Ex-jogador Michel Bastos anuncia aposentadoria: “Tem que ter prazer”

A edição deste sábado (5) do Aqui com Benja, do Fox Sports, recebeu o agora ex-jogador Michel Bastos. O convidado anunciou sua aposentadoria dos gramados durante a entrevista ao apresentador Benjamin Back.

Michel Bastos estava sem clube desde o dia 12 de setembro, quando encerrou sua seu vínculo com o América-MG. No último clube de sua carreira, ele ficou pouco mais de três meses – foi anunciado no dia 27 de maio – e atuou em uma partida.

“Ano que vem vou jogar com meu filho, minha filha, minha esposa. Decidi parar. Fui muito abençoado na minha vida toda. Já jogo profissionalmente há 20 anos e fui muito feliz. Chega uma hora em que a gente tem outras prioridades. E agora eu quero priorizar meus filhos e minha esposa. Todo mundo sabe que essa hora vai chegar. E eu prefiro ter a imagem do futebol que eu sempre sonhei quando era menino. Sou muito grato ao futebol, mas tenho dois filhos que sentem a falta do pai. Estou aqui anunciando a minha aposentadoria”, declarou o jogador.

O agora ex-jogador contou que algumas experiências depois de sua volta do Brasil o levaram a tomar essa atitude. Michel Bastos também confessou que já não sentia mais prazer em jogar futebol.

“Foi uma decisão difícil, mas foi bem pensada. Acho que no futebol, a gente tem que ter prazer. De uns dois anos para cá, fisicamente estou muito abaixo do futebol brasileiro. Não correspondo à altura, como sempre correspondi na minha carreira. Além disso, vi coisas no futebol nos últimos anos que me tiraram um pouco o prazer. Viver doze anos fora, voltar para o Brasil e vivenciar algumas coisas é difícil. O calendário é complicado. O tipo de cobrança que se faz eu não concordo, como teve a invasão no CT do São Paulo, como tem ameaça, xingamento, a mim e a minha família. E, me deparando com esse tipo de coisa dentro de alguns clubes, me fez parar para pensar”, completou.

A carreira de Michel Bastos como profissional teve início em 2002, no Pelotas-RS. Após breve passagem pelo futebol holandês (Excelsior), ele retornou ao Brasil, onde passou por Athletico Paranaense, Grêmio e Figueirense antes de retornar à Europa, desta vez para a França.

Atuando em solo francês, Michel Bastos viveu a melhor fase da carreira. Primeiro, entre 2006 e 2009, ele jogou pelo Lille, e entre 2009 e 2012, pelo Lyon, onde conquistou os títulos da Copa da França (2011) e Supercopa da França (2012).

Entre 2012 e 2013, atuou no Schalke 04, da Alemanha. De lá, foi para o Al-Ain, dos Emirados Árabes Unidos e, na sequência, rumou para a Roma, da Itália. Em ambas equipes teve passagens breves.

Em 2014, voltou ao Brasil, para defender o São Paulo. Voltou a encontrar estabilidade no clube, onde ficou até 2016, jogando mais de cem partidas. Em 2017, foi anunciado por outro grande paulista: o Palmeiras. Em 2018, atuou pelo Sport Recife por empréstimo, seu último clube antes do América-MG.

Conhecido por sua polivalência, Michel Bastos atuou na na lateral, meio-campo e ataque. Foi como lateral esquerdo que ele foi convocado pelo Brasil para a Copa do Mundo de 2010, disputada na África do Sul. Ele foi titular da equipe nos cinco jogos disputados na competição. Ao todo, Michel disputou 10 jogos pela seleção brasileira.

UOL

Aos 36 anos, atacante Dagoberto anuncia o fim da carreira: “Tudo tem seu tempo”

O atacante Dagoberto anunciou nesta terça-feira, em sua conta no Instagram, o fim da sua carreira no futebol. Aos 36 anos, o jogador do Londrina vinha sofrendo com lesões musculares ao longo da temporada. Com isso, ele decidiu antecipar a aposentadoria, prevista inicialmente para o fim de 2019.

