São Paulo lucrará mais de R$ 4 milhões com o sucesso de Rodrigo Caio no Flamengo

O São Paulo receberá mais de R$ 4 milhões graças ao sucesso de Rodrigo Caio no Flamengo. Titular absoluto da equipe comandada por Jorge Jesus, finalista da Libertadores e líder do Campeonato Brasileiro, o zagueiro formado nas categorias de base do Tricolor terá mais 15% de seus direitos econômicos adquiridos pelo Rubro-Negro da Gávea. A informação foi publicada pelo Globoesporte.com e confirmada pela Gazeta Esportiva.

Conforme previsto em contrato, o Flamengo terá de desembolsar R$ 4,4 milhões ao São Paulo pelo fato de Rodrigo Caio ter atingido a primeira das três metas estabelecidas no acordo. Caso o zagueiro atuasse por mais de 4 mil minutos neste ano, o equivalente a mais de 44 partidas, o Tricolor automaticamente venderia 15% de seus direitos econômicos em troca de 1 milhão de euros.

Atualmente, os direitos econômicos de Rodrigo Caio são divididos da seguinte forma: o Flamengo possui 45%, o São Paulo 45% e o próprio zagueiro é dono dos 10% restantes.

Em 2019, Rodrigo Caio já vestiu a camisa do Flamengo 47 vezes. O jogador é titular absoluto na zaga ao lado do espanhol Pablo Marí e, inclusive, foi convocado para a Seleção Brasileira na última data Fifa. Bem-sucedido em sua primeira temporada no novo clube, o zagueiro poderá render ainda mais dinheiro ao São Paulo caso siga nessa toada.

Além dessa primeira meta já atingida, o São Paulo ainda tem mais duas cláusulas no gatilho para encher seus cofres. Se Rodrigo Caio novamente atuar por mais de 4 mil minutos com a camisa do Flamengo em 2020, o clube carioca terá de comprar mais 15% dos direitos econômicos do jogador por 1 milhão de euros (R$ 4,4 milhões).

Como se não bastasse, se a partir de janeiro de 2021 o Flamengo receber uma proposta superior a 12 milhões de euros por Rodrigo Caio e optar por não vendê-lo, terá de adquirir mais 15% dos direitos econômicos do atleta proporcionais ao valor da oferta em questão. Se o Rubro-Negro escolher comercializá-lo, o clube do Morumbi recebe 15% do valor total.

Gazeta Esportiva

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.