Futebol Home São Paulo Times

Nenê perde pênalti, São Paulo só empata com o Sport e desperdiça nova chance de entrar no G-4 do Brasileiro

Conhecido há pouco tempo, o goleiro Maílson, 22, teve uma noite de consagração no estádio do Morumbi, em São Paulo, nesta segunda-feira. Foi ele quem evitou que o São Paulo retornasse ao G-4 do Campeonato Brasileiro, defendendo inclusive um pênalti batido por Nenê, assegurando ao Sport um empate sem gols na capital paulista.

Maílson substituiu Magrão, ídolo da torcida do Sport, nesta reta final de campeonato porque o titular sofreu uma fratura no antebraço direito em outubro. Nos minutos finais, ele ainda demonstrou ter sorte. Uma cabeça de Tréllez acertou a trave.

O resultado fez a torcida são-paulina vaiar os jogadores. O time tem os mesmos 63 pontos do Grêmio, mas está na quinta colocação por causa do número de vitórias (17 a 16), o primeiro critério de desempate do torneio nacional. A chance de ingressas no G-4 era boa porque o time gaúcho empatou com o Vitória, no domingo.

O pênalti defendido por Maílson foi aos 29 minutos da etapa final e foi uma das inúmeras defesas que ele fez na partida. O empate foi comemorado como uma vitória pelos jogadores do clube pernambucano. A equipe tem 39 pontos e está na 18ª colocação (entre os rebaixados), mas ainda tem chance de escapar na última rodada.

O motivo é que o América-MG, 17º colocado com 40, jogará com o Fluminense, 14º com 42. E o Vasco (15º, com 42) enfrentará o Ceará (já salvo do rebaixamento).

Na rodada final, o São Paulo enfrentará a Chapecoense, em Chapecó. Já o Sport jogará com o Santos, em Recife. Ambos os jogos acontecem no próximo domingo.

SEM PONTARIA

Como ocorreu nos últimos três jogos, o São Paulo de André Jardine foi soberano na posse de bola, com 75% de domínio, avançou a marcação contra a defesa do Sport e criou jogadas para definir ao gol. Contudo, também como já foi observado antes, faltou melhor pontaria dos jogadores.

Na etapa inicial, teve até uma tentativa de Reinaldo cavar um pênalti, aos 33, quando simulou ter sido derrubado pelo goleiro do Sport.

PERNAMBUCANOS OUSADOS

Com menos posse de bola e domínio territorial, o Sport até que conseguiu incomodar o São Paulo mais do que a torcida tricolor gostaria de ver. O goleiro Jean teve de fazer duas defesas em que havia potencial de gol para os visitantes.

Mas, assim como os são-paulinos, os jogadores do Sport pecaram muito na pontaria e também no último passe.

PÊNALTI IGNORADO

O São Paulo teve motivos para reclamar com o árbitro André Luiz de Freitas Castro.

Ele ignorou uma penalidade clara aos 38 minutos da etapa inicial. No lance, o lateral Cláudio Winck agarrou Diego Souza dentro da área, quase tirando a camisa do são-paulino. A arbitragem nada deu.

VOLTA COM TUDO

O São Paulo voltado com tudo no segundo tempo. Com dois minutos criou as duas melhores chances da partida até então.

No primeiro minuto, Helinho lançou Everton dentro da área. O atacante deu um passe de peito para Liziero, que de primeira só ajeitou para Nenê finalizar. Ele chutou e o goleiro Maílson fez ótima defesa. No minuto seguinte, Helinho chutou de fora da área, aproveitando rebote da zaga, e bola passou rente ao travessão.

Mas o Sport também mostrou estar vivo. Aos 9, em falta cobrada na área por Michel Bastos, Jair cabeceou com perigo. Jean defendeu.

Aos 14, Helinho aproveitou outro rebote da defesa do Sport e finalizou de fora da área, com força. A bola passou à esquerda de Maílson.

DEFENDE, MAÍLSON!

Aos 29, o São Paulo teve uma grande oportunidade para abrir o marcador. Foi em um pênalti cometido por Cláudio Winck em Everton. Contudo, na cobrança, Nenê não foi bem e chutou no meio do gol. Maílson conseguiu defender com o joelho.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO X SPORT
CAMPEONATO BRASILEIRO 2018 – 37ª RODADA

DATA: segunda-feira, 26/11/2018
HORÁRIO: 20h (de Brasília)
LOCAL: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
PÚBLICO: 15.235 presentes
RENDA: R$ 454.321,00
ÁRBITRO: André Luiz de Freitas Castro (GO)
ASSISTENTES: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
GOLS: 
CARTÃO AMARELO: Reinaldo (SPO); Jair, Mateus Gonçalves e Matheus Peixoto (SPORT)
CARTÃO VERMELHO: Cláudio Winck (SPORT), aos 44 minutos do 2º tempo

SÃO PAULO: Jean; Araruna (Igor Gomes), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Liziero e Nenê (Tréllez); Helinho (Antony), Diego Souza e Éverton. Técnico: André Jardine

SPORT: Maílson; Cláudio Winck, Adryelson, Ernando e Raul Prata; Marcão (Deivid), Jair, Gabriel e Michel Bastos (Hernane); Mateus Gonçalves e Matheus Peixoto (Marlone). Técnico: Milton Mendes

 

Fonte: ESPN

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.