Futebol Home São Paulo Times

São Paulo praticamente desiste de Alexandre Pato

Apesar do desejo do torcedor são-paulino, Alexandre Pato está cada dia mais distante do Morumbi. Questões financeiras, de prioridades e até a palavra de Cuca ajudam a explicar a posição do Tricolor em relação à contratação do atacante, que havia dado prioridade ao ex-clube caso conseguisse rescindir com o Tianjin Quanjian, da China.

“Infelizmente, no São Paulo não deve rolar”, avalia a fonte do Blog no São Paulo. “A gente já estava com o orçamento comprometido antes de cair da Libertadores. Agora, então…”, acrescenta o dirigente, referindo-se ao rombo de R$ 30 milhões deixado com a queda para o Talleres.

A folha salarial do Tricolor, que já era alta, ficou ainda mais pesada depois das chegadas de Hernanes, Pablo e Tiago Volpi. Sem as receitas da Libertadores, será complicado para a diretoria manter os pagamentos em dia apenas com as fontes de renda do departamento de futebol. Pato certamente não voltaria ao Brasil para ganhar menos do que R$ 1 milhão por mês.

Para complicar ainda mais, o ataque está longe de ser prioridade. Diretor-executivo de futebol tricolor, Raí está à procura de meio-campistas e laterais.

Apresentado nesta segunda-feira como novo treinador, Cuca também não é um entusiasta da ideia de repatriar Pato. Ele deixou sua posição bem clara na primeira reunião com a diretoria para tratar sobre as necessidades do grupo. E reafirmou na entrevista coletiva que deu no CT da Barra Funda, revelando o interesse do Guangzhou Evergrande no jogador.

“O Pato, pelo que eu estava vendo as notícias, o Guangzhou, que é um dos grandes clubes da China, está interessado nele. Seria uma luta desigual. Não adianta alimentarmos ilusão. Vamos primeiro recuperar a autoestima e o bom futebol que todos aqui têm”, disse Cuca.

 

Fonte: Blog do Jorge Nicola

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.