BOMBA!!! Cavani no São Paulo?? Confira!

Petros Maicon São Paulo

Cavani no São Paulo? Petros e Maicon fazem post enigmático nas redes sociais

Edinson Cavani no São Paulo? A confirmação do interesse do Tricolor no uruguaio feita por Diego Lugano, atual superintendente de relações institucionais do time do Morumbi, tem feito à torcida delirar nas redes sociais com a possibilidade do negócio e os ex-tricolores Petros e Maicon não ficaram de fora.

 

Em meio a chuva de pessoas prevendo gol de Cavani no tetra da Copa Libertadores e outros fazendo promessas de tatuar o rosto do atleta caso venha ao Tricolor, a dupla Petros e Maicon, ex-jogadores do São Paulo que defendem o Al-Nassr, da Arábia Saudita, entraram na zoeira nas redes sociais.

+ Grafite relembra Mundial com São Paulo e ironiza ‘jogou de igual para igual’ usado em defesa do Flamengo

Torcedores do Tricolor declarados, eles publicaram um vídeo nas redes sociais brincando com o nome de Cavani.

– Petros, o que você está fazendo aí, cara? – indaga o zagueiro Maicon.

– Cavani – responde o volante, com uma pá em mãos fazendo buraco na terra.

PROFETIZOU?

Petros defendeu o São Paulo entre as temporadas 2017 e 2018 e criou forte identificação com a torcida por declarações fortes e vistas como verdadeiras nos tempos de Morumbi. Depois, mesmo negociado com o time árabe, ele segue acompanhando o Tricolor registrando fotos de jogos e vídeos de comentários/críticas em seu Instagram.

A torcida do São Paulo, inclusive, cria grande expectativa sobre os vídeos de Petros já que ele acabou antecipando as contratações de Alexandre Pato, Daniel Alves e Juanfran recentemente.

NEGOCIAÇÃO COM CAVANI?

Com problemas de caixa, afinal, fechou o balançou de 2019 com deficit de R$ 156 milhões, o São Paulo tem buscado medidas para aliviar à crise financeira causada pela pandemia do coronavírus e cogita vender o jovem Igor Gomes, além de Antony (ao Ajax), para tentar ter condições de fechar o ano com as contas no azul.

O portal Meu Tricolor apurou no último sábado (11) que Diego Lugano está à frente das conversas com o uruguaio para convencê-lo de escolher o São Paulo Futebol Clube como destino caso tenha o desejo de voltar ao futebol sul-americano. As conversas são embrionárias.

Caso haja uma sinalização positiva por parte de Cavani, o segundo passo será a entrada do diretor-executivo de futebol, Raí, e o gerente de futebol, Alexandre Pássaro, para discutir valores e projetos de marketing.

+ Diego Forlán revela que torcia pelo São Paulo e sonha em treinar o clube um dia

O que pesa contra na história, além das altas cifras salarias e de luvas, é a dificuldade encontrada pelo clube de atrair parceiros. Daniel Alves, por exemplo, até o momento só conta com o DAZN o utilizando como garoto-propaganda mediante a contrato de R$ 5 milhões. Situação segue em aberta.

Anúncios

Danilo é traidor ou foi traído? Olha essa história

Danilo Gabriel de Andrade, ou mais conhecido apenas como Danilo, carrega o status de ídolo pelas passagens vitórias em São Paulo e Corinthians. Porém, há uma ala são-paulina que coloca o meia como traidor por ter ido jogar no rival ao invés de voltar ao Morumbi. Só que a história não é bem assim.

HISTÓRIA

Contratado em 2004 pelo São Paulo a pedido do técnico Cuca, o meio-campista veio do Goiás sem muita badalação, disputou posição com Marquinhos no começo e logo se tornou peça fundamental do time atuando pela faixa esquerda de campo junto ao lateral Junior.

No ano seguinte, agora com o técnico Emerson Leão, a formação de 3-5-2 no Tricolor e fez com que o futebol de Danilo explodisse e transformasse na referência. Longe de ser um velocista, o meia canhoto era o cérebro do time são-paulino e disparava pancadas de qualquer lugar do gramado. Atuando assim, ele foi decisivo nas conquistas de Paulistão, Libertadores e Mundial de Clubes.

