricolor superou o adversário e a chuva com belos gols, permanecendo na briga por mais um título. O lateral-direito Lucas Sena foi o destaque do duelo pelas oitavas de final.

Logo no começo do jogo, os são-paulinos confirmaram o favoritismo e tiveram dez minutos de grande futebol, reforçando a evolução dos garotos desde a primeira fase. Nesse período foram três grandes chances de gol, Galeano ficou perto de abrir o placar aos quatro e aos seis minutos da primeira etapa. Pouco tempo depois, Gabriel Falcão também assustou a zaga do time paranaense.

O gol parecia questão de minutos. Primeiro Maia acertou um belo chute colocado da entrada da área, que ganhou ainda mais dificuldade por conta da chuva, mas o goleiro do Coxa, Marcão, fez uma defesaça. No lance seguinte, o mesmo Maia aproveitou rebote e emendou chute de fora da área, dessa vez sem chances para o arqueiro adversário alcançar.

A chuva, que não parou, acabou travando o ímpeto do São Paulo, especialmente após a abertura do placar. Com jogo brigado no meio-campo, o domínio ainda era dos paulistas, porém com menos chances de balançar a rede. Os paranaenses, por sua vez, não conseguiram ameaçar a zaga tricolor.

Na segunda etapa, o temporal parece ter ganhado força, mas acabou embalando o São Paulo para tentar definir logo a classificação. E não demorou muito para isso acontecer. Aos seis minutos, Sena aproveitou sobra de um escanteio e tocou para Juan, que saiu da marcação com um drible de corpo e chutou rasteiro, com força, por baixo do bom goleiro Marcão.

O ímpeto tricolor não parou por aí e o time continuou buscando o ataque, levando perigo constante para a zaga do Coritiba. Aos 16 minutos, Galeano recebeu na direita, cortou para o meio e, de pé esquerdo, finalizou com força, a meia altura, no canto esquerdo do arqueiro adversário. 3 a 0 para o São Paulo.

Em um momento de descuido são-paulino, Marcos Ulisses deu belo passe enfiado para José Daniel, que avançou com a bola e chutou na saída do goleiro Matheus Cunha, que ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol de honra do Coxa, que ameaçou crescer na reta final do jogo. Sem sucesso.

O São Paulo ameaçou outras vezes e poderia ter goleado, mas parou em Marcão e o resultado permaneceu o de 3 a 1. Vitória garantida e classificação selada para as quartas de final da Copinha. O próximo adversário do Tricolor será o Oeste, no próximo sábado, às 21h30, na Arena Barueri.

Lance

Conheça Galeano, destaque do São Paulo na Copinha

Depois de uma decepcionante fase de grupos, o São Paulo vem se recuperando na Copa São Paulo de Futebol Júnior e segue firme na disputa pelo bicampeonato da categoria.

Muito da ascensão tricolor se passa pelo crescimento de produção do atacante paraguaio Galeano, o primeiro estrangeiro que o clube trouxe para a base.. Artilheiro da equipe do Morumbi na Copinha, o jogador de 19 anos já marcou cinco gols em cinco jogos.

Contudo, o futuro do atleta no Tricolor é uma incógnita. Galeano é foi revelado e pertence ao modesto Club Rubio Ñu, de seu país natal, e está emprestado no São Paulo. Caso a diretoria decida contratá-lo em definitivo, terá que desembolsar cerca de R$ 2,8 milhões para adquirir 60% de seus direitos econômicos, segundo o Uol Esportes.

O paraguaio despertou o interesse são-paulino em 2017, após a disputa do Sul-Americano Sub-17. Naquela oportunidade, a seleção do Paraguai acabou invicta e o jovem foi considerado umas das revelações, apesar de balançar as redes apenas uma vez em sete partidas. O bom desempenho no torneio garantiu a classificação para o Mundial da categoria a Albirroja.

Na Copa do Mundo, mesmo com a eliminação na fase de grupos, Galeano marcou duas vezes em três jogos e mais uma vez foi a principal peça da equipe.

Seu sucesso fez o Porto, de Portugal, também despertar o interesse. Apesar da concorrência, o São Paulo conseguiu o empréstimo da promessa e, caso queira sua continuidade, não deve ter vida fácil, ainda mais considerando a grave crise financeira que atravessa.

