Brasil depende do São Paulo para feito que só aconteceu uma vez na Libertadores

Por enquanto, o Brasil está com 100% de aproveitamento na fase de grupos da Copa Libertadores. Agora, falta só o São Paulo entrar em campo e, caso vença, irá fazer com que o país repita um feito que aconteceu apenas uma vez – e foi há 17 anos.

Em 2003, todos os representantes brasileiros venceram em sua estreia no estágio de grupos. O levantamento só considerou a edição de 2000 para a frente, que foi quando a competição adotou seu formato atual, com oito grupos de quatro equipes cada.

Há 17 anos, vale lembrar, só havia quatro times brasileiros na fase de grupos, quase metade dos sete atuais – e poderiam ser oito, caso o Corinthians tivesse passado pelas fases preliminares.

Naquela edição, PaysanduSantosGrêmio e Corinthians eram os representantes nacionais.

Os santistas iriam até a final, perdendo para o Boca Juniors. Já os gaúchos pararam no Independiente Medellín nas quartas, enquanto que Corinthians e Paysandu ficaram nas oitavas para River Plate e Boca Juniors, respectivamente. Esta foi a edição em que o Papão conseguiu a fatídica vitória em La Bombonera.

Já na atual campanha, Internacional, Santos, Grêmio, Athletico-PRPalmeiras e Flamengo começaram com os três pontos. O último a entrar em campo é o São Paulo, que visita o Deportivo Binacional, do Peru, nesta quinta-feira, às 21h (de Brasília).

Veja foram as estreias dos brasileiros em 2003 e 2020:

2003

Sporting Cristal 0 x 2 Paysandu

América de Cali 1 x 5 Santos

Grêmio 3 x 2 Pumas

Corinthians 1 x 0 Cruz Azul

2020

Internacional 3 x 0 Universidad Católica-CHI

Defensa y Justicia-ARG 1 x 2 Santos

América de Cali-COL 0 x 2 Grêmio

Athletico-PR 1 x 0 Peñarol-URU

Tigre-ARG 0 x 2 Palmeiras

Junior Barranquilla-COL 1 x 2 Flamengo

ESPN

Anúncios

A fim de morar no Brasil, Sampaoli enche a bola do elenco do São Paulo

Depois do Flamengo, qual o elenco do futebol brasileiro que mais lhe agrada? Para Jorge Sampaoli, a resposta é São Paulo. Para uma pessoa próxima, o técnico argentino confidenciou que a chegada de no máximo três reforços fariam com que o Tricolor brigasse por qualquer título na temporada, inclusive a Taça Libertadores.

Sampaoli, inclusive, demonstrou vontade de um dia comandar o São Paulo por causa da força do grupo, que conta, entre outros, com Daniel Alves, Tiago Volpi, Hernanes, Arboleda, Tchê Tchê…

Importante: apesar do desejo, não há qualquer negociação entre Tricolor e treinador. O São Paulo divulgou na segunda-feira mensagem em sua conta no Twitter demonstrando satisfação com o trabalho de Fernando Diniz, mesmo diante da falta de resultados – o time é apenas o terceiro em seu grupo no Paulistão.

Na virada do ano, entre as tratativas frustradas com o Palmeiras e o Atlético-MG, Sampaoli chegou a ter seu nome sugerido a um dirigente são-paulino. Mas parou por aí depois de o Tricolor deixar claro que manteria Fernando Diniz para 2020.

O técnico argentino ainda não se reempregou desde que deixou o Peixe, em dezembro. Seu nome foi especulado no México e existiu uma proposta oficial da seleção venezuelana, que acabou recusada. Sampaoli acaba de embarcar para a Europa, onde passará uns dias.

A intenção do ex-comandante santista é fixar residência no Brasil. Recentemente, ele adquiriu uma casa de R$ 6 milhões em Búzios e procurava um apartamento na cidade do Rio de Janeiro.

Blog do Jorge Nicola

Técnico do Del Valle quer trabalhar no Brasil

Campeão da Sul-Americana de 2019, o técnico espanhol Miguel Angel Ramirez tem vontade de comandar um time brasileiro na próxima temporada.

Tanto que autorizou um grupo de empresários brasileiros a representá-lo em negociações com clubes nacionais.

Aos 35 anos de idade, Ramirez trabalha no meio há 15 temporadas. Primeiro como auxiliar-técnico nas categorias de base do Las Palmas e do Alavés. Depois, ele se mudou para o Catar, no projeto de um clube que se inspirava no Barcelona.

