Futebol Home São Paulo Times

Petição pela Renúncia do presidente do São Paulo ultrapassa 51 mil assinaturas

Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é o presidente do São Paulo e seu mandato a frente do clube vai até 2020.Fato esse que os tricolores estão dispostos a mudar.

Uma petição na internet criada na última quinta-feira (14), logo após a eliminação precoce do São Paulo na fase Pré Libertadores, algo que nunca havia acontecido, vem mobilizando torcedores são-paulinos e já ultrapassa cinquenta e uma mil assinaturas pedindo a renúncia do presidente.

O criador do movimento “Renúncia do Presidente Leco” identificado como Victor C., elaborou um texto onde explica o pedido do impeachment.

Entre várias críticas que valem a pena ser lidas consta um trecho que chama a atenção: ” Nunca, desde 1930, o São Paulo foi tão achincalhado nos gramados. Em todas as competições que disputou, vergonha.

O uniforme sagrado vermelho, branco e preto, no peito e nas costas, foi espezinhado. Nunca a camisa valeu tão pouco, diante de patrocinadores. A dívida continua altíssima. Transações de atletas, sem nenhum sentido técnico e com valores caríssimos.”

Outra parte de destaque é a acusação de que as bandeiras que estão presentes no escanteio possuem as cores em ordem errada, um detalhe que faz toda a diferença para quem é torcedor.

Em 2015, com a renúncia de Carlos Miguel Aidar para fugir de um processo de impeachment, Leco, então aliado assumiu a presidência do clube.

Já nas eleições de 2017, com o apoio de vários conselheiros, o atual dirigente venceu seu opositor José Eduardo Mesquita Pimenta e garantiu o mandato até dezembro de 2020.

Vale lembrar que nessa gestão, o São Paulo amarga derrotas, quebra de tabus ostentados com orgulho pela torcida e o pior não conquistou nenhum título sequer.

 

Fonte: Torcedores.com

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.