Jejum quebrado, confiança de volta: Pato ganha titularidade no São Paulo

A goleada do São Paulo sobre o Oeste, no último sábado, trouxe vários elementos à tona, muitos deles coletivos, outros tantos individuais. O placar de 4 a 0 teve participação importante de um jogador que precisava demais de uma partida assim para confirmar sua evolução: Alexandre Pato. Com dois gols e uma assistência, o camisa 7 mostrou o porquê de sua titularidade.

Após terminar a temporada 2019 sem entrar em campo nos últimos seis jogos, o atacante entrou em 2020 como um jogador reserva, mas com possibilidade de atuar por conta da ausência de Antony, que estava com a Seleção Olímpica. E isso não aconteceu, Helinho ganhou a vaga que estava aberta e Pablo permaneceu como titular no comando do ataque.

No terceiro jogo, porém, uma lesão de Helinho o colocou de volta no páreo. Contra a Ferroviária, Pato entrou como titular e viu Fernando Diniz preparar o time pensando na melhor forma de acomodá-lo, puxando Pablo para o lado do campo e deixando o camisa 7 mais perto gol adversário. Era o primeiro sinal de que o status de cada um estava começando a mudar no elenco.

– Tem dado muito certo para mim desde que eu tenho conversado com o Diniz, desde a pré-temporada. Vocês acompanharam os jogos na hora que eu tive a oportunidade, fui parado pela trave, uma foi no pé do Cássio, outras duas foram anuladas. Eu acho que vem dando certo desde o começo, aquilo que o professor vem conversando comigo, aquilo que ele vem explicando, ele vem confiando no meu trabalho – disse Pato após o jogo na Arena Barueri.

Lance

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.