– Galera, tudo tem seu tempo. Tempo de plantar e colher. Tempo de começar… Um sonho que eu tinha lá atrás de jogador, e hoje está se encerrando isso. É com muita alegria que tudo foi vivido, que foi intensamente feito. Errando, acertando, mas, enfim, sempre buscando fazer o melhor. Obrigado a todos pelo carinho de sempre. O corpo já está pedindo descanso, e é isso que iremos fazer. Atualizo mais vocês pela frente, mas em um princípio é isso. Só agradece e viver a vida com alegria, em paz, com amor. Esse é o caminho sempre – disse Dagoberto, em vídeo no Instagram.

Dagoberto foi pentacampeão do Campeonato Brasileiro, conquistando o título pelo Athletico, em 2001, pelo São Paulo, em 2007 e 2008, e pelo Cruzeiro, em 2013 e 2014. Ele também passou por Internacional, Vasco e Vitória, clubes onde também conquistou títulos, além de ter defendido o San Francisco Deltas, dos Estados Unidos, e a seleção brasileira.

No Londrina desde 2018, o atacante foi o artilheiro da Série B do Brasileiro no ano passado, com 17 gols em 19 jogos disputados. Nesta temporada, ele ficou fora do início da temporada, por opção, e fez a primeira partida no ano em abril. Em 2019, Dagoberto fez oito jogos, sendo cinco pela Série B e três na Copa do Brasil, e marcou três gols, o último deles sobre o Paraná.

Dagoberto estava em recuperação de uma lesão muscular que interferia no quadril e no joelho, sofrida em agosto. Ele vinha fazendo o tratamento e voltou aos treinos físicos na última semana, surgindo a possibilidade de voltar no jogo contra o Coritiba, no sábado. Porém, nesta terça-feira, o atacante anunciou o fim da carreira.

Globo Esporte

São Paulo agradece Alex Silva após zagueiro anunciar aposentadoria

O São Paulo fez questão de agradecer Alex Silva nesta sexta-feira depois de o zagueiro anunciar sua aposentadoria do futebol. Tricampeão brasileiro com o Tricolor, o agora ex-atleta passou pelas categorias de base antes de participar de um dos período mais vitoriosos da história do clube do Morumbi.

“Alex Silva, zagueiro tricampeão brasileiro (2006, 07 e 08), anunciou a aposentadoria do futebol, aos 34 anos. Ele chegou na nossa base em 2005, disputou a Copinha de 2006 e fez historia no time principal, com 143 jogos e 12 gols. Valeu e boa sorte na nova fase, Alex Silva!”, escreveu o São Paulo em suas redes sociais.

View image on TwitterView image on TwitterView image on TwitterView image on Twitter

São Paulo FC

@SaoPauloFC

Alex Silva, zagueiro tricampeão brasileiro (2006, 07 e 08), anunciou a aposentadoria do futebol, aos 34 anos. Ele chegou na nossa base em 2005, disputou a Copinha de 2006 e fez história no time principal, com 143 jogos e 12 gols. Valeu e boa sorte na nova fase, Alex Silva! 🇾🇪

346 people are talking about this

Nas últimas três temporadas, Alex Silva defendeu o Jorge Wilstermann, da Bolívia. O zagueiro chegou a enfrentar o Palmeiras com o time boliviano na edição de 2017 da Copa Libertadores. O principal motivo de “Pirulito” pendurar as chuteiras foram os recorrentes problemas no joelho.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Dagoberto anuncia aposentadoria no fim da temporada de 2019

Um dos maiores campeões do futebol brasileiro, o atacante Dagoberto anunciou que não voltará a jogar mais futebol profissionalmente após o fim da temporada de 2019. A confirmação veio após uma publicação do atleta na sua conta oficial do Instagram, onde colocou uma imagem com a camisa de equipes que atuou como jogador.

