Alexandre Pato soma mais uma atuação apática, mas é absolvido: “Tem se esforçado”

Sem balançar as redes desde a vitória por 3 a 2 sobre o Santos, o camisa 7 tricolor pouco contribuiu no ataque contra o Palmeiras, mas foi absolvido pelo técnico Fernando Diniz, que vem apostando nele como centroavante na ausência de Pablo, machucado.

“Não acredito que o rendimento de um jogador é unicamente pelo posicionamento em campo. Ele [Alexandre Pato] tem se esforçado nos treinamentos para poder melhorar. Se eu achar que ele deve jogar em outra posição, vou colocá-lo. No time que eu tinha na mão, era a posição que ele devia jogar”, afirmou o convicto Fernando Diniz.

Apesar da seca, Pato é o artilheiro do São Paulo no Campeonato Brasileiro ao lado de Reinaldo, com cinco gols. Enquanto Pablo não se recupera do estiramento sofrido, a tendência é que o camisa 7 continue improvisado como centroavante, e nesta posição em que ele precisa urgentemente voltar a dar resultados.

Se Pato tem de lidar com uma curva descendente, Vitor Bueno vive um momento de ascensão no São Paulo. O meia-atacante balançou as redes contra o Atlético-MG, vem se firmando como titular e nesta quarta-feira foi o menos pior de um Tricolor apático diante do Palmeiras no Allianz Parque. Ainda assim, o camisa 12 foi substituído no segundo tempo, fato que gerou alguns questionamentos por parte da torcida e imprensa.

“Acho que ele estava um pouco cansado. Concordo que ele era o jogador mais agressivo do nosso time, estava em dúvida sobre tirar ele, o Antony ou o Igor Gomes. Nos cinco minutos finais antes de eu fazer a alteração, achei que ele tinha dado uma queda. Então, foi por conta disso [a substituição]. Mas, de fato, ele fez um bom segundo tempo”, concluiu.

Gazeta Esportiva

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.