Antony comenta saída iminente do São Paulo: “Não caiu a ficha ainda”

Criado nas categorias de base do São Paulo, Antony vive seus últimos meses no clube. Vendido ao Ajax, o atacante diz que a ficha ainda não caiu, e que buscará aproveitar ao máximo seu tempo restante no Tricolor.

“Estou tentando desfrutar ao máximo o dia a dia com os companheiros aqui no clube. Vou me esforçar muito, aproveitar cada momento e ajudar o São Paulo antes de ir embora”, contou em entrevista coletiva nesta terça-feira.

“É difícil acreditar que vou embora no meio do ano. Não caiu a ficha ainda. Estou tentando desfrutar ao máximo, aproveitar cada minuto, cada segundo com a camisa do São Paulo”, seguiu o jovem.

Prestes a estrear no Morumbi pela fase de grupos da Libertadores, Antony contou o que lembra do jogo contra o adversário desta quarta-feira, a LDU-EQU, em 2004, também pelo torneio sul-americano.

“Eu estava em casa, 1 a 0, gol do Luis Fabiano de cavadinha. Lembro um pouco disso”, contou o atacante, que tinha apenas quatro anos quando a equipe de Cuca passou em primeiro do grupo e chegou até as semifinais da competição.

O São Paulo enfrenta os equatorianos, às 21h30 (Brasília) no Morumbi, pela 2ª rodada da Libertadores. O Tricolor visa se recuperar de tropeço na estreia contra o Binacional, fora de casa na altitude.

Gazeta Esportiva

Após São Paulo perder de virada, Antony lamenta: ‘Péssimo resultado’

O São Paulo sofreu, de virada, derrota na estreia na atual edição da Conmebol Libertadores. Na noite desta quinta-feira, o time foi até o Peru visitar o Binacional, mas acabou perdendo por 2 a 1. Na saída de campo, Antony lamentou resultado e garantiu que ninguém esperava pelo cenário que o duelo acabou caminhando.

– A gente sabia das dificuldades e se preparou durante a semana. Péssimo resultado, ainda mais a gente abrindo o placar e tomar essa virada, ninguém esperava isso. Mas agora é virar a página, focar no próximo jogo. É só o começo. Vamos focar para que no segundo jogo nós vamos sair com os três pontos – afirmou o jogador, completando sobre o peso da altitude:

– Como eu disse, dificulta um pouco sim. Não estamos acostumados, mas não vamos pegar isso como desculpa. Falha nossa. Dois gols com erros do nosso time. Mas como eu disse, não vamos dar desculpa. Vamos vamos tentar virar a página. Sei que vai ser uma noite difícil, mas a Libertadores só está começando.

Com o resultado, o São Paulo foi o único brasileiro a não vencer na primeira rodada do torneio continental, e complica sua situação no difícil Grupo D, que ainda tem LDU e River Plate. O Tricolor volta a campo pela Libertadores próxima quarta, contra os equatorianos. Antes, visita o Botafogo-SP, pelo Paulistão.

Lance

De preterido a indispensável: Antony volta à Libertadores em novo patamar no São Paulo

Antony viajou com o São Paulo para enfrentar o Binacional, nesta quinta-feira, às 21h, em Juliaca, no Peru.

Em um ano no São Paulo, Antony viu seu status mudar completamente. Ele foi de preterido na eliminação da Libertadores de 2019, quando foi reserva diante do Talleres, para indispensável no time que estreia na edição de 2020.

Relacionado pelo técnico Fernando Diniz, Antony desfalcou o São Paulo na vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, domingo, no Morumbi, por causa de uma entorse no tornozelo. Mas se recuperou e trabalhou nos últimos dias.

No ano passado, coincidentemente um jogo contra a Ponte Preta, no Paulistão, precedeu o jogo do São Paulo na Libertadores. Mas o cenário era diferente para Antony e o Tricolor.

O então técnico André Jardine aproveitou a partida como um teste final antes do jogo de mata-mata pela segunda fase da Libertadores para tirar uma dúvida entre Antony e Helinho. O técnico escolheu Helinho na derrota por 2 a 0 para o Talleres, na Argentina, e Antony ficou no banco o tempo inteiro.

No duelo de volta, empatado sem gols no Morumbi, Antony foi usado apenas aos 42 minutos do segundo tempo, no lugar de Willian Farias, e o São Paulo acabou eliminado.

