Futebol Home São Paulo Times

Liziero vira maior ativo para São Paulo terminar 2018 no azul

O São Paulo já começa a fechar a previsão do seu balanço orçamentário de 2018. Segundo apurou o UOL Esporte, até o momento, o Tricolor não deve conseguir concluir as contas com superávit, como aconteceu nos últimos dois anos. A expectativa inicial do clube era de vender ao menos mais um jogador na última janela de transferência. Por isso e pela movimentação natural do mercado, o departamento de futebol deve negociar atletas após o fim do Campeonato Brasileiro.

Antes, o jogador considerado o mais valorizado do Tricolor era Rodrigo Caio, que tinha o status de zagueiro de seleção brasileira. No entanto, em 2018, ele teve uma lesão no pé esquerdo e dificuldade para se firmar entre os titulares. Desta maneira, nem sequer recebeu propostas na janela de transferência do meio do ano. Ainda assim, o defensor trocou de empresário – era gerenciado por Carlos Leite e hoje trabalha com Nick Arcuri – e tem o seu nome especulado no Milan. Agora, além do zagueiro, quem também chama a atenção no exterior e pode ajudar a reforçar o caixa tricolor é Liziero.

O jogador já recebeu sondagens de clubes europeus, pessoas ligadas ao jovem dizem até que um clube italiano estaria disposto a oferecer 10 milhões de euros (R$ 43 milhões) para fechar o negócio. No entanto, para o São Paulo não chegou qualquer proposta pelo garoto. Além disso, a atenção do departamento de futebol está voltada para as últimas três partidas do Brasileirão e para a possibilidade de terminar entre os quatro mais bem colocados, para assim garantir uma vaga na fase de grupos da próxima Copa Libertadores.

Além de ser considerado um jogador promissor, Liziero tem a seu favor o fato de possuir o passaporte italiano, assim como Rodrigo Caio. O meio campista, de 20 anos, havia sido liberado pelo São Paulo em agosto deste ano para viajar ao Velho Mundo para tirar o documento. Na ocasião, ele esteve acompanhado do empresário Fernando Garcia e encontrou Malcom, do Barcelona.

Polivalente, Liziero subiu para o profissional em março, quando Diego Aguirre assumiu o comando técnico. Formado nas categorias de base do clube e com bom relacionamento com o hoje treinador da equipe, André Jardine, ele tem contrato com o São Paulo até abril de 2023. Neste ano, ele recebeu uma valorização salarial e ampliou o seu vínculo, que antes era válido até 2020.

 

Fonte: UOL

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.