Futebol Home São Paulo Times

São Paulo negocia contratação de lateral Adriano, ex-Barcelona e seleção brasileira

Jogador tem contrato com o Besiktas, da Turquia, até junho de 2019; Atleta de 34 anos é pedido do técnico Cuca, mas questões financeiras podem complicar negociação

O São Paulo negocia a contratação de Adriano, lateral ex-Barcelona e atualmente no Besiktas, da Turquia. O nome é uma indicação do técnico Cuca, que quer um reforço para o setor.

Adriano, de 34 anos, atua na lateral direita e na lateral esquerda, características que agradam Cuca. Ele tem contrato até o dia 1º de junho e ficará livre no mercado.

Adriano tem vontade de retornar ao Brasil e possui boa relação com Cuca. Ambos são de Curitiba. O técnico tentou contratá-lo quando dirigia o Palmeiras, mas a negociação acabou não se concretizando. Agora, ele pediu o jogador no São Paulo.

Neste momento, a negociação com o São Paulo está em andamento e depende de um acerto financeiro. O clube do Morumbi adota a postura de não fazer “loucuras” financeiras.

Nesta sexta-feira, o Besiktas faz seu último jogo da temporada, do qual Adriano não vai participar, pois sofreu uma pancada recentemente. Mas não se trata de uma lesão ou algo preocupante.

Além do Tricolor paulista, outros clubes brasileiros também estão de olho em Adriano. Em entrevista recente ao GloboEsporte.com, o lateral falou sobre interesses de Corinthians e Flamengo no seu futebol. O Santos e o Grêmio também foram atrás do atleta no passado.

Adriano, do Besiktas, está na mira do São Paulo — Foto: Divulgação/BesiktasAdriano, do Besiktas, está na mira do São Paulo — Foto: Divulgação/Besiktas

Adriano, do Besiktas, está na mira do São Paulo — Foto: Divulgação/Besiktas

 

Nesta temporada 2018/2019, Adriano fez 29 jogos, sendo 26 como titular da equipe. O lateral está no Besiktas desde a temporada 2016/2017. Antes, jogou no Barcelona durante seis anos e no Sevilla por mais seis temporadas.

Fonte: Globo Esporte

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.