Futebol Home São Paulo Times

Após dinastia de Rodrigo Caio, trio vira referência na zaga são-paulina

Desde quando Paulo Autuori deslocou Rodrigo Caio do meio de campo para a zaga, em 2013, o torcedor se acostumou a ver o zagueiro como titular do São Paulo. A presença do defensor só não foi uma constante em casos de lesão – como a sofrida no joelho esquerdo, em 2014 -, de convocações para a seleção brasileira e de suspensões. Neste ano, porém, após a cirurgia no pé esquerdo do beque, Anderson Martins, Arboleda e Bruno Alves se firmaram no setor.

O bom momento do trio dificulta o retorno de Rodrigo Caio. O zagueiro sofreu a contusão no dia 22 de abril, no empate por 0 a 0 com o Ceará, ainda pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Na época, ele era cotado para servir à seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia. Após o período de recuperação, foi liberado para voltar a integrar o elenco. Em um jogo-treino, no dia 27 de agosto, porém, levou uma pancada no joelho direito e precisou retomar o trabalho no Reffis. Sem poder atuar, ele viu, mais uma vez, os três companheiros se destacarem.

Com Anderson Martins, Bruno Alves ou Arboleda, o São Paulo disputou 23 rodadas no nacional e sofreu 19 gols. O setor virou referência e ganhou elogios do técnico Diego Aguirre. Neste segundo turno, por exemplo, a equipe levou três gols em seis confrontos (média de 0,5 por duelo). Até mesmo para aproveitar esse bom momento do trio, Aguirre fez uma espécie de rodízio entre os três. Anderson Martins jogou 24 partidas no ano, e Arboleda e Bruno Alves atuaram em 30 cada.

“Ele (Aguirre) falou que, como o calendário tem muitos jogos, ele iria revezar os jogadores. Para a gente, hoje, é natural. Entendemos e mantemos uma amizade muito grande fora de campo. A gente se respeita e torce muito pelo outro. Sabemos que o sucesso da defesa do São Paulo é o sucesso de todos, também. Temos essa consciência sempre, e procuramos nos ajudar dentro de campo”, disse Bruno Alves, que cumpre suspensão automática neste fim de semana, contra o América-MG, por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Por isso, Rodrigo Caio ganha uma chance de talvez voltar.

“Acredito que ele já pegou a forma física e vai ter a oportunidade dele. É um excelente jogador, com nível de Copa do Mundo. Quando tiver a chance, vai ajudar a gente como sempre fez aqui no São Paulo. Vai depender do jogo. Nos treinamentos, ele está bem. Isso dá confiança para ele, também. Ele sabe que quando entrar em campo será como andar de bicicleta. Vai fazer um grande jogo e ganhar confiança para o restante da temporada”, completou Bruno Alves.

 

Fonte: UOL

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.