Futebol Home São Paulo Times

Com Liziero, SP poderá testar dupla “ideal” no meio de campo

A volta de Liziero aos treinos no CT da Barra Funda anima o São Paulo pela chance de, enfim, testar uma dupla diferente no meio de campo. Uma dupla que, para torcedores e inclusive integrantes do departamento de futebol, é a ideal para a temporada: Liziero e Luan, que juntos nunca perderam uma partida pelo time profissional do Tricolor.

A amostra, no entanto, é pequena até aqui. Liziero foi promovido em março de 2018, enquanto Luan subiu em julho. Os dois atuaram ao mesmo tempo pela primeira vez em clássico contra o Corinthians no último Campeonato Brasileiro, por apenas quatro minutos, mas o São Paulo venceu por 3 a 1.

Depois, foram titulares lado a lado em importante triunfo por 2 a 0 sobre o Cruzeiro no Mineirão, em uma partida que está entre as melhores da era Diego Aguirre. Por fim, repetiram a parceria contra o Flamengo, no Morumbi, em jogo que terminou empatado por 2 a 2, mas que contou com a participação dos dois no golaço marcado por Helinho.

Esse mesmo duelo com os flamenguistas, porém, interrompeu a projeção da dupla. Ali, na reta final do trabalho de Aguirre, já se tinha a ideia de usá-los de vez como titulares. O diagnóstico é que os dois se completam mais do que os outros volantes do elenco e têm entrosamento desde as categorias de base. O problema é que Luan sofreu lesão e não pôde atuar mais na temporada passada.

Também estava nos planos de André Jardine, técnico escolhido para 2019 pela diretoria, escalar a dupla. Luan até se recuperou da lesão, mas acabou liberado pelos dirigentes para disputar o Sul-Americano Sub-20 com a seleção brasileira e só retornou ao São Paulo na semana passada. Ele ficou no banco de reservas contra Talleres, na eliminação do time na Copa Libertadores da América, e na derrota para o Corinthians no último domingo.

Liziero também foi desfalque neste início de ano. No dia 31 de janeiro, sofreu uma entorse no tornozelo direito no revés por 1 a 0 para o Guarani e perdeu as últimas cinco partidas da equipe. A volta aos treinos aconteceu ontem e, diante da má fase do meio de campo tricolor, há grandes expectativas por seu retorno definitivo. No último clássico, Willian Farias foi escalado com Hudson e Hernanes e o setor mais uma vez pouco rendeu ofensivamente.

Jucilei foi para a reserva, Hudson tem aparecido apenas pela entrega em campo e Farias vai sobrevivendo à má fase com atuações firmes. Araruna, outra opção do setor, está mais uma vez lesionado. Assim, o técnico Cuca já começa a olhar para os meio-campistas antes mesmo de começar a trabalhar diretamente com o elenco. Ele acredita que tem bons jogadores para o setor e olha com carinho para os emergentes Luan e Liziero.

“São jovens e bons jogadores. Gosto muito dos dois. Temos que ter tempo de colocar em campo e condição. E neste momento não temos. Vamos ver no dia a dia”, disse o treinador, que por enquanto deixa a escalação da equipe nas mãos do interino Vagner Mancini.

Até o próximo jogo do Campeonato Paulista, serão quatro sessões de treinamento para ver se Liziero consegue voltar a ser relacionado e, eventualmente, testá-lo ao lado de Luan. O adversário das 17h de domingo, no Morumbi, será o Red Bull Brasil, justamente o rival da estreia de Liziero pelo profissional do São Paulo, no ano passado. Na ocasião, o Tricolor venceu por 3 a 1. E Luan, que espera pela primeira chance do ano, poderá defender sua invencibilidade pela equipe principal: sete jogos, com quatro vitórias e três empates.

 

Fonte: UOL

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.