Raí e Lugano levam gancho e São Paulo é multado por gritos de ‘bicha’

O TJD-SP puniu Raí e Lugano, dirigentes do São Paulo, com 15 dias de suspensão pelas reclamações contra a arbitragem do empate sem gols contra o Corinthians, pelo Paulistão. Eles abordaram o árbitro Douglas Marques das Flores a caminho dos vestiários, precisando ser contidos pela Polícia Militar, e deram declarações duras na zona mista.

​Pelos próximos 15 dias, os dois não poderão frequentar áreas de competição, como os vestiários, em qualquer jogo do clube – eles, no entanto, podem ir ao estádio assistir às partidas. O São Paulo deve recorrer para que a dupla possa acompanhar a delegação no duelo contra a LDU, quarta, pela Libertadores.

​O Tricolor também recebeu uma multa de R$ 30 mil pelos gritos homofóbicos da torcida na mesma partida. O goleiro Cássio ouviu a palavra “bicha” ao cobrar tiros de meta nos minutos iniciais, o que fez a arbitragem paralisar o jogo. O São Paulo colocou nos telões do Morumbi uma mensagem solicitando que isso não se repetisse, e por isso também deve recorrer desta pena. O clube corria o risco até de perder pontos por esta infração.

​Pelo atraso na volta do intervalo no Majestoso, o São Paulo ainda levou uma multa de R$ 2 mil.

Lance

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.