Futebol Home São Paulo Times

Libertadores terá adaptações e ‘regra Marcelo Gallardo’ para 2019; entenda

Repaginada Copa Libertadores de 2019 contará com mudanças estruturais consideráveis, muitas ainda não assimiladas pelo grande público. Além da premiação maior e da final em jogo único em campo neutro, outras adaptações estão programadas para a principal competição entre clubes no continente sul-americano.

De acordo com o ?Blog do Marcel Rizzo, as novas mudanças substanciais para a próxima temporada incluem: o aumento no número de suplentes permitidos; reajuste no valor da inscrição para participar da competição; maior número ingressos a serem disponibilizados para patrocinadores; e até mesmo um novo artigo no regulamento da competição, inspirado no “caso Marcelo Gallardo”, ocorrido na semifinal da edição de 2018.

De apenas sete jogadores reservas, as comissões técnicas poderão levar doze jogadores suplentes para as partidas, a partir da edição de 2019. Até este ano, a Conmebol limitava o número de suplentes, indo na contramão da regra da FIFA. O número total de inscritos, no entanto, não sofreu alterações: 30 jogadores é o limite.

Outra mudança aprovada foi a adaptação do artigo 116 do regulamento da competição, com base no episódio envolvendo o treinador do River Plate, Marcelo Gallardo, na partida contra o Grêmio no Rio Grande do Sul. A Conmebol incluiu o seguinte trecho ao artigo: “jogadores e ou membros da comissão técnica que estiverem suspensos para uma partida não poderão de qualquer forma se comunicar com sua equipe, direta ou indiretamente, estando ou não no estádio em que a partida vá se jogar”.

Uma das principais reivindicações dos clubes participantes, no entanto, não foi atendida pela entidade: o fim do gol qualificado como visitante. Este critério de desempate continuará valendo nos confrontos eliminatórios.

Fonte: 90min.com

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.