Ônibus com conselheiros do São Paulo é cercado por torcida no Pacaembu

A bronca da torcida do São Paulo não se limitou às arquibancadas neste sábado. Após a derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, no Pacaembu, um ônibus que levava embora um grupo de conselheiros do Tricolor foi cercado por dezenas de torcedores nas imediações do estádio.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, xingado durante e após o Choque-Rei, não foi poupado pelos torcedores. “Oh, Leco! Quebra meu galho! Sai do São Paulo e vai pra casa do…”. Agentes da Polícia Militar faziam a segurança do veículo, e nenhum incidente foi registrado.

Vídeo incorporado

José Victor Ligero

@jvligero

Ônibus com conselheiros do São Paulo foi cercado por torcedores que protestavam nas imediações do Pacaembu. Não houve agressão ao veículo, que saiu acompanhado por agentes da PM.

29 pessoas estão falando sobre isso

O clima mais hostil, no entanto, foi detectado durante a partida. Logo após o Palmeiras abrir o placar, um torcedor localizado nas numeradas cobertas do Morumbi acusou uma criança de ter celebrado o gol de Carlos Eduardo.

No entanto, a maioria dos torcedores reprovou a postura do acusador. A criança e seus pais deixaram o local minutos depois. Ao final da partida, Leco e os jogadores voltaram a ser hostilizados pela torcida.

Com a derrota, o São Paulo estacionou no segundo lugar do Grupo D, com 14 pontos, três a menos que o Ituano e dois a mais que o Oeste, que visita o Corinthians neste domingo, em Itaquera. O revés lhe obriga, portanto, a torcer por um resultado positivo do arquirrival contra a equipe do interior.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.