Antony, atacante do São Paulo, mudou de status em um ano de São Paulo — Foto: MAURÍCIO RUMMENS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOAntony, atacante do São Paulo, mudou de status em um ano de São Paulo — Foto: MAURÍCIO RUMMENS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Antony, atacante do São Paulo, mudou de status em um ano de São Paulo — Foto: MAURÍCIO RUMMENS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

 

Um ano depois, Antony se firmou no time titular e foi vendido ao Ajax depois de terminar o Brasileirão de 2019 como atleta que mais participou de gols no time. Ele marcou quatro vezes e deu seis assistências na competição.

O São Paulo viaja nesta quinta-feira em voo fretado de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, para Juliaca. A logística foi feita para minimizar os efeitos da altitude.

Para esse jogo, estão fora:

  • Juanfran (dores na panturrilha)
  • Vitor Bueno (entorse no tornozelo esquerdo)
  • Everton e Brenner (suspensos)
  • Rojas, Léo e Gabriel Sara (departamento médico)
  • Fernando Diniz suspenso por um gancho que ele carregou do Fluminense, pela Sul-Americana

Desta forma, o provável São Paulo é o seguinte: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Pato e Pablo.

Globo Esporte

Juanfran e Vitor Bueno estão fora; Antony viaja para estreia da Libertadores

Vitor Bueno e Juanfran estão fora do São Paulo para a estreia da Libertadores contra o Binacional, nesta quinta-feira, às 21h, em Juliaca, no Peru. O lateral tem dores na panturrilha, e o meia tem uma entorse no tornozelo (o local está muito inchado). Os dois não viajam com o Tricolor. Antony, por outro lado, se recuperou da entorse e vai para o jogo.

Vitor Bueno e Juanfran aqueceram no campo com o time no trabalho de terça-feira, parte da atividade liberada para a imprensa. Sem o lateral e o meia-atacante, Igor Vinícius e Pablo surgem como principais opções no time do técnico Fernando Diniz. Vitor Bueno sofreu a lesão durante a vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, e Juanfran já havia ficado fora desse jogo por conta de dores no pé.

Vitor Bueno São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.netVitor Bueno São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Vitor Bueno São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

 

Com Antony, mas sem Juanfran e Vitor Bueno, Fernando Diniz e o São Paulo viajam nesta quarta-feira em voo fretado para Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Depois de dormir na cidade, o time segue para Juliaca na quinta-feira, dia do jogo. A logística foi feita para minimizar os efeitos da altitude.

Para esse jogo também estão fora Everton, Brenner (suspensos), Rojas, Léo e Gabriel Sara (departamento médico). O próprio Fernando Diniz está suspenso por um gancho que ele carregou do Fluminense, pela Sul-Americana, e não poderá comandar o time no gramado.

Desta forma, o provável São Paulo é o seguinte: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Pato e Pablo.

Juanfran e Léo estão fora, e Antony vai para o jogo contra o Binacional, no Peru — Foto: Reprodução/Twitter SaoPauloFCJuanfran e Léo estão fora, e Antony vai para o jogo contra o Binacional, no Peru — Foto: Reprodução/Twitter SaoPauloFC

Juanfran e Léo estão fora, e Antony vai para o jogo contra o Binacional, no Peru — Foto: Reprodução/Twitter SaoPauloFC

Globo Esporte

Volpi, Juanfran, Antony e Bueno treinam no São Paulo e devem jogar

O treino desta terça-feira pela manhã, aberto para a imprensa apenas em sua parte inicial, indicou que o São Paulo deverá mesmo ter força praticamente total na estreia pela Libertadores, às 21h de quinta-feira, contra o Binacional (PER), em Juliaca. Dos 30 inscritos, só não vão viajar os machucados Léo, Helinho, Rojas e Gabriel Sara e os suspensos Brenner e Everton.

Tiago Volpi, Juanfran, Antony e Vitor Bueno, que vinham com problemas físicos nos últimos dias, trabalharam no gramado do CT da Barra Funda e estarão aptos se nada de anormal acontecer até lá.

Volpi e Bueno levaram pancadas em seus tornozelos na vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, domingo, enquanto Antony e Juanfran foram desfalques nesta partida. O garoto com uma lesão no tornozelo esquerdo e o veterano com dores na panturrilha direita.