Gazeta Esportiva

São Paulo joga bem, vence o Flamengo-SP e avança na Copinha

O São Paulo venceu o Flamengo de Guarulhos por 5 a 0 na noite deste domingo, no Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, e avançou para enfrentar o Santa Cruz na terceira fase da Copa São Paulo Júnior. A FPF divulgará data, horário e local da partida em breve.

Os gols do Tricolor foram marcados por Galeano, Gabriel Falcão, Juan, Maia e Rodrigo Nestor – este último, remanescente do título de 2019 e principal nome deste grupo, entrou no segundo tempo, fazendo sua estreia na competição após se recuperar de tendinite no joelho esquerdo.

Esta talvez tenha sido a melhor atuação do Tricolor na Copinha. O técnico Orlando Ribeiro escalou a equipe com duas novidades: Fasson, recuperado de lesão no tornozelo, retornou à zaga no lugar de Matheus, enquanto Maia ganhou a vaga de Talles Costa e foi o destaque ofensivo são-paulino. A saída forçada do lateral-direito Anilson, machucado logo aos sete minutos do primeiro tempo, também acabou colaborando: Sena entrou muito bem e deu a assistência para o primeiro gol, marcado por Galeano.

O placar poderia ter ficado mais elástico ainda no primeiro tempo, já que Maia acertou duas bolas na trave, mas isso só foi acontecer na etapa final. Gabriel Falcão, com um chute da entrada da área, fez 2 a 0. O terceiro foi de Juan, que recebeu cruzamento de Galeano e deslocou o goleiro. Maia fez o quarto aproveitando uma sobra e, por fim, Nestor tocou na saída do goleiro após receber de Talles Costa – os dois haviam acabado de entrar.

Lance

São Paulo busca empate com o São Bernardo e avança na Copinha

O São Paulo empatou com o EC São Bernardo em 1 a 1, na noite desta sexta-feira, e avançou de fase na Copinha. O gol do time do ABC saiu de pênalti, logo aos dois minutos do primeiro tempo, com Caio, e a igualdade veio de falta, no segundo tempo, com Anilson, que garantiu a vaga e a liderança no Grupo 29. O jogo, válido pela primeira fase, aconteceu no Estádio Primeiro de Maio.

Focado na partida e determinado a buscar a classificação, o São Bernardo partiu para cima do Tricolor desde o apito inicial e logo no primeiro lance, pressionou o adversário. Na jogada, Samuel tentou dominar, mas foi derrubado dentro da área por Talles Costa. Um pênalti foi marcado e Caio, com tranquilidade abriu o placar para o time da casa.

O São Paulo, que precisava apenas de um empate para se classificar em primeiro lugar no grupo, tentou responder de imediato, porém Galeano chutou cruzado, direto para fora. Foi uma das melhores chances da equipe na primeira etapa, que ainda revelaria a grande participação do goleiro alvinegro Vitor, um dos destaques do time, mostrando enorme segurança em suas ações.

Antes disso, porém, o São Bernardo quase ampliou a vantagem com Felipe, que foi impedido por uma boa defesa de Matheus Cunha, o arqueiro são-paulino. Daí em diante o Tricolor dominou as ações ofensivas, mas poucas com perigo. Exceto por uma sequência que parou em Vitor, obrigado a fazer duas incríveis defesas, a segunda com os pés diante de finalizações de Anilson.

A primeira metade do duelo terminou sem o São Paulo merecer o empate e com o São Bernardo administrando o resultado. Na volta do intervalo, o técnico Orlando Ribeiro fez uma alteração: Talles Costa saiu para a entrada de Maia. No entanto, nos primeiros 13 minutos da etapa final a mudança teve pouco efeito.

Isso durou até que Samuel colocou a mão na bola na intermediária e proporcionou uma falta ao Tricolor. Anilson, que já vinha se destacando, cobrou com estilo, no cantinho, sem chances para o goleiro Vitor, que ainda tocou na bola, mas não evitou o empate são-paulino. O belo gol garantiria o clube do Morumbi na próxima fase da Copinha.

O placar marcando 1 a 1 inverteu as situações. Enquanto o São Paulo ficou mais leve e tranquilo, o São Bernardo passou a ficar nervoso e suscetível a vários erros simples, que não vinham acontecendo. Mesmo com o jogo aberto para os dois lados, foram poucos os lances de perigo após o tento de empate.

