Futebol Home Times

São Paulo x Sport: Carinho pelo adversário marca Diego Souza e Magrão

A partida entre São Paulo e Sport, que acontece nesta segunda-feira (26), às 20h, no Morumbi, tem um sabor diferente para dois personagens importantes de suas equipes. Amigos e com trajetórias de sucesso em seus clubes, o tricolor Diego Souza e o rubro-negro Magrão nutrem carinho especial pelos adversários desta penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Não é segredo para ninguém que Diego Souza é considerado ídolo da torcida pernambucana. Em sua passagem pela Ilha do Retiro, o atacante ficou conhecido até como o “embaixador de 87”, em referência ao título nacional daquele ano. Decisivo, o jogador atuava com a camisa 87 e conquistou o respeito de todos em Pernambuco.

Apesar de o Sport não brigar pelas primeiras colocações no Brasileirão durante a passagem de Diego Souza pelo Sport, o atacante chegou a ser convocado para a seleção de Tite e até cogitado para integrar o elenco da Copa do Mundo. Na vitória do São Paulo por 3 a 1 pelo primeiro turno do nacional deste ano, na Ilha do Retiro, ele foi aplaudido pelo público diversas vezes, mesmo com a camisa do Tricolor, e não comemorou o gol que marcou sobre o amigo Magrão. Por tudo isso, não é de se estranhar o carinho que o jogador tem pelo seu ex-clube.

“Tenho muitos amigos aqui e por isso fiz questão de tratar o Sport com respeito. Eu me senti em casa e vou embora feliz com o resultado”, disse Diego Souza, na época. Agora, o artilheiro do São Paulo na temporada, com 16 gols, é dúvida por causa de dores no joelho direito.

No caso de Magrão, a relação com o São Paulo é familiar. O filho do arqueiro do Sport, Rafael, defende o sub-17 do Tricolor. O jovem é considerado uma das promessas das categorias de base do clube. Em Cotia desde os 13 anos de idade, ele tem vínculo com o time do Morumbi até 29 de fevereiro de 2020.

O veterano goleiro do Sport, de 41 anos, sempre que possível tenta passar conselhos para o garoto, que demonstra talento nas divisões inferiores do clube paulista. Em 2016, após um empate por 0 a 0 no Morumbi, o jovem mostrou as instalações do estádio para o pai, e os dois puderam conversar um pouco mais sobre a carreira e o dia a dia no São Paulo.

Everton Felipe e Michel Bastos reencontram ex-clubes

Além de Diego Souza e de Magrão, a partida desta segunda também vai trazer lembranças para outros dois jogadores. Everton Felipe foi contratado pelo São Paulo em agosto deste ano. A sua estreia pelo Tricolor aconteceu justamente contra o Sport, na Ilha do Retiro. O começo da carreira profissional do meio campista foi justamente no Rubro-negro pernambucano.

O primeiro duelo dele como profissional foi em 13 de fevereiro de 2014, ainda pelo Sport. No total, em Brasileiros, ele disputou 61 jogos pelo time pernambucano, registrando três gols e cinco assistências. Pelo Tricolor, ele ainda está invicto, com quatro vitórias e dois empates em seis jogos, sendo quatro partidas como titular.

Já Michel Bastos chegou ao São Paulo em 2014, após carreira internacional. Chamado de craque pela direção do Tricolor na época, ele virou figura importante no clube. No entanto, com o passar do tempo, acabou se envolvendo em polêmicas e entrou em choque com a torcida após pedir silêncio na comemoração de um gol justamente contra o Sport, em outubro de 2015, no Morumbi. Em 2017, defendeu o Palmeiras e agora está no Sport, onde atuou em 22 partidas e marcou quatro gols.

 

Fonte: UOL

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.