Enquanto os portões estiveram abertos para os jornalistas, foi possível ver que Antony e Juanfran treinaram ao lado dos titulares do jogo contra a Ponte Preta. Se Diniz não puder escalar Vitor Bueno ou Antony desde o início, Pablo seguirá na equipe. Se Juanfran não reunir condições de ser titular, Igor Vinícius será o substituto.

O provável São Paulo, então, tem Tiago Volpi, Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Vitor Bueno e Pato.

Antes de irem ao campo, os atletas ficaram um longo tempo na sala de vídeo recebendo informações sobre o Binacional. Embora esteja montando a equipe e vá viajar com a delegação, Fernando Diniz não poderá estar à beira do gramado devido a uma suspensão recebida por episódios na Sul-Americana de 2019, quando dirigia o Fluminense. O auxiliar Márcio Araújo é quem estará no campo.

O São Paulo ainda treina no CT da Barra Funda nessa quarta-feira pela manhã e viaja na sequência para Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. A ida para Juliaca, que tem 3.800 metros de altitude, será horas antes de a bola rolar para minimizar as complicações causadas pelo ar rarefeito.

Lance

Treino do São Paulo tem Antony e Juanfran; Vitor Bueno permanece no Reffis

Antony e Juanfran trabalharam à parte nesta segunda-feira em um dos campos do CT da Barra Funda. A dupla, que vinha sendo dúvida para a estreia do São Paulo na Libertadores, contra o Binacional, se movimentou sob orientação dos fisioterapeutas do clube e deu sinais de que não deverá ser baixa para o técnico Fernando Diniz na próxima quinta, no Peru.

Além de Antony e Juanfran, Léo, Gabriel Sara, Helinho e Joao Rojas também apareceram no gramado. Léo e Helinho sofreram entorse no tornozelo esquerdo, Sara fraturou o quinto metatarso do pé direito, e Joao Rojas se recupera de cirurgia no joelho.

Marcelo Baseggio

@celobaseggio

Antony agora se junta a Juanfran para um trabalho específico com os fisioterapeutas do São Paulo

Embedded video

See Marcelo Baseggio’s other Tweets

Dos cinco, apenas Antony e Juanfran reúnem condições de jogo. Todos os outros levarão mais tempo para ficarem à disposição de Fernando Diniz novamente. Antony foi poupado do confronto com a Ponte Preta por conta de uma entorse no tornozelo, enquanto o lateral-direito espanhol ficou de fora devido a dores na panturrilha direita.

Marcelo Baseggio

@celobaseggio

Léo e Gabriel Sara também chegam para a atividade com os fisioterapeutas. O segundo foi orientado a movimentar em um ritmo inferior ao dos demais

View image on Twitter
See Marcelo Baseggio’s other Tweets

Em contrapartida, Vitor Bueno, que deixou o Morumbi machucado após a vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, no último domingo, não treinou no gramado. Ainda assim, internamente há a crença de que o meia-atacante não sofreu uma lesão tão grave a ponto de tirá-lo da estreia na Libertadores.

O São Paulo tem mais dois treinos antes de viajar a Santa Cruz de La Sierra, o que acontece na próxima quarta-feira. Na quinta, a delegação tricolor deixará a Bolívia rumo a Juliaca, no Peru, onde a partida acontecerá a mais de 3.800 metros de altitude.

Gazeta Esportiva

Antony passa por exames, entorse é detectada e pode virar desfalque

O torcedor do São Paulo acordou mais preocupado na manhã desta quinta-feira. Isso porque Antony, com entorse no tornozelo esquerdo, passou a ser tratado como provável desfalque para enfrentar a Ponte Preta, neste domingo e dúvida real para a viagem para o Peru para a estreia na Libertadores, contra o Binacional, em Juliaca, que está marcado para a próxima quinta-feira.

Na última quarta-feira, o atacante passou por exames de imagem, que detectaram um entorse, algo que o departamento médico já suspeitava. O procedimento, porém, diagnosticou que não há uma lesão grave, ou seja, sem necessidade de intervenção cirúrgica. O tratamento será feito no Reffis, com avaliações diárias no período. Há um otimismo pela recuperação rápida.

A participação de Antony contra a Ponte Preta é considerada muito difícil. Acredita-se que não vale apena acelerar um processo para o jogo do Paulistão, se na próxima quinta-feira haverá um duelo mais importante, pela Libertadores. Isso não significa que ele estará pronto para enfrentar o Binacional, mas terá mais tempo e maior chance de recuperação.