Em 2018, foi para o Equador como auxiliar do Del Valle. Onze meses mais tarde, assumiu o comando do time principal e ganhou a Sul-Americana com direito a grandes jogos, como na vitória diante do Corinthians por 2 a 0, em plena arena alvinegra.

Blog do Jorge Nicola

10 jogadores de nome que podem ser negociados pelos grandes clubes do Brasil

​Final de ano é sempre assim…aquela expectativa gigantesca para saber quem os clubes irão contratar para a temporada seguinte. Pois o que se espera é que as direções já estejam se movimentando e procurando alternativas para formar grupos capazes de atingir as metas traçadas. Neste sentido, indicamos dez jogadores que devem ser colocados à disposição do mercado pelas grandes equipes do futebol nacional. A lista foi baseada em matéria do ​Uol Esporte.

Cueva (Santos)

Christian Cueva

O meia-atacante peruano está totalmente fora dos planos. E olha que o Peixe ainda nem começou a pagar os R$ 26 milhões devidos ao Krasnodar, da Rússia. O atleta possui contrato até dezembro de 2022.


Vanderlei (Santos)

Vanderlei

O goleiro tem vínculo com o clube da Vila Belmiro até o final de 2020, mas se tornou reserva com Jorge Samapoli e, por isso, deve ser envolvido em alguma troca.


Bruno César (Vasco da Gama)

FBL-BRAZIL-CARIOCA-FLAMENGO-VASCO

O meia, contratado como o grande reforço do clube para iniciar 2019, não deu a resposta esperada. Também deve aparecer em uma eventual troca, já que possui vínculo por mais uma temporada.


Ricardo Oliveira (Atlético-MG)

FBL-SUDAMERICANA-MINEIRO-LAEQUIDAD

Mesmo sendo o artilheiro do Galo, dificilmente seguirá no plantel. Atualmente na reserva de Di Santo, já tem sua saída estudada mesmo ainda com contrato por mais uma temporada.


Borja (Palmeiras)

Miguel Borja

O colombiano está fechando seu terceiro ano no clube, porém jamais conseguiu ser o tão sonhado artilheiro. Em 2019, por exemplo, fez apenas seis gols e virou reserva de Luiz Adriano. O contrato com o Verdão tem validade até dezembro de 2021, mas a saída da Academia é uma tendência.


Deyverson (Palmeiras)

Deyverson

É outro que, na visão de muitos, já deu o que tinha que dar. Tem tudo para ser um dos primeiros da lista de saída do Verdão. Pode ser vendido ou colocado em um negócio, já que seu contrato só vence ao final de 2022.


Thiago Neves (Cruzeiro)

Thiago Neves,Igor Rabelo

A torcida não quer mais ver o meia vestindo a camisa da Raposa. Seu prestígio está totalmente em baixa, tanto que deve liderar a barca de saída mesmo tendo contrato por mais um ano.


Nenê (Fluminense)

O Tricolor fez um grande esforço para contratá-lo em 2019, mas agora é reserva e não está nos planos da diretoria. O mais provável é uma saída amigável, mas se surgir uma possibilidade de troca…Seu contrato vai até dezembro de 2020.

Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação


Hudson (São Paulo)

Hudson

Não tem sido utilizado por Fernando Diniz e deve ser envolvido em negociação. O contrato do volante no Morumbi vence apenas em dezembro de 2021.


Luan (Grêmio)

Luan

Muito embora se fale em um reajuste contratual para que ele permaneça na Arena, é fato que seu rendimento caiu nas duas últimas temporadas. Seu comportamento extracampo e a sequência de lesões também fazem o Grêmio pensar em um negócio para o atacante, que tem contrato até o final de 2020.

Na seleção sub-23, Antony não treina, é cortado e já viaja de volta para o Brasil nesta quarta-feira

A seleção brasileira sub-23 se prepara para a estreia no curto torneio de Tenerife, na Espanha, com um desfalque: o atacante Antony, do São Paulo. O jogador se apresentou com dores na coxa esquerda e sequer participou dos dois treinos da seleção para a partida contra os EUA. Ele foi cortado e já viaja de volta para o Brasil nesta quarta-feira.

Ao lado de Walce, Antony participa do trote aos novatos. Ele não treinou com a seleção sub-23 — Foto: Reprodução CBF TVAo lado de Walce, Antony participa do trote aos novatos. Ele não treinou com a seleção sub-23 — Foto: Reprodução CBF TV

Ao lado de Walce, Antony participa do trote aos novatos. Ele não treinou com a seleção sub-23 — Foto: Reprodução CBF TV

 

Antony sentiu as primeiras dores na coxa contra o Fluminense, mas atuou normalmente tanto contra o time carioca como na outra partida, diante do Athletico-PR. Ele relatou as queixas ao se apresentar na Espanha e foi diagnosticado com a lesão. O jogador embarca nesta quarta e é aguardado no São Paulo nesta quinta-feira. Na seleção sub-23 ele já iniciou tratamento.

