Futebol Home São Paulo Times

Torcida pede, mas Muricy diz que não quer voltar e avisa: ‘Não é só técnico, São Paulo parou no tempo’

A torcida do São Paulo definitivamente se cansou da diretoria e do técnico André Jardine. Durante a eliminação da Copa Libertadores para o Talleres em pleno Morumbi, as vozes da arquibancada gritaram contra o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e Raí e também gritaram os nomes de Telê Santana e Muricy Ramalho.

O sonho em contar mais uma vez com Muricy, porém, já foi embora. Hoje comentarista do SporTV, o tricampeão pelo time tricolor disse não ter intenção de voltar ao futebol.

“Não, não. Eu estou muito bem aqui. Não quero mais ser treinador, já falei diversas vezes. Recebo convite toda hora, mas não quero mais”, disse.

“Fico muito agradecido. A torcida do São Paulo tem um carinho enorme por mim. É claro que é um momento de dificuldade, há muitos anos não ganha um título. Eu passei lá por um bom tempo e ganhei títulos, isso fica na história”, completou.

Muricy ainda defendeu André Jardine, citando até a si mesmo como exemplo.

“A torcida está chateada há algum tempo. Mas a gente tem que rever isso. Não adianta só o técnico, só o técnico. Já trocaram de técnico durante dez anos e não aconteceu nada. Com certeza não é só o técnico. O São Paulo parou um pouco no tempo, tem que se rever muitas coisas. Eles têm que se juntar e conversar, ver onde está o erro”, disse.

“(Se demitir) Vai perder um grande formador de jogadores. Jardine já mostrou na base que é formador, ganhou títulos. Tinha que ter mais tempo para o Jardine, colocar como auxiliar. Eu rodei dez anos para voltar no São Paulo. É um gigante, não é fácil. A pressão é enorme, a vaidade é muito grande”, completou.

 

Fonte: ESPN

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.