Futebol Home São Paulo Times

Jornal inglês inclui são-paulino e outros brasileiros em lista de grandes promessas

O jornal inglês “The Guardian” divulgou nesta quinta-feira a edição anual do “Next Generation”, lista de apostas em jovens jogadores que se destacarão no cenário mundial, com três brasileiros entre os 60: o lateral-esquerdo Luan Cândido, do Palmeiras, o meia Ed Carlos, do São Paulo, e o atacante Rodrygo, do Santos atualmente, mas contratado pelo Real Madrid. Para entrar na relação, precisa ter nascido em 2001.

Além do trio brasileiro, o jornal inglês destaca outra referência ao Brasil: Antonio Marin. Apesar do sobrenome familiar igual a José Maria, ex-presidente da CBF preso nos Estados Unidos por causa do Caso Fifa, não é essa relação que o jovem do Dínamo Zagreb tem com o país. Mas seu talento para o drible, velocidade e finalização com as duas pernas renderam o apelido de “Neymar croata”.

Quem também chama a atenção na lista é o francês Képhren Thuram-Ulien, meia do Monaco, filho mais novo de Lilian Thuram, campeão mundial de 1998 pela seleção. O país vencedor da última Copa, aliás, é o que tem mais nomes na relação. São cinco, entre eles, o zagueiro Loïc Mbe Soh, do Paris Saint-Germain, o lateral-esquerdo Rayan Aït Nouri, do Angers, o volante Abdoulaye Dabo, do Nantes, definido como uma mistura de Kanté e Pogba, e o atacante Willem Geubbels, também do Monaco.

Atrás da França e à frente do Brasil em número de representantes no Next Generation 2018, aparece a Espanha. São quatro nomes listados: o zagueiro Eric García, formado no Barcelona e contratado pelo Manchester City aos 16 anos, o meia Víctor Mollejo, do Atlético de Madrid, cujo ídolo é o sergipano naturalizado e companheiro de clube Diego Costa, o atacante Pelayo Morilla, do Sporting Gijón, e o artilheiro de origem maroquina Nabil Touaizi, revelado pelo Valencia e também contratado pelo time treinado pelo catalão Guardiola.

Além do Brasil, outros três países têm trios na lista: Alemanha Itália e Espanha. Argentina e Uruguai são representados por dois, mesmo número de croatas, ingleses, georgianos, holandeses, noruegueses e turcos.

 

Fonte: Globo Esporte

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.