Mais experiente e com mais opções de qualidade, o Tricolor tomou as rédeas da partida e levou a garantia da igualdade até o apito final do árbitro Vinicius Furlan. O resultado levou o São Paulo aos cinco pontos e oito gols de saldo, ficando na liderança da chave à frente do Operário-PR, que teve os mesmos cinco pontos, mas com dois gols de saldo. O São Bernardo, que também terminou com cinco pontos, foi eliminado por ter apenas um gol de saldo.

Na segunda fase, o Tricolor enfrenta o Flamengo-SP, segundo no Grupo 30, em duelo marcado para o próximo domingo, ainda sem horário definido. O local do jogo deve ser o próprio estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo.

Lance

São Paulo enfrenta segundo compromisso na Copinha

Em busca da primeira vitória na Copa São Paulo de Futebol Júnior, o São Paulo entra em campo na noite desta terça-feira (07) para enfrentar o Palmeira-RN, às 21h30, no estádio 1º de Maio, em São Bernardo do Campo. A partida, válida pela segunda rodada da Copinha, terá transmissão do canal Sport.

Os são-paulinos jogam para conquistar três pontos após empatarem na estreia, diante do Operário-PR. O confronto com os paranaenses foi complicado e, apesar de ter boas chances de balançar as redes no segundo tempo, os garotos #MadeInCotia não conseguiram marcar.

Atual campeão do torneio mais importante de base do Brasil, o São Paulo conta com a torcida em busca do resultado positivo. Na primeira partida, cerca de sete mil são-paulinos apoiaram a equipe Sub-20 e lotaram o setor destinado ao clube no ABC paulista. Os torcedores do Tricolor podem acessar o estádio pelo portão 4 Leste.

Palmeira-RN x São Paulo
Estádio 1º de Maio, em São Bernardo do Campo
07/01/2020, terça-feira, 21h30
Entrada gratuita (portão 4 leste)
Transmissão: Sportv

saopaulofc.net

Tricolor vai em busca do penta na Copinha; estreia é neste sábado

Atual campeão, o São Paulo vai em busca do pentacampeonato da Copinha. Neste sábado, às 16h, os garotos de Cotia estreiam na principal competição de futebol de base do futebol brasileiro contra o Operário-PR, no estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo. Mais uma vez, o Tricolor entra como um dos favoritos ao título.

Conhecido por ser dono de uma das categorias de base mais fortes do Brasil, sobretudo após a inauguração do CFA Laudo Natel o São Paulo se preparou bem para esta edição da Copinha. Ao contrário do que aconteceu em outros anos, o clube optou por não disputar a Copa RS – competição que acontece em dezembro e é vista como uma preparação para a Copa São Paulo – para dar mais entrosamento ao time.

– A preparação foi um pouco diferente em relação à preparação do ano passado. Optamos em não participar da Copa RS. Tínhamos alguns problemas no grupo em relação à entrosamento e alguns conceitos que precisavam ser passados para eles. Durante a competição fica difícil você passar esse tipo de informação. Sabemos que na Copa São Paulo a equipe que você dificilmente será a que você termina. Precisamos passar por todas as situações para ficarmos prontos, pelo menos, para o início – disse o técnico Orlando Ribeiro.

São Paulo FC

@SaoPauloFC

🗓 Anota aí na agenda: os jogos do Tricolor na primeira fase da @Copinha: todos no Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, com entradas gratuitas!

Nossa estreia será neste sábado: São Paulo x Operário-PR, às 16h.

Bora torcer pelos nossos talentos ! 🇾🇪

Ver imagem no Twitter
199 pessoas estão falando sobre isso

O Tricolor manteve nove jogadores da campanha vitoriosa do ano passado para esta temporada. A equipe comandada por Orlando Ribeiro ainda ganhou o reforço de alguns nomes que estavam no sub-17 em 2019, entre eles Patryck e Talles Costa – campeões da Copa do Mundo da categoria com a Seleção Brasileira no fim da última temporada.

Para nós é uma espécie de Copa do Mundo do Sub-20. As atenções estão viradas para a Copa São Paulo. Os profissionais estão de férias e passamos isso para os meninos, para que a ansiedade passe logo. Estamos passando isso para eles, mas também sentimos ansiedade. Estamos aprendendo a lidar com isso aí – comentou Orlando Ribeiro, o responsável por guiar o Tricolor rumo ao penta.

