Futebol Home São Paulo Times

Comissão técnica do São Paulo fala sobre importância da pré-temporada

André Jardine e Carlinhos Neves, responsável pela preparação física, comentaram sobre os preparativos da ida do Tricolor para os Estados Unidos, onde a equipe disputa a Florida Cup

O começo de temporada para o São Paulo promete ser agitado. Além da disputa da Copa Libertadores, já na primeira semana de fevereiro, e o início do Paulistão, na segunda quinzena de janeiro, o Tricolor fará um período de treinos nos Estados Unidos, onde disputará a Florida Cup nos dias 10 e 12 de janeiro. O período no Hemisfério Norte é visto pela comissão técnica como algo benéfico para o elenco.

– Será uma experiência boa, muito positiva. A gente sabe que a estrutura e a organização são muito boas, pois da última vez que o São Paulo disputou foram só elogios, todos gostaram e trouxeram boas lembranças – comentou o técnico André Jardine, relembrando a participação do Tricolor em 2017 quando o venceu o Corinthians, nos pênaltis, e faturou o título da competição amistosa.

– Esse período na Flórida vai ser o primeiro passo em nosso planejamento para readaptar os atletas ao esforço, identificar seu atual nível de desempenho, e programar os treinamentos de forma organizada e gradativa em direção ao alto rendimento durante toda a temporada e todas as competições a serem disputadas -emendou Carlinhos Neves, responsável pela preparação física do Tricolor e braço direito de Raí na comissão técnica.

O elenco do Tricolor se reapresenta no CT da Barra Funda no dia 3 de janeiro. No dia seguinte, a delegação viaja para os Estados Unidos onde realiza sua pré-temporada. O primeiro desafio da equipe na temporada será contra o Eintracht Frankfurt, da Alemanha, no dia 10. Na sequência, o Tricolor encara o Ajax, da Holanda, no estádio do Orlando City.

– Será uma boa oportunidade para ver o nível em que a equipe se encontra e nos trará parâmetros importantes do que precisamos evoluir. Em 2019 temos momentos decisivos logo no início da temporada, então quanto mais rápido a gente colocar a equipe num nível competitivo alto melhor. É em cima disso que estou encarando a competição – pontuou André Jardine.

Na visão da comissão técnica, enfrentar adversários europeus antes mesmo da estreia oficial da equipe na temporada será algo positivo para os jogadores. Vale lembrar que o São Paulo ainda não está garantido na fase de gurpos da Copa Libertadores. A equipe mede forças com o Talleres, da Argentina, em jogos de ida e volta. Caso avance, o Tricolor ainda precisa jogar um outro mata-mata, contra o vencedor de Palestino, do Chile, e Independiente Medellín, da Colômbia, para assegurar sua vaga.

– Fazer dois jogos contra adversários europeus também é significativo, mesmo com a rodagem dos atletas em busca da melhor forma para todos. Os jogos fazem parte importantíssima nessa periodização, em direção a melhor forma física e evolução do modelo de jogo que Jardine pretende implantar. Será importante dar minutos em campo para todos os atletas participarem das partidas em busca de melhor rendimento futuro – finalizou Carlinhos Neves.

 

Fonte: Lance

 

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.