O time treinado por André Jardine enfrenta os EUA nesta quinta-feira, às 13h30, horário de Brasília, com transmissão do SporTV e tempo real do GloboEsporte.com.

Antony é titular da equipe de Jardine e fez cinco gols nos últimos quatro jogos, formando ataque ao lado de Paulinho, do Bayer Leverkusen, e Matheus Cunha, do RB Leipizig.

Com 19 jogadores, e três goleiros, seleção sub-23 tem desfalque para torneio de Tenerife — Foto: Reprodução CBF TVCom 19 jogadores, e três goleiros, seleção sub-23 tem desfalque para torneio de Tenerife — Foto: Reprodução CBF TV

Com 19 jogadores, e três goleiros, seleção sub-23 tem desfalque para torneio de Tenerife — Foto: Reprodução CBF TV

 

Confira a lista de convocados para o torneio de Tenerife:

Goleiros: Anderson (Athlético-PR), Ivan (Ponte Preta) e Phelipe (Grêmio);

Laterais: Dodô (Shakhtar Donetsk), Guga (Atlético-MG), Ayrton Lucas (Spartak Moscou) e Caio Henrique (Fluminense);

Zagueiros: Ibañez (Atalanta), Lyanco (Torino), Rodrigo (Portimonense) e Walce (São Paulo);

Meio-campistas: Douglas (PAOK-Grécia), Lucas Fernandes (Portimonense), Matheus Henrique (Grêmio), Pedrinho (Corinthians), Thiago Maia (Lille) e Wendel (Sporting);

Atacantes: Antony (São Paulo), Artur (Bahia), Gabriel Martinelli (Arsenal), Mateus Cunha (RB Leipzig), Paulinho (Bayer Leverkusen) e Pedro (Fiorentina).

Globo Esporte

Antony marca duas vezes e seleção sub-23 goleia Venezuela no Recife

Em duelo que começou com longo atraso devido a um apagão no estádio dos Aflitos, instantes antes de a bola rolar, a seleção sub-23 do Brasil fez valer a espera, jogou bem, e goleou a Venezuela por 4 a 1. Douglas Luiz, Antony (2) e Pedro marcaram pela equipe brasileira no amistoso de preparação para o Pré-Olímpico, que será disputado em janeiro de 2020 e dará duas vagas diretas para os Jogos de Tóquio, no Japão.

A Venezuela, que recentemente revelou o bom goleiro Fariñez para a seleção principal, parece ter um novo bom valor para sua meta. Joel Graterol foi nome do início do jogo ao fazer ótimas defesas em tentativas de Luiz Felipe, Caio Henrique e Matheus Cunha. Para vazar o goleiro foi preciso força, e muita: da meia lua, Douglas Luiz pegou sobra, encheu o pé e marcou um golaço: 1 a 0 nos Aflitos.

Fora de contexto

O Brasil jogava bem e dominava com tranquilidade. Quando está fácil demais, porém, o Santo desconfia. Aos 36, após bola alçada na área e o soco de Ivan para afastar, Cásseres passou por dois e, da entrada da área, bateu com desvio para empatar para a Vinho Tinto e esfriar a torcida pernambucana.

Recomeço avassalador

O Brasil não voltou do intervalo para brincadeira e, antes dos 10 minutos da etapa final, abriu 3 a 1. Aos cinco, Paulino e Pedrinho fizeram boa tabela, e o corintiano cruzou rasteiro para Antony bater de primeira e recolocar a seleção à frente. Depois, o atacante ex-Vasco recebeu de Wendel, arrancou bem e deu linda bola para o ponta do São Paulo, que, já na área, anotou o segundo em sua conta pessoal.

Mesmo com as várias mexidas de André Jardine, com destaque para as entradas de Rodrygo e Pedro, o Brasil continuou apresentando um futebol vistoso. Ficou para o centroavante ex-Fluminense transformar o domínio no quarto gol brasileiro.

Lance

Sete estádios brasileiros estão na disputa para sediar a final da Copa Libertadores 2020; Conmebol decide em setembro

A atual Copa Libertadores da América ainda está rolando, mas a próxima edição já ganha seus primeiros capítulos. A Conmbeol teve uma reunião nesta semana com representantes dos dez estádios que tentam sediar a grande decisão de 2020. Para isso, até a próxima quinta-feira (5), cada um deles terá que responder um caderno de 48 páginas, documento que cobra uma série de exigências de organização e segurança aos candidatos.

