Anúncios
Futebol Home São Paulo Times

Pedrinho e Antony: companheiros de Seleção, mas rivais em seus clubes

Amigos dentro e fora de campo, dupla que ajudou a classificar o Brasil para Tóquio se enfrentam neste sábado, no Majestoso, no Morumbi. O corintiano venceu todas até aqui

São Paulo e Corinthians se enfrentam neste sábado, às 19h, no Morumbi, pela sexta rodada da fase de grupos do Paulistão-2020 e em meio a tantos duelos individuais e nuances que envolvem o clássico, uma delas chama a atenção. Trata-se da relação de Antony e Pedrinho, amigos fora de campo, companheiros de Seleção Olímpica e rivais defendendo seus clubes.

Os dois são joias em seus times. O são-paulino quase foi negociado com o Ajax neste início de temporada, mas ficará pelo menos até o meio do ano, já o corintiano tem venda encaminhada para o Benfica e irá para Portugal no meio do ano. Dessa forma, o Majestoso deste sábado pode ser um dos último duelos dos garotos defendendo suas respectivas equipes paulistas.

No retrospecto de enfrentamento entre os dois, quem leva a melhor, até aqui, é Pedrinho, que saiu vitorioso nas três partidas em que teve Antony como adversário: no Paulistão-2019, ainda pela fase de grupos (2 a 1), na final da competição (2 a 1) e no primeiro turno do Brasileirão (1 a 0). O jovem tricolor marcou um gol na decisão estadual e o alvinegro anotou um no Brasileiro.

Quando São Paulo e Corinthians se enfrentaram pela última vez, no segundo turno do Brasileirão-2019, nem Antony nem Pedrinho estiveram no duelo, pois estavam com a Seleção Olímpica do Brasil para amistosos preparatórios. Naquela ocasião a vitória foi do Tricolor, por 1 a 0, no Morumbi e ambos fizeram falta para seus clubes. Desde então, a rivalidade ficou de lado.

Os garotos, que mantém amizade fora dos gramados, se reuniram no início desta temporada, na Granja Comary, para ajudar a Seleção Olímpica a garantir vaga nos Jogos de Tóquio, que acontecem entre julho e agosto deste ano. A combinação deu certo, apesar de o time ter oscilado durante o Pré-Olímpico da Colômbia e chegado na última rodada com risco de ficar fora da Olimpíada.

Esses resultados na competição só reforçaram o retrospecto que Antony e Pedrinho acumulam quando atuam juntos na Seleção. Até aqui são 12 partidas, oito vitórias e um empate, que resultam em 75% de aproveitamento. Nesses jogos são três gols para o corintiano e cinco para o são-paulino. Além disso, eles têm em comum o título do Torneio de Toulon, em junho de 2019.

O próximo passo é garantir juntos uma vaga na lista para os Jogos Olímpicos de Tóquio e ajudar o Brasil a trazer sua segunda medalha de ouro no futebol, mas antes disso, eles vão defender seus clubes pela primeira vez neste ano, justamente em um clássico que colocará um contra o outro. Pedrinho chega pressionado após eliminação na Libertadores e Antony vem como esperança.

Enquanto o São Paulo ocupa a terceira posição no Grupo C do Paulistão com oito pontos, o Corinthians é o vice-líder do Grupo D, com sete. Ambos buscam reabilitação no campeonato após serem derrotados na quinta rodada, além de evitar que a classificação para as quartas de final se complique.

Lance

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.