No treino da última quarta-feira, Antony dividiu uma bola com Fabinho e acabou levando a pior no lance. O atacante ficou caído no gramado, reclamando de dor e foi atendido pelos médicos do clube. Ele ainda tentou voltar a jogar, ainda mancando, mas logo deixou o campo, já sem chuteira e caminhando. Após a atividade, ele imobilizou o pé esquerdo e usou muletas.

Após voltar da Seleção sub-23, que disputou o Pré-Olímpico da Colômbia e garantiu vaga nos Jogos de Tóquio, o atacante foi vendido ao Ajax e tem apresentação prevista na Holanda para 1º de julho. O clube europeu fez um seguro para que ele continue atuando pelo Tricolor até lá. Em caso de lesão, será ressarcido pelo período em que o atleta não puder ser utilizado.

Lance

Antony ganha presente de aniversário de torcedora do São Paulo que enfrenta câncer; vídeo

 

O atacante Antony, do São Paulo, ganhou uma surpresa de aniversário: um presente da garota Larissa, torcedora que luta contra um câncer no cérebro, e se tornou símbolo do clube desde que acompanhou a campanha vitoriosa da equipe na Copinha de 2019.

Antony, que está de malas prontas para se mudar para o Ajax, em julho, completou 20 anos na última segunda-feira. A garotinha foi ao CT do São Paulo para entregar o presente.

Veja como foi esse encontro no vídeo acima.

Antony e Larissa se encontram no CT do São Paulo — Foto: ReproduçãoAntony e Larissa se encontram no CT do São Paulo — Foto: Reprodução

Antony e Larissa se encontram no CT do São Paulo — Foto: Reprodução

 

Globo Esporte

Pato lembra ida ao Milan com 17 anos e dá conselhos a Antony em transferência do São Paulo ao Ajax

Antony, de 19 anos, estourou em um grande clube, o São Paulo, ainda muito jovem e rapidamente atraiu a atenção de um gigante europeu. Em julho, se muda para a Holanda, onde vai defender o Ajax. A história é semelhante à de um companheiro de ataque, hoje mais experiente, que tem dado conselhos ao jovem jogador.

Alexandre Pato tinha só 17 anos quando o Milan pagou a multa rescisória e levou o atacante do Internacional em 2007. Era tido como um fenômeno no Beira-Rio, mas teve carreira inconstante na Europa até retornar ao Brasil, primeiro ao Corinthians, depois ao São Paulo – e circular, nesse meio tempo, por Espanha, Inglaterra e China até voltar ao Morumbi no ano passado.

Hoje com 30 anos, Pato contou ter falado com Antony sobre a ida ao Ajax.

– Falei para ele aprender o mais rapidamente possível a língua para chegar lá e se entrosar com o pessoal. Tenho certeza de que ele vai trazer muitas alegrias para a gente nestes seis meses (em que ainda ficará no São Paulo). Neste time do Ajax, ele vai conseguir fazer coisas boas.

Antony e Pato comemoram gol contra o Oeste — Foto: Fernando Roberto Teixeira Antony e Pato comemoram gol contra o Oeste — Foto: Fernando Roberto Teixeira

Antony e Pato comemoram gol contra o Oeste — Foto: Fernando Roberto Teixeira

 

Pato se transferiu antes de completar 18 anos, e só nessa idade poderia defender o time italiano. O Milan, porém, fez questão de que ele se mudasse assim que a transferência foi concluída, em agosto de 2007, por cerca de US$ 20 milhões (cerca de R$ 34 milhões, na época).

Antony não teria o problema da idade, mas a negociação com o Ajax se estendeu para além da janela de transferências do começo do ano, e ele só poderá ser registrado na Holanda em julho. Pelo atacante, os europeus acertaram pagamento que pode chegar a 22 milhões de euros (cerca de R$ 102 milhões) – o negócio ainda inclui a compra de uma fatia de 20% de David Neres que permanecia com o São Paulo por 7 milhões de euros (cerca de R$ 32 milhões).

Nesse período, Antony continuará no São Paulo, protegido por um seguro.

– Eu estava conversando com ele de como é incrível o São Paulo ter conseguido tê-lo por mais seis meses. Porque quando eu fui para o Milan, o Inter tentou e tentou, mas o Milan insistiu que eu teria de ir para lá. Passei seis meses lá trabalhando – comentou Pato.

