Futebol Home São Paulo Times

Andrés critica postura de Ricardo Rocha; Raí minimiza situação

Presidente do Corinthians reclamou da arbitragem e afirmou que sua equipe foi prejudicada. Ida de Ricardo Rocha ao vestiário dos árbitros gera polêmica entre os rivais

Ao fim do Majestoso em Itaquera, empatado em 1 a 1, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, criticou bastante a arbitragem do paranaense Rodolpho Toski Marques. Além de reclamar de ter sido prejudicado no clássico, o cartola reprovou a atitude de Ricardo Rocha, coordenador de futebol do São Paulo, em comparecer ao vestiário do trio de arbitragem antes do início da partida. Raí minimizou as críticas.

– Foi a primeira vez que desci no vestiário, os jogadores estavam tão revoltados que não estavam querendo voltar a campo. Absurdo! O Corinthians não vem fazendo um bom campeonato, os jogadores sabem disso, mas está demais. Não é porque se vota contra o VAR que você pode ser prejudicado dessa maneira. Esse ano está demais – esbravejou o presidente do Corinthians, lembrando o gol não dado para ao Timão ainda no primeiro tempo e a não marcação de um pênalti em Romero.

Durante a entrevista, Sanchez criticou a postura de Ricardo Rocha. Com a permissão do inspetor da partida, o dirigente do Tricolor foi até o vestiário da arbitragem antes da bola rolar. Na súmula, Rodolpho Troski Marques admitiu a visita do cartola, e explicou quais foram os assuntos tratados.

– Informo que antes do início da partida compareceu ao vestiário da arbitragem o senhor Ricardo Rocha, diretor da equipe do São Paulo, após
solicitar autorização ao inspetor da partida, com o objetivo de cumprimentar e desejar sucesso para a arbitragem. Antes de sair, disse que
seus jogadores estariam orientados a respeitar as decisões da arbitragem – escreveu o árbitro – escreveu Marques.

Ainda segundo a súmula da polêmica partida, Alessandro Nunes – diretor de futebol do Corinthians – também compareceu ao vestiário da arbitragem com a permissão do inspetor e pediu desculpas. O árbitro, no entanto, não deixa claro o que teria motivado este pedido.

– Relato também que após o término da partida compareceu ao vestiário da arbitragem o senhor Alessandro Nunes, diretor do Corinthians, após solicitar autorização ao inspetor e ao árbitro da partida, com o objetivo de pedir desculpas para qualquer ato exagerado que pudesse ter ocorrido. Compreendendo a pressão que todos os envolvidos no futebol sofrem, desejando que a arbitragem tenha mais apoio e sucesso na sequência da temporada – diz o documento.

Na saída da Arena Corinthians, Raí – diretor executivo de futebol do São Paulo – minimizou as críticas dos corintianos e falou em jogo midiático do presidente do clube rival. Ainda de acordo com o cartola tricolor, Ricardo Rocha tem o costume de conversar com adversários e demais envolvidos nos jogos antes da partida.s

– Esse é um jogo de palavras midiático do Andrés. O Ricardo Rocha cumprimenta, não só o árbitro, mas os adversários em todos os jogos. Ficou conversando 20 minutos antes do jogo com o próprio Andrés. Contra o Flamengo, conversou com o Dorival. É cordialidade, apenas”, sobre a acusação feita por Andrés Sanchez de que Ricardo Rocha teria ficado 10 minutos dentro do vestiário da arbitragem antes da partida – argumentou Raí.

 

Fonte: Lance

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.