Anúncios
Futebol Home São Paulo Times

São Paulo já tem a cara de Diniz: troca de passes e volume de jogo

Tricolor demonstra mais calma e eficiência nas trocas de passes e construção de jogadas. Variação ofensiva e segurança na saída de bola são as armas do começo da Era Diniz

A chegada de Fernando Diniz ao comando técnico do São Paulo fez bem aos jogadores. Desde que o novo comandante assumiu, no final de setembro, o São Paulo não perdeu (um empate e das vitórias). Mais do que a boa fase, o desempenho da equipe melhorou nos últimos jogos.

Se antes o São Paulo era uma equipe apática, que aceitava de forma natural o domínio dos adversários, com Diniz a história é diferente. Contra o Corinthians, o que se viu foi uma equipe muito ligada na partida, pressionando a saída de bola e ‘mordendo’ o rival para recuperar a posse. Com a bola, nada de pressa: começando a jogada desde o setor defensivo, o time tinha paciência para inverter as jogadas e procurar a melhor opção.

As variações ofensivas também são um ponto forte que começa a aparecer no Tricolor. Contra o Fortaleza, as jogadas pelas pontas foram a principal válvula de escape. Já no clássico, a equipe procurou jogar mais na parte central do campo, permitindo a criação dos meias Hernanes e Vitor Bueno.

Outro ponto que vale destaque é a saída de bola com os pés, que começa desde o goleiro Volpi. Marca registrada das outras equipes de Fernando Diniz, o São Paulo passou a adotar o estilo, e começou bem. Tiago Volpi tem boa saída e auxiliado pelos zagueiros Bruno Alves e Arboleda, o sistema defensivo vêm dando conta do recado. Até agora, em quatro partidas sob o comando de Diniz, o Tricolor sofreu apenas um gol: de pênalti diante do Fortaleza.

Com um estilo mais ‘despojado’ e sem medo de arriscar, o São Paulo mostra que, com um bom trabalho, pés no chão e bola no pé, irá conseguir coisas boas no futuro.

Lance

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.