Antony, do São Paulo, assina contrato com o Ajax — Foto: 4ComMAntony, do São Paulo, assina contrato com o Ajax — Foto: 4ComM

Antony, do São Paulo, assina contrato com o Ajax — Foto: 4ComM

 

Antony voltou ao São Paulo no último sábado, quando enfim o seguro foi assinado, e teve boa participação na goleada sobre o Oeste por 4 a 0 em Barueri – Pato fez dois gols (Daniel Alves outros dois) e encerrou uma seca de seis meses sem marcar.

O São Paulo folga nesta segunda-feira. O elenco se reapresenta na terça. O time volta a campo no domingo, quando recebe a Ponte Preta no Morumbi pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

Globo Esporte

Contra o Oeste, São Paulo fez seu jogo mais eficiente no Paulistão 2020

Além de se reabilitar na competição com a goleada sobre o Oeste, no último sábado, o São Paulo parece ter dado um jeito nas finalizações. Isso porque foi a partida mais eficiente do time no Paulistão até aqui. De acordo com o Footstats, em média, os são-paulinos precisaram de menos de quatro chutes para marcar um gol, estatística bem melhor do que nas rodadas anteriores.

Uma diferença básica desse jogo para os demais foi o número de tentos marcados pela equipe: quatro. Foi a primeira vez, em 24 duelos sob o comando de Fernando Diniz, que o Tricolor consegue atingir essa marca. Antes, o placar mais elástico havia sido o 3 a 0 sobre a Chapecoense, fora de casa, no Brasileirão-2019. De resto, no máximo partidas com dois gols.

Essa grande quantidade de bolas na rede ajudou nas estatísticas e finalmente “destravou” o ataque do São Paulo. Foram 15 finalizações, nove delas atingiram o alvo e quatro entraram no gol. Sendo assim, a cada 3,75 chutes, o time comemorou um tento e a cada 2,25 finalizações certas, uma superou o goleiro.

– Já era para a gente ter feito jogos assim no campeonato, pelo tanto de chances que a gente criou, mas hoje (último sábado) saíram os gols. Conseguimos fazer o primeiro logo no começo, deu mais tranquilidade para a gente, depois voltamos para o segundo tempo concentrados para fazer mais, para fazer os gols que não estavam saindo. Perdemos oportunidades também, mas o que vale é que o gol saiu e a vitória veio – disse Reinaldo, após a goleada.

Até então, o melhor desempenho são-paulino nesse quesito havia sido registrado contra a Ferroviária, quando a equipe precisou de oito chutes para poder fazer um gol. Já em termos de finalizações certas, o jogo mais eficiente havia sido diante do Água Santa, quando foi necessário chutar 3,5 vezes no alvo para poder balançar a rede uma vez, logo na primeira rodada do estadual.

Comparando com os jogos de Fernando DIniz desde o Brasileirão do ano passado, esse duelo com o Oeste foi o segundo mais eficiente, perdendo apenas para o já citado 3 a 0 sobre a Chape. Naquela ocasião, foram 11 finalizações, seis certas e três gols, ou seja, em média, a acada 3,7 chutes, um balançou a rede, e a cada dois chutes certos, um resultou em tento.

O objetivo de Diniz e seus comandados é manter essa eficiência e evitar tantas chances desperdiçadas, como vinha acontecendo rodada após rodada. Para isso, a partir de terça-feira o elenco volta a treinar de olho no duelo diante da Ponte Preta, no próximo domingo, às 16h, no Morumbi, pela sétima rodada da fase de grupos do Paulistão-2020. O Tricolor lidera o Grupo C da competição.

Lance

Impasse com Antony pode dar outra chance à dupla Pato e Pablo no São Paulo

Como a performance do ataque do São Paulo é alvo de críticas neste início de temporada, Pablo e Pato passaram a ser os principais candidatos para perder uma vaga com o retorno de Antony, após defender a seleção olímpica. No entanto, o Ajax ainda não solucionou as pendências burocráticas em relação à contratação do jovem de 19 anos, e por isso, os dois podem ser mantidos no time titular do Tricolor paulista na partida de amanhã, em Barueri, contra o Oeste.

