Futebol Home São Paulo Times

Cuca explica atuação abaixo do São Paulo e fala em buscar topo “devagarzinho”

O São Paulo venceu, mas não convenceu. Os desfalques, as estreias, o tempo de inatividade de alguns jogadores foram alguns dos argumentos do técnico Cuca para explicar a dificuldade apresentada contra o Ceará no Morumbi na tarde desse domingo.

“É o que a gente esperava, jogo complicado, difícil, um adversário que marcou bem, dificultou nossa saída de bola. Nós entramos com um meio campo mais leve para ter uma transição mais rápida. Não conseguimos, eles neutralizaram, a maioria das jogadas”, avaliou.

“Não foi um bom primeiro tempo, acho que nosso segundo tempo foi melhor, criamos, bola na trave, mas é um jogo perigoso, o adversário poderia ter empatado naquele lance que eles questionaram a penalidade. Temos de comemorar muito essa vitória”, admitiu.

“Muitos jogadores sem o ritmo ideal de jogo. Sentimos a falta de ritmo de jogo, de entrosamento. Hoje temos de dar esse desconto porque é uma equipe que ainda está em formação. Se você tem dois estreando é natural que não vão render tudo no primeiro dia. Juanfran, primeiro jogo que ele joga fora do pais dele por uma equipe. Temos de ter paciência, calma”.

O São Paulo agora está a cinco pontos do líder Santos e pode encurtar ainda mais essa distância quando igualar o número de jogos com seus concorrentes. Isso vaia acontecer na quarta, contra o Athletico-PR, em Curitiba.

“Hoje quem ia falar que era um jogo fácil? A gente sabia que seria duro. Quem ganhou de mais de um gol do Ceará no campeonato? Time que marca bem, sai com força, o campeonato muito difícil. O Athletico da mesma forma, vamos ter essa tranquilidade, e domingo já tem o Vasco em São Januário. Vamos devagarzinho, igual japonês”, avisou Cuca.

Gazeta Esportiva

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.