O Brasil é o país com mais candidatos, com sete no total. Morumbi e Arena Itaquera, em São Paulo, Beira-Rio e Arena Grêmio, no Rio Grande do Sul, Maracanã, no Rio de Janeiro, Mané Garrincha, em Brasília, e Mineirão, em Minas Gerais. Os outros três concorrentes são: La Plata e Córdoba, na Argentina, e Lima, no Peru.

A primeira final da Libertadores em jogo único será neste ano, em Santiago, no Chile. Flamengo e Grêmio é uma das semifinais, e Boca Juniors espera o vencedor entre River Plate e Cerro Porteño do outro lado da chave. O modelo é semelhante ao usado na Champions League, que escolhe uma sede previamente para receber a grande decisão.

Os estádios brasileiros são favoritos e ficam com a vantagem por conta da modernidade em relação ao de países vizinhos. Com exceção do Morumbi, os outros seis concorrentes foram reformados ou inaugurados nesta década, cinco deles para a Copa do Mundo de 2014.

A decisão ocorre em setembro, quando haverá uma reunião com o Conselho da Conmebol, que é integrado pelos dez presidentes das confederações filiadas e três integrantes do Conselho da FIFA, além do presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez.

Veja os estádios brasileiros que estão concorrendo:

Arena Corinthians – São Paulo
Capacidade: 48 mil
Inauguração: 2014

Morumbi – São Paulo
Capacidade: 67 mil
Inauguração: 1960

Beira-Rio – Porto Alegre
Capacidade: 50 mil
Inauguração: 1969

Arena Grêmio – Porto Alegre
Capacidade: 60 mil
Inauguração: 2012

Maracanã – Rio de Janeiro
Capacidade: 78.838
Inauguração: 1950

Mineirão: Belo Horizonte
Capacidade: 58 mil
Inauguração: 1965

Mané Garrincha – Brasília
Capacidade: 69.349
Inauguração: 1974

Torcedores.com

Lugano vê Juanfran como raridade no futebol e notícia diferente no Brasil

Juanfran já é visto internamente como referência positiva no São Paulo. Recém-contratado, o lateral direito se adaptou rapidamente ao clube e, mesmo depois de três meses sem atuar após deixar o Atlético de Madri, deu conta do recado para vestir a camisa do Tricolor paulista no Campeonato Brasileiro.

Na visão do superintendente de relações institucionais do clube, Diego Lugano, o espanhol, de 34 anos também se destaca por sua postura de liderança e experiência – além de atrair os holofotes por ser uma novidade no país.

“É um jogador diferenciado, um profissional. Uma novidade diferente para o São Paulo e para o Brasil, um espanhol que está jogando em altíssimo nível. É alguém que traz uma filosofia de vida e de jogos diferentes, que na última década são melhores que a nossa. Porque a Espanha na última década foi melhor do que o Brasil, Argentina e o Uruguai”, disse Lugano.

O ex-zagueiro uruguaio teve papel fundamental na contratação do jogador. Em viagem pela Europa, contou com o auxílio do amigo Diego Godín para fazer a aproximação com o então lateral do Atlético de Madri. Apesar de apostar no sucesso do reforço, o dirigente acredita que o processo de adaptação contará com obstáculos.

Amanhã (25), Juanfran deve atuar mais uma vez pelo São Paulo. De olho nas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro, o time do Morumbi enfrenta o Vasco, a partir das 16h, no São Januário, no Rio de Janeiro.

Confira outras declarações de Lugano sobre Juanfran:

Conversas para contratá-lo

Mesma maneira de como foi com o Daniel Alves. Fui para a Europa e conversei com amigos. Eu conhecia ele de partidas em que jogamos contra. Tinha inúmeras referências.

Carência no Brasil

No Brasil, não tem jogadores para essa posição, não sei por quê. Não tem na base do São Paulo. Você vê o Grêmio com Léo Moura, o Flamengo com Rafinha. O Corinthians está há muito tempo com o Fagner. Não surgem jogadores. E surgiu a oportunidade de trazê-lo.

Pacote Juanfran

Então, complementava tudo: a necessidade, o perfil do jogador, a oportunidade. Também trouxemos uma notícia diferente para o Brasil: abrir essa janela de jogadores europeus no país.

Pioneiro

Se ele gostar (daqui), com certeza vai passar boas recomendações para jogadores europeus. Poderá internacionalizar o São Paulo por ser capa em diversos jornais do mundo.

