Futebol Home São Paulo Times

São Paulo tenta blindar Antony para não transformá-lo em ‘vilão’ da crise

Atacante de 19 anos pediu para defender a Seleção Brasileira olímpica no Torneio de Toulon, não participou do jogo de volta contra o Bahia e virou alvo de torcedores

Torcedores do São Paulo têm enviado mensagens pouco carinhosas para Antony desde que Cuca disse em entrevista coletiva que ele pediu para defender a Seleção Brasileira olímpica no Torneio de Toulon. A ira aumentou depois que o São Paulo, já desfalcado do atacante de 19 anos, foi eliminado pelo Bahia nas oitavas de final da Copa do Brasil. Em meio à crise, o clube tem tentado blindar o jovem para que ele não vire vilão.

Mesmo sem ser questionado sobre o assunto, Cuca saiu em defesa de Antony em sua entrevista coletiva após a partida em Salvador.

– O Antony está na Seleção, e tinha que ir para a Seleção. Não adianta ficar bravo. Se ele está hoje aqui e a gente é eliminado, com ele perdendo a chance de ir para a Seleção, ele ia entrar em parafuso, ele ia perder a chance da vida dele de se tornar um grande jogador, coisa que a Seleção vai poder dar. Nós fizemos o que é certo no futebol. Se os outros (clubes) não fizeram, aí é problema deles. Não adianta também culpar a diretoria. Quando me perguntaram sobre isso eu fui favorável. Eu não sei se teríamos vencido o jogo com ele aqui, se ele teria feito uma diferença a esse ponto. Acho que não. No geral o Bahia foi melhor nas duas partidas. Pouca coisa, mas o suficiente para passar – declarou o treinador.

Ainda antes da eliminação, o diretor de futebol Raí foi outro a tirar o peso da decisão do jogador de não abrir mão da Seleção – como fez Rodrygo, do Santos, por exemplo.

– Antes da convocação oficial, a gente já tinha a informação de que três ou quatro jogadores do São Paulo seriam convocados. A gente falou “não”, assim como outros times também devem ter negado. A gente falou que não ia liberar nenhum jogador, e aí a CBF chegou à conclusão de que o mais sensato seria convocar um de cada time. Houve exceções (o Corinthians teve dois convocados), mas o prometido foi que nenhum clube vetaria isso. A gente cumpriu o que foi combinado. Obviamente que esse calendário não ajuda ninguém. O jogador quer ir para a Seleção, a gente precisa dele aqui, mas o combinado é que todos os clubes iam liberar pelo menos um jogador. Foi o compromisso que a gente assumiu. Teve a vontade do Antony, conversamos com o Cuca também. Temos Helinho, Everton, outros jogadores que podem ser grandes opções para substituir o Antony – disse o dirigente, em entrevista ao Sportv.

Desde o anúncio da convocação, Cuca vinha batendo na tecla de que o São Paulo só deveria deixar Antony servir à Seleção se todos os outros convocados também atendessem ao chamado. Não foi o que aconteceu, já que o Santos não liberou Rodrygo, o Athletico-PR não liberou Renan Lodi e o Lille (FRA) não liberou Gabriel e Thiago Maia. Raí disse que “o elenco é rico” para justificar o fato de o Tricolor não ter batido o pé:

– Tem uma data Fifa aí, não sei o que vai acontecer com os clubes que não liberarem os jogadores a partir do dia 2 de junho. Mas, como eu falei, acho que o elenco é rico. O Antony participou desses últimos jogos não tão bons que o São Paulo teve.

O empresário de Antony, Junior Pedroso, também saiu em defesa do atleta em meio às críticas que ele vem sofrendo:

– O Antony fez 31 jogos, mais do que o time principal do São Paulo que fez 28 jogos no ano, abriu mão das férias no final do ano para jogar a Copinha, resgatou o bom futebol que salvou o SP no campeonato Paulista e ao ser liberado para defender a seleção base olímpica recebe essa avalanche de críticas de parte da imprensa e torcedores, como se fosse o culpado pela desclassificação do São Paulo na Copa do Brasil?!! Falta bom senso e responsabilidade na hora de julgar um garoto que tem uma personalidade incrível e muito amor ao que faz! – escreveu o agente no Twitter.

Antony só volta ao São Paulo após a Copa América. Titular absoluto da equipe, será desfalque contra Cruzeiro, Avaí e Atlético-MG, últimos três jogos do Brasileirão antes da pausa. A Seleção Brasileira está no Grupo B do Torneio de Toulon, com Catar, Guatemala e França. A competição será realizada entre 1 e 15 de junho.

 

Fonte: Lance

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.