Anúncios
Futebol Home São Paulo Times

Antony: “Seria uma honra vestir a camisa do Milan se tivesse a oportunidade” diz jovem em entrevista a veículo italiano; veja

Comparado a Neymar pela facilidade de jogar e idéia de Leonardo, o jovem está na mira do Milan. Ele é seguido por muitos clubes top também na Premier League e o Torneio de Toulon o colocou ainda mais em exposição com o Brasil.

Antony é o futuro e concedeu sua primeira entrevista exclusiva na Europa para o Calciomercato.com .

“Trabalhar no primeiro time me fez muito bem. Me sinto cada vez mais pronto, de janeiro até hoje eu pude realizar o sonho de vestir a camisa da Seleção e vencemos o torneio na França. Eu sei que vou ter que me concentrar, trabalhar com campeões é o que me ajuda mais, sinto os novos avanços e tenho tantos objetivos a alcançar “.

Na Itália você ainda é pouco conhecido: pode nos contar suas características?

“Eu sou um ponta rápido, minha especialidade é driblar, mas ainda ser capaz de jogar tanto no ataque quanto livre. Sempre tento propor um jogo ofensivo, sempre ajudando na defesa. Acho que a entrega de um jogador é fundamental”.

Existe um jogador do passado que te inspira?

“Kaká, um ídolo no Brasil. Ele fez a história no futebol, um homem extraordinário dentro e fora do campo. Sua carreira fala por ele. Foi um fenômeno mundial e sonhava em imitá-lo.”

Existe algum jogador atualmente em atividade a que você é comparável?

“Gosto muito de Lucas Moura. Penso nele quando penso em uma comparação atual: falamos com muita frequência, ele é um grande amigo meu.”

O ídolo desde a infância?

“Eu amo Messi, talvez porque o estilo de jogo é semelhante: canhoto que sai para voltar e chutar, sempre com o objetivo de gols e assistências. Eu tento imitá-lo, ele é um jogador que mudou o conceito de futebol moderno. Mas há uma coisa o que eu gostaria de dizer … “.

Por favor .

“Eu tenho uma noção do grupo, o time vem em primeiro lugar. Adoro fazer gols, mas o futebol é coletivo: não sou o clássico sul-americano que joga sozinho …”.

Você já estreou na Copa Libertadores com o seu San Paolo: emoções?

“Tantas. Um sentimento mágico que eu experimentei este ano, sem dúvida. Eu sempre sonhei em jogar a Copa Libertadores com o São Paulo, o estádio lotado, aplausos pra mim. Estou convencido de que o São Paolo voltará a brilhar nesta competição” .

Muitos dos principais clubes europeus seguem você: você se sente pronto?

“Estou trabalhando para estar pronto para chegar na Europa. Joguei em competições internacionais, eles dão uma experiência única. Eu trabalho duro no São Paulo para crescer tanto quanto possível como jogador de futebol e como homem”

Você gostaria de vir e jogar na Itália? Paquetà fez isso recentemente …

“Eu amo o futebol italiano. Há grande tática, competitividade, clubes de classe mundial com uma tradição única, jogadores muito importantes. Os brasileiros sempre fizeram bem na Itália, eu tento assistir ao Jogos da Serie A quando posso … “.

Qual equipe que você vê com mais frequência na TV?

“Eu gosto do estilo de jogo da Juventus e Napoli. Eu também assisto os jogos de Roma, Inter e Milan”.

Leonardo queria levar você para Milão, o corpo de scouting vem seguindo você há algum tempo: os brasileiros nos rossoneri sempre fizeram bem …

“O Milan é um dos melhores clubes do mundo, uma potência mundial. Não há dúvida sobre isso. Penso em Kaká quando ele deixou o São Paulo e se tornou uma lenda no Milan. Seria uma honra vestir a camisa do Milan se eu tivesse a oportunidade. Hoje eu só penso em São Paulo, então vamos ver “.

A Copa do Mundo de 2022 com a Seleção é seu verdadeiro sonho?

“O período do grupo que vai para as Olimpíadas já começou e eu estou feliz por fazer parte disso. Adoro defender o Brasil, é uma honra para mim. Sonho com a Copa do Mundo de 2022, mas penso nos Jogos Olímpicos de 2020 primeiro. O resto virá por si só. , sonhos são feitos para serem realizados “.

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.