As atuações do meio-campista na conquista do título brasileiro do são-paulino em 2006 fizeram o Kashima Antlers, do Japão, não ter dúvidas em comprá-lo e viu o atleta se transformar em um dos maiores ídolos do clube entre os anos de 2007 e 2009.

POLÊMICO RETORNO AO BRASIL

Com saudades da família e amigos, Danilo optou em não renovar com o time japonês para voltar Brasil em 2010 e, logicamente, foi bater na porta do São Paulo Futebol Clube para saber como poderia traçar um plano de retorno.

O Tricolor chegou a abrir conversas com o agente Gilmar Rinaldi para repatriar o meia, porém, tinha como prioridade a renovação de contrato do atacante Washington e acabou deixando como segundo plano. Depois, quando correu atrás, já era tarde demais pelo fato do Corinthians ter fechado acordo.

“Eu trabalhava com o Washington e ele estava negociando renovação de contrato com o São Paulo. Então, falei com o São Paulo, eles tinham interesse no Danilo, mas tinham que escolher se iriam renovar com o Washington [ou priorizar o retorno do meia e escolheram o Coração Valente]”, contou Gilmar Rinaldi, em entrevista ao UOL Esporte.

“Quando Danilo conseguiu a liberação no Japão, o Andrés [Sanchez, presidente do Corinthians na época] me ligou e eu dei a prioridade ao Corinthians. Depois, o São Paulo ainda tentou falar com o Danilo, mas a prioridade já era para o Corinthians”, completou o empresário.

A história foi confirmada pelo próprio Danilo em entrevista há um ano ao UOL Esporte. O meio-campista contou que a escolha pelo rival Corinthians após a desistência do São Paulo se deu pelo fato de ser uma equipe em ascensão dentre aquelas que haviam lhe feito proposta.

“Estava no Japão há três anos e, na época, estava conversando para retornar ao São Paulo. Mas no final da história acabei indo para o Corinthians, em um ano que a equipe estava em evolução. Também havia chegado o Ronaldo Fenômeno e o Roberto Carlos. Acabei optando pelo Corinthians”, revelou Danilo, que apontou o motivo da decisão”, contou o jogador.

“Eu vi o que era melhor no momento. No São Paulo, graças a Deus, eu tinha uma história muito bonita e foi muito bom o tempo que eu fiquei lá. Na época, sentei com o Gilmar Rinaldi, que era o meu empresário e sabe muito de futebol. O empresário nessa hora é fundamental. Por ele também ter jogador futebol [o ex-goleiro atuou no Flamengo, Internacional, São Paulo e na seleção], achamos que naquele momento o Corinthians estava em ascensão. Fizemos a escolha certa porque as coisas acabaram se encaminhando muito bem na minha carreira”, finalizou.

NÚMEROS DE DANILO PELO SÃO PAULO

Pelo Tricolor do Morumbi, Danilo disputou 193 jogos (111 vitórias, 44 empates e 38 derrotas), 37 gols e conquistou quatro títulos (Paulista 2005, Libertadores 2005, Mundial 2005 e Brasileirão 2006).

Danilo é traidor ou foi traído?

 

Fonte: Meu Tricolor

Itália bate novamente recorde de mortos por coronavírus: 793 em 24h

A região de Milão, Lombardia (norte), onde os serviços de saúde estão sobrecarregados, registrou a grande maioria das mortes (546) e metade dos novos casos.

As autoridades lombardas pediram ao chefe de governo Giuseppe Conte que tome “medidas mais coercitivas” e imponha “novas restrições”, mais severas que a proibição de reuniões e as restrições aos movimentos em vigor desde 10 de março.

“Chegou a hora de parar, mas realmente”, escrevem o prefeito de Bergamo, Giorgio Gori, e o presidente da província, Gianfranco Gafforelli, em uma carta ao primeiro-ministro.

“A situação em toda a região da Lombardia está assumindo o ar de tragédia e isso é ainda mais evidente, infelizmente, em nossa província de Bergamo, onde vemos muitos homens e mulheres morrendo todos os dias (…) sem podermos nem mesmo dizer um adeus”, escreveram as autoridades.

“Dados os numeros que todos conhecem, não é concebível que ainda hoje apostem no bom senso dos cidadãos chamados a respeitar as regras sujeitas às mais diversas interpretações”, estimaram.

