Futebol Home São Paulo Times

[Copinha] São Paulo sofre, mas vence Cruzeiro nos pênaltis e vai à semifinal

O jogo – O São Paulo não demorou para mostrar a que veio. Logo aos quatro minutos, após cruzamento da direita, a defesa do Cruzeiro afastou de cabeça, porém, na sobra, o zagueiro Edu acabou furando dentro da área, e a bola ficou nos pés de Paulinho, que dominou e bateu sem chances para o goleiro Jonathan Bráz.

Já aos 18 minutos o São Paulo foi prejudicado pela arbitragem. Antony desceu pela direita e teve seu cruzamento desviado pelo braço do lateral-esquerdo Matheus Pereira. O juiz da partida, no entanto, deixou o lance seguir ao invés de marcar o pênalti escandaloso a favor do Tricolor.

O São Paulo seguiu pressionando o Cruzeiro e por pouco não chegou ao segundo gol na Arena Fonte Luminosa. Primeiro, Gabriel Novaes aproveitou o passe para trás para finalizar, mas teve seu chute defendido por Jonathan Bráz. Depois, recebeu lançamento e encobriu o goleiro adversário, mas a defesa celeste chegou a tempo para evitar o tento tricolor.

Somente na reta final que o Cruzeiro assustou o goleiro Thiago Couto. Aos 35 minutos, Rômulo invadiu a área pela direita e bateu com veneno, forçando o são-paulino a fazer ótima intervenção. No rebote, Caio finalizou no segundo pau e viu o promissor arqueiro tirar a bola de carrinho, quase que em cima da linha.

Já no segundo tempo quem não demorou para balançar as redes foi o Cruzeiro. Mais ligados no jogo, os mineiros acabaram chegando ao empate com Vinícius Popó, que cabeceou após cobrança de escanteio, viu o zagueiro Tuta tirar em cima da linha, mas ter a infelicidade de a bola rebater nos braços do goleiro Thiago Couto e entrar no gol.

Daí em diante o São Paulo pressionou e por pouco não retomou a frente do placar com Gabriel Novaes, que aos 31 minutos teve a chance de balançar as redes ao dominar dentro da área, mas o goleiro Jonathan Bráz fez a defesa. Antes do apito final, Leonardo teve a melhor chance da partida para garantir a classificação do Cruzeiro, mas isolou. Desta forma, a disputa acabou se encaminhando para as penalidades.

Pênaltis

Na cobrança de pênaltis, melhor para o São Paulo, que embora tenha sido displicente em algumas cobranças, acabou conseguindo vencer nas alternadas por 6 a 5.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.