O São Paulo é o cabeça-de-chave do Grupo 29, com sede em São Bernardo do Campo. Além do Operário-PR, adversário desta tarde, o Tricolor terá pela frente o anfitrião Esporte Clube São Bernardo e também o Palmeira, do Rio Grande do Norte. Os dois melhores da chave avançam para a segunda fase.

Lance

Atual campeão, São Paulo pouco utilizou os garotos da Copinha 2019

Atual campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o São Paulo é um dos favoritos para conquistar o título desta temporada do mais tradicional torneio de base do futebol brasileiro, que se inicia nesta quinta. Depois de levantar a taça em 2019, o Tricolor encerrou o ano com apenas dois jogadores daquela campanha vitoriosa em seu elenco profissional: o atacante Antony e o meio-campista Gabriel Sara, pouco utilizado.

Há anos, o clube do Morumbi tem sua base elogiada dentro e fora do país. Nas últimas temporadas, o São Paulo revelou nomes como Liziero, Igor Gomes, Luan, Helinho e Éder Militão, hoje no Real Madrid. Mesmo assim, nem sempre há espaço no elenco profissional e, por isso, alguns atletas demoram a ter uma chance no CT da Barra Funda ou são negociados.

Em 2019, com o clube vivendo altos e baixos durante toda a temporada e sendo comandado por André Jardine, Vagner Mancini (interinamente), Cuca e Fernando Diniz, os garotos da base não ganharam tantas oportunidades. O grande destaque foi Antony, que já estava entre os profissionais antes da disputa da Copinha e, depois do título, voltou com a auto-estima elevada.

No mais, os outros campeões do torneio sub-20 seguiram aguardando oportunidades ou foram para outros clubes. Do elenco de 2019, nove jogadores ainda têm idade para disputarem a Copinha e estão inscritos para esta temporada. São eles: Arthur Gazze, Eduardo, Fasson, Sena, Welington, Marcos Jr., Rodrigo Nestor, Ed e Vitinho.

Sem espaço no CT da Barra Funda, o zagueiro Morato foi vendido ao Benfica, de Portugal, por aproximadamente R$ 6 milhões de euros. Já o lateral e também zagueiro Tuta também seguiu rumo à Europa, tendo sido negociado com o Eintracht Frankfurt, da Alemanha. Artilheiro do Tricolor na Copinha do ano passado, o centroavante Gabriel Novaes foi emprestado ao Barcelona B, mas foi muito pouco utilizado e ainda busca seu espaço no Velho Continente.

Neste ano, os 30 jogadores inscritos pelo São Paulo na Copinha iniciam sua jornada no sábado, dia 4, contra o Operário, do Paraná. Mais do que chegar à final, jogar para um grande público, ver seus jogos sendo transmitidos ao vivo na televisão, os jovens jogadores precisam provar que têm condições de brigar por um espaço no concorrido mercado dos profissionais.

Lance

Helinho e Brenner devem retomar a carreira jogando a copinha de 2020

O primeiro, aposta de Jardine no início do ano e com estreia fulminante diante do Flamengo em 2018, não conseguiu se firmar no time titular e em algumas situações sequer foi relacionado para o banco de reservas. Brenner tem situação semelhante: recordista de gols na base, o prodígio não avançou nos primeiros meses de profissional, foi emprestado ao Fluminense e também atuou muito pouco com a camisa do Tricolor Carioca.

Ambos deveriam dar um passo atrás e fazer parte da equipe que disputará a Copinha 2020. Downgrade de carreira? Não penso assim. Enquanto Helinho se preparava para jogar a fatídica pré-Libertadores em fevereiro deste ano, Antony jogou a Copinha, convenceu pelas atuações, subiu mais confiante ao time principal e terminou o ano titular e peça importante no esquema de Fernando Diniz.

Ainda dá para apostar no potencial deles. Muito jovens e com idade para a competição júnior (ambos tem 19 anos), Helinho e Brenner poderiam retomar a carreira liderando o grupo que tentará o quinto título do clube na competição sub-20 mais tradicional do país.

Além deles, o ‘veterano de base’ Rodrigo Nestor deverá realizar sua última competição antes de subir para o elenco profissional. O meio-campista é destaque em todas as etapas em que passou em Cotia e é um dos que subirão ao profissional no ano que vem.

saopaulosempre