“Os movimentos no território ainda são muito numerosos e muitos constituem um vetor para esse vírus”, acrescentaram.

Paolo Grimoldi, deputado da Lombardia (Liga, extrema direita), também pediu que “o governo intervenha imediatamente (…) para paralisar tudo na Lombardia”.

Quinta-feira, o vice-presidente da Cruz Vermelha chinesa, Sun Shuopeng, vindo para ajudar os italianos com sua experiência, julgou que as medidas tomadas na Itália “não são suficientemente restritivas”.

“Precisamos interromper toda a atividade econômica. Todo mundo precisa ficar em casa”, disse ele.

“A situação é grave. Nos próximos dias, será dramático”, escreveu a Giuseppe Conte a ordem dos médicos do Piemonte, região de Turim, onde o número de mortos chega a 238 mortos.

Neto detona diretoria do São Paulo e compara política do clube ao Regime Militar

O ex-jogador Neto disparou várias críticas à diretoria do São Paulo, na tarde desta terça-feira (11), no programa Os Donos da Bola. Na última segunda (10), veio à tona uma informação de que o clube paulista atrasou salários e direitos de imagem do elenco profissional.

“Lembram ano passado, quando eu falei que vocês não iam ter dinheiro pra pagar o Daniel Alves? Que vocês estavam com um déficit de 180 milhões? Que você Leco, pediu pros conselheiros do São Paulo uma ajuda pra liberar 33 milhões pra pagar tudo?”, questionou Neto.

“Vocês não tão pagando CLT, direito de imagem. Não sei se é só um mês e quando sai isso é porque o jogador falou”, acrescentou.

Neto também falou sobre o lado esportivo do São Paulo. O último título conquistado pelo Tricolor é a Copa Sul-Americana, em 2012.

“A vergonha que o torcedor são-paulino tá sofrendo vem de vocês todos. Vocês ainda não criam vergonha na cara pra fazer assim: ‘eu não sou mais soberano, eu posso voltar a ser’. Vocês continuam achando que são os soberanos e não sai mais”, opinou.

Por fim, Neto comparou a política interna do São Paulo ao Regime Militar, que ocorreu entre 1964 e 1985, no Brasil.

“Vocês não são mais exemplo pros outros clubes. Democraticamente vocês deixaram de ser democráticos. O que vocês viraram? É isso que aconteceu em 64. É por isso que o São Paulo tá desse jeito”, concluiu.

via: Torcedores

Lugano sobre Arboleda com a camisa do Palmeiras: “Ingenuidade e burrice”

O São Paulo colocou seus dirigentes ligados ao futebol para uma longe entrevista coletiva no início da tarde de hoje (16) no CT da Barra Funda. E um dos assuntos comentados foi a punição aplicada a Robert Arboleda, que nas férias foi fotografado vestindo uma camisa do rival Palmeiras. Para Diego Lugano, superintendente de relações institucionais, o zagueiro não fez isso por falta de caráter.

 

“Está claro que é inadmissível que um jogador vista a camisa de um rival, seja no lugar que for, seja em São Paulo, de férias, na cidade dele… É inadmissível. Por isso, o clube decidiu multar o Arboleda. Mas cada caso é um caso e ninguém melhor que nós, melhor que eu, que conheço o vestiário e conheço o perfil do cara, para saber quando é ingenuidade e burrice e quando o jogador é mau-caráter, como talvez a torcida tenha pensado. Posso garantir que foi ingenuidade e burrice. Ele não faz a mínima ideia se essa camisa verde é do México, da Bolívia, da Chapecoense, do Guarani, de Camarões ou do Palmeiras. Posso garantir. As redes sociais e um amigo engraçadinho se encarregaram de trazer esse problema para ele”, lamentou o uruguaio.

Projetando o São Paulo versão 2020, Diniz revela qual projeto irá montar para fazer o time brilhar

Com a vaga na fase de grupos da Libertadores do próximo ano, o São Paulo terminou a temporada com menos pressão. A diretoria do ​Tricolor paulista tratou logo de garantir a permanência de Fernando Diniz; o técnico estava sendo bastante criticado pelo torcedor e ficou na corda bamba na reta final do Campeonato Brasileiro. No entanto, a força dos jogadores prevaleceu e o comandante ficou no cargo.