“Obrigado senhor!!! Melhor que sonhar é viver. Quem viu viu !!! Final desse ano estarei encerrando uma carreira que tenho muito orgulho. Obrigado a todos sempre pelo carinho e respeito!!! Deus abençoe a cada um de vcs”, afirmou o atleta de 36 anos que está atualmente no Londrina.

É difícil destacar qual o grande momento na carreira do jogador, já que Dagoberto teve bons números em praticamente todos os times que passou, além de ter conquistado títulos importantes em boa parte deles.

Pelo São Paulo, foram duas conquistas do Campeonato Brasileiro, nas edições de 2007 e 2008, e um período onde era peça fundamental no esquema montado pelo então técnico Muricy Ramalho.

Já no Cruzeiro, o jogador conquistou novamente mais duas taças do Brasileirão, em 2013 e 2014, além do Campeonato Estadual, também há cinco anos. No Athletico Paranaense, o atacante teve momentos marcantes, conquistando seu primeiro Campeonato Brasileiro, em 2001, e sendo destaque por ser prata da casa na equipe paranaense.

 

Fonte: UOL

Campeão pelo São Paulo, Júlio Baptista anuncia aposentadoria do futebol aos 37 anos

O meia Júlio Baptista anunciou nesta quinta-feira, através das redes sociais, que está se aposentando dos gramados aos 37 anos.

“Depois de mais de 20 anos na elite do futebol, é o momento de dar um passo para o lado e anunciar que decidi encerrar a minha carreira como jogador. Começo uma nova vida e quero demonstrar minha gratidão a todos que fizeram possível que eu realizasse esse sonho. Obrigado a todos”, escreveu o brasileiro.

O agora ex-atleta teve como o último clube o Cluj, da Romênia, que defendeu até esta temporada.

“A verdade, é que nunca sabemos quando isso vai acontecer, quando você vai escolher a hora. Eu escolhi esse momento. É o que me sinto bem, em que estou fazendo curso para técnico, o que é um ponto importante”, afirmou Baptista, em entrevista à EFE.

Atualmente, Júlio está fazendo as aulas do curso para treinadores oferecido pela RFEF (Federação Espanhola de Futebol), no centro de treinamento da seleção, em Las Rozas.

“Gosto da opção de ser técnico. Quero ser, mas não sei quando. Quero ter a minha forma de ser, com meus pensamentos, minha forma de jogar”, disse o brasileiro, que revelou não ter inspirações na função.

CARREIRA VITORIOSA

Revelado pelo São Paulo, Júlio Baptista conquistou o Paulistão de 2000 e o Rio-São Paulo de 2001 antes de ser vendido ao Sevilla, da Espanha.

Na equipe espanhola, o brasileiro arrebentou, fazendo grandes apresentações e passando a ser conhecido como La Bestia por sua força física. Não à toa, ele foi contratado pelo poderoso Real Madrid em 2005.

Pela equipe merengue, ganhou o Campeonato Espanhol na temporada 2007/08, mas não conseguiu se firmar entre os titulares.

Após um empréstimo ao Arsenal, em 2006, deixou o Real em definitivo para jogar na Roma, em 2008. Passou depois pelo Málaga, entre 2011 e 2013, antes de ser contratado pelo Cruzeiro.

No retorno ao futebol nacional, faturou dois Campeonatos Brasileiros e um Mineiro pela Raposa.

Na sequência, passou pelo Orlando City e depois foi para o Cluj, encerrando a carreira após se sagrar campeão romeno com a equipe.

Pela seleção brasileira, Júlio Baptista levantou quatro taças: as Copas América de 2004 e 2007, além das Copas das Confederações de 2005 e 2009 – ainda foi campeão do Sul-Americano sub-20 de 2001 pelas seleções de base.

O meia integrou o elenco do técnico Dunga na Copa do Mundo de 2010.

 

Fonte: ESPN