UOL

Saiba quem são os jogadores com salário milionário no Brasil

O futebol brasileiro nunca repatriou jogadores de tanto nome quanto em 2019. Isso está ligado ao fato de os clubes terem melhorado sua capacidade financeira e, consequentemente, estarem dispostos a gastar cada vez mais com salário. Foi pensando nisso que o Blog levantou quais são os atletas no Brasil ganham pelo menos R$ 1 milhão por mês, incluindo salários, direitos econômicos, luvas e bonificações. Abaixo, os valores estimados dos nove atletas mais bem pagos do país.

OS MILIONÁRIOS DO FUTEBOL BRASILEIRO:

Daniel Alves (São Paulo): R$ 1,5 milhão por mês

Jogador mais vitorioso em atividade no futebol mundial, com 40 títulos, o novo lateral-direito do São Paulo terá direito a R$ 1,5 milhão mensal incluindo salários, direitos de imagem e luvas. Vale lembrar que ele estava livre, após deixar o PSG, o que justifica a “compra de seus direitos econômicos”.

Gabigol (Flamengo): R$ 1,25 milhão

Emprestado até dezembro, Gabigol conseguiu que o Flamengo assumisse 100% de seus vencimentos dos tempos de Inter de Milão e fatura R$ 1,25 milhão por mês. No ano passado, para atuar no Santos, ele precisou abrir mão de pouco mais de R$ 500 mil mensais, já que o Peixe só bancava R$ 50 mil. A Inter pagava a outra metade.

Dudu (Palmeiras); R$ 1,2 milhão

Depois de rejeitar uma proposta gigante da China, Dudu passou a ser o atleta mais bem pago do Palmeiras, com direito a vencimentos na casa de R$ 1,2 milhão por mês. Nessa conta, estão incluídos salários, direitos de imagem e um prêmio pela renovação do vínculo, que só termina em 2023.

Fred (Cruzeiro): R$ 1,2 milhão

Tirar Fred do rival Atlético-MG tem custado muito caro para a Raposa. Para vencer a concorrência com Palmeiras e Flamengo, o então recém-empossado presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, fechou um contrato por três anos que garante ao centroavante aproximadamente R$ 1,2 milhão por mês, entre salários, direitos de imagem e luvas.

Hernanes (São Paulo): R$ 1,1 milhão

Um dos presentes dados pela diretoria à torcida do São Paulo, Hernanes fatura algo na casa de R 1,1 milhão mensal entre salários, direitos de imagem e luvas. Detalhe importante: ele recebia o dobro nos tempos de Hebei China Fortune, de onde foi comprado. O Tricolor também desembolsou 3 milhões de euros para tirá-lo em definitivo da China.

Pedro Rocha (Cruzeiro): R$ 1 milhão

Contratado pelo Cruzeiro por empréstimo junto ao Spartak Moscou, Pedro Rocha continua recebendo os mesmos vencimentos dos tempos de Rússia. Ou seja, cerca de R$ 1 milhão por mês. Com um detalhe importante: a Raposa ainda pagou R$ 3,2 milhões para ter o atacante por uma temporada.

Vitinho (Flamengo): R$ 1 milhão

Segunda contratação mais cara da história do Flamengo, Vitinho embolsa aproximadamente R$ 1 milhão por mês. Foi a condição exigida pelo atacante para fechar com o Rubro-Negro em julho do ano passado – o contrato só termina na metade de 2022. O Fla ainda desembolsou 10 milhões de euros ou R$ 43 milhões junto ao CSKA para comprá-lo.

Tardelli (Grêmio): R$ 1 milhão

O Grêmio só conseguiu convencer Tardelli a abrir mão de propostas para seguir na China depois de oferecer R$ 34 milhões fixos por um contrato de temporada e outros R$ 5 milhões variáveis, por metas individuais e coletivas. Desta maneira, o atacante, que estava livre no mercado, tem direito a R$ 871 mil fixos por mês e a outros R$ 129 mil como bônus. Ele ganhava mais do que o dobro no Shandong Luneng, da China.

Ramires (Palmeiras): R$ 1 milhão

Livre no mercado, depois de rescindir com o Jiangsu Suning, Ramires acertou com o Palmeiras um salário de R$ 700 mil mensais e luvas no valor de R$ 300 mil, totalizando R$ 1 milhão a cada 30 dias. Mas pasmem: em seu antigo clube, na China, ele faturava R$ 3,6 milhões mensais. O fato de estar encostado pesou na decisão de romper o contrato para voltar ao Brasil.