Fernando Diniz

Em entrevista, o técnico celebrou a sequência que terá no clube do Morumbi e projetou a próxima temporada: de acordo a sua programação, o time em 2020 terá a sua cara e espera conseguir montar uma estrutura de jogo para obter sucesso nos campeonatos que o SPFC irá disputar.

“Acho que não nos classificamos de qualquer jeito. As análises são muito superficiais. Para comparar o São Paulo com alguém, eu preciso comparar dois meses dos meus trabalhos anteriores. Se pegar só esses dois meses, meu trabalho aqui foi melhor executado. Se pegar a partida que fizemos contra o Santos, o que fizemos lá em termos daquilo que a gente espera, fizemos um grande jogo. Teve muito do meu trabalho aqui no São Paulo, se você considerar esses dois meses. É muito positivo ter tempo para trabalhar. Eu gosto de repetir. Eu crio as condições do treino como se fosse jogo. Quanto maior o volume de treino que temos, o efeito é mais positivo. Só não é tão bom que a pré-temporada não é tão longa assim, são uns 15 dias”, explicou.

O comandante também comemorou a permanência do diretor executivo de futebol, Raí.

Léo Reis 🇾🇪@lehoreis

Fomos carregados pela defesa nesse campeonato. De uma eficiência absurda.

Espero que o Diniz não destrua isso em 2020. Precisamos de equilíbrio, de um ataque que produza e conclua mt mais lá na frente. Material humano tem. https://twitter.com/SofaScoreBR/status/1203860947040919552 

SofaScore Brazil@SofaScoreBR

#Brasileirão 🇧🇷@SaoPauloFC

Posição: 6º
Artilheiro: Vitor Bueno (6)
———
📊 Desempenho:

• 12º melhor ataque (39)
• Melhor defesa (30)
• 15º em grandes chances (53)
• 7º em posse de bola (53.5%)
• 6º em passes certos (384)
• 8º em chutes por jogo (10.4)

Ver imagem no Twitter
Veja outros Tweets de Léo Reis 🇾🇪

“O meu sentimento em relação ao Raí é de que a gente fica mais tranquilo, é uma energia muito positiva, nossa sintonia é muito forte, nos damos muito bem. O Raí, diferentemente da maioria das pessoas aqui no clube, é um ícone no São Paulo. Além de ser um cara extremamente inteligente, está lá sempre nos ajudando. Foi um acerto muito grande a permanência do Raí”, completou.

Marí manda mensagem a compatriota Juanfran

O Pablo Marí, vivendo o melhor momento da carreira segundo o mesmo, aproveitou uma oportunidade para mandar uma mensagem também para Juanfran, seu compatriota que chegou na mesma época ao ​São Paulo e foi uma das novidades do Brasileirão em 2019:

Juanfran

“Escutei a entrevista dele agora há pouco falando bem de mim. Eu queria lhe mandar um abraço muito grande. Para mim ele é uma referência a nível europeu, na Espanha, ele fez muita coisa pelo nosso país. É um grandíssimo jogador, assim eu deixo um abraço muito forte pra ele e agradeço muito pelas palavras que me disse”, finalizou.

Confirmado! Após reunião, Raí fica para 2020 com Chapecó, Pássaro e Máfia Barra Funda; Diniz confirmado e o Planejamento se inicia

Depois de uma reunião hoje, Leco e Raí definiram que o trabalho terá sequência em 2020.

Após o anúncio de Belmonte e a rejeição pela mudança por um conselheiro, o nome de Raí passou a ser palatável mesmo em meio aos fracassos.

Assim, Raí, Pássaro, Chapecó e cia limitada da máfia da Barra Funda seguem até o fim do mandato Leco.

Diniz continua firme e o planejamento 2020 se inicia.

Prevendo adeus de Antony e Liziero, SP busca contratações pontuais; atacante pode sair para Turquia

​A vitória magra frente ao Vasco da Gama na noite de ontem (28) fez o São Paulo respirar mais aliviado no Campeonato Brasileiro. O time reencontrou a vitória após dois empates fora e duas derrotas dentro de seus domínios. Com o resultado, a equipe de Fernando Diniz segue firme na sexta posição, que dá direito à vaga direta na Libertadores da América. Enquanto isso, fora de campo, mesmo com ​a política interna pegando fogo, o São Paulo segue de olho no mercado.

