Com mais títulos no mundo, Dani Alves estreia na Libertadores pelo SPFC

Dono do maior número de títulos na história do futebol (40), Daniel Alves não tem em seu currículo nem sequer uma partida pela Copa Libertadores. Tal lacuna será fechada amanhã (5), quando o camisa 10 entrar em campo para defender o São Paulo contra o Binacional, do Peru, em Juliaca. Com três taças da Liga dos Campeões na sua galeria, o astro está confirmado entre os titulares na equipe de Fernando Diniz.

Em boa fase e com sua liderança natural, ele assumiu o comando do time e tenta passar um pouco de sua experiência internacional para os colegas. Apesar de não ter jogado ainda no torneio continental, ele já atuou em 18 cidades fora do Brasil. No total, foram confrontos em nove países na América do Sul (veja lista abaixo).

O fato de Juliaca estar a quase 4 mil metros acima do nível do mar também não preocupa o jogador de 36 anos. O hoje meio campista também disputou duas partidas em La Paz, na Bolívia, que está cerca de 3,6 mil metros acima do nível do mar. Nestas ocasiões, ele defendeu a seleção brasileira por 90 minutos, em 2009 e 2017.

Até mesmo por exercer essa liderança perante os colegas, o camisa 10 tem conversado bastante com os companheiros e discursado nas preleções. Na vitória sobre a Ponte Preta, no último fim de semana, pelo Campeonato Paulista, ele chegou a falar sobre a importância de o Tricolor paulista se impor.

“A gente tem que ser uma equipe acostumada a ganhar. Ter obsessão de ganhar, porque é para isso que trabalhamos. Não para ganhar hoje e perder amanhã. Não, não, não… Essa não é a equipe do São Paulo. Essa não é uma equipe campeã. É começar a criar esse costume de que aqui só vale vitória”, bradou Daniel Alves.

UOL

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.