QUEM ESTÁ PERTO DO R$ 1 MILHÃO:

Lucas Lima (Palmeiras): R$ 955 mil por mês

O meia ganha R$ 650 mil de salário, R$ 250 mil de luvas e bônus de R$ 15 mil por partida. Em média, no Palmeiras ele tem faturado R$ 55 mil mensais graças aos jogos disputados, totalizando R$ 955 mil.

Luan (Grêmio): R$ 900 mil

A renovação de contrato com o Grêmio depois de arrebentar na conquista do título da Copa Libertadores está fazendo de Luan um quase milionário a cada mês. Seus vencimentos hoje são de R$ 900 mil mensais e passarão a R$ 1,2 milhão na virada do ano.

Blog do Jorge Nicola

Juanfran chega ao Brasil para ser apresentado no São Paulo

O espanhol Juanfran, contratado pelo São Paulo para reforçar a lateral-direita, chegou ao Brasil na manhã desta quarta-feira para se apresentar ao Tricolor Paulista.

Depois da festa realizada na noite da última terça-feira para apresentar Daniel Alves à torcida, ainda não se sabe quando e nem como será a apresentação do jogador de 34 anos, que receberá a camisa 20.

TRI! CÔ! VÔ! 🇾🇪@tricovotweets

🇾🇪 | Chegou. Juanfran na área…

📷 | spfc100nocao

View image on Twitter
187 people are talking about this

O ex-jogador do Atlético de Madrid, inclusive, participou da festa preparada para Dani Alves, por meio de um vídeo que foi exibido no telão do Morumbi.

Aos 34 anos, Juanfran assinou contrato com o São Paulo até o final de 2020. Ainda não se sabe a partir de quando o jogador ficará à disposição do técnico Cuca. Neste sábado, às 17h (de Brasília), o Tricolor recebe o Santos pela 14° rodada do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva

Nove jogadores que querem voltar a jogar no Brasil. Confira!

Seu time precisa de reforços? Se a resposta foi sim, esse levantamento feito pelo Blog pode ser bastante útil. É que nove jogadores que já passaram por aqui e que atuam nas mais diversas posições querem voltar ao país. A lista conta com um lateral-direito, um lateral-esquerdo, dois volantes, dois meias e três atacantes.

Confira:

GUILHERME ARANA (Sevilla-ESP):

Pretendido por Flamengo e Corinthians nas últimas semanas, Guilherme Arana nunca escondeu o desejo de voltar ao Brasil. Mas a vontade só aumentou nos últimos dias, quando Lopetegui, novo técnico do Sevilla, nem o relacionou para a viagem de pré-temporada. Para piorar, Reguilón foi contratado do Real Madrid para a posição, a pedido do treinador. E o lateral-esquerdo brasileiro, de 22 anos, custa cerca de 10 milhões de euros.

MARCELO MORENO (Shijiazhuang Ever Bright-CHN):

Centroavante, como vários clubes brasileiros procuram, Marcelo Moreno quase fechou com o Corinthians em dezembro e foi sondado por alguns outros times nos últimos meses. O atacante da seleção boliviana na última Copa América está no Ever Bright, que briga para subir à primeira divisão da China. No ano, ele já tem oito gols em 11 jogos. Marcelo Moreno adoraria a chance de retornar ao Brasil.

SANDRO (Genoa-ITA):

Com 18 jogos e um gol pela seleção brasileira no currículo, o volante Sandro, de 30 anos, está a fim de voltar ao Brasil depois de quase uma década no exterior. E o Genoa, clube que detém seus direitos econômicos, aceita pagar metade dos seus salários em caso de empréstimo para algum clube brasileiro. Revelado no Internacional, Sandro já passou por Tottenham, QPR, West Brom, Antalyaspor, Benevento, Genoa e Udinese, para onde esteve emprestado na última temporada.

ROMARINHO (Al Ittihad-SAU):

Se dependesse apenas da vontade de Romarinho, o atacante já estaria de volta ao Corinthians há algum tempo. Em janeiro, a pedido do jogador, o Timão chegou a fazer uma proposta oficial ao Al Ittihad. Faltou o acerto financeiro, pois Romarinho, que está com 28 anos, ganha muito e tem papel fundamental em seu time – fez 14 gols em 37 jogos na última temporada.

SOUZA (Al Ahli-SAU):

Praticamente recuperado de um problema no púbis, o volante Souza fez enorme esforço nas últimas semanas para voltar ao Brasil – ele pertence ao Al Ahli, da Arábia Saudita. Enquanto se tratava no Vasco, em fevereiro, chegou a dizer publicamente da vontade de ficar. Mais recentemente, Souza foi oferecido ao Palmeiras, que se assustou com a pedida de € 11 milhões. Revelado no Vasco, Souza passou por Porto, Grêmio, São Paulo e Fenerbahce e hoje está com 30 anos.

