Futebol Home São Paulo Times

Disputado por patrocinadores, Pato cogita volta ao Brasil em 2019

Escolher um novo fornecedor de material esportivo e negociar o retorno ao futebol brasileiro para janeiro. É por esses objetivos que Alexandre Pato tem trabalhado nos últimos dias, de acordo com uma pessoa próxima ao atacante do Tianjin Quanjian.

O contrato com os chineses termina somente em dezembro de 2019, mas ele tem a esperança de um clube daqui convencer o Quanjian a liberá-lo uma temporada antes.

A notícia pode ser boa para São Paulo e Flamengo, times que o ex-jogador da seleção já demonstrou carinho. Pato viveu seu melhor momento em território nacional com a camisa do Tricolor. Já o Rubro-negro o sondou outras vezes e ouviu que ele veria com bons olhos a chance de atuar pelo clube mais popular do Brasil.

O negócio, porém, está longe de ser fácil. Tudo porque a liberação junto ao Tianjin Quanjian não parece provável, a menos que os chineses recebam uma compensação financeira. Desde que foi contratado, no ano passado, o atacante já disputou 51 jogos e marcou 29 gols.

Além dos bons números, Pato também garante visibilidade internacional ao ex-time de Vanderlei Luxemburgo. Ele é o terceiro jogador estrangeiro mais influente nas redes sociais da China, atrás apenas de Cristiano Ronaldo e Messi – os dados são de uma pesquisa da “All Star Partner”, empresa parceira do jornal esportivo Mundo Deportivo.

Quem paga mais: Após mais de dez anos, Alexandre Pato não é mais garoto-propaganda da Nike. O contrato terminou recentemente e a fornecedora de material esportivo não chegou a um acordo com o atacante. Por anos, o jogador estava entre os mais bem pagos da Nike. Agora, Pato negocia com duas concorrentes: Adidas e Puma.

Blog Jorge Nicola

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.