Antony já realizou os exames médicos na última terça-feira e o São Paulo enviou toda a documentação para a Europa. Os holandeses, porém, ainda têm tempo para concretizarem a transação. Segundo apurou o UOL Esporte, a transferência e a liberação do seguro podem ser concluídas até o dia 25 deste mês. Quando tiver com tudo assinado, o jogador poderá atuar pelo São Paulo até o segundo semestre, pois a janela de transferência para a Holanda está fechada.

O garoto teve uma programação de treinamentos diferente do restante do elenco nesta semana. Ainda assim, Diniz sabe que existe a possibilidade de Antony ser liberado nas próximas horas e até estuda uma maneira de montar o time com ele entre os 11. Dessa maneira, o atleta participou de atividades sem contato físico e menor potencial para lesões (como um treino fantasma) na equipe titular.

Caso Antony seja mesmo liberado para atuar, a maior tendência é de Pato ser mantido no time. Apesar de ainda não ter balançado as redes neste ano (o último gol dele foi em agosto de 2019, contra o Santos), o camisa 7 vive um melhor momento do que Pablo.

O Tricolor paulista volta a treinar hoje de manhã, no CT da Barra Funda. No total neste início de temporada, o São Paulo anotou seis gols em seis partidas. Após o empate sem gols contra o Corinthians, o time está na terceira posição do Grupo C do Campeonato Paulista.

UOL

Antony volta ao São Paulo com camisa nova e para repetir Lucas

Antony deve iniciar nesta quarta-feira a reta final de sua passagem pelo São Paulo. Após realizar exames médicos na tarde de terça-feira, o atacante de 19 anos, negociado com o Ajax (HOL), é aguardado por Fernando Diniz para o treino desta manhã e para o jogo de sábado, contra o Oeste, às 16h30, em Barueri. O número da camisa dele nestes últimos cinco meses de clube será outro: sai o 39, entra o 17.

O número é semelhante ao do último jogador que foi negociado pelo São Paulo e ficou mais um semestre jogando pelo clube. Lucas, outra cria de Cotia, vestia a camisa 7 em 2012. Ele foi vendido ao PSG (FRA) em agosto, mas permaneceu no Morumbi até dezembro para tentar conquistar um título: conseguiu, sendo o craque da Sul-Americana daquele ano e marcando gol na final contra o Tigre (ARG).

Lucas e Antony, curiosamente, são amigos e têm a carreira guiada pelos mesmos empresários.

Lucas e Antony
Antony tem foto com Lucas em seu Instagram – FOTO: Reprodução

Antony voltou da Seleção Brasileira sub-23 que estava disputando o Pré-Olímpico na Colômbia na semana passada, mas não foi nem para o banco no clássico contra o Corinthians porque ainda não havia feito os exames necessários para que o Ajax contratasse um seguro para se proteger em caso de uma lesão.

Como a janela de contratações na Europa está fechada, o garoto ficará no São Paulo até 1º de julho. Caso se machuque e chegue à Holanda impossibilitado de atuar, o Ajax receberá um valor correspondente ao período em que ele estiver fora de ação. O seguro também garante que São Paulo e Antony recebam os valores combinados.

O único campeonato que acabará antes da saída de Antony para o novo clube é o Paulistão. No ano passado, o atacante marcou um gol na final contra o Corinthians, mas não conseguiu evitar o vice. Agora, tem nesta competição a chance de marcar seu nome na história.

O São Paulo tentou convencer o Ajax a receber o atleta apenas em agosto, após as Olimpíadas (o torneio de futebol em Tóquio, do qual Antony provavelmente participará, será de 23 de julho a 8 de agosto). Seria possível tê-lo em uma eventual disputa de oitavas de final da Libertadores, mas os holandeses recusaram.

Antony subiu ao elenco profissional do São Paulo no fim de 2018. Ainda retornou à base em janeiro de 2019 para ser campeão da Copinha e, quando foi promovido definitivamente, logo ganhou a vaga de titular. Ele soma 48 jogos e seis gols pelo clube de seu coração.

Lance

Antony deve voltar contra o Oeste sábado em Barueri

O São Paulo não vem podendo contar com Antony apesar de ele ter retornado da Seleção Brasileira sub-23. Vendido ao Ajax, da Holanda, o atacante está sendo poupado pela comissão técnica de jogos e treinamentos enquanto não realiza os exames médicos necessários para assinar contrato com os europeus.