DENTINHO (Shakhtar Donetsk-UCR):

Fora do Corinthians desde 2011, Dentinho já esteve perto do retorno para o próprio Parque São Jorge algumas vezes. Mas sempre surgia algum empecilho. Hoje, o atacante está com 30 anos de idade e seu contrato com o Shakhtar Donetsk só termina em duas temporadas. No último ano na Ucrânia, ele foi titular apenas em quatro das 16 partidas disputadas – com cinco gols marcados.

BERNARDO (Al Khaleej-SAU):

Revelado na base do Cruzeiro e com passagens por Goiás, Vasco e Palmeiras, entre outros, o meia Bernardo, atualmente com 29 anos, está à procura de um clube no Brasil. Ele se mudou na temporada passada para o Al Khaleej, time que só fez quatro jogos em 365 dias. O brasileiro entrou em campo uma única vez. Se pudesse escolher, Bernardo assinaria com o Vasco. O fato de Vanderlei Luxemburgo ter começado a segui-lo nas redes sociais gerou alguma especulação.

CICINHO (Ludogorets-BUL):

Indo para sua quinta temporada na Bulgária, o lateral-direito Cicinho fez força nos últimos dias para retornar ao Brasil. Ele chegou a ser sugerido para alguns grandes clubes daqui, mas não houve acordo – seu contrato só termina em junho do ano que vem. Titular absoluto durante quase todo o período na Bulgária, Cicinho ganhou os noticiários no Brasil pela Ponte Preta e também deixou boa impressão no Santos, de 2013 a 2015.

DANIEL BESSA (Verona-Ita):

Pouco conhecido do torcedor brasileiro, o meia Daniel Bessa, de 26 anos, fez quase toda sua carreira na Itália. Chegou à Inter de Milão para o sub-15 e teve vínculo com o clube por oito temporadas. Depois, passou por Verona, Genoa, Como, Bologna… Hoje, está vinculado ao Verona, mas pode voltar à América do Sul desde que alguém pague 3,5 milhões de euros. Boca Juniors e Tigres foram alguns dos times que estudaram contratá-lo.

Blog do Jorge Nicola

Por cláusula, Pratto pode render uma ‘bolada’ ao São Paulo caso volte ao Brasil

Após finalmente anunciar o lateral-esquerdo Filipe Luís nesta terça-feira (23), o Flamengo agora quer um centroavante. Nos últimos dias, surgiram notícias no Brasil de que o clube rubro-negro estaria interessado em fazer uma proposta ao River Plate por Lucas Pratto. A direção dos “Millonários” e também os cariocas negam qualquer tratativa pelo jogador, que já passou pelo futebol brasileiro onde defendeu o Atlético-MG e o ?São Paulo.

A propósito, o Tricolor é o maior interessado em uma eventual volta de Pratto ao futebol nacional. Para quem não entendeu, os são-paulinos não estão querendo que o rival fique ainda mais forte, mas vislumbram faturar alto pela transferência. O ?repórter André Hernan, do SporTV, informa que, quando o Tricolor aceitou vendê-lo ao River, em janeiro de 2018, estipulou uma cláusula a qual exige dos argentinos o pagamento de 2 milhões de euros por suposto retorno do atacante ao Brasil.

No contrato, vale citar, o São Paulo tem preferência em um possível retorno de Pratto. Como deve não se opor a uma possível transferência do jogador ao Flamengo, os cofres do Morumbi receberiam cerca de R$ 8,5 milhões. A quantia seria bem parecida com o lucro que o clube teve na venda do argentino ao River Plate.

Em 2018, o tradicional clube de Buenos Aires pagou 11,5 milhões de euros (R$ 44,4 milhões na cotação da época), dos quais o São Paulo ficou com 8,5 milhões de euros (R$ 33 milhões). Um ano ano antes, o Tricolor tinha acertado a compra de Pratto junto ao Atlético-MG por 6,2 milhões de euros (R$ 24 milhões). Ou seja, no fim, os paulistas tiveram um lucro de 2,3 milhões de euros (aproximadamente R$ 9 milhões).