Segundo apuração, o São Paulo foca suas pesquisas de mercado em apenas três posições: um atacante pelos lados do campo, um volante e um zagueiro. As sondagens estão relacionadas ao assédio de clubes europeus a três jogadores titulares: Antony, Liziero e Arboleda. O volante e o atacante são os mais cogitados para deixar o clube. Antony interessa a clubes do futebol alemão enquanto Liziero já despertou o interesse de olheiros do Barcelona.

Alexandre Pato

Precisando reforçar o caixa após um ano financeiramente ruim para o clube, a diretoria são paulina pode, inclusive, aceitar oferta por um medalhão do elenco: Alexandre Pato. De acordo com informações do blogueiro ​Renato Nunes, clubes da Turquia estão de olho no camisa 7 Tricolor. As duas agremiações mais cotadas são Sivasspor e İstanbul Başakşehir, onde atua o atacante Robinho.

Blog do Renato Nunes@blogrenatonunes

O São Paulo busca atacantes de lado, zagueiro e volante.

Todas as consultas foram direcionadas nessas posições.

Alguns nomes conhecidos outros nem tanto.

Vou escrever isso mais completo em breve.

Outro detalhe, são as propostas que devem chegar no Morumbi.
Até pelo Pato.

Leandro da Hora@dahoraleandro

Pato pode ir, não ira fazer falta!
Faz um jogo bom e dez dormindo!

Veja outros Tweets de Leandro da Hora

Vale lembrar que, recentemente, Robinho “cavou” um retorno ao Santos. Caso o negócio se concretize, a posição deixada pelo veterano brasileiro pode ser preenchida por Pato. Contratado em definitivo pelo São Paulo após boa passagem por empréstimo, o atacante de 30 anos está devendo para a torcida. Neste ano, o atacante jogou 22 partidas e marcou apenas 7 gols. A última bola na rede aconteceu no clássico contra o Santos, ainda pelo primeiro turno do Brasileirão, em agosto.

Rony no São Paulo? Confira!

Athletico vira bola da vez no mercado e faz tática para evitar desmanche

Campeão da Copa Sul-Americana de 2018 e da Copa do Brasil deste ano sem investir tanto para montar o seu elenco, com um teto salarial baixo quando comparado a outros clubes brasileiros, o Athletico-PR virou a bola da vez no mercado da bola nacional. Jogadores como Rony e Bruno Guimarães devem ser alvos de propostas das principais equipes do país e de times do exterior. Por isso, os paranaenses já criaram uma estratégia para tentar evitar a saída dos atletas.

São Paulo, por exemplo, até mostrou disposição para tentar fazer uma investida por Rony. Já Bruno Guimarães é bem avaliado no Corinthians. No entanto, o que afasta os rivais é a questão financeira. Coincidentemente, o Tricolor paulista é hoje treinado por Fernando Diniz, que trabalhou no Athletico em 2018, e o Alvinegro será dirigido em 2020 por Tiago Nunes, que estava à frente do Furacão.

Fonte: UOL Esportes

10 jogadores de nome que podem ser negociados pelos grandes clubes do Brasil

​Final de ano é sempre assim…aquela expectativa gigantesca para saber quem os clubes irão contratar para a temporada seguinte. Pois o que se espera é que as direções já estejam se movimentando e procurando alternativas para formar grupos capazes de atingir as metas traçadas. Neste sentido, indicamos dez jogadores que devem ser colocados à disposição do mercado pelas grandes equipes do futebol nacional. A lista foi baseada em matéria do ​Uol Esporte.

Cueva (Santos)

Christian Cueva

O meia-atacante peruano está totalmente fora dos planos. E olha que o Peixe ainda nem começou a pagar os R$ 26 milhões devidos ao Krasnodar, da Rússia. O atleta possui contrato até dezembro de 2022.


Vanderlei (Santos)

Vanderlei

O goleiro tem vínculo com o clube da Vila Belmiro até o final de 2020, mas se tornou reserva com Jorge Samapoli e, por isso, deve ser envolvido em alguma troca.


