São Paulo esbanja eficiência, marca gols e mostra força na Libertadores

Com uma vitória por 3 a 0, o São Paulo foi eficiente, fez valer a superioridade e levou a melhor sobre a LDU-EQU, concorrente direta a uma vaga na próxima fase da Libertadores. Reinaldo, Daniel Alves e Igor Gomes mostraram que o clube do Morumbi está mais vivo do que nunca na competição e que é favorito no grupo, mesmo após a derrota na primeira rodada para o Binacional-PER.

O início de jogo do Tricolor foi de muita intensidade e muita velocidade, como tem sido frequentemente. A diferença, porém, foi a abertura do placar logo de cara, traduzindo essa superioridade em gols. Primeiro um pênalti marcado após Antony mostrar estar ligado no jogo e com velocidade impressionante, roubando a bola e cruzando para o desvio com a mão na zaga da LDU.

Reinaldo cobrou muito bem e colocou o time da casa em vantagem: 1 a 0. O relógio não havia chegado nem aos 15 minutos, quando mais uma vez, uma chegada forte e com muitos jogadores ao ataque, possibilitou Reinaldo, decisivo, achar Daniel Alves livre na área para marcar o segundo gol são-paulino. O placar traduzia a diferença entre as equipes naquele começo.

A partir daí, o São Paulo adotou uma postura voltada para a administração do resultado, recuou para esperar os equatorianos e aproveitar as saídas no contra-ataque. A estratégia, porém, passou a ficar perigosa, já que o time de Fernando Diniz não conseguia sair para o ataque. Vitor Bueno, que voltava de lesão, não fez um bom primeiro tempo e pouco contribuiu.

Ainda que tenha caído de produção após os gols, tinha o controle do jogo e a manutenção da vantagem no placar. Com isso em mãos, o Tricolor voltou ao segundo tempo mais confiante e jogando de forma inteligente. Com um jogo mais travado e sem velocidade, a LDU pouco pôde construir e havia espaço para os mandantes aproveitaram para ampliar o placar e o saldo de gols.

Até que aos 15 minutos, uma bela jogada de toque de bola, de pé em pé, sacramentou o resultado. Méritos para Alexandre Pato, que de uma bola preciosa para Vitor Bueno cruzar rasteiro, na medida, para Igor Gomes marcar o terceiro e coroar uma ótima atuação do meia, que é um dos principais jogadores do esquema são-paulino, não pode ficar fora.

Pouco depois do 3 a 0, Sornoza, emprestado pelo Corinthians à LDU, agrediu Daniel Alves pelas costas e foi expulso com vermelho direto. Mais um fator para definir a vitória tricolor, importantíssima para se manter na briga no Grupo e aumentar o saldo, já que o River Plate venceu o Binacional-PER por 8 a 0, na Argentina. Agora todos têm três pontos e se diferenciam pelos gols.

Mesmo que o desempenho do São Paulo seja agradável e que aparente precisar de um detalhe para se ajustar, esse detalhe é justamente a conclusão em gol. O resultado fala mais alto, e dessa vez as finalizações foram eficientes e jogo foi definido cedo. Vitória na conta, embora ainda tenha faltado uma vontade maior para marcar gols. Era para sair do Morumbi com uma goleada, mas o conjunto confirma que o time tem potencial para brigar forte na Liberta.

Lance

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.