Parah Tricolores 🔴⚪⚫ 🇾🇪@PTricolores

Acho INCRÍVEL como tem torcedor do SP q faz CRITICAS sem INTERPRETAR uma notícia de forma correta!
Hudson não deve ser culpado!
Nenhum momento falou q não jogaria mais na LD
Apenas pediu para não ser EFETIVADO
Ta certo ele!
Leco q traga um LD q já tinha sido pedido p/ Cuca

See Parah Tricolores 🔴⚪⚫ 🇾🇪‘s other Tweets

Ainda assim, a tendência é que Pratto permaneça em Buenos Aires. Em entrevista à rádio argentina Club 947, Gustavo Goñi, empresário do camisa 9, descartou a chance de haver uma negociação entre o pupilo e o Flamengo. “É uma loucura pensar que pode haver uma transferência ao Flamengo, sequer existe uma proposta concreta. Não chegou nada a mim nem ao River”, disse o agente. Por outro lado, as tratativas poderiam ser reabertas em breve, já que o próprio representante reconheceu que “houve interesse, em um dado momento”.

Fonte: 90min

Zico aponta Antony como uma das maiores promessas do Brasil para os clubes italianos ficarem de olho

“Conheço o Lincoln do Flamengo bem. Drible, técnica, senso de gol. Com ele você vai terá um lado (de campo) seguro. Você quer o nome de um craque com grande potencial? Então escreva: Reinier, geração de 2002, talentoso de tudo e promessa do Flamengo. Se na Série A (Italiana) procuram pontas, escreva outro nome: Antony dos Santos, do São Paulo. É um ponta-esquerda que corre, dribla e com grande capacidade de cruzamento. Tem dezoito anos e já está maduro para o salto de qualidade”, declarou.

Zico também elogiou Maurizio Sarri, novo treinador da Juventus, acreditando que o comandante poderá extrair o melhor de Douglas Costa.

”Sarri, depois de ter vencido a Liga Europa com o Chelsea, também se sairá bem na Juventus. Tenho certeza de que talvez ele ajude Douglas Costa a encontrar a continuidade que precisa para se tornar um verdadeiro fenômeno”, avaliou.

 

Fonte: saopaulo.blog

Quem é Martinelli, alvo de 7 grandes times do Brasil

“O Martinelli é o melhor jogador do Brasil na idade dele”. A frase é de um dirigente do Flamengo, um dos sete clubes brasileiros que já procuraram o Ituano para tentar a contratação do atacante do Ituano. Além do Rubro-Negro, os outros interessados são Palmeiras, Corinthians, Santos, São Paulo, Atlético-MG e Cruzeiro, impressionados com o desempenho do garoto de apenas 17 anos, destaque da Copa São Paulo de juniores em janeiro e autor de quatro gols e três assistências no atual Paulistão.

O Blog apurou que o Ituano pede € 5 milhões (R$ 21,6 milhões) por 50% dos direitos econômicos de Martinelli. E as altas cifras não são o único problema para os grandes do Brasil: o atacante também está na mira de gigantes da Europa. Um deles ofereceu € 3,5 milhões (R$ 15,1 milhões) por 70%. E ouviu “não”.

Martinelli é observado com atenção por Arsenal, além de outros dois times ingleses, dois espanhóis e três italianos. A expectativa de seu staff é de que o ponta consiga até julho a cidadania italiana, que lhe garantirá ainda mais valor comercial.

Revelado na base do Corinthians, o atacante foi monitorado pelo Manchester United dos 13 aos 16 anos e esteve no ano passado no Barcelona, para um período de duas semanas de treinos com o time sub-19, a convite do clube catalão, para conhecer as instalações de La Masia.

Flamengo e Palmeiras fizeram propostas verbais ao Ituano. Os cariocas ofereceram R$ 1 milhão por 70% dos direitos do garoto enquanto a Copinha ainda estava sendo disputada. O Palmeiras, alguns dias mais tarde, chegou a R$ 1,5 milhão. Juninho Paulista, presidente do Ituano, nem deu sequência às conversas diante dos valores.

Natural de Guarulhos, na grande São Paulo, Martinelli chegou a jogar do sub-11 ao sub-13 no Corinthians. Por orientação do United, ele se mudou para o Ituano em 2015, quando estava para completar 14 anos de idade. O clube inglês queria submetê-lo a períodos de observação periódicos e o Timão não aceitava tal imposição. Por isso, a mudança para o Ituano.

Martinelli é de 2001, mesmo ano do santista Rodrygo. Eles se enfrentaram diversas vezes nos últimos anos. E, durante todo esse período, vários clubes brasileiros tentaram sua contratação, como o próprio Corinthians. Porém, a possibilidade de se mudar para o United quando completasse 18 anos sempre tornou sua saída muito cara para o mercado nacional.

Empresário do atacante, Marcos Casseb não consegue cravar quando seu futuro será definido. “Queremos resolver o mais rápido possível, mas não existe data limite”, explica o agente, que divide com Rafael Kaddour a responsabilidade de gerenciar a carreira da promessa paulista.

 

Fonte: Blog do Jorge Nicola