Bruno César (Vasco da Gama)

FBL-BRAZIL-CARIOCA-FLAMENGO-VASCO

O meia, contratado como o grande reforço do clube para iniciar 2019, não deu a resposta esperada. Também deve aparecer em uma eventual troca, já que possui vínculo por mais uma temporada.


Ricardo Oliveira (Atlético-MG)

FBL-SUDAMERICANA-MINEIRO-LAEQUIDAD

Mesmo sendo o artilheiro do Galo, dificilmente seguirá no plantel. Atualmente na reserva de Di Santo, já tem sua saída estudada mesmo ainda com contrato por mais uma temporada.


Borja (Palmeiras)

Miguel Borja

O colombiano está fechando seu terceiro ano no clube, porém jamais conseguiu ser o tão sonhado artilheiro. Em 2019, por exemplo, fez apenas seis gols e virou reserva de Luiz Adriano. O contrato com o Verdão tem validade até dezembro de 2021, mas a saída da Academia é uma tendência.


Deyverson (Palmeiras)

Deyverson

É outro que, na visão de muitos, já deu o que tinha que dar. Tem tudo para ser um dos primeiros da lista de saída do Verdão. Pode ser vendido ou colocado em um negócio, já que seu contrato só vence ao final de 2022.


Thiago Neves (Cruzeiro)

Thiago Neves,Igor Rabelo

A torcida não quer mais ver o meia vestindo a camisa da Raposa. Seu prestígio está totalmente em baixa, tanto que deve liderar a barca de saída mesmo tendo contrato por mais um ano.


Nenê (Fluminense)

O Tricolor fez um grande esforço para contratá-lo em 2019, mas agora é reserva e não está nos planos da diretoria. O mais provável é uma saída amigável, mas se surgir uma possibilidade de troca…Seu contrato vai até dezembro de 2020.

Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação


Hudson (São Paulo)

Hudson

Não tem sido utilizado por Fernando Diniz e deve ser envolvido em negociação. O contrato do volante no Morumbi vence apenas em dezembro de 2021.


Luan (Grêmio)

Luan

Muito embora se fale em um reajuste contratual para que ele permaneça na Arena, é fato que seu rendimento caiu nas duas últimas temporadas. Seu comportamento extracampo e a sequência de lesões também fazem o Grêmio pensar em um negócio para o atacante, que tem contrato até o final de 2020.

Kaká reprova contratações do São Paulo, demissão de Aguirre e saída de Cuca

As excessivas e recentes trocas no comando técnico do São Paulo não vêm agradando a um ídolo da torcida tricolor. Entrevistado da vez no programa “Aqui com Benja”, da Fox Sports, o ex-meia disse que acredita em “contratações por critério” e que eles não devem ser “baseados no resultado do próximo domingo”. No caso de Aguirre, ele entende que o fato de o time ter alcançado a liderança do Campeonato Brasileiro, em certo momento da passagem do uruguaio, aumentou as expectativas sobre o trabalho do treinador demitido há exatamente um ano.

“Não acho que era a hora (de demitir), por mais que você queira mandar embora. Não faltando cinco rodadas. Termina as cinco rodadas, não renova o contrato. A minha crítica é ali”, ponderou, antes de completar: “Acho que tinha que manter. O grande erro do Aguirre foi ter ficado em primeiro. O grande problema dele foi ter terminado o primeiro turno do Campeonato Brasileiro em primeiro. Fez um excelente campeonato, voltou com o time para a Libertadores…”, destacou Kaká, que não aprovou o pedido de demissão de Cuca em 2019.

“Não acho que foi um comportamento correto do Cuca. Não em relação às declarações, mas em relação ao trabalho. Você chega num clube sabendo mais ou menos o que vai encontrar”, comentou.

O melhor jogador do mundo de 2007, entretanto, elogiou o treinador campeão brasileiro com o Palmeiras em 2016. Para ele, a situação no Morumbi é que não ficou muito bem definida.

“Chegar e falar que está saindo porque não deu certo, realmente não acho que é a justificativa mais correta para sair naquele momento. Gosto muito do Cuca como treinador, acho que ele, no Brasil, é um dos diferenciados. Agora, especificamente no São Paulo, a justificativa dele não é muito coerente. Poderia ter levado um pouco mais e tentado fazer as coisas acontecerem”, concluiu.

Créditos: Fox Sports