No último sábado, Antony ficou de fora do clássico contra o Corinthians. Minutos antes do Majestoso, a informação de que o atacante não poderia atuar para se resguardar para os exames médicos necessários pegou todos de surpresa, mas, mesmo sem ele, o São Paulo conseguiu desempenhar um bom futebol e estar próximo de vencer o jogo.

Nesta segunda-feira, dia da reapresentação do elenco, Antony mais uma vez não esteve junto de seus companheiros, se limitando a trabalhos físicos personalizados. Enquanto os exames não forem concluídos, o camisa 39 seguirá treinando desta forma no CT da Barra Funda.

Justamente por isso, a comissão técnica espera que as pendências sejam finalizadas o quanto antes para incluir o jovem revelado em Cotia nos planos futuros. Como só irá deixar o São Paulo em junho, Antony seguirá como um dos protagonistas do Tricolor na fase de grupos da Libertadores e em todas as competições disputadas no primeiro semestre.

Apesar da demora, a expectativa é que tudo seja acertado durante essa semana para que Antony não desfalque o São Paulo novamente. Contra o Oeste, sábado, às 16h30 (de Brasília), em Barueri, a expectativa é de que o garoto esteja à disposição.

Como estava na Colômbia, disputando o Pré-Olímpico, Antony já deu oportunidade a Fernando Diniz de montar a equipe sem sua presença. Será essa a realidade a partir de junho, quando o São Paulo, provavelmente, deverá recorrer à escalação já utilizada neste início de 2020.

Gazeta Esportiva

Confira como o São Paulo vai utilizar o dinheiro da venda de Antony

A venda de Antony ao Ajax, da Holanda, acontece em um dos momentos financeiros mais delicados da história do São Paulo. No final do ano passado, o clube registrou um déficit de R$ 180 milhões. A situação agravou a pressão sobre o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

A negociação de Antony ajuda a amenizar a situação, mas não resolve por completo os problemas enfrentados pelo São Paulo. O atacante foi vendido em uma composição financeira que pode render até R$ 134 milhões ao Tricolor, divididos da seguinte forma:

16 milhões de euros (cerca de R$ 74 milhões) por Antony;

6 milhões de euros (cerca de R$ 28 milhões) em caso de metas cumpridas pelo jogador no novo clube;
7 milhões de euros (cerca de R$ 32 milhões) por 20% de revenda futura que o São Paulo tinha de David Neres.

O São Paulo ainda fica com 20% de mais valia, ou seja, uma porcentagem do que exceder 16 milhões de euros de uma possível venda futura de Antony pelo Ajax.

Destes valores, o São Paulo irá receber R$ 32 milhões à vista e R$ 74 milhões até o final do ano. Antony abriu mão de parte 10% dos direitos econômicos a que tinha direito. Os outros R$ 28 milhões dependem do desempenho do jogador no novo clube. Devem ficar para 2021.

Os R$ 32 milhões, por sua vez, serão utilizados inicialmente para quitar direitos de imagem e algumas luvas de jogadores que têm isso no contrato, como, por exemplo, Daniel Alves. Os salários também serão pagos com esse valor.

A fatia inicial também será importante para o São Paulo ter fluxo de caixa. Um dos grandes problemas do clube no ano passado foi exatamente a falta desses recurso devido às eliminações precoces na Libertadores e na Copa do Brasil.

Já os R$ 74 milhões, que serão pagos até o final do ano, devem ser utilizados para diminuir a dívida bancária do clube. Na previsão orçamentária aprovada no ano passado, um dos principais focos para os próximos três anos é a redução desta dívida em 50% ao ano.

Contratações

Por enquanto, o São Paulo não prevê nenhum tipo de contratação para reforçar o elenco. Durante a pré-temporada, o Tricolor chegou a sondar alguns centroavantes, mas nenhuma negociação avançou.

Para a vaga que será deixada por Antony, o São Paulo apostou neste começo de temporada em Helinho. Com a lesão do atacante, Fernando Diniz passou a utilizar Pablo pelo lado direito do campo e centralizou Alexandre Pato. Neste momento, a comissão acredita que há peças dentro do elenco para suprir essas necessidades.

Jogadores das categorias de base também podem ganhar espaço com essa vaga que ficará aberta. No elenco principal atualmente, o São Paulo tem 18 jogadores revelados em Cotia.

Globo Esporte